Notícias

Anatel divulga melhoria na luta contra roubo e furto de celulares

Ontem comentamos aqui sobre as medidas de segurança que a Apple toma com os iPhones e como os ladrões estão usando a criatividade para burlar estas barreiras. Por coincidência, hoje a Anatel divulgou novas medidas que está tomando para combater o roubo e furto de celulares.

A grande novidade é que, a partir de agora, a vítima não precisa mais ter o código IMEI para bloquear na operadora o aparelho. Bastará o número do telefone.

Até então, quando alguém era roubado ou furtado, deveria contatar a operadora com o código IMEI na mão, que é a identificação única que possui todo o aparelho com antena de celular. Mas este código você precisa encontrá-lo, não é algo que você grave de cabeça como acontece com seu número de celular. Se você não tiver mais o aparelho em mãos, então, é ainda mais complicado, apesar de já termos ensinado aqui como fazer.

Agora este procedimento ficou mais fácil. Agora bastará fornecer apenas o número de telefone para que o aparelho seja bloqueado. Isso pode ser feito não apenas na operadora, mas também direto na delegacia de polícia, ao registrar a ocorrência.

As operadoras e as polícias civis de vários estados passam a se conectar em um único sistema, com a identificação de todos os celulares roubados. Estes aparelhos não funcionarão mais na rede das operadoras, fazendo com que fique inutilizado e seu preço de revenda caia muito. A ideia com o tempo é inibir roubos e furtos de celulares.

O interessante é que este cadastro, chamado de Cadastro Nacional de Estações Móveis Impedidas (CEMI), é integrado à base mundial de celulares, administrada pela GSMA (GSM Association), o que faz o celular não funcionar mais em nenhum outro país, não se limitando apenas às operadoras brasileiras. E isso é ótimo.

Hoje, as polícias civis dos estados da Bahia, Ceará e Espírito Santo já têm acesso ao CEMI. Em breve, a funcionalidade estará disponível também para a Polícia Federal e para as polícias civis de Goiás, Mato Grosso, Rio de Janeiro e São Paulo. As demais polícias civis que tenham interesse em ter acesso ao sistema podem entrar em contato com a Agência por meio dos e-mails [email protected] ou [email protected] para obter mais informações.

Qualquer um pode acessar o CEMI, através deste site. Ele é ideal para quem pretende comprar um celular usado e precisa saber se ele é roubado ou não. Basta informar o IMEI do aparelho e ele indica a situação dele.

Excelente notícia, que contribui para a tentativa de fazer os roubos e furtos de celulares diminuírem cada vez mais.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados