Apple

Apple irá reparar iPhones mesmo se a bateria dele tiver sido trocada por uma não oficial

Até então, se você tivesse colocado uma bateria “paralela” no seu iPhone e, por algum motivo, precisasse levar o aparelho em uma assistência oficial da Apple para reparar qualquer outra coisa (uma tela quebrada, ou um botão que não funciona), a reparação seria negada. Isso porque a maçã se achava no direito de recusar um iPhone contendo uma bateria de procedência desconhecida.

Felizmente a Apple está mudando este comportamento e passará a aceitar aparelhos que tenham baterias não oficiais instaladas.


O motivo que a Apple sustentava para se negar a trocar dispositivos com bateria não oficial seria uma questão de segurança. Uma bateria de procedência desconhecida (e há muitas por aí, baratinhas, vindas da China) pode apresentar um maior risco de explosão quando manipulada, o que coloca os técnicos da empresa em risco. Mesmo assim, a maçã está começando a aceitar aparelhos cuja bateria foi trocada.

De fato, na França a Apple ainda não poderá mudar suas regras devido a um pedido do sindicato dos funcionários da maçã, que questionam se esta liberação não seria perigosa para eles.

Se o reparo não tiver relação com a bateria, o Genius Bar e as assistências autorizadas agora são instruídas a ignorar o fato da bateria ser não oficial e executar normalmente o serviço, que pode incluir reparos na tela, placa lógica, microfones e o que for, com a aplicação de um preço padrão.

Se o reparo tiver a ver com a bateria, então eles têm autorização de substituí-la por uma oficial, também por um preço padrão. Neste caso, os técnicos devem descarregar o iPhone para menos de 60% de carga antes de qualquer manipulação.

Via
iGeneration
Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar