Notícias

Apple quer que todos os aplicativos sejam adaptados para a tela do iPhone X a partir de abril

O novo iPhone X trouxe uma tela maior sem aumentar muito o tamanho do aparelho, graças a sua borda bem mais fina. Porém, novo formato de tela significa o aparecimento de faixas pretas em muitos aplicativos que não são adaptados. Aconteceu isso na passagem do iPhone 4S para o 5 e no caso do X (por causa da tela OLED) o aparelho fica parecendo um celular genérico, sem botão.

Para evitar este tipo de inconveniente, a Apple quer dar uma pressionada nos desenvolvedores e acelerar a adaptação para o novo formato de tela.

Os desenvolvedores receberam esta semana um e-mail com o aviso que, a partir de abril de 2018, apenas aplicativos compilados com o SDK do iOS 11 e adaptados à tela Super Retina do iPhone X serão aprovados para serem atualizados ou publicados na loja.

Isto não significa que o problema deixará de existir. Aplicativos antigos ainda não adaptados que não recebem atualização há meses continuarão disponíveis na loja até serem atualizados. Mas é bastante grande o número de desenvolvedores que já aderiu ao novo formato. Os aplicativos mais populares da loja, felizmente, já estão adaptados.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Kevin

    Caso ocorra o app deixará de atualizar em um iPhone 5?

    • Jayme Ricardo

      Mas isso já era esperado no lançamento do iOS11 ela já não aceita mais apps em 32bits e os que estão na loja nesse formato nem podem ser baixados!!!

    • Estan Duarte

      Nao, os aplicativos continuam a atualizar com suporte para iPhones com iOS 6 em diante, depende do desenvolvedor disponibilizar suporte.
      A Apple esta forcando os apps que serão publicados a partir de Abril a adptarem seus apps obrigatoriamente para a tela do iPhone X.

    • Fabrício

      Gostaria de saber isso também. Recebi a pouco tempo um i5 novinho devido ao recall do botão power.
      Triste se isso ocorrer, pois ele está 100% funcional.

      • Gaius Baltar

        Acredito que já não existam mais i5 novos em estoque. Provavelmente será um refurbished.

        • Fabrício

          Nos refurbisheds o serial começa com a letra “F”.
          O i5 que eles me enviaram é um Aparelho de substituição, pois começa com a letra “N”.

          Aqui mesmo no blog isso já foi tratado:

          M → Aparelho novo
          N → Aparelho de substituição
          F → Aparelho recondicionado
          P → Aparelho personalizado

          • Gaius Baltar

            Sorte grande.

    • Kevin, ao criar e publicar um aplicativo existem 3 coisas diferentes:

      – Versão do SDK: Permite que você tenha acesso as APIs daquela versão do sistema, como por exemplo a area segura do iOS 11, que é como você faz com que o seu aplicativo diferencie as partes visíveis e invisíveis no iPhone X, assim você não coloca um botão ou qualquer debaixo de uma area do sistema. A Apple pode ter liberado o SDK para o iOS 11, mas você continuar compilando para o 10 e nunca ter acesso a area segura do 11. Ao compilar para uma versão do SDK você é obrigado a seguir as regras daquela versão.

      – Versão minima: Mesmo que o aplicativo seja compilado para o SDK 11 você pode continuar dando suporte para o iOS 6, 7 e etc, porem todas as vezes que você tentar usar algo que foi introduzido em uma versão superior aquela que está rodando no aparelho você precisa checar a disponibilidade da API no aparelho, caso contrario o aplicativo fecha sozinho (crash).

      – Arquiteturas Suportadas: Nos aparelhos físicos existem três arquiteturas disponíveis ARMv7, ARMv7s e ARM64. Sendo a última a versão 64 bits. E quando se esta desenvolvendo existem mais duas disponíveis: i386 e x86_64 para emuladores 32 e 64 bits. E para o Watch existe o Bitcode que é uma linguagem intermedia que permite a Apple compilar o App para qualquer arquitetura que ela decida nos servidores dela. Cada versão que você escolhe ao publicar o aplicativo aumenta um pouco o tamanho dele em bytes no envio para loja.

      Sendo assim o desenvolvedor pode selecionar o SDK de compilação para o 11, tendo acesso a tudo que é novo, inclusive o suporte ao iPhone X, mas dar suporte a versão 9 (exemplo) do iOS e incluir as arquiteturas ARMv7 + ARM64 no envio. Sendo assim um iPhone 5 com iOS 9 poderá continuar rodando o aplicativo que de suporte ao iPhone X.

      Isso tudo cabe aos desenvolvedores. O normal é que olhemos nas estatísticas do aplicativo, enquanto tiver um numero grande de pessoas usando aquela plataforma ou versão do sistema ela continuará a ser suportada.

      O mesmo processo se aplica ao Android.

      • A area segura no iOS 11 é o que permite que você não deixe elementos da tela debaixo de areas do sistema, porém o que faz com que as faixas pretas desapareçam é o fato de o aplicativo incluir ou não uma imagem (PNG ou JPEG) com o formato da tela do iPhone X como imagem de abertura OU use um layout adaptável, o que faz com que o aplicativo fique sem as faixas automaticamente.

        É perfeitamente possível fazer com que as faixas desapareçam pelo simples fato de adicionar uma das duas coisas necessárias na tela de abertura, mas deixar elementos sobrepostos na tela.

        Honestamente eu não li o que a Apple quer dizer com dar suporte ao iPhone X. Se é o simples fato de fazer as faixas desaparecer ou se é de fato adaptar o layout de labels e botões. Fazer a tela ficar cheia (sumir as faixas) é trabalho de 1 minuto (depois que a imagem está pronta), mas verdadeiramente adaptar os elementos da tela pode ser trabalho de meses (ou nenhum segundo) dependendo de como os desenvolvedores resolveram criar o layout de seus aplicativos.

        • Interessante o questionamento. E me deixou intrigado pela quantidade de dev que não dedicam 1 minuto para tirar as faixas pretas da tela, o Bfit por exemplo, um dos app de fitness mais baixados da AppStore, eles já atualizaram pelo 8 vezes o app e continuam sem dar suporte para a tela do iPhone X…

  • Saulo Benigno

    Quero ver agora Easy Taxi hahahaha

  • Leonardo Negrisoli

    Eu agradeço… o fim da picada é ver app de empresas grandes ainda não adaptados.

  • Jonas

    Será que isso da muito trabalho, ou é só colocar num programa q ele faz sozinho? Alguém aqui sabe como funciona?

    • Gaius Baltar

      Dá algum trabalho sim.

  • Estou tão acostumado já com os apps tomando a tela toda, que quando vejo um app que não está cobrindo a tela me dá uma agonia. OBRIGADO APPLE ♥️

  • Aimoré Neto

    Para chegar em setembro e eles colocarem uma tela que funciona dos dois lados… iPhone X deveria se chamar iPhone protótipo.

  • Bárbara Godoi

    Finalmente. Ainda tenho muitos aplicativos com as faixas pretas em cima e em baixo, irritante.

  • Danilo Kosinski

    Praticamente seis meses de iPhone X no mercado, uma coisa é ter tempo para adaptar, outra é ser preguiçoso. Já passou da hora mesmo.

  • Fabrício

    Uma dúvida. Aparelhos com iOS mais antigos deixarão de ter seus Apps atualizados a partir de abril de 2018?

  • Júlio Liza

    Ótima notícia! De todos os iPhones que já tive, o 10 é o que mais estou gostando !

    • iamyourfather – your mom likes

      Com aquela careca?

      • Júlio Liza

        É? Puxa….😒

        • iamyourfather – your mom likes

          Pois é…

  • Milena Arissa

    Graças a Deus, pqp, fica feio demais o app sem estar adaptado à tela do iPhone X.

  • é uma vergonha que a caixa não tenha nem leitor de impressão digital direito e o aplicativo seja uma porcaria, a apple deveria punir esse povo com app porco