Notícias

Apple nega que esteja diminuindo a segurança do Face ID para acelerar a produção

Há meses ouve-se rumores de que o módulo de sensores responsável pelo reconhecimento facial 3D do iPhone X seria bastante complicado de ser montado. Inclusive isso serviu para insinuarem que o lançamento provavelmente atrasaria, coisa que acabou se confirmando em setembro.

Hoje, o dia começou com um artigo bombástico do site de notícias Bloomberg. Segundo o texto, para acelerar a fabricação do iPhone X, a Apple teria diminuído a precisão do Face ID para tornar o processo de montagem mais rápido.

Algumas horas depois, a maçã negou a afirmação.

Quando a notícia chegou na redação do BDI nesta manhã, discutimos o quão estranha a informação parecia. A ideia da Apple diminuir a qualidade de um produto apenas para acelerar a produção já é algo difícil de acreditar, porém havia um fator a mais em tudo isso: o Face ID é uma enorme aposta para a Apple, o carro chefe do iPhone X.

Ao não conseguir implementar o já consagrado Touch ID sob a tela, ela teve que abandonar o sensor de digitais e colocar todas as suas fichas no novo reconhecimento facial. Nós já comentamos aqui que, para isso, o Face ID não pode apresentar falhas, de jeito nenhum, pois do contrário a reação será devastadora. A Apple não pode se permitir correr nenhum risco neste sentido.

Por isso, a ideia de que ela estaria diminuindo as especificações de qualidade do Face ID nos pareceu absurda e sem sentido.

Na tarde de hoje, a Apple distribuiu um comunicado dizendo que o artigo do Bloomberg não informava a verdade.

O entusiasmo de nossos clientes pelo iPhone X e o Face ID está sendo incrível e mal podemos esperar para que eles possam tê-los em mãos a partir do dia 3 de novembro. O Face ID é um sistema de autentificação seguro e poderoso, que é incrivelmente fácil e intuitivo de usar. A qualidade e precisão do Face ID não foram alterados, e a probabilidade de que uma pessoa aleatória consiga desbloquear o seu iPhone é de 1 em 1 milhão. A afirmação da Bloomberg de que a Apple teria reduzido a especificação de precisão do Face ID para aumentar o ritmo de fabricação é completamente falsa e esperamos que o Face ID se converta em uma referência na autentificação facial.

A fabricação do iPhone X realmente não está sendo simples para a Apple. Além das dificuldades na montagem dos sensores do Face ID ainda tem a limitação de produção das telas OLED, que está toda nas costas da Samsung. Este tipo de dificuldade nós já havíamos previsto neste outro artigo, em julho, e estima-se que a maçã não seja capaz de fabricar mais de 20 milhões de unidades para este ano. Para uma empresa que no ano passado vendeu 78 milhões de iPhones nos últimos 3 meses, este número parece ser bem pequeno. Junta-se ao número total as vendas do iPhone 8, mas se é verdade que ele não está vendendo tanto assim, os resultados fiscais podem ficar comprometidos.

Seja como for, piorar processos de qualidade para acelerar a produção não parece nem de longe algo que a Apple pensaria em fazer. Principalmente com os gates que surgem todos os anos, a cada lançamento de um novo iPhone.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Alex iPilot

    Até tu, Bloomberg???

    Mas a resposta da Apple cita o “1 em 1 milhão” para BURLAR o sistema (alguém se passar pelo usuário) enquanto eu entendi a questão sendo o RECONHECIMENTO do próprio usuário…

  • Estan Duarte

    So espero que esses “15” sensores nao consumam muita energia.

  • Jefferson Soares ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    De uma coisa eu tenho certeza, todos os funcionários da Samsung –incluindo os fanboys que detestam o iPhone e que não trabalham para a Sammy– estão torcendo para algo dar errado com este iPhone X.

    • Robert Venicius

      Você está errado meu caro!! estão torcendo para dar certo, pois a Samsung irá faturar muito com as vendas do iPhone X! Pesquisa mais sobre isso na internet.

      • Guilherme

        Não.

        • Robert Venicius

          Claro que sim ela que está fabricando as telas para Apple! Logo quanto mais iPhone X for vendido mais ela lucra, e se for um sucesso provavelmente veremos a Samsung como fornecedora de tela pro iPhone X2.

          • Guilherme

            Cara a Samsung esta produzindo as telas, mas se der um problema de produção pra ela é muito melhor. Pois ela vai ganhar em cima de todo aparelho! As pessoas simplesmente vão trocar de marca se der problema!

            • Robert Venicius

              Você de fato não entende nada sobre o mercado atual!

            • Guilherme

              Digo o mesmo, abs!

  • Diego Sampaio

    Concordo plenamente com o texto.

    Acredito que seja mais uma jogada da bolsa de valores, nas vésperas de começar as vendas do X, soltando um rumor pra fazer as ações caírem poucos dólares. Com isso a compra fica mais barato e a revenda após a explosão de vendas vão deixar essas mesmas pessoas alguns milhares de dólares mais ricas.

  • Foi um alívio ler essa notícia. Eu havia ficado preocupado. Uma das coisas que faz a Apple ser a Apple é exatamente o rigor com os detalhes.

  • A primeira coisa que pensei quando li o título da notícia foi que a redução de precisão/qualidade seria nos softwares que compões todo o sistema de reconhecimento facial, pois bastaria um update pra resolver qualquer problema, já no hardware é muito pouco provável que a Apple cometeria um deslize desse.
    De qualquer maneira eu ainda duvido que o Face ID vai funcionar bem no dia a dia dos usuários, neste caso o que acho vacilo é não ter mantido o tradicional leitor de digitais, mas vamos aguardar pra ver.

  • JonasX

    Sei que é fora do tópico da noticia mas, alguém pode me tirar uma duvida? Tenho um iPhone SE e no ios 11 sempre que vou olhando periodicamente o tempo de uso dos aplicativos na aba de bateria, o tempo em tela dos aplicativos costuma diminuir com o tempo, por exemplo: Eu usei o Youtube por 5 horas seguidas, e não o abri mais pra nada, depois de uns minutos la tem 4 hrs depois 4.2 as vezes 3. Isso é algum erro de precisão do momento que olhei pra estimativa atual?