Notícias

Apple responde oficialmente às acusações do Spotify

O assunto do dia sem dúvida foi a carta que os advogados do Spotify enviaram à Apple, acusando a empresa de Cupertino de tomar atitudes anticompetitivas e de usar o poder que tem na App Store como “uma arma” contra os concorrentes. Esta carta foi enviada no domingo, dia 26 de junho.

Hoje, dia 1º de julho, o time de advogados da maçã respondeu à empresa sueca, também sob forma de uma carta de três páginas, rebatendo todas as acusações. Eles afirmam que o Spotify usou meias-verdades e rumores para tentar ganhar um tratamento diferencial na App Store.

Na carta, a Apple enfatiza que suas práticas na loja não são nenhuma violação às leis antitruste e ainda destaca que o Spotify já foi capaz de ganhar centenas de milhares de dólares em faturamento adicional graças à plataforma iOS.

Obrigado pela carta de vocês. Como um valoroso desenvolvedor da App Store, nós estamos desapontados com os ataques públicos que vocês fizeram e apreciamos a oportunidade de registrarmos o que é correto. Não há dúvidas que o Spotify se beneficiou enormemente da sua associação com a App Store. Desde 2009 a plataforma da Apple gerou para vocês mais de 160 milhões de downloads de seu aplicativo, resultando centenas de milhares de dólares de receita incremental para o Spotify. É por isso que achamos problemático vocês nos pedirem por exceções nas regras que aplicamos a todos os desenvolvedores, além de espalhar fofocas e meias-verdades publicamente sobre nossos serviços.

Nossas diretrizes aplicam-se igualmente para todos os desenvolvedores, criadores de jogos, vendedores de livros digitais, serviços de vídeo-streaming ou distribuidores de música digital, isso independentemente de serem ou não concorrentes da Apple. Nós não alteramos nosso comportamento ou nossas regras quando criamos nosso próprio serviço de streaming de música ou quando o Spotify tornou-se um concorrente.

Na carta, a Apple ainda lembra que recentemente disponibilizou um novo modelo de comissionamento para as assinaturas que durem um ano ou mais, baixando de 30% para 15%. Afirma também que a equipe da App Store sempre esteve acessível para ajudá-los na atualização, que só não aconteceu por estar fora das regras da loja.

Eles ainda reforçam os altos custos que têm para manter a App Store:

O Spotify se beneficiou enormemente do uso da loja que desenvolvemos. Nosso investimento na App Store não é algo trivial — qualquer grande rede de lojas irá lhe dizer que é necessário uma incrível quantidade de esforço e recursos para manter uma boa loja. Entretanto, se o usuário decidir fazer uma assinatura do serviço ou de um produto digital por outro meio fora da App Store, o desenvolvedor não nos precisa pagar um tostão, e seu conteúdo continuará funcionando nos dispositivos da Apple. Pedir para que o Spotify não precise pagar para aproveitar os benefícios do trabalho árduo da Apple, como todos os desenvolvedores fazem, daria a vocês uma enorme vantagem competitiva sobre os outros desenvolvedores. Isso seria injusto e sem sentido.

A íntegra da carta pode ser conferida no site BuzzFeed. Para entender melhor as acusações do Spotify, confira este outro artigo.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • OWNED

  • Rodrigo Brandão Ferreira

    Spotify tá com um medão do Apple Music… No entanto, desnecessário.

    • Saulo Rogério

      Desnecessário? Será? Acho que não, vamos torcer pra não ter o mesmo final do Rdio. O Apple Music cresceu e está avançando bem mais rápido…

      • Saulo Rogério

        Não dizendo que o Apple é melhor, mas, Spotify que se cuide!

      • Rodrigo Brandão Ferreira

        Com a vantagen que o Spotify tem hoje só depende deles mesmos seguir no topo. Embora esse medo todo já alerte que não sabem bem como continuar à frente.

        • Saulo Rogério

          Verdade, eu tinha o Spotify como uma empresa bem mais séria, depois dessa, sei não hein, estão bem desesperados. Desespero pra mim é fraqueza!

  • Spotify might need some aloe because they just got burned.

  • Jonathan J.

    Prefiro o Spotify. Ate o metodo de pagamento é melhor pelo site

  • Rodrigo Vieira

    Toma Spotify! Você será comprado em breve…

  • Diego Azevedo

    Sinceramente, o que a Apple faz é sim desleal. Obrigar todo e qualquer app a fazer as compras por sua própria loja, cobrando 30% da venda é absurdo. Existe um custo de se manter uma loja on-line? sim, mas o spotify já tem esse custo com sua própria estrutura, e não deveria ser obrigado a pagar por isso de novo, à bel-prazer da Apple.

    A desculpa da Apple de que os devs devem utilizar o pagamento para não sair do app e prejudicar a experiência do usuário é balela. Se o app conversar direto com seu próprio servidor, sem o usuário sair então pode? Ou vai ser barrado igual? Se a questão fosse realmente a experiência do usuário, eles deveriam incentivar os devs a usarem seu sistema, ao invés de cobrar uma taxa absurda.

    A tática do Spotify foi fazer bastante barulho, mas creio que foi ineficiente. Se tivessem lançado uma carta aberta expondo argumentos reais, poderiam ter feito um pouco menos de barulho, mas teriam uma opinião pública mais favorável.

    • Henrique A.

      “Obrigar todo e qualquer app a fazer as compras por sua própria loja, cobrando 30% da venda é absurdo.”

      Diego, acho que você não entendeu a regra. A própria Apple explicou na sua resposta. Ninguém é obrigado a fazer assinatura pela App Store. Só que os aplicativos devem sim colocar a opção de se fazer pela App Store e deixar o usuário decidir se faz pelo App ou diretamente no site do desenvolvedor (Spotify, no caso).

      • Diego Azevedo

        Continua sendo uma obrigação extravagante. Você cria o app, monta sua própria estrutura de pagamentos, mas é obrigado a fornecer uma opção onde só recebe 70% do que vender.

        Se uma operadora de cartão de crédito, banco, ou qualquer tipo de instituição financeira fizesse o mesmo, seria acusada de abuso? Te garanto que sim.

      • Diego Azevedo

        Imagina se os maiores bancos falassem: “Olha, para você aceitar um cartão do meu banco eu fico com 30% de qualquer compra, mas claro que você pode continuar usando dinheiro”?

        • Lim 

          Ué, mas os bancos já fazem isso com a anuidade do cartão, grande maioria paga a anuidade do cartão de maneira mensal o que fica no mesmo esquema de uma assinatura, não…?

          • Diego Azevedo

            você paga 30% de anuidade? Sério?

            Não estou defendendo a forma que o spotify fez para ganhar os holofotes. Essa questão dos 30% não foi criada para beneficiar o Apple Music. Mas de fato ela é absurda.

            • Lim 

              Relaxa, também não estou defendendo a Apple, só comentei mesmo sobre o modelo de assinaturas que cobram algum tipo de taxa pelo uso/serviço. Eu particularmente não sei qual a porcentagem usada pelos bancos mas eu sinceramente acho a minha anuidade bem cara.

            • Saulo Rogério

              Eu tenho o Nubank, então, anuidade não existe pra mim! ?

            • Lim 

              Também tenho, mas mesmo com um Nubank eu não deixei um banco e acredito que nem vou. Atualmente estou mudando de banco pra um que tenha taxas mais baratas.

            • Saulo Rogério

              Eu atualmente uso banco só pra transações financeiras mesmo, poupança. Cartão de crédito, só o Nu!

            • Lim 

              Eu tentei unificar o meu cartão de crédito pro Nubank, mas pela minha profissão um banco acaba sendo indispensável.

            • Lim 

              Mas eu particularmente concordo com o Henrique. A Apple com essa porcentagem segue a mesma logica de uma loja qualquer e faço das palavras do Henrique, minhas: “-comerciante dono do próprio imóvel não paga aluguel”, sou comerciante e conheço outros do mesmo segmento que o meu que são donos do imóvel e isso não faz a concorrência deles desleal da minha, são apenas negócios.

            • Rodrigo Melo

              Diego,
              Digamos que vc quisesse vender o seu carro. Você poderia fazer isso por conta própria e ficar com 100% da venda, mas se quiser colocar numa loja de carros usados, terá que deixar uma “pequena” parte na caixinha deles. Afinal, vc teria usado o espaço da loja, a posição deles no comércio, etc.
              Acho que um exemplo desse deve te ajudar a entender.

              Abraço!

            • Anderson Camões

              Sim. Mas vc pode escolher a loja de carros que lhe for mais conveniente.
              No caso da Apple, só existe uma loja de aplicativos e a Apple não permite que se instale nenhuma outra.

        • Victor

          na realidade o banco recebe 3% de todas as vendas em cartão de crédito, incluindo a venda da Apple/spotify.. acredito que 3% de TODAS as operações financeiras via DCC no MUNDO, possui um volume levemente maior do que as vendas da AppStore

          • Diego Azevedo

            O problema não é cobrar, e sim o valor extravagante da cobrança. 3% e 30% tem uma diferença considerável.

      • Marcello Molleri’

        Concordo com Henrique..
        Eu era assinante do Rdio, e assinava pelo site no computador, não pela App Store. O Rdio tinha uma sessão no site que falava sobre isso, inclusive a assinatura era mais barata, já que não tinha a porcentagem da apple. O que o spotify devia fazer é melhorar a comunicação ao usuario de forma que ele entenda que é possível fazer a assinatura no site. Só que, se no site for o mesmo preço da app store, sem duvida o pessoal continuará assinando na app store, pela conveniencia.

        • Conde De La Roche, o benfeitor

          Eu mesmo, caí na armadilha. Assinei o premium pela App Store, seguindo diretamente pelo aplicativo, e quando chegou minha fatura do cartão, percebi que cobraram 30 reais. Tive que garimpar o Google pra descobrir que o valor pelo site é bem menor. Tive que cancelar pela App Store, e assinar de novo no site.

      • JP

        Devem sim? Por que?

        Isso não existe, a Apple obrigar o desenvolvedor a colocar uma opção no SEU app, haha, nego viaja demais.

      • Lucas

        Mas a questão é que a Apple não deixa o aplicativo dizer que, se assinar pelo site, a assinatura é mais barata.

    • Rodrigo Vieira

      Sou desenvolvedor e trabalho com IAP (sistema de pagamentos da Apple). A minha opinião é que sim, é um absurdo, por mais que tenha baixado para 25%. Porém, o Spotify acusou a Apple de desfavorecer o mercado, usando Apple Music como pretexto. Foi totalmente errado. Se ele quer chamar atenção e fazer algo legal, seja transparente.

      Sobre sua dúvida, eu criei em meu app uma plataforma de pagamento através do pagseguro, no qual o usuário não saia do app, mas foi rejeitado. Enfim, acho que mais que qualquer outra coisa, é o quesito segurança, pois desta forma, evita-se qualquer fraude, já que o uso do cartão de credito sempre vai ser vinculado a App Store e controlado pela Apple (inclusive, se você remover o app e instalar de novo).

      • Diego Azevedo

        baixou para 15% depois de um ano, na verdade.

        Eu concordo, o spotify mandou mal, acusando torto para fazer barulho, ao invés de ser 100% honesto e transparente. Mas, entre os dois errados, eu fico do lado do spotify.

      • Concordo com você. O Spotify vacilou ao querer fazer drama ao invés de trazer argumentos reais.

        Quanto à questão do IAP, não acho que seja pra evitar fraude não. Afinal de contas você pode criar um app de vendas, onde as transações não passam pela App Store. Se eu remover o app e instalar de novo, basta uma opção de login para recuperar a assinatura. E, uma vez que você fez a assinatura sem usar a Apple, o responsável por fornecer o serviço satisfatoriamente é do desenvolvedor, não da Apple. Pra mim é a má fé de querer segurar a fatia dela. :/

    • Você tocou num ponto que eu acho bastante interessante: “Se o app conversar direto com seu próprio servidor, sem o usuário sair, então pode?”

      Pois é. Eu acredito que não. Se pudesse, bastaria o Spotify criar uma seção onde o usuário pudesse fazer a assinatura dentro do app, sem passar pela App Store. E isso só me mostra uma má-fé da Apple. Cobrar os 30% da venda de aplicativos é justo, afinal o aplicativo foi avaliado por uma equipe, está armazenada em servidores caros, etc. O custo operacional de uma compra in-app é muito inferior, mas a comissão é exatamente a mesma. Pra completar, se o app pudesse oferecer a assinatura dentro do app sem passar pela App Store esses custos NÃO EXISTEM para a Apple (nem para o Spotify, que já tem a estrutura pronta). Mas se rola essa “proibição” é porque, de fato, não querem perder essa fatia do bolo.

    • Gaius Baltar

      Diego, a Apple não obriga o utilizador do Spotify a comprar na App Store. Eu assinei o serviço através do site, assim como faço com o Netflix, para que as empresas recebam integralmente. As recentes alterações nos termos da App Store tornam a comissão menos pesada para assinaturas com mais de um ano. Se ainda assim o Spotify não concorda com os termos da loja da Apple, tem sempre a opção de deixar de disponibilizar seu app para iOS.

  • Lindemberg Martins da Silva

    e tem outro alem do que ja foi dito…o spotify tem um serviço multi plataforma…entao se quero usar no android ou no computador ou no iphone ou ate mesmo nos 3 com a mesma conta,posso…entao posso pagar onde eu quiser…..de lascar é determinados app como o plex que vc tem que comprar no ios no android e depois no computador…putz.

  • Thiago Oliveira

    O Spotify não é obrigado a aceitar as regras da App Store. A Apple não é uma ONG, é uma empresa que precisa de lucros. Ela faz a sua política de preços e aceita quem quer. Basta tirar o aplicativo do ar, focar no Android e ser feliz. Mas por que o Spotify não faz isso? Porque o sucesso deles, como a Apple fez questão de esfregar na cara, depende muito dos usuários do iOS. Então, meu caro, não tem jeito. As regras são claras e servem para todos.

    Agora, se querem protestar contra as regras e fazer reivindicações, ótimo. Acho legítimo. Mas que o façam com lealdade e verdade. “Não concordamos com isso e por isso…” e pronto! Acusar a Apple de usar regras pré-estabelecidas e universais para promover seus serviços e aniquilar concorrentes é, no mínimo, baixo e rasteiro.

    O Spotify é um serviço tão bom. Poderia ter passado sem essa.

    • Mas isso não gera exatamente o que o Spotify está acusando? (deixando claro: não concordo com os argumentos deles).

      Porque, se a Apple oferece o MESMO serviço na MESMA plataforma e não tem que pagar comissão (afinal, ela estaria pagando os 30% pra ela mesma), ela já começa com uma vantagem competitiva, podendo cobrar menos pelo seu serviço (ou obter mais lucro).

      • Marlon Fuhlendorf

        Acho que fica claro, que a taxa é a mesma, sendo o aplicativo do que for, sendo concorrente da apple ou não, é a mesma pra todos. O spotify lucrou centenas de milhões de dólares com a App Store, antes da apple lançar o Apple Music. “Nossas diretrizes aplicam-se igualmente para todos os desenvolvedores, criadores de jogos, vendedores de livros digitais, serviços de vídeo-streaming ou distribuidores de música digital, isso independentemente de serem ou não concorrentes da Apple. Nós não alteramos nosso comportamento ou nossas regras quando criamos nosso próprio serviço de streaming de música ou quando o Spotify tornou-se um concorrente.”

      • Henrique A.

        Claro, o comerciante que é dono do próprio imóvel não paga aluguel. A lógica é a mesma.

        O spotify não pode simplesmente chegar e usar de graça (ou pagar só o que “acha” justo) um sistema operacional que já está pronto, aperfeiçoado, bem administrado e com uma base gigante de usuários dispostos a gastar (diferente dos usuários do Android). Usar o iOS como base de seu aplicativo tem que ter custo. E acho que esse custo não pode ser baixo mesmo não.

        Apple está correta sob o ponto de vista dela. E o spotify pode espernear, mas sem apelar.

        • Diego Azevedo

          Peraí. Um app tem que pagar para usar o sistema operacional? Quem paga o custo do iOS somos nós, que compramos os dispositivos. Ele está aperfeiçoado porque nós pagamos o dobro, às vezes o triplo do preço da concorrência por um dispositivo com hardware semelhante.

          Nós já pagamos para usar o S.O. e esse custo realmente não é nem um pouco baixo.

          Eu acho que a Apple está correta em cobrar para quem usar sua API de pagamentos, mas daí a obrigar o app a usar essa API (veja bem, OBRIGAR), sendo que essa API possui um custo operacional GIGANTESCO (que muitas empresas já tem, devido aos seus sistemas in-house)… Aí ela perde a razão.

          Não é cobrar pelo uso da API. É obrigar o uso de um serviço absurdamente caro.

  • Peterson Diorgi

    Estou começando a ficar puto com a Apple

  • Saulo Rogério

    Isso vai dar um rolo muito bacana, ainda melhor!

  • Jean Carlos

    Concordo com a Apple. O iOS é um sistema operacional exclusivo, onde tem seu funcionamento bem administrado, tudo em ordem. Não é justo o Spotify querer fazer parte desse sistema que já tem tudo pronto sem querer pagar taxas para a Apple. Como a Apple mesmo disse, o Spotify recebe dezenas de milhares de dólares graças a esse sistema. Se o Spotify não está contente, beleza, a Apple não obriga ninguém a se manter na AppStore. Então se não estão satisfeiros, que retirem seu serviço da AppStore e foquem somente no Android.

  • Mesmo com essa marmelada do Spotify.. ainda dou mérito a eles, pq é bem mais fácil vc ja com uma gama de milhões de clientes implantar um novo serviço, (sendo da Apple claro qe será de qualidade) já a Spotify tem seus clientes por mérito “próprio” penso qe seja mais dificil.
    Agora sobre os lucros.. é tenso mesmo 🙁

  • Douglas knewitz

    Eu acho incrível como as pessoas distorcem as coisas. A Apple é uma empresa, por definição visa lucro, assim como as demais empresas (spotify). Essa empresa criou regras que todos que colocarem seus produtos lá , tem seguir.
    Já imaginaram se a App Store não cobrasse nada desses apps? Isso não ocorre porque ninguém tem obrigação de criar uma plataforma de compras de apps, e arcar com todos os custos, que não são poucos ( gente acordem, o mundo é capitalista). Mas 30% é muito? Depende de quanto é o App . E agora tem a nova política de assinaturas que diminuem esse repasse a Apple.
    Vocês como usurários são obrigados a pagar pela App Store? Não , ninguém está de impondo isso.
    Se você é dono de um espaço e uma empresa ( spotify) te procura, Você vai apresentar as regras e está empresa mesmo ciente, concorda, não vejo onde a Apple está errada.( ela cobra 30% , até onde eu sei, ela n virou ONG, ). Agora vem o spotify e quer fazer um fuzuê( porque está falindo com mais de 50 milhões de usuários gratuitos

    • JP

      Não interessa se é muito ou não, o Spotify ser obrigado a oferecer a assinatura In-App é uma violação completa.

      Lógico que se ele quiser oferecer esse serviço terá que pagar a % estipulada pela maça, mas daí ser obrigado? Qual a lógica disso?

      • Douglas knewitz

        A lógica para a Apple é monetizar sobre as vendas feitas na plataforma dela ( n estou dizendo que isso é a 1ª maravilha do mundo, ela tem esse direito prq a plataforma é dela e está sujeita às regras impostas por ela). Mesmo que a Apple esteja errada ao monetizar itens de terceiros, ainda sim, o spotify concordou com os termos impostos, e ao não acatar esses termos ( se são legítimos ou N , quem decide é o CEO e o concelho ) foi penalizado, e usou disso para atrair mídia.
        Acho que a Apple seguio o seguinte raciocínio: se a loja é minha, seria lógico que eu ganhe uma porcentagem x sobre vendas feitas na App Store. (É tipo quando você realiza uma compra no exterior com o cartão e o nosso governo insiste que tem que levar uma beira{ quase 7%} sobre compras feitas em outro país, nós não gostamos, mas pagamos .
        O mecanismo pode N ser o mesmo , mas a ideia é monetizar sobre as compras. )

    • Renan Lucena da Cruz

      Concordo plenamente. O Spotify entrega um serviço melhor que o da Apple (Music) atualmente e acredito que esse alarde todo se resume em medo e falta de perspectiva. Desnecessário.

  • Thavi Lang

    Sim, querida Apple, mas os teus consumidores já pagam bem caro o teu telefone que deveria vir com a Apple Store, cobrar dos desenvolvedores tbm é cobrança dupla (pq quem acaba pagando, de novo, é o usuário).

    • Vinicius Cabrera

      O iPhone já vem com a Apple Store….

  • Francisco Ornellas

    Eu admito que a maioria prefere o Spotify. Eu mesmo utilizava essa plataforma, mas migrei pro Apple Music mesmo lendo várias críticas e foi por um simples motivo: minha noiva é coreana e ela acha praticamente todas as músicas que ela gosta sendo que no Spotify ela não encontrava 20% do que a gente busca no Apple Music. Me deu uma leve impressão que a biblioteca do Apple Music em relação a músicas mais “incomuns” está muito superior que a do Spotify.

  • Paulo Diogo

    Nessa a maçã está certa. A Infra é dela ela faz o que quiser.

  • Denis Moreira Dos Reis

    Enumerando os fatos:

    1. O Spotify já é cobrado anualmente para fazer parte do Apple Developer Program. Só assim é capaz de publicar seu app na App Store. Publicar um app não é de graça;
    2. O Spotify pode distribuir seu app APENAS pela App Store;
    3. O app Spotify não pode oferecer um sistema próprio de compras in-app e assinaturas;
    4. O app do Spotify não pode redirecionar o consumidor para a página web externa, na qual o ele poderia efetuar uma assinatura sem ser pelo sistema da Apple; tampouco pode instruir / informar o usuário de como fazê-lo;
    5. Apple lucra 30% (15% após um ano) em cima de toda assinatura feita pelo app do Spotify;
    6. A Apple não cobra nada do Apple Music;
    7. O Apple Music nem ao menos está na loja. Ele já vem instalado no iOS;
    8. É ridículo mencionar a história de como o Spotify lucrou com o iOS como justificativa para o abuso. A existência do Spotify foi tremendamente benéfica para a Apple. O iOS só é bom pela existência de bons apps para ele, dentre os quais o Spotify. Se ele não existisse para iOS, antes da existência do Apple Music, haveria vantagem competitiva para o Android. Além disso, o Spotify disseminou a cultura do streaming, um novo mercado do qual a Apple lucra, agora.

    Eu acho justíssimo ela cobrar quanto quiser pelo uso do sistema dela de assinaturas in-app. O problema é não permitir que o App instrua o usuário a efetuar a assinatura por outros meios. Se o app o fizer, é rejeitado. Permitir efetuar a assinatura, diretamente pelo app, mas sem usar o sistema da Apple, ainda é um sonho distante.

    E falar que a Apple merece, porque afinal ela desenvolveu o iOS e bla bla bla é nonsense. São dois mercados diferentes. A Apple fez o iOS pra ser um sistema operacional, uma plataforma pra terceiros cultivarem seus Apps. O sucesso do iOS se deve a apps como o Spotify. O Apple Music é a entrada da apple em outro mercado, completamente diferente e, coincidentemente, usando o iOS. É aí que começam os conflitos de interesse. É inegável que a competição entre Apple Music e Spotify é injusta, na mesma plataforma. Mas pra Apple, só interessa se a competição é ilegal ou não.

    O Spotify era ótimo para a Apple até ele se tornar um concorrente… Aliás, sempre que a Apple melhora / introduz um App nativo com funções de um app famoso da App Store, isso é um backstab naqueles que fizeram o iOS ser o sucesso que ele é.

  • Geraldo

    O Spotify é infinitamente melhor e mais prático do que o Apple Music, que deixa muito a desejar (assinava o segundo, mas agora não abro mão do spotify). Uma coisa é reconhecer a enorme superioridade dos produtos Apple em geral, especialmente em relação ao IOS, outra é achar que o produto dos outros é ruim, simplesmente porque é um “Apple maniaco”. O Spotify talvez nem apresente lucro algum para os seus donos, mas qualidades tem de sobra, por isso jamais terá o mesmo fim do rdio, uma grande e poderosa empresa o comprará antes, se for o caso. Certa vez falaram que o Netflix estava perdendo clientes para a Apple, Amazon, Roku, etc, pelo contrário, está cada vez mais forte. Tem espaço para todas as melhores e mais inovadoras tecnologias.

  • Lua Morkay

    Só sei que nessa briga mesquinha da Apple com o spotify, quem sai perdendo somos nós, consumidores. não troco spotify por nada! Sem duvidas o app é superior e a macã segue cada vez mais arrogante, achando que seus produtos são sempre superiores. Vai vendo… Deixa só o iOS 10 chegar pra geral fazer aquela limpa, contanto os dias para a liberdade! Rs

  • Larissa Paula

    Quem se importa, gente? Os usuários do Spotify é que não… Spotify rainha, AM nadinha. Apple, te amo miga mas para que tá feio.

  • Robson Felix Neves

    Volto a dizer, não tem como nós brasileiros comprar a briga da Apple. O Spotify o valor é cobrado em Reais e temos a possibilidade de pagar por boleto bancário. Nessa briga só não quero que excluam o aplicativo.

  • Cão Preto

    Spotify >>>>> Music
    Google Maps >>>>>>>>>>>>>>>> […] >>> Mapas
    Telegram/Whats/Etc >>>>>>>>>>>>>>>>> iMessage

    Enfim, uso iPhone (e não pretendo trocar, não), mas não sou fanático. Até porque eu pago (e bem caro) por esse troço.