Vídeos

Novo comercial do iPad Pro questiona o que um computador pode fazer

Com a frase “Imagine o que seu computador poderia fazer se seu computador fosse um iPad Pro“, a Apple tenta transmitir em seu mais novo comercial que o iPad já pode substituir o computador em diferentes situações.

Com um estilo narrativo bem semelhante aos antigos comerciais da Apple, uma voz questiona o que é um computador. E enquanto o vai descrevendo, ele ressalta que existe um teclado físico que pode ser escondido quando você não precisa dele, ou que a tela multi-toque permite inclusive escrever e desenhar. E depois de ver tudo isso, ela ainda se pergunta: “O que mais este computador pode fazer“?

Confira o vídeo (em inglês):

Sim, o iPad Pro pode substituir um computador, mas não para todo o tipo de tarefa. Escrever textos, desenhar, fazer projetos, navegar pela internet, redes sociais e responder mensagens e emails, tudo isso o tablet da Apple cumpre muito bem a função. Ainda mais com acessórios externos que cada vez são mais numerosos, como uma caneta digital, um teclado e até mesmo um pendrive compatível. Muita coisa pode ser feita hoje somente com o iPad.

Há casos específicos em que ele ainda não pode substituir o computador (infelizmente, eu ainda não consigo fazer tudo que preciso para o meu trabalho só pelo iPad),  o que fará o PC desktop ainda viver um bom tempo. Mas para muitas coisas (e talvez para a maior parte dos usuários), a premissa do comercial tem grandes chances de ser verdadeira.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Douglas knewitz

    Eu vivo uma situação ambígua, quero comprar um MacBook( mas N me faz falta não ter), e um iPad, pra mim não tem utilidade nenhuma ( tenho um bem antigo e esta jogado em algum canto da casa). Mas atualmente sinto nessesidade de comprar algo pra fazer as coisas que o iPhone hoje cumpre ( mas em outro idevice, teria melhor aproveitamento, performance e facilidade ). Mas com o custo Brasil, não posso ter os 2, e ainda comprar um iPhone 7, então, me vejo inerte, sem saber oq fazer. Talvez eu não tenha sabido aproveitar o iPad, e hj ele tenha ganhado super poderes…. Ehheheh

    • Cristiano Silva

      Ja tive um Ipad 2 e na epoca pensei a mesma coisa. Hoje tenho um iphone SE e nao vejo a necessidade de ter um tablet ou um mac. Quando vou comprar algo eletronico, sempre penso: Será util pra mim???…

    • Alex iPilot

      Compre um Dell Inspiron 2 em 1 e seja feliz! Pesquise e experimente nas lojas. 😉

    • Procure o Asus Transformer e seja feliz!
      Um “tablet” que se liga a uma case de verdade, não uma de material que vc ve q vai desmanchar em 2 anos como a do iPad, e ainda com Windows10.

      Abaixo tem o Pro, mas tem o Transformer 3 normal que é bem mais leve tb. To namorando um faz tempo! Adeus Apple para tablets e notebooks.
      https://www.youtube.com/watch?v=eINUafMVxRk

    • Hugo Cravo

      Essa indecisão e paralisia foi muito bem discutida por Barry Schwartz. Há videos dele no youtube, também no TED. Ele defende que quanto mais escolhas temos, mais sofremos. Antes de comprar, porque não queremos pegar o produto errado, e depois, porque, ainda assim, não sabemos se escolhemos bem. Acho que Jobs já desconfiava disso. Por isso parecia tão relutante em lançar novos modelos. O que o consumidor quer é ter um problema resolvido; não ficar feito um louco se questionando sobre suas compras. Seria muito mais interessante se a Apple focasse em um só iPhone. Muito melhor que três modelos de smartphone: um só, melhor em tudo.

      • RACLA

        Putz. Você tocou no ponto chave do mercado e muita empresa não percebe isso. Eu acho incrível como as empresas ainda fazem esse tipo de erro.

      • Douglas knewitz

        Concordo, mas a postura da Apple era de não lançar dezenas de produtos. Mas hj isso vem mudando … E não me agrada muito.

    • Hugo Cravo

      Só complementando, e espero ajudar com meu comentário. A solução que o psicólogo sugere é: fique com o que é bom o suficiente – aquilo que não é perfeito, pois tem pontos desfavoráveis, mas que são facilmente toleráveis. Use até perder a utilidade e, só então, compre outro. iPad é produto para uso muito, mas muito específico, desnecessário para quase todo mundo.

  • Danilo Gil

    O iPad pode até substituir um PC em funções de navegação na internet de modo geral e em casos específicos onde utilizam aplicações dedicadas. A grande questão é o valor do iPad Pro no Brasil, considerando que pelo valor de R$ 5.499,00 atual pode-se comprar um notebook topo de linha e ainda sobra dinheiro.

    • Douglas knewitz

      eu até achei que seria mais caro, mas mesmo assim. É absurdo, se eu fosse usar com afinco ou pra trabalho, até vai …. Mas dai tu poē na conta: um iPad pro (ou outro), iPhone novo. Estou de olho em um ⌚️( o próximo ) . Dai só sendo rico pra ter tudo. Nao é o meu caso. Hehehhe. Dai eu vou por prioridades….

      • Luiz Henrique

        Se o iPad pro tivesse suporte a pen drive, até poderia usar como um computador, uso meu notebook pra trabalho, ligo em outro monitor e trabalho em ambos, passo varias coisas por pen drive e HD externo, um iPad Pro teria um uso pra navegar na internet, não pra baixar as coisas salvar na memoria dele e depois passar pra um pen drive ou hd externo.

      • Letícia Barreto

        Exatamente , eu espero de coração que o novo iPhone não venha muito caro .

    • Letícia Barreto

      Exato, tenho um iPad mini 2 porém quero um iPad com a tela e a capacidade maior porém pagar mais de 6 mil reais por um iPad é inviável .

  • Ricardo Oliveira

    Menas apple, menas

  • Alex iPilot

    Como diz a campanha da PequenaMole , “O Presente já é TOUCH, porque o mundo real é TOUCH”… As telas de laptops serem touch é como a invenção do mouse, é caminho sem volta! A Apple limita seus laptops e não os faz touchscreen (e “2 em 1”) porque sabe que isso mataria o mercado do iPad Pro. Se o MacBook fosse touch e rebatesse o teclado físico, (como o Dell Inspiron que eu tenho), quem compraria o iPad Pro?

    • Bom, talvez a Apple “limita” (SIC) seus laptops por questões de interface. Chamar de “bom” a solução encontrada por aí de laptops com tela touch, sem interação COMPLETA com a interface do sistema (que ainda é baseado em uma estrutura que usa o mouse) e obrigando o usuário a fazer alguns gestos cabulosos, é aceitar a mediocridade como solução.

      A Apple não está investindo para transformar o macOS em um novo iOS (e eu lamento bastante isso). Porém, ninguém mais está criando nada. Ninguém apresentou (nem a Microsoft) um sistema que interaja completamente com gestos touch e que quebre o paradigma da computação atual, que ainda segue os alicerces de décadas baseado em interfaces que usam o mouse (que foi lançado comercialmente pela Apple, diga-se de passagem).

      Fazer um laptop que tenta ser um tablet, mas ainda precisa conectar um mouse e um teclado para usá-lo seriamente, não passa de GAMBIARRA.

      Isso que é triste. Ninguém faz nada para revolucionar as coisas. Aí só porque a Apple não está mudando o mundo, vem os “delegados da inovação” cobrar dela que ela não está inovando mais e o mundo está estacionado. Sempre preguei: “Cadê a concorrência que não apresenta suas próprias revoluções”? A única coisa que fazem é mais do mesmo, esperando o dia que a Apple proponha a nova revolução.

      • Alex iPilot

        Não penso ser questão de “mediocridade”, mas de naturalmente aceitar que é um processo em evolução. Nem a Apple tem conseguido mais a famosa perfeição de interface ou de hardware. Você utiliza o Windows 10 numa implementação como a que eu citei, da Dell? Eu utilizo desde o lançamento, ainda no Windows 8, e digo que hoje o conjunto passa MUITO longe de ser “gambiarra”… Como aliás, já foram os primeiros mice, rsrsrs…
        Não concordo que “ninguém esteja investindo”, porque isso é o que a MS vem fazendo, a sua maneira, trancos e barrancos… A Apple é que parece ter perdido o “feeling” e o “timming”, ela parou em design de interfaces, remoendo uma caneta de aplicação restrita e um sensor de pressão na tela que nada mais faz do que oferecer um menu novo ao usuário. Além disso, são modificações cosméticas, de cores e fontes (com gosto duvidoso, desde que o Ivy se tornou a Mão do Cook, rsrsrs…)
        E eu espero SIM que a Apple proponha uma revolução todos os anos, porque da concorrência eu já sei o que vem! E foi a própria Apple quem pegou esse papel para si, o desempenhando MUITO bem por anos! Se contentar com a mediocridade é, justamente, aceitar que a Apple nivele-se à concorrência, como vem fazendo, e até ficando abaixo…

        • Carlos Frederico

          Alex, eu entendo perfeitamente o iLex e quero argumentar sobre seus fatos: o que muitas empresas fazem no geral é “jogar e ver se cola”. A Apple não faz isso. É justamente por isso que muitos usuários acham ela limitada quando na realidade o usuário é que não sabe o que é de fato uma qualidade.

          Quer um exemplo bem besta disso? A “limitação” do envio de 10 ou 5 fotos, não me lembro de cabeça, por mensagem. A partir do momento que você precisa enviar 20 fotos para uma pessoa, usar o serviço de mensagem para isso não é o adequado, ainda mais se você estiver em rede celular.

          Todo mundo quer um dispositivo que faz tudo. Quem não quer? Eu queria muito um iPhone que fosse “o tudo” para mim, onde eu chego em casa, conecto ele num monitor/teclado e jogo WoW. Aí quando paro de jogar WoW, pego de volta e vou ao banheiro ler notícias. Quem não quer isso? Só que tecnicamente isso AINDA não é possível. Se vocês forem parar para pensar, a intenção real da Apple (e assim como o Google e a MS) é sim transformar o iPhone num faz tudo, mas com a qualidade que se preza.

          Antes era impensável um Adobe para o iOS. Hoje é comum e faz muita coisa! É difícil você simplificar, além de que o iPad faz muito bem para boa parte dos usuários e a Apple sabe disso, porém ela também sabe que o trabalho pesado continua exigindo periféricos que não são amigáveis ao toque. Por isso o macOS tem uma vida longa. Se você reparar, vais ver que ela agora segmentou todo o cenário pelos SOs, afinal o software, juntamente com o hardware é tudo, é o que dá a real experiência.

          E enquanto isso o Windows 10, apesar de ser muito bom e eu também uso, continua sendo uma gambiarra para toques… e junta isso com a “customização” de toque das fabricantes e vira uma bela duma fezes fedidas…

          • Alex iPilot

            A avaliação da qualidade é empírica e depende da percepção de cada um… Não penso ser o fato de saber ou não, mas o fato de ser suficiente ou não para cada um… Tem gente que se contenta com o acabamento de plástico com rebarbas de um carro nacional, tem gente que não… Tem gente que se contenta em precisar de antivírus, em uma ou outra travadinha,… Isso não é demérito do usuário… E mesmo a Apple já anda bem longe de ter o padrão de qualidade de outrora, tanto em software como em hardware. A “Qualidade Apple” já era, ou tá indo rápido ladeira abaixo, infelizmente… Exemplos estão aí no dia-a-dia cada vez mais frequentes… Eu sinto porque ainda compro os produtos neste último argumento e me decepciono, como no caso da pulseira que enferruja (minha segunda já tem manchas).

            E a concorrência evoluiu. Samsung, Sony e Dell não estão mais brincando de “jogar e colar” nos seus modelos top de linha! Estão jogando pesado, ignorar isso é derrota certa… Quando Jobs e Gates foram entrevistados juntos – https://www.youtube.com/watch?v=wvhW8cp15tk – perguntaram a Jobs como ele via a “guerra” com a Microsoft, e ele respondeu brincando que nunca havia visto a questão como uma guerra e que “talvez por isso a tenha perdido!”
            Eu realmente já vi implementações macabras de laptops 2 em 1, minha experiência é com os modelos top da Dell, e não há NADA de gambiarras aqui.

      • Antonio Frederico

        Na verdade o Windows 10 veio com essa intenção de fazer com que essas bizarrices acabassem, isso de certa forma é uma evolução mas não revolução. O fato de dar o touch numa ferramenta que também é um notebook tira um pouco a fobia de ter que escolher entre um produto e outro e pode acelerar o desenvolvimento de ferramentas que tiram proveito disso. Longe de mim atacar a Apple mas esse tipo de produto pode parecer esquisito num primeiro momento, porem pode ser que custe caro pra Apple lá na frente. Estou certo ou errado? Não dá pra saber agora, só o tempo dirá.

  • Anderson Ribeiro

    Tenho um IPad Pro, sou super fã da Apple. Mas esse iPad esta muito longe de substituir um computador viu. Palavras de um Designer que utiliza ferramentas como Photoshop, Adobe Illustrator, Sketchup e outras mais.

    • Letícia Barreto

      Concordo com você !

  • ricardo garcia

    Falta a compatibilidade com mouse, que para mim seria fundamental para aplicações office

  • Bruno Barbosa

    Vai se ferrar Apple… nunca!! Menos…

  • Alexandra

    Off-topic: Ai, meu Deus! A Alex Vause ali!!!! 🙂

    • Carlos Frederico

      Laura Prepon rules!

  • Alan Patrik

    Tudo muito lindo e muito caro!

  • Arley Martins

    Isso é muito relativo. Se a pessoa for trabalhar e o ipad pro encaixa no que ela faz esta perfeito, porem uma grande maioria não precisa de um ipad pro pra trabalhar. A maioria deveria investir em um mac book air 13.3 pol. que ja atende 99% da maioria do usuario em geral, leve junto um hd externo de 1TB e seja feliz. Jogos o certo é usar PS 2, 3 ou 4 ou xbox, pois jogos em pc/notebook ae tem que ser uma maquina bem especifica. O problema de adquirir produtos apple no pais é exclusivamente o preço, pois a qualidade não precisa comentar. As pessoas antes deveria fazer as perguntas baicas(eu posso?, eu preciso?)

  • Alex iPilot

    E há uma outra questão na discussão levantada sobre os laptops 2 em 1 matando o iPad… Ninguém está falando em executar TODOS as tarefas utilizando a tela touch, afinal o device continua sendo um laptop também, para quando ainda se desejar/preferir utilizar teclado físico e mouse… Mas pelo conforto de poder simplesmente rolar a tela, fazer zoom ou só clicar um botão de OK, usando o dedo, eu lamento profundamente pelos usuários de Mac que pagam 20.000 e não sabem o quanto é BOM!

  • RACLA

    Na verdade eu acho que as pessoas estão abandonando o iPad e trocando para Macbooks para trabalhar. Não vejo ninguém trabalhar com iPad não.

    • Felipe Orita Gonçales

      eu vejo… aqui no Japão , 70% ou mais das empresas , utilizam o iPad como ferramenta de trabalho … eu utilizo ainda o convencional ( iMac / MacBook air ) para o meu trabalho ( sou fotografo ) , mas para mostrar o meu trabalho aos meus clientes , utilizo o iPad …

  • Rubens Aroeira

    eu tive o primeiro e posso falar que era uma bosta..ipad é muito superior…esse aí parece estar muuuuuuito melhor e com windows 10 é outra historia…me chamou atenção de novo…mesmo assim aconselho a brincar bem na loja…mas pelo video parece q eles aprenderem e melhoram muito o produto, parece q vale a pena de novo

  • Rob Simões 

    As pessoas não entendem que o iPad veio para SOMAR e não para SUBSTITUIR. Ele é um computador sim, assim como o iPhone também é, mas cada um tem o seu uso específico.

    Eu tinha um iPad Air 2, vendi e comprei um iPad Pro, e foi a melhor coisa que eu fiz. Posso ficar dias sem usar o Mac, mas para as coisas em que ele é essencial, ele está lá.

    • hecnpo

      Que vantagens vc sentiu no Pro sobre o Air 2?

      • Guilherme Mitrut

        eu tive um Air 2 e agora possuo um Pro 12”.. amigo as diferenças não são gritantes, mas bem notáveis. temos os 4 auto-falantes, tela gigantesca perfeito para filmes e jogos.. muito 4GB de RAM e processador M9. uma configuração perfeita para o iOS atual.

        E acho que esse iPad Pro vai durar muitos anos rodando o iOS perfeitamente e Liso, algo que eu não afirmaria pro Air 2 por ter apenas 2GB de RAM.na minha concepção eu acho meio maluco a Apple criar um iPad Pro com 6GB de RAM daqui mais um ano. então minha visão é essa vi muitas vantagens em relação ao futuro OS em um iPad tão poderoso que não ficará defasado por muito tempo. 😉

  • Matheus

    Brother, a unica coisa que ainda me segura no mac é o OS. 🙁

  • KB

    Quando Jobs apresentou o iPad pela primeira vez, deixou claro sua visão do espaço do produto: absorver a fatia de mercado dos Netbooks.