Nem parece que faz só 6 anos que o mercado de telefonia foi revolucionado pela Apple, com a introdução do primeiro iPhone. No dia 9 de janeiro de 2007, Steve Jobs apresentava algo inédito até então: um celular sem teclado físico, que basicamente era só uma tela sensível ao toque dos dedos, com capacidade de se conectar à internet e funcionar como iPod.

A Apple apresentou em janeiro o produto que chegaria ao mercado só 6 meses depois, no dia 29 de junho. Isto porque era preciso enviar o aparelho para a aprovação da agência reguladora americana, e Jobs não queria que o público ficasse sabendo por ela e não por ele. Por isso, montou uma grande e emocionante apresentação da novidade em janeiro, durante a feira Macworld.

Lembro como se fosse hoje o quão impressionado fiquei com aquela apresentação (que considero a melhor já feita por Steve Jobs). Era praticamente um computador de bolso, que possibilitava fazer quase tudo, de forma itinerante. Foi um verdadeiro rompimento de padrões, em uma época que gigantes da telefonia dominavam o mercado, como Nokia, RIM e Motorola. Hoje, estas mesmas empresas sofrem com prejuízos semestrais, por não terem levado a sério “aquela empresa de computadores que tinha a petulância de querer se meter na telefonia“.

Mapas na palma da mão, visualização de vídeos em uma tela larga, leitura de emails e visualização da internet de forma completa (e não como acontecia nos telefones da época). Gráficos impressionantes e resposta suave aos toques dos dedos. Tudo isso era uma completa novidade para o público consumidor.

Claro que, já na época, havia quem falava mal. Reclamavam que não tinha teclado e não rodava Flash e por isso não poderia dar certo. “Só mesmo os fãs alienados da Apple para gostarem disso“. Hoje, o Flash móvel morreu e já existe até modelos de Blackberry sem teclado. Jobs precisou ser muito forte para ouvir tantas críticas (e eram realmente muitas) sem mudar seus princípios e as ideias em que acreditava.

Se você ainda não conhece esta apresentação e tiver 1 hora sobrando, assista o vídeo a seguir, legendado em português, mostrando como o iPhone foi introduzido. Um clássico. ;)

Quem ver o vídeo completo, irá perceber algumas funções que não foram adotadas na versão final, as quais destacamos aqui.