AppleNotícias

Apple publica documento explicando a segurança por trás do Touch ID

Touch ID

Em época de NSA e questionamentos com a segurança, a Apple resolveu liberar um documento em que explica diversos pontos da segurança do iOS 7, inclusive detalhes de como funciona o Touch ID. Entenda por que ele é tão seguro e o motivo de causar dores de cabeça para as assistências técnicas paralelas.

Basicamente, o documento explica que cada sensor é diretamente associado apenas àquele aparelho em que é colocado durante a fabricação. Portanto, não é possível tirar o sensor de um aparelho e colocá-lo em outro, e nem comprar a peça individualmente em sites chineses, pois não irá funcionar. É por isso que assistências técnicas não autorizadas pela Apple não conseguem reparar iPhones 5s com o botão frontal estragado ou um Touch ID com problemas, pois é preciso trocar o aparelho inteiro.

Cada Chave de Segurança é aprovisionada durante a fabricação do aparelho com o seu próprio UID (identificador único), que não é acessível por outras partes do sistema e nem conhecido pela Apple. Quando o dispositivo é inicializado, uma chave temporária é criada, associada ao seu UID, e usada para criptografar a porção da Chave de Segurança no espaço de memória física do dispositivo. Além disso, os dados que são salvos no sistema de arquivos da Chave de Segurança são criptografados com uma senha associada ao UID e um contador de anti-replay.

O chip A7 também tem um papel importante, interpretando os dados criptografados, mas mantendo-os com ele, sem repassá-los para nenhum outro aplicativo ou fazendo-o sair do aparelho.

Como segurança, o Touch ID será desativado e o iPhone sempre pedirá que se digite a senha do aparelho quando:

  • O iPhone 5s é reiniciado
  • A tela do iPhone não foi desbloqueada por mais de 48h
  • Depois de 5 tentativas frustradas de identificação da digital
  • Cada vez que se configure um novo dedo
  • Quando se bloqueia o aparelho pelo iCloud

Para mais detalhes sobre as questões de segurança, basta baixar o PDF (em inglês) do documento neste link.

via TechCrunch

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Incrível…

    Adorei!!!

  • Giulliano Adami

    Interessante

  • Guilherme

    Apple é Zica

  • Wellington alves

    Coincidência divulgarem isso logo após o lançamento do S5 da Samsung?

    • É, aquela imitação patética de sensor de digitais nada prática que precisa segurar o aparelho com as duas mãos para fazer funcionar, né? 😉

      • Junior Santos

        Aquele sensor do S5 é o mesmo que a HP, Dell, Acer usavam em seus notebooks e que nunca funcionavam..
        Trabalhei com diversos PC’s que tinham isso e era uma dor de cabeça..
        Era muito mais pratico uma senha complexa do que passar o dedo naquilo.
        Aff!!!!!

        #Ponto pra Apple 😀

      • AntaGomes

        Rsssss, essa foi no Rim!!

      • Rafael

        Só não dá para falar que é imitaram a Apple. O dispositivo da Samsung é muito mais próximo do que o usado pela Motorola no Attrix.

        • Cara, se colocar um scanner no botão frontal logo depois que foi lançado o 5s não é tentar fazer tudo o que a Apple faz, então não sei mais o que significa imitação…

          • Luan Carlos

            eu até fiquei surpreso que a Samsung não lançou um processador de 64-bits também.

            • Pedro HH

              Pra que lançar um processador 64-bits se pode enfiar mais núcleos? haha

            • Ela não lançou um processador de 64-bits porque não conseguiu, não porque não quis, tenha certeza disso. 😉

          • Rafael

            Concordo plenamente que o motivo de a Samsung ter colocado o sensor de digitais foi o 5S. Só que acho a implementação da Samsung mais próxima da que foi usada no Attix (que, embora tenha sido um péssimo aparelho, o sensor funcionava muitíssimo bem e com apenas uma mão).
            Sensor de digitais em celular não é nenhuma novidade – na verdade até onde sei, quem lançou o primeiro celular com leitor de digitais foi a Toshiba em 2007!

  • Murilo

    Muito bom, mas agora só imagino o preço que vai custar o conserto do botão home depois que a garantia acabar!!!!

    Melhor nem imaginar. 🙁

  • Diogo

    Eu quero saber se tem como fazer a única senha do aparelho ser o Touch id, não gosto de deixar uma senha numérica.

    • Precisa de uma senha, para os 5 casos citados no final do texto.

    • Eu também tava querendo isso… mas já descobri que não tem jeito pelos motivos ali de cima.
      O que eu fiz foi trocar a senha numérica para alfanumérica, dificultando o acesso por lá!

  • Anderson

    Acho bom a Apple divulgar essas informações, assim a mídia especula menos e noticia mais a verdade.

    • Junior Manoel

      Eles sabem disso, mas especular sobre a segurança e dizer que podemos ser espionados gera mais acesso.

  • Thales

    Ou seja, se o touch ID quebrar, só trocando o aparelho?

    • Poliana

      E aí eu me fiz essa mesma pergunta…. O botão home nunca foi a fortaleza do iphone. Se ele estragar terei que trocar o aparelho?! Jesus!

    • Patricia Ferraz

      acho que não e so levar ate a assitencia tecnica autorizada da apple 😉 🙂

  • aLex

    Ótima matéria!

  • Cézar

    Também achei a maior fuleragem aquele sensor mal feito da Samsung, só fez pra dizer que tem, mas prestar q é bom nada

  • Goiano

    A samsung tenta… Mas pelo jeito nunca vai deixar de ser uma cópia, muito mal feita, do que for lançado pela Apple. #SamsungFail

  • Dawe

    Quero saber o que acontece se o TouchID estragar depois da garantia…

    • Daniel

      Ele para de funcionar! 🙂

  • Adriano

    Vida longa para a Maçã!!

  • bruno

    isso é muito ruim para quem quebrou o botão e a garantia não cobre mais, ao invés de arrumar o aparelho ficando mais barato você terá que trocar de aparelho. MUITO RUIM, neste ponto claro. já em segurança é ótimo, mas sei lá.

    • Michael

      Acho que por isso que a Apple fez o Touch ID com video de safira. Nâo tem uma foto rolando na net de um iPhone que foi esmagado por um carro e só sobrou o Touch ID intacto?

      • anne

        Tomara que seja resistente assim mesmo. por enquanto nao vi nenhum relato 🙂

      • Jean

        Lembrando que o fato de ser de safira não quer dizer que tem uma alta resistência a impactos ou pressão, o material safira tem uma alta resistência a riscos apenas.

  • Alan Aquila

    E melhor começar a usar o AssistiveTouch. Vai que da uma merda nesse botão.

  • Meu 5s é foda!!! O touch ID é muito preciso, e fico feliz em nao fazer manutenção, prefiro pagar p ter um zero!

  • Michael Eceiza

    Meu TOUCH ID não funciona. Estarei entrado em breve com um processo contra a Apple, com pedido de liminar, para reparar ou trocar o celular em decorrência de vício no produto, mais precisamente no “Touch ID”.

    OBS: iLex, informarei o blog quando conseguir a decisão liminar de forma a derrubar de uma vez por todas o “mito” criado pela mídia de que iPhone comprado no USA não tem cobertura no Brasil. Isso não existe. Já me manifestei em outras oportunidades neste espaço registrando essa linha de raciocínio. O produto é o mesmo, o que muda é apenas a banda de freqüência. Não nenhuma razão para a garantia do brasil não cobrir, notadamente pelo fato de que a garantia da apple é mundial. O Reparo deve ser feito, no prazo de lei, ou a troca por um idêntico, Leia-se, modelo AMERICANO. Passarei mais informações em breve, caso seja interesse do blog em divulgar.

    VOLTADO AO PROBLEMA: Desde que comprei o celular, o Trouch ID quase nunca funcionava, mesmo com a digital devidamente cadastrada. Ocorre que ele deixou de funcionar de vez e ao tentar cadastrar novas digitais, o sistema simplesmente não aceita. Ele não fixa a digital. Quando se coloca o dedo ele não consegue captar e cadastrar a digital. Em outras palavras, aquele dedo que aparece na tela sendo preenchido por linhas vermelhas não consegue MEMORIZAR os traços da digital, de forma que o processo de cadastro não se conclui.

    Já testei de todas as formas, inclusive restaurei o iOS com instalação limpa e não tem santo que faça ele conseguir cadastrar a digital.

    Vale lembrar que já tive todos os iPhones, desde 2007, inclusive o 1º que não foi vendido no Brasil, e por tal razão, posso dizer com conhecimento de causa, mesmo não sendo expert, que o problema é no dispositivo, devendo, portanto, ser reparado.

    ALGUEM COM PROBLEMA SEMELHANTE ou que já leu algo nesse sentido? Me ajudaria bastante trocar ideia ou ler alguma matéria sobre o ocorrido.

    • AntaGomes

      Vc já esta com esse caso a tempos discutindo em foruns…vamos esclarecer umas coisas:
      – Culpa não é da Apple e sim a Anatel que homologa determinados modelos no Brasil, portanto se não é legal no Brasil não pode ser arrumado ou trocado.
      – Quem compra no exterior sabe que não conta com cobertura em iPhones de determinados países.
      – Apple é a única empresa que oferece cobertura em seus produtos mundialmente, com algumas exceções como nesse caso.
      – Se vc conversa com a Apple USA “sempre” eles resolvem o caso, se endurecer “não”.

      • Michael Eceiza

        Amigo “ANTAGOMES”, respeito sua opinião, mas discordo e explico:

        1) A Anatel não tem absolutamente nada com o problema. O fato dela homologar ou não o uso de um MODELO de aparelho no Brasil não guarda nenhuma relação com o defeito do produto; A garantia é dada pelo FABRICANTE e uma agência reguladora não pode interferir na relação entre consumidor e fabricante. O que se leva em consideração para efeito de responsabilidade é se o fabricante do iPhone, no caso a Apple, exerce atividade comercial ou não em território brasileiro; se a garantia do produto é nacional ou mundial; se existiu ou não o vício apontado;

        Derrubo seu argumento em relação a negativa de cobertura pelo fato da ANATEL não homologar o aparelho com um simples exemplo, utilizando outra agencia reguladora: imagine um acidente aéreo. Quem regula o setor de aviação? A ANAC – Agência Nacional de Aviação Cível, correto? Pois bem, imagine que nesse acidente a aeronave da CIA aérea “x” não tinha autorização para voar. O Acidente ocorreu, todos morreram. Os familiares teriam direito de ajuizar uma ação e requerer a reparação dos danos? Pelo seu raciocínio não, pelo simples fato da CIA aérea não ter autorização da ANAC. Pergunto: E o que o consumidor tem com isso? nada! logicamente sua premissa é incorreta. o Dever de indenizar e reparar independente de homologação de agencias reguladoras, por a base é um defeito no produto (caso da apple) ou ato ilícito (caso do exemplo).

        2) Reclamo de um defeito em uma peça especifica – TOUCH ID, semelhante em todo e qualquer iPhone, do Brasil a China. A peça contem e qualquer modelo 5s, portanto, por ser comum em ambos os telefones, independente do local que foi fabricado, o produto deve ser reparado ou TROCADO por um IDÊNTICO, ou semelhante. Isso ta no CDC, art. 18.

        Agora se eu reclamasse que o meu 4G não funciona seriam outros quinhentos. De fato não poderia funcionar pois encontra problema na bada de rede que é incompatível com o MODELO que EU adquiri…

        3) Segue decisão do STJ, Min. Aldir Passarinho, que desde o ano de 2000 já pensava desta forma:
        _____

        DIREITO DO CONSUMIDOR. FILMADORA ADQUIRIDA NO EXTERIOR. DEFEITO DA MERCADORIA. RESPONSABILIDADE DA EMPRESA NACIONAL DA MESMA MARCA (“PANASONIC”). ECONOMIA GLOBALIZADA. PROPAGANDA. PROTEÇÃO AO CONSUMIDOR. PECULIARIDADES DA ESPÉCIE. SITUAÇÕES A PONDERAR NOS CASOS CONCRETOS. NULIDADE DO ACÓRDÃO ESTADUAL REJEITADA, PORQUE SUFICIENTEMENTE FUNDAMENTADO. RECURSO CONHECIDO E PROVIDO NO MÉRITO, POR MAIORIA. I – Se a economia globalizada não mais tem fronteiras rígidas e estimula e favorece a livre concorrência, imprescindível que as leis de proteção ao consumidor ganhem maior expressão em sua exegese, na busca do equilíbrio que deve reger as relações jurídicas, dimensionando-se, inclusive, o fator risco, inerente à competitividade do comércio e dos negócios mercantis, sobretudo quando em escala internacional, em que presentes empresas poderosas, multinacionais, com filiais em vários países, sem falar nas vendas hoje efetuadas pelo processo tecnológico da informática e no forte mercado consumidor que representa o nosso País. II – O mercado consumidor, não há como negar, vê-se hoje “bombardeado” diuturnamente por intensa e hábil propaganda, a induzir a aquisição de produtos, notadamente os sofisticados de procedência estrangeira, levando em linha de conta diversos fatores, dentre os quais, e com relevo, a respeitabilidade da marca. III – Se empresas nacionais se beneficiam de marcas mundialmente conhecidas, incumbe-lhes responder também pelas deficiências dos produtos que anunciam e comercializam, não sendo razoável destinar-se ao consumidor as conseqüências negativas dos negócios envolvendo objetos defeituosos. IV – Impõe-se, no entanto, nos casos concretos, ponderar as situações existentes. V – Rejeita-se a nulidade argüida quando sem lastro na lei ou nos autos (STJ – REsp: 63981 SP 1995/0018349-8, Relator: Ministro ALDIR PASSARINHO JUNIOR, Data de Julgamento: 11/04/2000, T4 – QUARTA TURMA, Data de Publicação: DJ 20.11.2000 p. 296 JBCC vol. 186 p. 307 LEXSTJ vol. 139 p. 59 RSTJ vol. 137 p. 389)

        ——–

        Como dizia o Steve amigão, Think outside the box (PENSE FORA DA CAIXA) !

        Estou aberto a debates.

        Abs!

        • Opa Michael, beleza?

          Trabalho com comércio de produtos importados e realmente quando ele não é homologado ele não pode ser vendido (mesmo tendo semelhantes no mercado). Isso se aplica a todos os aparelhos com rádio frequência ou que envolvam energia elétrica (como o carregador do iPhone). Então acho que a Apple irá em primeiro momento recusar a troca do seu telefone, pois como ele não pode ser vendido no Brasil, e a troca de aparelhos na garantia é feita por aparelhos IDÊNTICOS, pois talvez possa gerar um problema de contabilidade/estoque/logística pois terá um aparelho ‘intruso’ no estoque deles, ou seja, eles irão lhe dar um aparelho zero mas não conseguirão dar entrada do seu no estoque deles.

          Enfim, só estou especulando.

          Abraço.

        • Edgardecm .

          Estou com esse problema meu Touch parou de funcionar não consigo fazer nada no 6 Plus tem 1 semana, contactei a Apple e por ter sido comprado fora e não homologado no Brasil não querem reparar e ainda tenho o AppleCare até nov-2016 em pesquisar uma pessoa no RS ganhou e a mesma não recorreu. Já tive casos idênticos com a Nikon e Sony, comprei produtos fora que não vendiam no Brasil porem a autorizada do Brasil recolheu o produto e encaminhou para os EUA que devolveu um novo produto com nova garantia etc etc etc, isso sim tiro o chapéu para grandes empresas, se Apple quer unificar a tecnologia tem que começar internamente.

  • Yuri

    – A mais não vai dar problema no meu iPhone 5s não (eu acho).
    – Todo dia eu olho meu iPhone e falo pra mim mesmo, “você é muito lindo”
    A e minha namorada tem ciúmes dele, diz que eu amo mais ele do que dela HAHAHAHA

    • Luiz Claudio Eudes

      Já que é assim, manda a namorada pra cá

    • Henrique A.

      Cara, vc tem problemas!! kkk

  • Bira Michels

    Eu loco para colocar no meu 5 kkkkk
    Sim eu sei que o hardware não da kakaka!

    Mais bem que eu queria 🙂

  • Douglas

    Gente o touch ID da apple é quase imquebrável, é de safira super resistente.

    A propósito iLex, o site em mobile tá sem a opção de reaponder comentários.

  • Muito bom! Na prática o sensor é ótimo. Só não imaginava que fosse tudo isso.
    Lembro de um Dell XPS13 que eu tive com sensor também… não chegar nem perto do que o da Apple é.
    Sobre o S5….segurar com as duas mãos pra desbloquear? É piada?

  • Esilson Pereira

    Rindo muito com o comentário o Yuri,é cada uma,levantando a auto estima do iPhone!

  • Cristian

    Meus amigos esse botão com ID eh de safira para se ter uma noção foi divulgado em um site brasileiro um iPhone 5S todo estraçalhado devido seu usuário ter sido atropelado. Bom pela foto do iPhone o mesmo deve ter morrido rsrsrs, brincadeira, e para finalizar, a única coisa que sobrou do iPhone inteiro sem um único arranhão foi o botão Home do ID feito de safira. Relaxem. Abxxxx

  • Beto Sobral

    Acho que foi aqui que li que esse botão é capacitivo , a eletricidade do corpo humano ativa esse botão para evita que copias do dedo feito de silicone seja usado para ativar o aparelho.
    É isso mesmo ?

  • Madmediphone

    Só tenho uma reclamação. Ocasionalmente me pego tentando usar um touch id no iPad mini . Força do habito.

    • Diego Miranda

      Eu também! rs

  • Gustavo Santos

    Pessoal eu esqueci a minha senha de Restrições alguém sabe o que eu fazer para recuperar ela ou algo do tipo ???

    O meu é um iPhone 5s e já atualizei 7.0.6 se ajudar.

  • Honestamente eu acho o Touch ID uma mão na roda, mas não como dispositivo de segurança. Se você ainda tem a opção de usar uma senha, então o iPhone continua com a “mesma” segurança de antes.

    Se o dispositivo é tão seguro e o Touch ID tão preciso, por que não liberar que o usuário o use como único meio de desbloqueio? E por que não torná-lo mais útil liberando uma API que permita aos desenvolvedores usarem? Eles não precisam ter acesso às chaves e dedos armazenados; bastaria uma confirmação da API dizendo se o usuário passou ou não no teste da digital. True ou false, tão simples que fico admirado da Apple não ter lançado isso no SDK.

    Eu acho o sistema fantástico, mas definitivamente ele ainda não mostrou a que veio: é um dispositivo de segurança, e está sendo (sub) utilizado como uma forma de praticidade.

    • Luis

      Penso o mesmo…

  • Gustavo

    Boa iniciativa da maçã

  • Leandro

    Parabéns. As matérias sempre são excelentes.

  • Apple é Apple! Q tecnologia incrível… Se parar pra pensar: como os caras colocaram um leitor de impressão digital minusculo em um botão “clicável”? É algo realmente extraordinário.

  • Raphaa

    Eu fiz Jailbreak só pra deixar o botão home como touch! Foi a melhor coisa que fiz! haha. Botão home dando pau, NUNCA mais! lol

  • Zigotto

    Este sistema é fantástico.
    Depois os fanboys da Samsung ainda querem falar mal.