Notícias

Apple confirma o óbvio: o jailbreak anula a garantia do iPhone

A Apple declarou ontem a sua posição referente à atitude do Congresso americano de não tornar o desbloqueio de dispositivos (jailbreak) uma coisa ilegal, quando feito com finalidade não-comercial. Ela disse ao site CultofMac que, apesar do hack não ser contra a lei, ele anula a garantia e deixa o aparelho instável, afetando a experiência do usuário.

O objetivo da Apple sempre foi o de garantir a nossos clientes uma experiência única com o iPhone e acreditamos que o jailbreak pode afetar esta experiência. A maioria dos usuários do iPhone não recorre ao jailbreak, porque este processo viola e anula a garantia de fábrica, além de poder conduzir a certa instabilidade do aparelho, fazendo com que não funcione corretamente.

A posição da empresa é mais do que lógica, tanto que já havíamos previsto no artigo anterior. Porém, muitos leitores acabaram não interpretando bem a “liberação” do desbloqueio, achando inclusive que a Apple começaria a aceitar aplicativos de terceiros no iTunes para a instalação no dispositivo, coisa que em nenhum momento nosso texto deu a entender.

Fazer com que uma coisa não seja considerada ilegal não é o mesmo que torná-la obrigatória.

Então o que a decisão do congresso americano irá mudar no cenário atual do jailbreak do iPhone?
Provavelmente nada. A Apple vai continuar tentando bloquear qualquer tipo de hack, enquanto o Dev-Team e companhia continuarão lutando para encontrar meios de liberar nossos aparelhos. A diferença é que ninguém correrá o risco de ser processado caso faça isso.

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar