Opinião

No momento, o Siri chama mais atenção pelas respostas engraçadas do que pelos resultados

Depois de alguns dias experimentando o iPhone 4S, já é possível fazer uma avaliação de como é a tão aclamada função Siri, o assistente de voz da Apple. Acho que ninguém tem dúvida que esta tecnologia tem muito futuro e pode realmente fazer a diferença em produtos Apple, mas no presente ela ainda não atingiu o estágio do “must have” (“imprescindível”).

Talvez alguém tenha se perguntado “Por que diversos sites estão falando tanto das respostas engraçadas dadas pelo Siri e o Blog, que já tem um 4S na mão desde o lançamento, nada comenta? “. Sinceramente? Porque só quem ainda não tem o iPhone 4S nas mãos é que fica curioso com isso, pois depois de um tempo de uso, o que era “engraçadinho” passa a ser normal, quase banal, diria.

O grande problema é que o Siri ainda não está realmente ativo para quem mora fora dos Estados Unidos. E não adianta nem saber falar bem o inglês, alemão ou francês (idiomas atualmente suportados), pois a questão nem é a língua. O serviço é baseado na internet e no sistema de localização, mas no momento, ele cobre somente os Estados Unidos. Quem mora no Reino Unido, Alemanha e França, mesmo já podendo comprar o novo iPhone, não pode aproveitar ao máximo do Siri, pois ele ainda não tem a localização nestes países. Ou seja, é uma função “capada” que ainda não mostrou para o que veio.

Você ainda poderá adicionar lembretes ou eventos no seu calendário apenas com a voz, mas muitas perguntas ou expressões ficarão bloqueadas por causa da localização.

A localização não serve apenas para dizer qual é o restaurante mais próximo, mas várias respostas estão ligadas à ela, mesmo não tendo nenhuma relação geográfica. Não me pergunte por que.

A Apple mesmo diz que o serviço está em fase de testes e que não chegará em outros países antes de 2012. O que nos faz pensar que ela possa estar totalmente funcional apenas no iPhone de próxima geração.

Claro que o iPhone 4S é o melhor telefone da Apple feito até então: mais rápido, gráficos incríveis e com câmera melhor. Mas se alguém estiver pensando em comprá-lo só por causa do Siri, é melhor pensar um pouco mais, para não ficar decepcionado depois.

Tive a oportunidade de mostrar a função para alguns amigos franceses, que não se impressionaram tanto com ela mesmo falando a língua nativa suportada. É uma promessa que ainda não mostrou sua cara.

Fazemos questão de defender aqui o iPhone quando ele é injustamente atacado (como foi o caso no lançamento do ano passado, quando falavam que o aparelho fazia cair ligações SEMPRE que se tocasse a lateral), porém, somos críticos quando as novidades não são tão completas quanto prega a propaganda. Antes de tudo, pensamos nos interesses de nossos leitores.

Mas enquanto a função não fica madura, o pessoal se diverte. Como o músico que fez dueto com o Siri e suas respostas:

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados