O Banco do Brasil lançou hoje um aplicativo próprio na App Store (link), mas perdeu uma enorme oportunidade de oferecer a seus clientes uma forma moderna e ágil de acessar a sua conta. O utilitário é decepcionante, conseguindo ser quase pior que a versão web móvel do banco.

Eu sei, estou pegando pesado, mas a frase “o banco que mais investe no futuro e conforto dos seus clientes” presente na descrição do aplicativo, não condiz em nada com a solução proposta. Ele é uma simples adaptação do webapp acessado pelo Safari (mobi.bb.com.br/iPhone), com erros de interface gráficas quase imperdoáveis.

Por exemplo, se você escolhe a opção Telefones, leva para uma lista de números nacionais. Bem útil. Mas se quiser voltar para o menu principal, não tem como; você deverá sair do aplicativo e entrar de novo. Será que chegaram ao menos a ler o manual de interface da Apple?

Na rede de atendimento, a forma de escolher a sua agência é manual e muito trabalhosa. Para escolher Porto Alegre, por exemplo, o aplicativo abre uma lista de todas as cidades do Rio Grande do Sul (que não são poucas), obrigando a você correr com o dedo por cerca de 30, 40s até chegar na cidade desejada (para Rio de Janeiro e São Paulo é pior ainda, por causa da ordem alfabética). Não que eu seja a favor da metropolização, mas será que existe mais clientes que usam o recurso em Água Santa do que em Porto Alegre? Uma classificação pelo número de usuários, ou uma forma mais intuitiva de escolher a cidade seria muito bem-vinda.

Se você apertar o botão BB Seguro Auto, saiba que ele fecha o aplicativo e abre o Safari, sem nenhum pré-aviso. Aliás, nada é integrado, pois ele vai buscar todas as páginas do aplicativo na internet. Mesma coisa acontece com o localizador de agências: se você quiser ver no mapa onde ela fica, o aplicativo fecha, para abrir o Mapas. O programa só roda em aparelhos com OS 3.0, mas usa ainda funções do OS 1.4. Uma contradição enorme.

Uma das vantagens de se ter um aplicativo próprio é a possibilidade de guardar os dados bancários da conta, facilitando o acesso apenas com uma boa senha. Nem isso o programa proporciona, e cada vez que você abre o aplicativo, deve digitar o número de agência e conta tudo de novo. Viva as vantagens da tecnologia!

Essas palavras duras são de um cliente indignado, que vê seu banco querer se auto-promover com o iPhone, mas não investindo seriamente nele. Nada de usar o GPS para determinar a agência mais próxima, ou um armazenamento seguro de informações. Que tal fazer um utilitário que realmente valha a pena divulgar, hein seu BB?

Se é para quebrar galho, então eu continuo com a versão móvel do site, porque o aplicativo só ocupa espaço.