Não ousei repetir o título usado pela Business Insider (“Você não pode imaginar o quanto a Apple humilhou a indústria dos celulares“), pois ele pode parecer exagerado e tendencioso, ainda mais em um blog sobre iPhone. Mas os números relativos ao mercado de telefones celulares realmente impressiona: em apenas três anos, a empresa liderada por Steve Jobs (que antes era especializada apenas em computadores, softwares e iPods) se tornou referência em um segmento que já estava saturado e estagnado.

Só o fato de conseguir abocanhar 3% do market share no período de três anos, com apenas um único produto e sem nenhuma tradição anterior, já é de se tirar o chapéu. Mas os números vão mais além, mostrando que a Apple é atualmente a que mais tem lucros no setor.

No gráfico, a cor azul clara representa os lucros da Apple com a venda do iPhone, enquanto o azul mais escuro indica os mesmos lucros obtidos pela RIM, Motorola, Nokia, HTC e Sony-Ericsson, juntas. Os dados são relativos a todos os celulares, não somente os smartphones. Desde 2009, a Apple se tornou a fabricante de celular que mais lucra, segundo o gráfico.

O que mais impressiona nisso tudo é que tudo parece ter sido previamente orquestrado na cabeça de Steve Jobs, que na apresentação do primeiro iPhone já antecipou algumas coisas, usando a forte frase “Hoje a Apple reinventa o telefone“, além de prever que o aparelho iria atingir 1% do mercado até o final de 2008. Você pode rever alguns trechos da apresentação em O dia que o mundo conheceu o iPhone.

Muito criticado no início por não possuir um teclado físico e nem vir com “canetinha”, em pouco tempo o iPhone se tornou referência e foi imitado por praticamente todos os fabricantes, além de ver vários candidatos à “killer” morrerem, como Nexus One, Palm Pre e Kin.

Ainda farão um filme com toda esta história. :)

via