Notícias

Apple pensa em fazer seu próprio processador gráfico para iPhones e iPads

Atualmente, iPhones e iPads usam processadores gráficos (GPU) licenciados de uma empresa britânica chamada Imagination Technologies. A parceria entre as duas empresas vem desde 2008 e rendeu bons frutos durante os anos.

Porém, a maçã anunciou que vai deixar de usar os chips deles em um prazo de 15 meses, sugerindo que começará ela mesma a fazer suas próprias GPUs, assim como já faz com os processadores principais.

Para a Imagination, o anúncio foi catastrófico. A empresa, que tem 32 anos de existência, tem mais de 50% de seu faturamento graças ao iPhone e ao iPad. Na abertura do pregão, hoje, o valor da ação da empresa caiu absurdos 70%, literalmente da noite para o dia, com a notícia que eles perderão seu cliente mais importante.

A empresa diz que acha bem difícil que a Apple consiga desenvolver do zero um novo projeto de GPU sem ferir algumas propriedades intelectuais deles, ou sem usar informações confidenciais ou patentes já registradas. Com isso, eles deixam claro que ficarão de olho para, possivelmente, processar a Apple no futuro caso se sintam lesados.

A maçã até mostrou interesse em comprar a Imagination no ano passado, mas as negociações acabaram não evoluindo. Neste meio tempo, alguns membros importantes da empresa britânica acabaram sendo contratados pela Apple, o que deu a ela ainda mais subsídios para criar seu próprio processador.

A situação da Imagination agora é bem delicada. Eles terão que procurar um novo parceiro comercial que obviamente não será tão bom quando a Apple. O problema é o temor que, se a maçã realmente apresentar uma nova tecnologia em termos de processamento gráfico, os concorrentes possam seguir pelo mesmo caminho, tornando o produto da Imagination defasado e sem interesse comercial.

Quinze meses significa setembro do ano que vem, exatamente a data que a Apple costuma lançar novos iPhones. Considerando que ela também costuma continuar vendendo os modelos anteriores durante um tempo, daria até para acreditar que a Apple possa apresentar já em 2017 a nova GPU, no tão aclamado iPhone 8 Special Anniversary Edition (ou seja lá qual seja o nome), e ano que vem abandonar de vez a atual GPU, com todos os modelos à venda já atualizados.

Vamos ter que esperar até setembro para conhecer o que vem por aí.

via BusinessInsider

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.
  • Rumo ao AX para Macs

  • Douglas

    fiquei com pena da imagination

  • gnc03

    Porra, os caras da imagination fazem as melhores GPUs do mercado, espero que a Apple não faça uma cagada que nem o Mapas em 2012 😐

  • Diego Sampaio

    Pois é… Deveriam ter vendido na época certa.

  • Arley Martins

    Talvez a apple fez essa jogada, para cair as ações e posteriormente compra-las por um valor bem inferior.

    • Carlos Frederico

      Muito bem pensado. Até porque seria a melhor forma de acabar com o risco de infringir propriedade intelectual.

  • Nossa, são muitos anos de parceria mesmo. Esse casamento dos produtos da Apple com a PowerVR sempre foi elogiável. Começar um projeto assim do zero é um investimento alto. Ideal seria a Maçã comprar a empresa…

  • Oliver

    “Eles terão que procurar um novo parceiro comercial que obviamente não será tão bom *quando* a Apple.”