Notícias

Conferência Apple: Apple dará capas protetoras na compra de um iPhone 4

Finalmente aconteceu a tão esperada conferência da Apple à imprensa e, como se imaginava, o objetivo foi dar explicações sobre o suposto problema de antenas do iPhone 4, no qual Jobs denominou com humor de “Antennagate” (se referindo ao escândalo americano Watergate).

A conferência começou com a apresentação de um viral no Youtube, composto de uma música sobre o caso das antenas:

Steve Jobs começou humildemente no palco, dizendo que nenhum celular é perfeito, nem mesmo o iPhone. O problema de recepção com o toque das mãos acontece com todos os smartphones do mundo e para provar, fez ao vivo uma demonstração com alguns aparelhos concorrentes (BlackBerry Bold, HTC Droid e Samsung), mostrando que todos perdem sinal ao segurá-los de certa maneira. Esta tecla, aliás, sempre batemos aqui no Blog, de que se exagerava em um problema que sempre existiu e ninguém nunca se incomodou.

Depois, falou que menos de 0,55% dos atuais usuários de iPhone 4 ligaram para o AppleCare para reclamar de algum problema de recepção. Este número historicamente é muito pequeno, significando um terço do que se viu no lançamento do iPhone 3GS no mesmo quesito (recepção).

Ou seja, um problema que sempre existiu, mas até hoje a mídia nunca deu atenção nem para os outros smartphones e nem mesmo para o iPhone 3GS.

Mas a onda negativa e exagerada da histeria coletiva trouxe prejuízos sérios para a imagem da Apple. O que fazer para reverter esta situação? A solução foi abrir mão e dar de graça capas protetoras para os aparelhos. Como é muito difícil fabricar tantos Bumpers assim (foram vendidos mais de 3 milhões de iPhone 4 em três semanas), a Apple disponibilizará algumas opções de capas de terceiros que o cliente poderá escolher, se comprar seu aparelho até o dia 30 de setembro. E quem já comprou poderá ter seu dinheiro de volta.

A conferência de hoje só confirma o que sempre dissemos: não existe um real problema de antenas, não como a mídia prega. A queda visual de barras, quando acontece, não chega a afetar o uso normal do telefone, segundo nossa experiência e a de vários leitores brasileiros que já possuem o aparelho.

Esta semana estivemos realizando testes com um segundo iPhone 4 que chegou em nossas mãos e chegamos a algumas conclusões interessantes. Testamos com as 4 operadoras nacionais e cada uma apresentou uma característica particular, com as barras realmente caindo em algumas e em outras não. Ou seja, mesmo aparelho, chips diferentes, resultados diferentes, o que prova que não é apenas questão de hardware, mas também de qualidade de recepção. O resultado iria ser publicado esta semana, mas teremos que refazer os testes com o novo iOS 4.0.1 para aí sim, publicar os dados precisos das experiências.

Nos orgulhamos em testarmos nós mesmos e chegarmos às nossas próprias conclusões, mesmo que o mundo inteiro (literalmente) esteja falando o contrário, sem apresentar argumentos convincentes. Nos parece claro, depois da conferência de hoje, que o “antennagate” foi mesmo uma onda exagerada de boataria e “notícias” soltadas ao vento, de algo que acontece com qualquer celular. Se aconteceu reais problemas com algumas pessoas (0,55%, segundo a Apple), isso não parece significar que todo o conceito do aparelho esteja errado, como a grande mídia quis cruelmente dar a entender.

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar