Notícias

Será que Steve Jobs teria comemorado os 40 anos da Apple?

Muitos acharam discreta a comemoração de 40 anos da Apple, completados no último dia 1. Não houve nenhuma menção no site oficial, como geralmente acontece em datas importantes. A empresa se limitou apenas a fazer um vídeo de 40 segundos, citando momentos e produtos importantes em sua história. Ela também comemorou internamente, com uma grande festa em seu campus, para os funcionários.

Já Steve Jobs era contra este tipo de comemoração, segundo uma recente entrevista.

O vídeo foi apresentado no evento especial de março, e relembra marcos importantes da Apple:

Além do vídeo, houve uma grande festa no campus da Infinite Loop, regada de muita cerveja e música eletrônica, uma oportunidade que serviu para todos os funcionários se confraternizarem.

Porém, esta mesma ideia surgiu também 10 anos antes, quando a empresa estava comemorando seus 30 anos de existência.

David Pakman foi Product Manager da Apple de 1991 a 1997, e em 2006 escreveu um e-mail para Steve Jobs, sugerindo que a Apple fizesse uma grande festa de aniversário em seu campus, convidando também todos os que já trabalharam na empresa.

Mas a ideia foi logo recusada, em uma curta resposta ao e-mail, bem característico de Jobs:

David,
A Apple é focada no futuro, não no passado.
- Steve

Uma frase que nos faz pensar bastante. Será que a Apple atual tem esta mesma visão? Se fizermos uma análise bem superficial, poderíamos resumir os últimos anos da empresa como lançando produtos de tamanho maior, de tamanho menor, e um relógio.

Independente da festa (porque 40 anos devem ser comemorados sim, e muito), será que a Apple está nos preparando algo para o futuro, que mexa novamente com nosso status quo? Eu me pergunto isso todos os dias, ao acordar.

Fonte: Fast Company

Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados

  • BRUNO

    A resposta de Jobs tem dois sentidos interessantes para serem analisados e sua opniao Ilex de ter resumido os últimos anos apple foi genial. Penso o mesmo, infelizmente

  • Estanislaw Duarte

    “status quo” boa boa kkkk

  • Felipe

    o meu receio é: será que não ficou meio xexelento os lançamentos? O iPhone esticou e diminui. É basicamente de recurso “uau” foi o 3D Touch. Um relógio que marca horas como todos os outros e tem algumas notificações no pulso ao invés no bolso e…. Basicamente só.

    Eu penso que antes eu realmente tinha vontade mesmo de trocar de telefone por causa dos recursos da nova versão. Mas agora eu troquei mais porque a bateria do meu 5s não estava durando até as 18 horas.

    Acho que a Apple tem que se esforçar mais um pouco. Parece que eles estão com 10 ideias na manga e vai liberar 1 por ano só para render.

    • Estanislaw Duarte

      Trocou por qual modelo?

      • Felipe

        Troquei pelo 6s Plus

    • Arley Martins

      Nos dias de hoje não tem mais o que inventar para colocar no Iphone. Agora será apenas melhorias de bateria, processador e resistência a quedas e água. Eu tenho trocado meu aparelho sempre na versão S(de 2 em 2 anos). Meu primeiro foi um 3GS. Tudo que eu quero é uma bateria que aguente muito, e uma câmera que tire fotos perfeitas a noite sem tremer e ficar escura. Mais uns 5 anos acho que deveremos ter esta evolução. Quem troca de aparelho todo ano é entusiasta ou porque tem $$$, pois não há necessidade.

      • Arley, seu comentário me lembrou bastante o que se falou da Apple quando corria o boato de que ela estava pensando em lançar um celular. “Não há mais nada o que inventar nos celulares”, “o mercado já está saturado”, “a Apple só faz computadores, é loucura ela querer brigar com gigantes como Nokia e BlackBerry”.

        A diferença do Jobs é que ele pensava fora da caixa. 😉

      • Felipe

        Eu também dou preferência para trocar para as séries S, comecei no 4s porque fiquei super empolgado com a Siri, onde antes de lançar o 4s quase comprei o 4. Ok, tive que esperar trocentas anos para a Siri falar português né?! Kkkkkk

        Depois migrei para o 5s pelo fato da cor dourada que me apaixonou (sim, curti foi a cor). E recentemente a minha bateria estava durando muito pouco e fui partir para o 6s, mas no dia que encomendei pelo Vivo Empresas só tinha o 6s Plus, mas até gostei da tela maior para ver vídeos e editar e-mails. Mas incomoda o volume no bolso.

      • Acho sua percepção ”pouco” limitada… O mundo da tecnologia e um mundo fantástico pois tudo e possível basta ter ótimas ideias e saber executá las, e como em todas as outras coisas não existe nada perfeito e é isso que abre caminho para novas coisas surgirem. o iPhone ele e e um bebe ainda e tem muito mais muito o que inovar e isso so vai acabar e ele so vai ter fim quando Apple resolver que nada mais deve ser feito… para se ino ar algo voce ter que ver alem do que esta na sua frente ter que ter uma visão panoramica das coisas…

  • Estan Duarte

    Saudade da Apple que vivia as ideias de Jobs… Como aparelhos portáteis com baterias deveriam funcionar… http://blogdoiphone.com/2010/04/aperitivo-os-4-saiba-como-funcionara-a-multi-tarefa-no-iphone-os-4/

  • Para mim, a Apple se tornou uma empresa tradicional, no qual lança produtos que as pessoas querem, e não mais, produtos que as pessoas nem sabem que precisam…

    • Anderson Camões

      Concordo.
      E acrescento que acho que muito disto deve-se ao fato de como as inovações são tratadas hj em dia.
      Uma empresa lança algo e logo a função está em diversas outras, quase como uma commodity.
      Não se paga mais o licenciamento, discute-se em tribunais por anos, porém os produtos já estão aí.
      Existem vários casos assim, não somente com a Apple.
      Por exemplo, a Lg gastou uma fortuna no desenvolvimento de uma tv de lcd.
      Vários outros copiaram a tecnologia, até mesmo aperfeiçoando, tornando mais fina. Hj a Lg já foi indenizada pela Samsung, porém está longe de ser líder de mercado.

  • Mizeravi Acertô

    Acho que Jobs tiraria uma selfie com seu 4S de 3.5″ (seu tamanho ideal) ao lado de Tim Cook.

  • Admiro mto todo o trabalho do Jobs, mas este tipo de resposta, ao meu ver, não revela uma mente brilhante.
    Pelo contrário: releva uma mente completamente fria, enrijecida,matemática, orgulhosa, autossuficiente, calculista e chata… chata pra caramba!

    Jobs era um mestre em várias áreas.
    Agora no convívio agia como um tiranossauro.

    • Eu acho que há vários pontos a serem considerados aqui, que não foram abordados no texto.
      Este David nunca foi funcionário do Jobs. Ele trabalhava na Apple na época do Sculley e foi inclusive demitido quando Jobs fez uma limpa em 1997. Talvez a resposta tenha sido mais uma negativa à ideia de “convidar ex-funcionários da época do Sculley”, quando a Apple tomou várias decisões erradas.

      Outro ponto: em 2006 Jobs e a equipe estavam em pleno desenvolvimento do iPhone, um passo importantíssimo para o futuro da empresa. Estavam correndo contra o tempo e talvez parar um dia inteiro só para comemorar o aniversário da Apple faria eles saírem do foco. E mais fácil do que ficar explicando tudo isso para um ex-funcionário do Sculley, era mesmo responder de forma seca, com alguma frase de efeito.

      • Bom, estes 2 pontos atenuam bastante a grosseria do e-mail.
        Faz sentido!

        Enquanto lia seu texto lembrei daquele caso de um cara pedir pra tirar uma foto com o Jobs e ele simplesmente negou. Por isso (e outros casos) sempre tenho a imagem do Jobs como um cara impossível de conviver.

  • Marcos

    (…) “será que a Apple está nos preparando algo para o futuro, que mexa novamente com nosso status quo? Eu me pergunto isso todos os dias, ao acordar.”

    Alguém que se pergunta todos os dias os futuros lançamentos da Apple precisa rever seus conceitos de vida ,-,

    Se trabalhar na empresa… Tudo bem… Mas ç..ç
    Mesmo fã da marca… ,-,