AppleHistória

Sem Steve Jobs, a Apple lançou seu próprio cartão de crédito… em 1986

No início desta semana, em seu evento especial de março, a Apple chamou a atenção ao anunciar um cartão de crédito próprio (o Apple Card), que será lançado em breve nos Estados Unidos. Mas isso gerou certas críticas de quem acha que a maçã esteja desviando demais do seu foco inicial, que era o de fabricar dispositivos eletrônicos inovadores.

Isso fica ainda interessante quando lembramos da história da companhia e descobrimos que não é a primeira vez que a Apple disponibiliza um cartão de crédito próprio. A história estaria se repetindo?





O primeiro cartão de crédito da Apple foi lançado em 1986, um ano depois de Steve Jobs ter sido expulso do comando da empresa pelos membros do conselho administrativo.

Mas ele não tinha o mesmo conceito dos cartões de crédito que temos hoje, que são associados a uma bandeira de pagamento (como VISA ou Mastercard) e são aceitos em diversos lugares. Este cartão era aceito apenas nos revendedores oficiais da Apple, para financiar compras de computadores. Naquela época, ainda não existia o conceito de Apple Stores, criadas só depois que Jobs voltou à empresa.

É de se notar o fundo branco do cartão, na tentativa de ser clean. Mas se comparado com o atual Apple Card, a versão antiga ainda é bem poluída visualmente, com o nome da empresa estampado em letras grandes e também o número do cartão visível. Claro que na época nem tinha como não colocar o número na frente, pois a validação era feita com equipamentos manuais e ajuda de papel carbono, que registrava os números passando por cima. Pré-história.

Ele durou até os anos 90, mas ninguém sabe ao certo em que ano ele deixou de ser usado. O que é garantido é que, se durou até 1996, com certeza foi uma das dezenas de produtos extintos pro Steve Jobs, quando ele voltou para a companhia e resolveu simplificar a confusa linha de produtos da maçã.

Será que a linha de produtos da Apple está voltando a ficar confusa de novo?

Via
Cultofmac
Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados

  • Vítor

    Eu não acho que a Apple esteja se desviando de sua função. Hoje em dia fazemos tudo pelo celular, inclusive pagamentos. Nada mais correto que a empresa que faz o seu celular disponibilizar um bom sistema de pagamentos então. Lembrando que o Apple Card principal é virtual, fica dentro do iPhone, essa versão física é secundária, tanto que o valor que vc recebe de volta com ele é de apenas 1%, com o iPhone é 2%.

    • Júlio Liza

      Mas isso tudo é consequência do principal objetivo da Maçã: revolucionar e/ou inovar tecnologia ( hardware).

      • Se ela ficar só no hardware ela deixa de existir em breve… hardware é comodite.

  • lordtux

    Bom, eu acho bem cara da Apple no fim, afinal, ela já tem Apple Pay, milhões de usuários, cartão de credito no fim é um mero detalhe, fora que ela constroe ecossistema com isso e fideliza usuários, vai ser mais um motivo pra manter users presos a plataforma, e no fim tudo passa pelo iPhone, a parte fisica mesmo em cartão de metal é mero detalhe. No fim serviu mais como uma extensão do Apple Pay.

  • Ro S.

    Penso que a Apple está buscando outras fontes de receita, pois para permanecer crescendo eles terão de diversificar. No caso das receitas de iPhone por exemplo, em geral os aparelhos estão durando mais, e com menos “revoluções” são trocados em períodos mais longo. That’s just my guess.

  • Manoel

    Respondendo último parágrafo da notícia, estão se perdendo. Apple parem de querer fazer filme, anunciar notícias e emprestar dinheiro. Vão criar novos eletrônicos.

    • Júlio Liza

      ???

    • tudo muda de 1 ano para outro, eu e tu enxergamos assim, mas tudo mudou bastante, não dá pra viver só de iPhone, por mais inovador que seja, o carro chefe era computador, o Jobs que foi insano de mudar para telefones celulares. Não dá pra achar que vai perpetuar 20 anos de iPhone como carro chefe, as coisas mudam, vamos ver pra onde vai, eu não sei, só acho razoável essas mudanças todas.

  • Reinaldo Rosa

    Um regresso total!!!.. iPhone com 2 chips, cartão de crédito físico, sem carregamento por indução… Uma empresa de tecnologia que quer criar conteúdos próprios de streaming, algo nada a ver com o ramo da empresa.. só irá bagunçar ainda mais as coisas internamente. Produtos com inúmeras ramificações, ergonomia cada vez pior, sem design, sem criatividade, sem vida, política de cotas… A Apple precisava repensar em tudo. É muito lamentável… Apenas um desabafo..

    • Júlio Liza

      Concordo.

  • Júlio Liza

    Realmente, na minha modesta opinião, a Apple está atirando para todo lado; se “esquecendo “ que seu alvo são as inovações tecnológicas de seus gadets …

  • vinicius viegas

    Extinto pro ou extinto por?

  • Claudio Guerra

    Até certo ponto, infelizmente, sim. Apple está voltando a ser confusa. Há muitos produtos e serviços da Apple que chegam a nos confundir.