BDI News

iPhone X poderá voltar a ser vendido em alguns países

Com o lançamento dos novos modelos de iPhone deste ano, a Apple tomou uma decisão que desagradou a muitos usuários: tirou de linha o iPhone X, lançado no ano passado. Muitos ainda o consideram um ótimo aparelho, além de trazer algumas características premium que não estão presentes no iPhone XR, como a tela OLED e a dupla câmera traseira.

Mas segundo o The Wall Street Journal, a empresa poderá voltar a vender o modelo antigo em alguns países, para tentar dar uma animada nas vendas.


O fato é que as vendas não parecem estar altas em certas regiões. No Japão, por exemplo, que sempre foi um dos países que mais compram iPhone, a Apple estaria pretendendo baixar o preço do modelo XR para tentar incentivar a compra. Isto se daria via subsídio de operadoras, que venderiam o aparelho ainda mais barato em troca de planos com fidelidade. No país nipônico, o iPhone 8 ainda é um sucesso de vendas, pela sua boa performance e ótimo preço em relação ao XR.

Foto: Nilay Patel / The Verge

No Brasil (assim como em toda a América do Sul), as vendas dos novos modelos não vão tão bem, por causa do preço elevado. Por isso, ainda segundo o jornal, a Apple estaria pensando em retomar a produção do modelo do ano passado (iPhone X) para voltar a vendê-lo em alguns mercados da Ásia e da América do Sul. Não há nenhuma informação específica sobre o Brasil, mas ele é sim um país em que esta tática poderia funcionar. Pelo que vemos no feedback de nossos leitores, o X ainda tem muita procura e muita gente reclama que a Apple não o fabrica mais. A volta dele poderia ser péssima para as vendas do XR, mas em compensação seria uma possibilidade da Apple vender mais iPhones no país.

Por enquanto, nada ainda confirmado pela empresa, então não nos resta outra coisa a não ser esperar por uma confirmação oficial.

Fonte
The Wall Street journal
Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados