AcessóriosResenhas

Testamos o iTrip Griffin, o adaptador bluetooth para fones com fio

Em agosto passado, nós comentamos aqui no BDI sobre um novo acessório que a marca Griffin Technology estava lançando, capaz de transformar fones de ouvidos tradicionais em dispositivos de conexão bluetooth, resolvendo o problema de quem tem um iPhone 7 sem entrada para fones de ouvido.

Nossa equipe testou o iTrip e contaremos para vocês neste review o que achamos dele.

O que ele faz

Geralmente quem é exigente com áudio, costuma investir em bons fones de ouvido, que reproduzam com a máxima qualidade o som. Por isso, começaram a surgir no mercado adaptadores bluetooth que permitem que estes usuários continuem usando seus fones de sempre com dispositivos eletrônicos compatíveis com a tecnologia sem fio. E com o novo iPhone 7 (e a provável tendência que ele irá impor quanto ao desaparecimento da entrada analógica de fones de ouvido), esta necessidade aumenta ainda mais.

O iTrip Clip é uma das opções disponíveis que transforma o som dos cabos em conexão sem fio.

itrip

O uso é muito fácil: basta conectar o fio P2 do fone de ouvido ao adaptador e pareá-lo com o dispositivo (pode ser o iPhone, o iPad, o Apple Watch, Apple TV ou qualquer outro smartphone com bluetooth).

Griffin adaptador Bluetooth

Acabamento

O iTrip tem uma carcaça de plástico, de aparência resistente mas sem apresentar um visual de produto premium. Possui 5 botões frontais, para controlar as músicas e as ligações. Um clip na parte traseira ajuda a prender o acessório na calça ou na camisa, deixando o microfone mais perto da boca.

Griffin adaptador Bluetoothitrip6

Funcionamento

Para começar a usá-lo é bem simples. Basta conectar o fone de ouvido na entrada P2 e pressionar por 2 segundos o botão central. Mandendo-o pressionado, ele entra no modo de pareamento, com duas luzes coloridas piscando, permitindo que ele apareça no seu iPhone, iPad, Apple Watch ou Android, disponível para ser pareado. Isto é feito nos Ajustes, menu Bluetooth.

Griffin adaptador Bluetooth

A partir daí, seu fone funcionará como qualquer outro fone Bluetooth e você já conseguirá escutar o que estiver tocando no seu dispositivo. Não notamos grandes variações na qualidade do som, que dependerá muito do fone que você estiver usando. Testamos o mesmo fone em duas situações, com conexão direta com o uso do adaptador, e encontramos uma diferença bem pequena de um para o outro. Acreditamos que apenas ouvidos realmente aguçados e exigentes notarão alguma perda qualitativa, até porque arquivos MP3 e de streaming (como Apple Music e Spotify) já limitam por padrão certas frequências sonoras.

Pequeno delay

Devido ao processo de transformar o áudio via Bluetooth para o conector P2 com fio, é possível notar um certo atraso na chegada do som do dispositivo até nossos ouvidos. Este atraso é realmente muito pequeno, equivalente a um terço de segundo, mas que é suficiente para ser notado quando assistimos um vídeo. Em filmes dublados isso é menos perceptível, mas quando assistimos alguém falando em português, dá para notar. Sinceramente, é um atraso muito pequeno (cerca de 0,3 segundos), mas que pode incomodar os mais exigentes.

Veja abaixo uma demonstração que fizemos do atraso do áudio ocasionado pelo adaptador:

Para quem pensa em investir no acessório mais para ouvir música enquanto faz exercícios, ou escutar podcasts, este atraso não influencia em absolutamente nada.

Diversas utilidades

Os usos do iTrip são variados. Por exemplo, a última viagem de avião que fiz eu esqueci (como geralmente faço) de levar fones de ouvido. Quando eu tinha o iPhone 6s bastava pedir para a comissária de bordo um fone descartável e dava para quebrar o galho; mas dessa vez, com o iPhone 7 (e sua falta de entrada de fone de ouvido), não pude fazer gambiarras e fiquei dois dias sem escutar minhas musicas. Com o iTrip, agora fica fácil deixá-lo na mala para este tipo de problema. Qualquer fone agora pode ser usado no meu iPhone durante minhas viagens.

Tambem descobrimos que ele é ótimo para quem não tem sistema Bluetooth instalado no carro. Basta ligar o acessório no cabo auxiliar do rádio e voilà, podemos escutar podcasts e músicas do iPhone (ou atender ligações), sem conectar fios ao aparelho.

Autonomia da bateria

Como todo o acessório Bluetooth, ele precisa ser carregado para funcionar. A bateria permite usá-lo por cerca de 6 horas contínuas e não tivemos problemas de ficarmos na mão. Claro que é importante lembrar sempre de conectá-lo na energia depois que o usa, justamente para não criar inconvenientes quando precisar dele.

Um ponto positivo é que ele pode ser conectado na energia e ser carregado, ao mesmo tempo em que é usado para transmitir áudio.

Conclusão

Apesar de precisar carregá-lo constantemente e do pequeno delay notado na reprodução de áudio, a impressão geral do acessório foi positiva, ele cumpre o que promete ao disponibilizar uma maneira de transformar cabos de áudio em uma conexão Bluetooth. Além de facilitar em casos específicos, como em viagens ou no carro, também possibilita que o usuário use o fone que já possui, sem precisar investir em outros fones que, em muitos casos, são mais caros.

Griffin adaptador Bluetooth

Nós recomendamos a venda para:

  • Quem não quer comprar novos fones para usar com o novo iPhone 7;
  • Quem quer praticidade ao conectar o celular no som do carro;
  • Quem quer um acessório útil em viagens;
  • Quem costuma escutar músicas e podcasts pelo iPhone ou iPad;
  • Quem gostaria de usar em exercícios seu velho fone de guerra.

Ao mesmo tempo, não achamos que ele seja recomendado para:

  • Quem vê muitos vídeos pelo iPhone ou iPad e se incomoda com atraso de som, mesmo que pequeno;
  • Quem não quer mais um acessório que precisa carregar a bateria (assim como todos os fones Bluetooth).

Para quem estiver interessado, o iTrip da Griffin pode ser encontrado na BDI Store ou nas melhores lojas do ramo. 😉

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados