Aplicativos

Jogos que vendem “baús surpresa” na App Store terão que divulgar mais detalhes do que está sendo comprado

Alguns jogos para iPhone e iPad são freemium, ou seja, você pode jogar gratuitamente, mas se quiser evoluir mais rapidamente no jogo precisa comprar coisas dentro dele usando dinheiro de verdade. E uma das maneiras que os desenvolvedores encontraram para ganhar dinheiro é oferecer baús de tesouro, que possuem ítens aleatórios que raramente o usuário sabe o que é antes de abrir. Você compra e só depois descobre o que realmente vai levar.

Mas a Apple resolveu colocar um certo limite nisso. A partir de agora, jogos do tipo terão que dizer ao usuário o que pode encontrar dentro do baú antes de pagar.

As caixas de recompensa (loot boxes) ficaram polêmicas recentemente graças a alguns títulos que abusaram do seu uso visando excessivamente o lucro (como foi o caso do Star Wars Battlefront II). Em certos casos, os usuários reclamam que os que pagam com dinheiro real obtém vantagens excessivas no jogo, em detrimento daqueles que jogam apenas a parte gratuita.

Além disso, você nunca sabe o que tem dentro do baú. Pode ser um item super raro, ou então várias coisas que você não precisa, para desespero de quem pagou.

Agora as regras da App Store, no item 3.1.1, destaca que todos os “loot boxes” ou caixas que ofereçam itens aleatórios deverão obrigatoriamente dizer para o usuário as chances que ele terá de receber determinados itens, antes da compra. Assim, ele pode escolher se quer arriscar ou não.

Um dos grandes jogos que oferecem este tipo de baú é o Clash Royale, e coincidência ou não, em sua última grande atualização eles oferecem um Baú da Sorte, em que divulgam antecipadamente os ítens que o usuário pode ganhar caso compre.

Mas não são todos os baús que são assim, apenas deste tipo. Os outros continuam fazendo mistério sobre o que o comprador irá encontrar.

Em alguns países asiáticos, como China, Japão e Coreia do Sul há leis que obrigam as produtoras a explicitar as chances de obter cada tipo de item – comum, incomum ou raro. Isso o Clash Royale também já faz.

Aparentemente a Apple pretende tornar as compras internas em jogos mais claras e honestas para os usuários, além de se enquadrar nas leis de alguns países que já fazem isso. Vejamos quais serão as consequências dessa decisão e o quanto isso irá melhorar para os usuários.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Diego Vasconcellos

    quem joga MKX agradece…

    • João Moura

      Fiquei curioso, é bom o jogo? sahushasua

  • Estan Duarte

    Off topic: Gostaria de saber o posicionamento do Blog em relacao as ultimas noticias. Acredito que a visao de quem testa aparelhos e tem mais modelos em maos, nos eluncidaria varias questoes.

    • Vitor Gyn

      Pois é, esperava uma matéria também; mas faz mais de um dia, todo mundo já falou e eles nada.

  • Júlio Liza

    No Brasil, o Código de Defesa do Consumidor não permite vendas “ no escuro”… E aí???!