Notícias

Próxima geração do iPhone poderá ser vendida já desbloqueada no Brasil

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) discute medidas mais severas que obriguem as operadoras brasileiras a desbloquearem todo e qualquer aparelho vendido por elas, coisa que, apesar de já ser norma, não é cumprida. Isso porque muitas filiais das operadoras se aproveitam de uma brecha na legislação para manter o aparelho bloqueado durante a duração da fidelidade, coisa que a agência quer evitar.

Se aprovadas, as regras obrigarão as teles a desbloquear gratuitamente os aparelhos quando assim pedir o consumidor, não influenciando em nada a duração do contrato de fidelidade assinado, nem a subvenção dos aparelhos adquiridos com um plano pós-pago.

O desbloqueio oficial já acontece atualmente com o iPhone em grande parte do país, onde as operadoras liberam o aparelho a pedido do cliente. Porém, em algumas regiões isso ainda é cobrado, como já nos relataram usuários da Claro, Vivo e TIM.

Coincidência ou não, a TIM anunciou esta semana que começará já em fevereiro a vender todos os seus celulares previamente desbloqueados. Porém, o iPhone ainda não vai entrar na brincadeira: de acordo com a operadora, o contrato com a Apple não permite isso.

Segundo algumas fontes do Blog, na revisão de contrato entre Apple e as operadoras brasileiras (que deve acontecer no lançamento do próximo modelo) é bem provável que todas solicitem que o aparelho já venha desbloqueado de fábrica, evitando que isso vire um argumento de marketing para a concorrência, como já faz atualmente a Oi.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados