App Store

Alguns aplicativos famosos estão gravando a tela do usuário sem avisar

E a Apple não gostou nada disso

Geralmente a gente fica mais tranquilo no iOS porque sabe que a Apple é chata no controle da App Store (até demais) e é difícil apps espiões ou que contenham código malicioso ficarem disponíveis na loja. Porém, na computação nada é infalível e impenetrável, e por vezes os malandros conseguem maneiras de burlar o sistema.

É o caso de uma empresa de dados analíticos, que conseguiu implementar uma maneira de registrar tudo o que o usuário faz dentro do aplicativo, gravando o que se passa na tela. E diversos apps conhecidos fazem isso há algum tempo


Aplicativos como Hotel.com, Expedia, Air Canada e Singapura Airlines gravam tudo o que o usuário faz na tela dentro do app, e isso inclui endereços de e-mail e senhas (em certos casos) quando é preciso se conectar na respectiva conta. E tudo isso sem avisar o usuário.

Isso é obra de uma empresa chamada Glassbox, que oferece a seus clientes uma solução que consiste em registro da tela do usuário. O objetivo é saber todos os seus passos dentro do aplicativo, para conhecer quais as áreas mais acessadas, botões que funcionam mais ou outros tipos de comportamento. Para eles, com estas informações é possível melhorar campanhas de marketing e entender melhor o cliente.

O grande problema é que em nenhum momento isso é informado ao usuário, nem mesmo nas letrinhas miúdas dos Termos de Uso. A Apple não gostou nada disso e já pediu para os apps que fazem isso pararem imediatamente, ou pelo menos colocar algum aviso que informe o usuário de que isto está sendo feito.

“A proteção da privacidade do usuário é prioridade no ecossistema da Apple. Nossas regras da App Store exigem que os aplicativos peçam permissão explícita do usuário para obtenção de conteúdo pessoal e que seja providenciado uma forma clara de aviso quando se grava ou registra a atividade do mesmo.

O seu aplicativo usa software de análise para coletar e enviar dados do dispositivo ou do usuário para terceiros sem o consentimento do usuário.”

E o pior é que há outras empresas de marketing que oferecem o mesmo serviço. Elas, junto com a Glassbox, terão que rever seus métodos, pois agora que isso veio a público, a maçã não permitirá que este tipo de coisa se repita.

Via
Engadget
Fonte
TechCrunch
Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados