Curiosidades

[curiosidade] A palavra ‘iPhone’ existe desde… 1594?

Acredite ou não, nosso país não tinha nem mesmo um século de descobrimento e os teólogos escribas já falavam de iPhone em plena Europa do século XVI…

Quem descobriu a raridade foi nosso leitor £eo, no Google Books. O livro (ou estudo), todo em latim, é de autoria de Samuel Heiden e teve sua primeira edição publicada em 1595. Na capa, porém, se percebe que foi terminado no dia 21 de novembro do ano anterior.

Nossos limitados conhecimentos em latim e a pouca informação na internet sobre o assunto nos impede de dar mais detalhes sobre o texto, mas sem dúvida é uma bela curiosidade em saber que uma palavra tão “moderna” já era usada há séculos. A íntegra da obra pode ser acessada neste link.

Se alguém souber de mais detalhes sobre a obra ou entender latim, pode nos ajudar a desvendar o mistério. 😉

Conteúdo original © Blog do Oratio de iPhone

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Cássio

    IURISPRUDENTIA = jurisprudência.

    É um texto jurídico

    • Anderson Campos

      Ou seria mais um texto de Nostradamus prevendo o futuro? haha… to zuando…

  • ziuL

    Nossa, que fera hein, os cara ja imaginavam que ia exister um aparelho fantástico !
    ahushuahusahush

    Parabens pelo blog iLex !

  • iLex, sempre nos atualizando no que diz respeito ao “Oratio iPhone”!!! Kkkkkkkkk
    😛

  • Bruno

    Bem interessante isso viu? Mas ao mesmo tempo chega a ser tenso pelo fato de ter sido publicado em 1595…… O.o. Mas já valeu pela curiosidade. = )

  • Nabis

    Do pouco que eu entendo, parece se tratar do Beta do Iphone.

    • mauso cuestas

      HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!

      Boa!!!

    • Kkkkkkkkkkkkkk… 😛

    • Monica

      Ahahahahaha
      Eu me divirto neste blog!!

    • Bryan CMB

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Essa foi legal!

    • Zampier

      Tenho certeza que é sobre o proximo iPhone…

    • Lucas

      Na verdade é versão alpha 😉

    • iJunior

      sahuasuhasuhasuhas!!!! Essa foi D+ 😀

  • Fabiano Cruz

    Caramba!! 🙂

  • Raphael Diniz

    Será mera coincidencia??? Será que no contexto tem a ver????

    • solly

      Sim,tem tudo a ver…. E na edição seguinte(21 de dezembro de 1594),a capa é sobre o [email protected][email protected]!!

      • Pedro

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        • Henrique

          Gente, eu não estou me aguentando mais de tanto rir…
          vocês são muito divertidos!!!
          Parabéns ao Blog, iLex.

  • Sandro Mancini

    Oratio = “a oração de” (Google Translate)
    DEIPHONE (junto!) = aparentemente um ser divino da mitologia grega

    Tem nada de “iphone” não pessoal, é DEIPHONE junto mesmo!

    • Poxa, afirmar coisas baseado no Google Translate, até eu!
      Eu discordo, no resto do texto a palavra aparece separada.

      “quibus D.Iphonem”

      • Regras de latin possui coisas como adcionar um ponto no meio da palavra, tive aulas no primeiro ano do segundo grau. Concordo com o Sandro Macini.

      • Sandro Mancini

        Usei o Google Translate somente para “Oratio”.

        Quanto ao seu argumento, “deiphone” é uma palavra, “iphonem” é outra.

        Não invalida meu “chute”, inclusive veja minha validação mais abaixo nos comentários da existência de fato de tal criatura na mitologia grega.

      • Nilson

        Vai no Wikipédia, é mais confiavel (;

  • Manoel Carlos

    a Oração do Iphone – Tradução do google!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Saoto Mé

      Agora entendi… estamos ferrados… naquele tempo já oravam para o Face Time da Claro funcionar

      • Adriano

        ahahahahhaha…essa da claro foi ótima.

  • Brenno Hayden

    que interessante, Heiden ‘e uma das derivacoes do meu sobrenome Hayden.

    • Pedro

      Nossa heim!.. Locura

  • Eduardo Serra

    Para mim parece a propaganda de alguma operadora. :-0

  • Márllon Lima

    Olá amigos, eu trabalho com EAD e tenho acesso a um professor de latim. Achei muito interessante essa matéria e enviei o texto pra que ele traduzisse pra gente. Assim que eu tiver um retorno dele, posto pra vocês. Grande abraço!

  • Sandro Mancini

    Complementando:

    Glaucus, i (m): sea-god gifted with prophetic powers, father of ***Deiphone, the Cumaean Sibyl***

    Fonte: http://www.jazzhaven.com/latin/aeneid/book6.html

    • Sandro Mancini

      Da MESMA fonte, tiro o seguinte trecho (uma tradução para o inglês de algum trecho de livro):

      “and was back together with Deiphobe of Glaucus, priestess of Phoebus and Trivia, who said such things to the king”

      Aparentemente Deiphone era uma sacerdotisa, logo associá-la à palavra ORAÇÃO parece de fato estar correto.

      E aí, fundamentei suficientemente agora? 😉

  • Bruno

    Eu me lembro de que no inicio da internet comercial, lá pelos anos de 1997-1999, se eu não estou enganado, existia um aplicativo chamdo de Iphone, grosseiramente fazendo uma comparação atual, ele era o que é o Skype hoje. Ele permitia fazer chat usando o microfone, porém devido a velocidade de conexão a internet na época, era muito dificil manter uma boa conversa.
    Que eu me lembre esse aplicativo não era e nem tinha nada a ver com Apple.

    • Rodrigo Zauli

      Existia um telefone de mesa da Cisco também, mas aquele era grafado IPHONE. Era tipo um trlefone de mesa super moderno, com visor que recebia SMS…

      • Sim, a Apple entrou em acordo com a CISCO para o uso do nome ‘iPhone’.
        Curiosamente, o nome iOS também era da CISCO. 😉

  • Lembro que DEI é deus e PHONE é voz.

    A palavra telephone é tele = longe e phone = voz.

    • NoStack

      Poh o pessoal já está “endeusando” o iPhone, será o iPhone 5? 😀

    • Cleberson

      Faz todo o sentido, “Oração – Voz de Deus”.

      E se Deiphone for nome de um Deus mitológico também faz sentido, “Oração para Deiphone”

      Mas não tem nada de “ai fone” aí, é tudo “ifone” mesmo…

  • gui

    a oração do iPhone, que em tempos passados jurisprudência é o patrono de renome, em que o estudo do escritório da lei, e que as recompensas, ou seja, fazendo a sua diligência, proceder vem a ser, está em discussão.

    alguem entende isso?

  • Paulo

    vou dar uma ligada para Samuel Heiden para ver se ele me da alguma luz para funcionar o Face Time,,ahahahahahah

  • Isso é uma patente…rsrsrs, alguém vai processar a Apple (ou assombrar).

  • Bryan

    Com o Google Tradutor, a versão alpha de latim, ele traduz o título:
    “Oratio de Iphone, qui olim iurisprudentiae patronus creditus est, in qua de officio studiosi iuris, quodque praemium, id diligenter faciens, reportaturus sit, agitur.”
    para:
    “a oração do Iphone, uma vez que ele se considerava a jurisprudência do patrono, em qual dos escritórios dos estudantes da lei, e que a recompensa, que diligentemente a fazer o seu, leve que seja, está em discussão.”
    Mas como, com certeza, não tinha iPhone naquela época (duh!), “Iphone” deve se referir ao nome de alguém e o texto se referir a defesa dele ao direito a alguma propriedade (e à alguma recompensa pelo direito seu assegurado – será que ainda vale? :D). Mais que isso, não consigo ir.

    • Rafael Costa

      Será que vai existir máquina do tempo que transporta iPhones???? Se existir eu quero ser do passado! KKKKKKKKKK

      (Sonho de uma noite de verãode louco msm!)

  • marciou

    Oratio iphone,nao seria o nome do tataravo do tio Jobs? rss

  • Ayrton Reis

    Isso tudo não passa de “tertúlia flébil para acalantar bovinos” 🙂

  • Matheus Ferreira

    No texto também aparecem as formas:
    Iphonis e Ipho

    • Vinicius Almeida

      iPhonis é o do Mussum!! Hehe

      • Diego

        Mussum forevis!

      • cabr

        Excelente! A melhor piada aqui!

  • Miguel

    Quanta coincidência!

  • Rafael

    Bom, vamos lá. Sou professor de linguística e posso ajudar.

    O título “Oratio de Iphone” quer dizer “Discurso sobre Ipho(n)”. Quem era Ipho?

    “qui olim iurisprudentiae patronus creditus est” > que, no passado, foi considerado o pai do Direito.

    Os nomes em latim têm suas morfologias alteradas de acordo com o caso (função sintática) em que estão.

    Ipho(n) é o nominativo, caso do sujeito e do predicativo do sujeito.
    Como a preposição “de” (sobre) pede dativo, o nome fica “Iphone”.

    Abraços,
    Rafael Lanzetti

    • Lucas Moreira

      Traduzindo, o que quer dizer a frase?

      • Cleberson

        Discurso sobre Ipho, que no passado foi considerado o Pai do Direito.

  • AxelayBR

    Sempre soube que o Steve Jobs era um plagiador! kkk

  • é. pelos comentários, acredito que seja junto sim, DEIPHONE. mas olha que interessante. procurando a respeito do DEUS… IPHONE… acabei encontrando algo interessante. rsrsrs.

    o blog do HIPHONE! saiu no google como DEUS HIPHONE, e acabei chegando ahi, da uma olhada na qualidade http://blogdohiphone.blogspot.com/

    Bom, um abraço e PARABENS ao BLOG do IPHONE!

    • William

      Pelo jeito o iLex terá que patentear o nome “Blog do iPhone”…

    • Saoto Mé

      Esse blog é do Paraguai

  • Matheus Ferreira

    Olha que interessante uma das primeiras frases do texto:

    “memoriam recolimus diui Iphonis”

    TRADUÇÃO: “lembramos a memória do falecido Ipho”

  • Rferreira

    Concluimos entao que o Iphone é o telefone de Deus que por acaso caiu na terra e o tio Jobs achou?

    • Deve ter caído em um bar… 😛

      • Rodrigo Guimarães

        Em um bar que vendia Bolo Espacial e nosso amigo Jobs tava tomando café da tarde …..

        kkk

  • Saoto Mé

    COmo já disseram, DEIPHONE = beta do iphone.

    Garanto que naquela época o face time funcionou, pois não havia Claro

    • Rodrigo Guimarães

      sou da claro e meu face time funciona

      • Rodrigo Guimarães

        KKKKKKKKKKkkkkKKKkkKK

      • Saoto Mé

        Sorte sua, o meu está aguardando ativação já faz um bom tempo

  • M.L.Semblano

    O termo “Tvbingae” que se encontra no final da página aponta para a Universidade de Tübingen, um dos maiores centros de estudos da Teologia Protestante (a “escola de Tübingen” ficou muito conhecida pelo liberalismo teológico que se alastrou no protestantismo durante o século XIX), além de outros cursos (Medicina, Direito etc.). Atualmente se chama “Eberhard Karls Universität” e tem duas faculdades de Teologia, sendo uma Protestante (onde se formou Johan Kepler) e outra Católico-Romana (onde se formou o atual papa da Igreja Católica Romana, Joseph Ratzinger).

  • O legal é que o Blog já mudou de denominação também hahaha

    Conteúdo original © Blog do Oratio de iPhone

    =P

  • Luís Felipe

    galera, sou o unico que ainda nao consiguiu comprar o iphone 4?
    aqui em sao jose dos campos-sp nao acho em nenhum lugar o de 32gb, no site da claro também nunca tem, tim idem
    aonde achar?!? :/

    • cabr

      Vai em Sao Paulo ou Campinas!

  • Rodrigo Guimarães

    Será que já existia um Blog do Iphone nesta epoca tambem ? para comentar e debater a Obra ? kkkk nada mais justo

  • MarcosAG

    Tenho feito todos os dias a ORATIO DE IPHONE.. pra ver se chega o meu….
    Já paguei no inicio do mês e até agora nada..

    Stevius Jobius mandarium meu iphone logum… pleesiummmmm.. ameeeemmmm

    huahauhua

  • Seid

    Consegui entender bastante coisa no documento, mas não entendi o “DEIPHONE”.

    Português + alemão é uma boa formula para compreender o Latin, principalmente que muitas regras originais que foram abandonadas no portugues se mantem no alemão!

    Alguém q fale um Hoch Deutsch melhor que o meu talvez entenda +

    Vou pesquisar mais!

  • Seid

    Só a título de curiosidade e não explicação.

    Citei no meu post anterior sobre o alemão, e olhando o documento descobri em um carimbo na pag anterior da screenshot que este livro está ou esteve na biblioteca Municipal de Monique, alemanha.

    “Bayerische Staatsbibliothek München”

    Procurando fontes e fonemas do latin descobri o seguinte sobre o título:

    oratio = speech, address, oration.

    deiphone = adv, afterwards
    deiphone = next, then, thereafter, from that place.

    Ai como não sou tradutor, prefiro q cada 1 conclua oq quiser 😛

    Abraço!

  • Enquanto isso……. SP sem VIVO…. me mandem cartas amigos!

  • Pedro

    Será que já tinha Jailbreak :p

  • Caique Diniz

    Por essa eu não esperava! hahaha (:

  • John

    Estão todos equivocados, em 1590 o tataravó do Steve Jobbs teve um sonho, do tido “…Gran-Gran-Grand-Grandfather Jobbs had a dream (posteriormente Martin Luther King usou o final em seu famoso discurso).
    Bom, neste sonho o Sr. GrandPá Jobbs vislumbrou um artefato capaz de trazer alegria aos que o possuem e desejo para os que não tem e ainda tormentos para onde o artefato não pode chegar. Jaz a lenda que ele foi internado (lógico) em uma casa de recuperação onde conheçeu um ilustre cidadão, O Sr. Barão Von Mathus Kela De Ypho Nee que auxiliou-o a e transquever a “visão” em manuscritos. Após o fechamento da casa de recuperação, face problemas de higiene, GrandPá Jobb entitulou seu trabalho em homenagem ao dito barão (que até hoje não se sabe se ele foi mesmo barão já que ele também estava internado). Como GrandPá Jobb tinha um sério problema de grafia, no manuscrito saiu como Iphone.

    Espero ter auxiliado nesta exaustiva empreeitada que os amáveis colegas do blog se dispuseram na resolução do problema. Agora se me dão licença, tá na hora do meu remédinho!!!

    Do fundo das masmorras do Asilo Arkham,

    Atenciosamente

  • Pelo menos sabemos que não tem como o autor do documento processar a Apple por plagio!!

  • Christopher

    “Óra tio, dê iPhone” … sobrinho após ouvir o tio dizendo que daria um Motorola Andriod. rsrs

  • Para quem quiser se aventurar em alguma tradução: http://books.google.com/books?id=uW08AAAAcAAJ&lpg=PA15&ots=RB2ptjQepq&dq=Samuel%20Heiden&pg=PP1#v=onepage&q&f=false

    E um pequeno detalhe… Que não sei se pode valer para a discussão ali de cima… Na parte de cima ‘título’ do book, tá escrito:

    “Oratio de Iphone, qui olim iurisprudentiae Patronus creditus est: in qua de …”

    A palavra Iphone aparece separada… Pode não ter muita relevância, mas tá aí.

    • + Detalhes
      ———————-

      Title: Oratio de Iphone, qui olim iurisprudentiae Patronus creditus est: in qua de officio studiosi iuris, quodque praemium, id diligenter faciens, reportaturus sit, agitur

      Author: Samuel Heiden

      Publisher: Gruppenbachius, 1595

      Original from: the Bavarian State Library

      Digitized : Jul 3, 2009

      Length: 38 pages

  • Leonardo F. M.

    Isso tem tudo a ver com o aparelho da Apple!!!

    É uma expressão de afirmação. Por exemplo: Alguém pergunta: “Você fez a ligação de que?” A pessoa responde: “De iPhone!”

    eheheheheeh

  • £eo

    iLex, não imaginava que o link fosse causar tantas respostas,
    Nunca rí tanto ao ler o BDI quanto hoje…

  • Rena

    Oração do iPhone…

  • Jean

    Acabei de fazer um trampo horrivel e agora que cheguei em minha sala,era tudo que precisava, dar umas boas risadas….

  • Nathan Cordeiro

    Que legal isso, palavrinha “meio” antiga. 😀

  • Diego Guardia

    Isso era a Praga que havia de se cumprir e que esta destruindo familias no mundo todo por trazer tamanha facilidade em informaçoes e relacionamento virtual, trazendo ao usuario facilidade em ver pornografia tanto em video quanto em foto ou escrita e tambem que traria a dessocializaçao por parte da maioria dos usuarios que ao usa-lo praticamente o dia todo esquecem que tem irmaos, pais, esposas e parentes e se desligam do mundo real por viverem num mundo ficticio de vantagens do Iphone.

    Ps. É brincadeira viu =D tb tenho iphone =D kkk… mas pra muitos isto vai servir kk =D
    abraço.

  • Rferreira

    Oratio de Iphone… oração do iphone alguém disse…
    me peguei imaginando como seria essa tal oração,
    talvez algo do tipo:

    Steve Jobs que da Apple é o CEO
    santificados sejam os nossos iphones
    venha a nos os bumpers gratuitos
    e seja feita uma promoção de acessórios
    assim nos EUA quanto no resto do mundo
    o app grátis de cada dia nos dai hoje
    perdoai o sinal das operadoras
    assim como nos perdoamos o antennagate
    nao nos deixeis ficar sem conexao
    mas livrai-nos da falta de bateria
    amem!

    Quem gostou levanta a mão ae! \o/

    • Yugo

      Haha \o/

  • no google tradutor tem a opçao de traduzir o latin pra portuques

  • Wasgner

    Quá quá quá!!! Vocês são um barato mesmo…

    Bom, vamos lá: O correto é DÉIPHONE e se tratava de um homem! E não mulher como falaram acima…
    Déiphone era filho de um Reverendo chamado Messire François Faure e Déiphone era um tipo de Bispo…
    Aí Déiphone era considerado por muitos na época como vidente de uma frota e tal…
    Só sei que Péripollas, que liderou a invasão da Beócia Euphrantidès Arne na época mandou matar a família dele toda… E daí se criou a tal chamada L’Apothéose de Déiphone e depois disso a crença devido a ele ser um bispo e veio essa tal de Oratio Déiphone…
    Enfim, na França existe até peças teatrais sobre Déiphone…

    Como bom bibliotecário teria que deixar uma dica aqui… Google e Wikipedia não é tudo de bom assim… Uma boa Biblioteca ou Centro de Informação podem ser bem melhor!!!

    Pesquisem nas bibliotecas francesas e verão que o que disse aqui é fato.

    Abraços e boa discussão!!! Gostei!

    Parabéns iLex

  • Jobs é dupassado, ta desenvolvendo o iPhone desde o seculo XVI, CORRÃO 😛
    ——————————————————————
    Vocês levam tudo muuuuito a sério, hein?

  • Leandro

    Caramba!!!!!!!!!!!!!!! é uma oração…. o livro termina com AMEN…. alguem poderia ver pessoalmente na biblioteca estadual da baviera? rsrssr é so ver em que estante está, ok?

  • Padre Samuel

    Meus caros, muito divertidas as respostas, mas trata-se da declinação do nome de Ivo, o patrono da jurisprudência ou do Direito pelo que segue da sua vida. Traduzo as primeiras palavras – também são divertidas para todos:
    Si bonus interpres, nunquam mala nocebunt [ Se é bom interprete, nada fará mal, em tempo algum]
    Si malus interpres, nunquam bona verba iuvabunt [ Se é um mal intérprete, nenhuma boa palavra ajudará]

    De fato, o livro trata de jurisprudência e a palavra ORATIO, serve tanto para oração (reza) ou para discurso. Por isso o que discursa na formatura é chamado orador da turma; daqui também surge a palavra que designa a arte de bem falar ou discursar: ORATÓRIA.

    BEM, A QUEM INTERESSAR, segue o resumo da vida de Santo Ivo, Patrono dos Advogados e porque o é:

    Santo Ivo – Patrono dos Causídicos
    Santo Ivo Padroeiro dos Advogados
    Texto enviado ao JurisWay em 23/11/2008.
    http://www.jurisway.org.br/v2/dhall.asp?id_dh=971
    Indique aos amigos
    SANTO IVO – O PATRONO DOS CAUSÍDICOS

    Ivo Helori de Kermantin nasceu em 17 de outubro de 1253 na antiga Bretanha-Francesa. Aos 14 anos, foi a Paris, onde cursou Filosofia e Teologia. Graduou-se também em Direito Civil e Direito Canônico. Era da ordem dos Franciscanos.
    Ao regressar para a sua cidade-natal, Ivo aceitou ser juiz do Tribunal Eclesiástico da diocese de Rennes, corte esta que passava por momentos delicados.
    Diante de muitas dificuldades, Ivo demonstrou espírito diplomático e conciliador. Através de sua imparcialidade e conhecimento jurídico, ele desfazia as inimizades e se tornava exemplo até para os que derrotados das cizânias.
    Santo Ivo era conhecido como o defensor impertérrito dos necessitados, dos órfãos e das viúvas, ficando extremamente popular na sociedade como o “defensor dos pobres”, título este que levou para o seu sacerdócio. É também reconhecido na sua biografia ocasião em que exercitou labor exaustivo para a construção de hospital público, de onde passou a tratar dos doentes com as próprias mãos.
    Os anais hagiográficos relatam que, certa vez, Santo Ivo livrou uma mulher pobre da prisão, sob suspeita de roubo.
    Era início de primavera quando chegou aos ouvidos de Santo Ivo que uma mulher acusada de roubo estava para ser julgada e poderia ficar perpetuamente na prisão. Santo Ivo, ao saber dessa informação, se dirigiu a prisão para conversar com a mulher e ajudar no necessário. Na conversa com a mulher, esta lhe contou que dois homens haviam dado uma mala repleta de ouro para guardar e que só poderia ser devolvida na presença dos dois. Aconteceu que um dos homens usando de violência lhe obrigou a devolver a mala. O segundo homem ao encontrar a mulher perguntou-a sobre a mala e a mulher respondeu que o outro homem havia levado. Então, este homem carregou a mulher até a prisão e lhe acusou de roubo.
    Santo Ivo, neste ínterim, lançou uma tese de defesa para a mulher e conseguiu demonstrar cabalmente que a mesma havia sido enganada por dois farsantes.
    Outro fato costumeiramente narrado em sua hagiografia, dispõe que Santo Ivo ia pessoalmente aos castelos buscar os cavalos e carneiros dos pobres que não haviam pagado os impostos abusivos. Depois ele mesmo ia à presença dos aristocratas conseguir uma forma de parcelar essas dívidas.
    Atualmente, um biógrafo seu escreveu: “Todos os demais títulos de Santo Ivo empalidecem diante de seu renome de magistrado íntegro e de sua fama de advogado. Por isso, os homens da lei de todos os países do mundo civilizado o adotaram como padroeiro e o veneram como modelo. Cada vez que Santo Ivo pressentia uma injustiça, seu coração se inflamava e sua oratória se tornava persuasiva. Nenhum processo lhe era difícil, quando se tratava de defender a verdade ameaçada pela má-fé”.
    No ano de 1992 a Ordem dos Advogados Portugueses reconheceu-o como o padroeiro dos Advogados portugueses.
    Doze anos depois, com uma grande mobilização de advogados e um grande apoio do Conselho Distrital de Évora e da Delegação de Setúbal da Ordem dos Advogados, Santo Ivo teve uma imagem sua encomendada para os santeiros da região de Braga e foi colocada no Altar da Igreja de São Pedro de Palmeia.
    A imagem é anualmente cultuada e honrada por advogados, juristase por todos que se sintam injustiçados e desapoiados. As cerimônias religiosas em sua homenagem ocorrem no terceiro domingo de maio ou no domingo mais próximo do dia 19 do mesmo mês.
    Seu túmulo, em Tréguier, é visitado por multidões de fiéis que fazem vigílias de oração.

    Uma de suas preciosas relíquias foi presenteada pelo bispo de Saint-Brieuc ao bispo de Santa Maria no Brasil e, certamente, é a única de nosso país.
    Essa lembrança de Santo Ivo encontra-se na Capela Cripta do Santuário da Medianeira, que foi inaugurada em 19 de maio de 1986, se tornando um local de peregrinação. Atualmente, a relíquia é visitada diariamente por advogados de Santa Maria e do Estado do Rio Grande do Sul.
    Nos Estados do Norte/Nordeste existem várias igrejas homenageando Santo Ivo.
    Oração de Santo Ivo:
    “Glorioso Santo Ivo, lírio da pureza, apóstolo da caridade e defensor intrépido da Justiça. Vós que, vendo nas leis humanas um reflexo da lei eterna, soubestes conjugar, maravilhosamente, os postulados da Justiça e o imperativo do amor Cristão, assiste, iluminai, fortalecei a classe jurista, os nossos juízes e advogados, os cultores e intérpretes do Direito, para que, os seus ensinamentos e decisões, jamais se afastem da equidade e da retidão. Amem eles a justiça, para que consolidem a paz; exerçam a caridade, para que reine a concórdia; defendam e amparem os fracos e desprotegidos, para que, propostos todos os interesses subalternos e toda sujeição de pessoas, façam triunfar a sabedoria da lei sobre as forças da Justiça e do mal. Olhai, também, para nós, glorioso Santo Ivo, que desejamos copiar vosso exemplo e imitar as vossas virtudes. Exercei, junto ao trono de DEUS, vossa missão de advogado e protetor nosso, a fim de que nossas preces sejam favoravelmente despachadas e sintamos os efeitos do vosso patrocínio.”
    Amém.
    Que essas palavras cubram nosso ofício de advogado no mister de cooperar com a sociedade em busca intransigentemente da Justiça.

    • Eu sabia!!! A tradução então do latim é IVONE !!!!
      Viu como a Apple sempre está certa? 😛

      • iSRAEL

        legal essa!!! Só quem le o blog vai entender.. ahahahah

  • Henrique

    Deixa eu apresentar vocês a biblioteca…

  • Davi

    Oração ao Deus do som.

  • Caio Rogerio

    Muito bom esse post….
    faz tempo que não treino meu latim, mas pelo que entendi do texto é uma capa ou introdução a um discurso de Déiphone…. Déiphone (pelo que conheço não vem do latin, e sim do grego) foi um general que conseguiu expulsar Persas de algum povo dominado pelos gregos.

    Não sei se esse Déiphone é o mesmo de que esse texto fala… é um texto de direito romano antigo… se alguem quiser conhecer um pouco sobre isso, no google em francês tem muito sobre dominações religiosas…

    Mto boa iLex

    • Não, o Padre Samuel matou a charada: é o Discurso de Ivo.
      As palavras são separadas, mesmo que alguns aqui insistam o contrário. 😉

  • Márllon Lima

    o nome em latim “Iphone” não tem absolutamente nada a ver com a tecnologia “iphone”. O texto traz o título de um discurso do século XVI em latim renascentista sobre alguém (ou até algo) de nome “Ipho”, ou melhor “Ifo” (a forma “Iphone” é um ablativo da forma primeira “Ipho”). O nome “Ipho” não existe em nenhum dicionário de latim, pois se trata de uma palavra (ou nome próprio criado no séc. XVI). “Oratio de Iphone” significa “Discurso sobre Ifo”, possivelmente um nome próprio como já falei. Assim, o texto em latim nos diz que este “Ifo”, foi “outrora um confiável patrono da jurisprudência, pela qual, devido ao seu brilhante desempenho, foi homenageado”. Como vês, é uma mera coincidência de formas, de sentido bem distintos.

  • Ian Villas Boas

    Minha tradução da capa ficou assim:

    Obra sobre “IPHONE” que antigamente, foi tido como o patrono da jurisprudência, na qual, o estudante do ofício do direito, se fazendo-o diligentemente será conduzido ao prêmio.

    (Algumas notas sobre uma mudança ocorrida, provavelmente de endereço, causada pela peste negra que assolou a Europa neste período)

    ( um dito popular ) Se o bondoso interpreta, as palavras más nunca ferirão.
    Se o maldoso interpreta, as palavras boas nunca ajudarão.

    ( após o dito está uma figura circunda pela passagem bíblica : Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo)

    E na assinatura: “feito por George Gruppen no ano de 1595”