Notícias

Nubank e bancos digitais podem desaparecer com novas regras do Banco Central (ATUALIZADO)

ATUALIZAÇÃO (20/07 – 17h40): O Banco Central acabou não implementando o encurtamento do pagamento, o que salva pelo momento as pequenas emissoras de cartão de crédito, como o Nubank.

Nos últimos tempos, surgiram na App Store diversos bancos digitais que permitem ter um cartão de crédito sem precisar pagar taxas de anuidade. Além disso, tudo é resolvido pelo aplicativo, sem que o cliente precise se deslocar até uma agência ou enfrentar filas.

Porém, a presidência da República anunciou na última quinta-feira que o Banco Central irá mudar as regras dos cartões de crédito, o que pode inviabilizar empresas menores como o Nubank, que ficou bastante popular no último ano.

A notícia caiu como uma bomba nesta segunda-feira com uma entrevista do jornal Estadão à cofundadora do Nubank, Cristina Junqueira, que afirma que não tem como as emissoras de pequeno porte permanecerem com um modelo viável economicamente.

As novas medidas que devem ser apresentadas nesta terça, dia 20, incluem a regra que as emissoras de cartão deverão repassar o pagamento aos lojistas após 2 dias da compra, e não depois de 30 dias, como era feito até então. Para o consumidor, nada muda.

Na teoria, a mudança deve beneficiar os lojistas, que receberão o pagamento antes, sem precisar pagar taxas de adiantamento. Porém, isto torna cada vez menos viável o negócio de cartão de crédito para pequenas emissoras, que serão fortemente prejudicadas com isso. E para entender é fácil: o cliente faz uma compra com cartão de crédito e só pagará a fatura, em média, 26 dias depois. Porém, a emissora terá que desembolsar o pagamento ao lojista 2 dias após a compra, e esperar para receber somente quando o cliente pagar. Isso se ele pagar em dia.

Para grandes emissores que são vinculados a bancos, como Bradesco, Itaú, Banco do Brasil e Santander, será mais fácil levantar este valor. Mas para os pequenos, como Nubank, a coisa fica mais difícil.

Para Cristina, mesmo que o prazo fosse reduzido para quinze dias e não dois, o Nubank não teria como sobreviver. “Nós já fizemos algumas simulações. Com dois dias é apagar a luz e fechar a porta. Com 15 dias, a gente precisaria de quase R$ 1 bilhão de capital adicional do dia para a noite“, conta ela.

É uma situação bem complicada. No modelo atual, as emissoras lucram com os juros do dinheiro recebido, antes de repassá-lo aos lojistas (que são quem arcam com este custo). Isso permite, inclusive, não cobrar anuidade dos clientes. Porém, com o novo modelo, este benefício não existirá mais e o rendimento deverá vir de outra forma, o que pode significar aumento de taxas e de anuidades nos cartões, atingindo o bolso do consumidor.

Nos Estados Unidos, o prazo de repasse do pagamento dos cartões aos lojistas também é de 2 dias.

via Estadão

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Leonardo Negrisoli

    Li isso hoje cedo… tenso demais, ainda mais para uma empresa que trouxe tantos benefícios para os usuários….

    • Iara Amaral

      Poxa e agora ??? Eu cancelei outros cartões pra centralizar minhas contas só no nubank =O não posso acreditar =”(

      • Pois é, eu estava neste mesmo processo, centralizando tudo no Nubank /:

      • Leonardo Negrisoli

        Pelo visto postergaram a decisão…. Vamos esperar pq isso não pode ser do dia pra noite. Tem uma seeeerie de coisas que precisam estar ok para isso passar a vigorar.

    • Hades666

      Justamente por isso que ela vai ser “caçada”

      • Leonardo Negrisoli

        Verdade

  • Bárbara Godoi

    Chorando já!!! Pelo amor, não tirem meu Nubank.

  • Ricardo Cavalli Schmitt

    Que bosta. Queria saber, caso realmente a NuBank fechasse as portas no Brasil, como ficaria os clientes.. as faturas e tudo mais? 😛 eu praticamente só uso ele.. pra tudo.. aff!

    • Iara Amaral

      E agora ??? Eu uso muito o nubank também , até cancelei outros cartões pra ficar só com o nubank =O nem posso acreditar =”(

  • Daniel Belo

    Uso e gosto muito do meu cartão Nubank. Mas não nos esqueçamos do valor altissimo de juros no crédito rotativo. Isso pra mim não é um problema, pois sempre pago o valor cheio, mas serve para lembrar que ninguém está fazendo nenhum serviço gratuito. Acho mais abuso o comerciante ter que lidar com o “prejuízo” de receber somente 30 dias depois da venda do que a operadora do cartão.

    • Ricardo Cavalli Schmitt

      Não sou lojista, mas não me parece tão prejudicial receber todos os valores no final/inicio do mês, assim como nós pagamos nossas contas de 30 em 30 dias. Sei lá.. sacanagem! :/

      • Daniel Belo

        Na verdade Ricardo, você não recebe todos os valores no final/início do mês, mas sim 30 dias após a data da venda.

        • Ricardo Cavalli Schmitt

          Hum, dai tem sim uma complicação para o lojista.. mas.. outro ponto é que nos EUA esse sistema de pagar 2 dias após funciona, e por que aqui no Brasil não funcionaria?

          • O Brasil é um país a parte. O que funciona nos outros países não necessariamente funciona aqui. Infelizmente.

            • Ricardo Cavalli Schmitt

              Sim, mas eu queria entender por que lá funciona e aqui não. É incrível como aqui pra tudo se acha problema e falta de vontade para deixar os serviços bons.

            • Fábio Silva

              Ricardo,

              Aqui no Brasil se ganha muito dinheiro com o dinheiro do cliente. Em 30 dias, as operadoras podem aplicar o dinheiro dos clientes e ganhar muito com isso; podem utilizar o dinheiro como giro; e por aí vai.
              Nos EUA, como as taxas de juros são baixíssimas, não faz tanta diferença fazer esses movimentos.
              De qualquer modo, a decisão do Bacen de diminuir o prazo de 30 para 2 dias pode trazer muito mais liquidez para a economia brasileira, o que é muito bom para o país.

            • Anderson Camões

              Em 30 dias as operadoras e bancos não aplicam o dinheiro do cliente, simplesmente porque ele ainda não pagou!
              Ele passou o cartão, mas vai pagar sem juros somente no dia do vencimento de sua fatura.
              Nos EUA esse prazo é de 2 dias, porém os juros são cobrados desde a compra até o pagamento da fatura.

              Simplesmente reduzir o prazo para 2 dias na “caneta”, além matar empresas menores, vai tornar a operação mais cara. Os bancos vão passar o dinheiro para o lojista com 2 dias e receber do seu cliente com 30 sem juros? Com certeza não. Vão, no mínimo, aumentar ainda mais os juros de quem não paga tudo (rotativo) para compensar. Depois existe todo um mercado de antecipação destes recebiveis. Empresas menores que antecipam também vão quebrar e os bancos, sem esta linha de crédito, vão se compensar através de tarifas.

              Medidas de suposto estímulo não podem ser tomadas na caneta. Mas vamos ver como será a edição da medida pra avaliar.

            • Gabriel Tensol

              De fato o Brasil é um país a parte e a gente precisa entender aonde está o problema, porque são MUITO DISCREPANTE as diferenças. Moro nos EUA há relativamente pouco tempo e por conta disso não tenho uma história de crédito tão consolidada…mas mesmo assim, abri uma conta corrente em um grande banco (Chase) que não oferece tantas vantagens quanto os pequenos e mesmo assim eu tenho:
              – Anuidade grauita,
              – $150 de brinde depois de gastar $500
              – 1,5% de cashback pra qualquer compra,
              – 0% de juros nos 18 primeiros meses e após isso varia de acordo com o seu score de crédito,
              – Possibilidade de pagar a fatura quantas vezes quiser ao longo de um mês (pode aproveitar um dia de variação cambial por exemplo).

              O único pré-requisito pra ter a anuidade gratuita (não afeta o restante) é ter $1500 na conta (na minha visão, é um valor baixo em relação ao salário do americano).

              O banco oferece esses serviços e mesmo com uma taxa de crédito baixa e leis rígidas, ainda faz algum $$$ em cima disso.

            • VM

              Não funciona no Brasil, porque os bancos brasileiros são os mais rentáveis do mundo. Enquanto nos demais países, as indústrias são as mais rentáveis, no Brasil, os bancos batem recordes de lucratividade ano após ano.

          • Alisson Rocha

            A comparação não vale. A taxa de juros no Brasil é absurdamente e surrealmente maior que nos EUA, portanto são cenários completamente diferentes.

        • Vinicius

          O grande porem nessa historia toda é que não existe almoço grátis. Essa questão de repassar em 2 dias pode( ou vai) alterar a taxa que é descontada do lojista em toda venda, ou você acha que as administradoras vão absorver esse “prejuízo” do adiantamento dos valores. No fim das contas que vai se ferrar vai ser o consumidor.

          • Ricardo Cavalli Schmitt

            como sempre neh 🙁

          • Daniel Belo

            Concordo que não há almoço grátis e essa conta tem que vir para alguém. Na minha opinião, uma atitude certa seria a possibilidade de poder práticar valores diferentes para vendas no dinheiro e no cartão, o que atualmente, legalmente, é proibido. Mas parece que o governo fez também essa proposta.

            • Vinicius

              Exato Daniel, essa parece q é uma proposta que esta tramitando também. Oq eu imagino que vá ocorrer é que as empresas que movimentem grandes volumes consigam negociar isso com já é feito hoje (falo isso pq sou lojista), agora os pequenos dificilmente vão conseguir reduzir essas taxas. + vamos aguardar qual vai ser o desenrolar dessa história.

      • Wagner Melo

        Meu pai é legista, e é muito prejudicial sim ter que receber 30 dias depois da venda, se for somente 2 dias depois é preciso de um capital de giro muito menor, ou seja, da pra investir mais em outras coisas, ou praticar preços menores, eu acho essa mudança muitos mais benéfica, pois ajuda todos os ramos de lojistas do que prejudicial, pois dificulta empresas como Nubank, tudo tem os 2 lados da moeda

    • Renan Souza

      O lojista não é obrigado a vender a prazo.
      Vende porque quer. Se quer vender a prazo, deveria receber a prazo.
      Qual a justiça em vender a prazo e receber em 2 dias? É, basicamente, uma venda a vista.
      O que isso vai mudar para o lojista? Maior taxa da maquininha.
      E para o cliente? Maiores preços dos produtos.

      E, claro, juros maiores, já que as operadoras não irão mais ganhar dinheiro com o pagamento dos clientes (alguns dias de DI ou outros investimentos).

      Ao contrário do que mencionado por um rapaz acima, até onde sei, são pouquíssimos lojistas que antecipam o recebimento, porque o juro é pesado :/

      • Daniel Belo

        Mas Renan, venda apenas 1 parcela é considerada venda a vista. E o lojista recebe com 30 dias.

        Será que essa proposta do governo está relacionado também com as vendas parceladas? Ou seja, o adiantamento de todas as parcelas em 2 dias? Aí concordo que não é justo…

        • Gabriel Braga

          Claro que não.

        • Renan Souza

          Então, você tá certo.. não ficou claro se terão que pagar todas as parcelas em 2 dias.. vacilei rsrs

          Mas uma coisa é certa: isso vai acabar com parcelas sem juros, coisa que só existe no Brasil..

    • Marcelo Almeida

      Exatamente!! O Nubank se fazendo de santo e de bonzinho, mas na verdade é mais um banco que tem um lucro enorme em cima das empresas. Nunca que ela fecha as portas, ela só vai agilizar o que sempre foi a intenção, vender para um grande banco!

  • Fábio Prates Rocha

    Isso não passa de uma retaliação dos grandes bancos que vinham perdendo centenas de milhares de clientes para essas novas startups no século XXI.
    Ou seja, um golpe baixo e sujo, ou vocês acham mesmo que bancos estão isentos da panela corrupta que é o sistema político desse país? Tudo farinha do mesmo saco. Propina corre solta para esses políticos malditos votarem essas medidas.
    São essas medidas para sairmos da crise ou medidas para manter o caixa dois da corrupção que não se tem mais com as empreiteiras?
    E no fim, somente o cidadão comum, a classe média, média baixa e baixa que se lasca mesmo.

    • Vitor Carvalho

      Acho que não tem dedo dos grandes bancos não, muito pelo contrário… Os pequenos e médios lojistas dificilmente esperam o pagamento em D+30, a grande maioria faz antecipação de receita, sim eles incluem isso no preço final do produto, com essa mudança os grandes bancos irão deixar de lucrar com isso. Fora que com isso eu acho que a anuidade irá ficar mais difícil de ser negociada.

    • Vitor R

      Não acredito que a Nubank irá fechar com essa medida, mas que estão querendo derrubá-la, estão!!

    • paulotutu

      Nem tudo é uma grande conspiração dos lagartos inca-venusianos. Os grandes bancos também serão afetados por essa medida, é só dar uma lida melhor no assunto. Obviamente eles vão repassar isso pra anuidade, como qualquer outro ramo faria, afinal, não existe almoço grátis. A questão aqui não é a falência ou não do Nubank, mas sim a POSSÍVEL injeção de ânimo na nossa economia, mas normalmente as pessoas só veem e defende o que lhes convêm, no caso, não pagar anuidade no cartão.

      • Jack Anao_Tequila

        Ridiculo. Achar que os bancos nao tem poder e influencia no governo. Está na cara que é isso, no Brasil nunca são favorecidos os pequenos, mas sim os grandes

        • paulotutu

          A medida visa ajudar, principalmente, os pequenos (comercio/empresas de pequeno e médio porte) e penaliza os grandes (bancos), logo, vai contra o que você disse.

  • lmaced0

    Eu acho super triste por que eu tenho e amo meu Nubank, mas eu acho justo.
    É cartão de crédito, alguém tem que ser responsável pela palavra crédito. Se o lojista só recebe 30 dias depois não é crédito, é pagamento no futuro, sei lá.

  • Marcelo

    Complicado isso aí, eu gosto do meu cartão nubank mas tem que ver tbm o lado dos pequenos comerciantes.. Imagina alguém que tem um pequeno comércio tendo que esperar 30 dias pra receber. As compras ainda pode pagar no cartão tbm pra ganhar 30 dias, mas e funcionários, aluguel, contas… Faz como?

    • Ruan

      Exatamente!!! Para o Neon não muda pois é pré-pago.

    • FT05

      Eles podiam entao n vender a prazo…
      E fazer algo promocional para a vista/debito

  • Salun Marvin

    Não acredito que o Neon será prejudicado com isso, pois não trabalha com a função de crédito, e nem tem planos para que isso aconteça, é apenas débito.

    • Alexandra

      Oi. Olhei no site do Neon rapidinho, mas não achei facilmente… Ele é internacional?

      • Salun Marvin

        Ele é um banco mesmo. Tem agência, conta corrente e tal. Ou seja, você consegue fazer transferências, DOC, TED, pagar contas, tudo tranquilo. Ele vem com um cartão de débito que é aceito internacionalmente. E também vem um cartão de crédito pré-pago, que funciona para assinar serviços como Netflix, Spotify, Apple Music, e tudo que você faz com um cartão de crédito.
        A diferença é que o Neon não parcela, pois a ideia dos criadores é que você tenha controle sobre o dinheiro que você tem, e não o dinheiro que ainda não tem. A sessão de objetivos será tipo uma poupança, porém com um investimento de retorno maior.
        O atendimento é excelente.
        PS: Não, eu não ganho nada deles haha

        • Alexandra

          Que legal! Tenho Nubank e sou tão feliz com meu roxinho!
          Enfim, caso ocorra algo amanhã, já tenho que ver como farei. Meu cartão precisa ser internacional p/ usar na app store. :/

          Obs: entendo como funciona a questão do pré pago. Usei o MEO cartão por um tempo.

          • Salun Marvin

            Já pede uma conta do Neon, não custa nada. Mas o tempo de aprovação fiquei sabendo que está longo. Então já pede de uma vez.

            • Ruan

              Esperei uns seis meses

            • Salun Marvin

              Eu já tinha o Controly, pra mim foi mais rápido. Mas muita gente está reclamando mesmo.

            • Ruan

              Mas valeu a pena!

          • Junior Rinaldi

            iconta no itau vem com cartao internacional..

  • Adílio

    No meu ver a única solução do nosso Nubank, é cobrar uma taxa de anuidade pra poder se asegurar no mercado, e não dar o braço a torcer, e não sair do mercado…”mais vale eu ter um cartão 💳 que está anos luz da concorrência em termos de praticidade, onde eu pago meus boletos, e também gero pagamentos antecipados !do que ficar com outros cartões de créditos de 💩 Que não mandam suas farturas em dias a pagar (em alguns lugares)”

  • Wrecked Machines

    Cara pqp esse pais ta foda demais cara, nao da pra ser feliz desse jeito, política uma merda, economia um lixo, impostos e mais impostos e a mesma merda de sempre
    nada acontece feijoada.

  • Alguém aqui sabe se o cartão Digio também será afetado? Pelo que sei ele pertence a um banco grande, e foi lançado justamente para concorrer com o nubank.

    • Gabriel Braga

      Por ser ligado a grandes bancos, dificilmente será afetado.

  • Gabriel Braga

    Povo só olha pro próprio pé, mimimi vou ficar sem meu NuBank.. Os pequenos e médios empresários vão se beneficiar e muito com isso.

    E mais, duvido muito que o NuBank feche por isso, só estão fazendo força pq não será vantajoso pra eles.

  • Geraldo Dal Berto Jr.

    Centralizo tudo no Nubank e espero que não ocorra essa mudança. Porém é Davi contra Golias e na vida real Golias vence. Se ocorrer o pior, fica a dica do Santander Free, que não cobra tarifa se gastar R$100,00 por mês. É internacional. Não precisa ser correntista.

  • paulotutu

    Sem mais.

  • Carlos Dasmer

    Um ano aguardando a aprovação do meu Nubank e nada, fiz uma Macumba pra Cristina Junqueira na ultima noite de lua cheia e já surtiu efeito. hahaha – Brincadeira.

  • Igor César Cunha

    Neon não será prejudicado. ta errada essa parte da matéria.

    eles não possuem cartão de crédito. apenas debito que já é entregue nesse tempo.

  • Jogada dos grandes pra comprar o Nubank, observem… Itaú ou Bradesco irão comprar a preço de banana

  • Hades666

    Manobra do sistema financeiro(bancos) para retirar os pequenos do caminho, por sinal estavam acabando com os cartões consagrados. Parabéns, tudo se deve à volta de um sistema de governo que beneficia isso.

    • paulotutu

      Bem, pelo menos o governo atual está TENTANDO fazer algo para deixar MENOS PIOR a situação que o governo anterior colocou o pais.
      De novo: isso não é sobre o Nubank, é sobre alavancar a economia com uma injeção de ânimo nas pequenas e médias empresas.
      O quadro é bem maior que o próprio umbigo.

  • Jeff

    Uma pena, o serviço é justo e muito eficiente.
    Mais um lobby forte junto a um governo vendido.

  • Daniel

    Engraçado…. li tudo… crítica aos bancos… e tudo mais. Se isto for aprovado vai f… os bancos independente do tamanho… Bradesco… Itaú… Original… Nubank. Quebra o fluxo financeiro… não tem como pagar o estabelecimentos em 2 dias e receber do cliente em 27.. 28. Se for aprovado que vai pagar a conta somos nós… ou vcs acham que os Bancos vão ser bonzinho e bancar a situação. Quando a pergunta que vi “pq funciona no EUA e não aqui”… simples juros! Um banco bancar o juros mensal de quase 0 ao mês é fácil de fazer … mas bancar 2-3% a.m. não. Quem vai pagar seremos nós…

  • Daniel Zeferino Dias

    Evidente que temos 2 discussões aqui. A primeira é sem dúvida o looby dos grandes bancos que viram uma janela de oportunidade para pressionar o governo a incluir no “pacote das bondades” esta medida e eliminar assim os ditos bancos digitais. Acontece, que nos países desenvolvidos, ou com juros menores, este repasse já acontece em muito menos dias (2 dias nos EUA por exemplo), trata-se de um modelo baseado em juros altos e é exatamente isso do que o Brasil não precisa praticado pelo BC que remunera o Nubank. O segundo aspecto é que este mesmo modelo onde não se cobram uma série de taxas, tem um custo brutal na estrutura de capital da empresa. Um sinal logo de cara foi há alguns meses onde o Nubank precisou aumentar seus juros, assemelhando-se assim a grandes emissores. A renúncia de receitas feita pelo Nubank para entregar ao mercado um cartão “inovador” já se mostra inviável, basta ver os resultados da empresa publicados. Além dos aumentos dos juros citados, um empréstimo junto ao Goldman Sachs foi feito e depois mais uma rodada de investimento para equalizar o caixa da empresa. Ou seja, ser mais barato, cool e dito como disruptivo e não fechar as contas me parece mais um “Crônica de uma morte anunciada”. Foi sem dúvida uma receita explosiva. Agora, como se trata de uma instituição bancária, agente do sistema financeiro, vamos ver como e quando o governo federal irá socorrer a empresa, se realmente for. Quanto aos grandes bancos não se preocupem, esqueceram-se quem é o presidente do Banco Central? E em última análise, mais uma vez quem pagará a conta somos todos nós.

  • Kennedy Sobreira

    País altamente protecionista.
    O que fizeram de conspiração em cima de Uber, Whatsapp, Netflix, Spotify, Amazon… tudo para impedir a concorrência e liberdade econômica. Sempre que aparece uma empresa internacional ou uma forte concorrente nacional que não é sangue-suga de consumidor, os empreiteiros correm para a justiça e não aceitam de forma alguma dividir a fatia.

    Agora é a vez do Nu Bank sofrer com essa possível perseguição. O Estado sempre interferindo no livre comércio e travando grandes investidores.
    Depois querem melhorar a economia … como?
    Lamentável

  • VM

    O banco esquece que para cada transação, eles cobram uma taxa de 3% a 5%.

  • iLuk

    Pois é. A operadora de Cartão vai pagar mais cedo ao lojista, porem vai cobrar mais para receber, já que a taxa de antecipação vai acabar, eles aumentarão o valor da taxa das transações de cada cartão. Vai ser um absurdo para o lojista! Tomara que não !

  • Valerio de Vito

    Ontem quando li essa noticia fui atras de um substituto pro Nubank e encontrei o Digio, praticamente uma copia do nubank.

  • Fabianno Cabral

    “Para o consumidor, nada muda” Ponto Final.

  • Fabio Franco

    Cancelei meus cartões pra usar somente o Nubank. Isso é ridículo, bancarios perdendo espaço por não saberem inovar e agora querem quebrar o banco a força. Fdp! País nojento esse nosso.

    • paulotutu

      Os comerciantes que se f*dam né, o importante é não pagar anuidade no cartão! o/o/o/

  • Alexandra
  • Mauro J. Mendonça Júnior

    Tá faltando informação aí. Emissoras de cartão lucram com a flutuação do dinheiro e a taxa deduzida do repasse, variando entre 1% e 4,5% do valor da compra.

  • João Lima

    “Nos Estados Unidos, o prazo de repasse do pagamento dos cartões aos lojistas também é de 2 dias.”

    Quer comparar as condições dos lojistas brasileiros com os logistas note americanos? É piada isso?
    No mínimo, uma informação adicional desnecessárias e inoportuna.

    Tem gente que quer comparar os EUA com o Brasil da mesma forma que está comparando um alicate com uma chave de fenda.