Curiosidades

Apple libera uma entrevista exclusiva com o criador do jogo Super Mario Run

Shigeru Miyamoto é adorado por fãs de jogos do mundo inteiro, por ter construído um dos games mais amados do planeta. E com toda a promoção em volta do Super Mario Run (que será lançado na quinta-feira próxima), ele tem ganhado bastante destaque na mídia ultimamente.

Hoje, a Apple liberou em sua seção de podcasts, um vídeo com uma entrevista em que ele conta como foi fazer o jogo, além de um pouco da própria história.

Shigeru Miyamoto

A descrição do podcast resume um pouco a proposta:

Junte-se ao designer de jogos eletrônicos e criador do Super Mario Bros e outros icônicos jogos da Nintendo em uma conversa perspicaz sobre a realização do Super Mario Run. Uma entrevista com Katie Linendoll compartilha a importância da diversão e inspiração por trás do jogo.

Todo o vídeo está em inglês e japonês, sem tradução para o português. A primeira pergunta que Katie fez foi: “O que o faz ficar tanto tempo trabalhando com games e por que você é tão apaixonado por isso ainda hoje?“. A resposta foi precisa: “Eu continuo fazendo jogos porque há pessoas que continuam jogando“.

Há duas versões, uma em vídeo e outra apenas com o áudio, para quem quiser ouvir enquanto dirige ou faz esportes. Ambas podem ser baixadas gratuitamente neste link.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Anderson Campos

    O marketing está forte em cima disso, né?

  • Esse cara é foda, criou parte da infância de uma geração <3
    E a Apple tá investindo pesado nesse marketing junto com a Nintendo, garantia de sucesso pra ambas.

  • Ricardo Tavares

    Esse jogo vai vender MUITO. O hype em torno dele está gigantesco. Eu vou comprar no primeiro momento em que liberar. Sou fã de Mario e acho que vale a aposta até mesmo para futuramente a Nintendo fazer outros jogos para o iOs como Mario Kart, Zelda, Donkey Kong…

    • Carlos Frederico

      Eu sou MUITO fã da Nintendo, mas não sei se vou comprar esse jogo por um único motivo: não sou fã dessa modalidade “run”. Se fosse um jogo tático e/ou por turno, aí a história seria diferente XD.

      • Ricardo Tavares

        Pô Carlos também não curto muito esse tipo de jogo, mas esse dizem que está um pouco diferente. Acho difícil a Nintendo fazer um jogo mobile com comandos complexos como temos nos consoles. Vai valer os 10$, eu acho! Rs

        • Carlos Frederico

          Vai valer sim, disso nem temos o que ter dúvida XD ! Só que não é o meu estilo, embora seja diferente – como você mencionou – e caprichado.

          Veremos daqui umas horas… =D

          • Tiago Freitas

            ele não será só run, mas como já disseram: que o game será dividido em alguns modos, como o World Tour, que é o jogo padrão de Super Mario – correndo pelas fases –, além de Toad Rally, que é um modo multiplayer online. Já o Kingdom Builder é uma modalidade de construção e administração de cenários.

  • Diogo Renan Pereira

    Todo esse fuzuê pra mais um endless run, nossa que jogo de outro planeta, meu deus do céu que revolucionário.

    • Genre chegou o cigano Diogo vê-tudo-traz-o-amado-em-sete-dias que conseguiu não só enxergar o jogo com seu terceiro olho mas sentiu o bastante pra informar a nós, meros mortais, que: ~não é revolucionário~

      • Só errou que o jogo não é endless mas o futuro pode ser misterioso né nunca se sabe, bola pra frente

      • Diogo Renan Pereira

        Acho que você não se atentou ao contexto, não estou dizendo que o problema é não ser revolucionário. Estou falando da badalação toda, “pre order inédita na appstore”, entrevistas e esse hype todo pra um jogo comum e de mecânica batida já, para um personagem que demorou tanto pra chegar……………. E, 10 dólares!?!

  • L.Gu…stavo

    Só uma coisa a dizer! “Cale a boca e Pegue todo meu dinheiro” hahaha BigN