Curiosidades

Há 61 anos, nascia Steve Jobs

No dia 24 de fevereiro de 1955, nascia em San Francisco, na Califórnia, o menino Steven Paul Jobs. Mas apesar de ter se tornado uma pessoa que influenciou o mundo em que vivemos, várias turbulências no início quase fizeram com que tudo desse errado. Filho de um sírio com uma filha de alemães católicos, acabou sendo disponibilizado para a adoção assim que nasceu.

Joanne Schieble Simpson e Abdulfattah Jandali se conheceram na faculdade e começaram a namorar. Por causa da diferença religiosa, as famílias de ambos eram contra o relacionamento e não aceitavam os dois juntos, o que fez Joanne ficar desesperada quando descobriu que estava grávida, aos 23 anos. Como o aborto não era algo aceitável nem na comunidade católica, nem na muçulmana, ambas as famílias exigiram que o bebê fosse entregue para a adoção assim que nascesse, ou eles seriam deserdados.

JadaliJoanneJandali e Joanne, pais biológicos de Steve, muitos anos depois

Jandali voltou para a Síria, deixando Joanne parir o filho sozinha e sem condições de se sustentar, em um abrigo para mães desamparadas em San Francisco. Após dar a luz em um parto bem difícil, ela relutou muito antes de entregar o pequeno Steven para a adoção. Só o fez convencida pelo médico, que a fez refletir no futuro do menino.

Já que foi forçada a entregar o filho, Joanne fez algumas exigências. O casal que o adotaria deveria ter pós-graduação universitária, porque queria que o filho se tornasse alguém de futuro brilhante. Ela encontrou um casal de advogados interessados, mas eles acabaram desistindo logo após o parto, porque queriam uma menina, não um menino.

Foi então que apareceu outro casal, mais humilde, bastante interessado em adotar o menino: Paul Reinhold Jobs, mecânico e ex-membro da guarda costeira, casado com Clara Hagopian Jobs, filha de imigrantes armênios. O grande problema: eles não tinham nem mesmo o segundo grau completo. Como poderia o bebê ser alguém na vida algum dia, com pais assim?

Sem condições de sustentar o bebê e sem mais alternativas, Joanne finalmente aceitou o casal Jobs, mas só depois de fazê-los assinar um compromisso de que o menino iria para a faculdade quando tivesse idade.

Paul JobsPaul Jobs, com Steve

Há vários outros detalhes e pormenores nesta história toda, que você pode conferir na biografia autorizada escrita por Walter Isaacson.

É incrível as voltas que a vida dá. Graças a tudo isso, Steve pôde crescer aprendendo noções de perfeccionismo e design na garagem de seu pai adotivo, em pleno coração de Silicon Valley, o que possibilitou participar da onda que fez o mundo dos computadores mudar. Sabe-se lá o que teria acontecido com ele se Joanne e Jandali o tivessem criado.

Se estivesse vivo, Steve Jobs completaria hoje 61 anos.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Caio Ferreira

    Grande perda pra Humanidade em 2011. Não é sempre que uma mente como a dele faz algo realmente importante para o mundo.

  • Artigo incrível iLex.
    Steve faz muita falta!

  • Carlos Frederico

    A parte mais irônica de tudo isso: pregaram tanto a graduação como requisito e o próprio filho não completou a graduação e mesmo assim revolucionou o mundo. Não foram várias voltas, foram milhares! kkkk!

  • Romario Araújo

    O fórum está fora do ar? Não consigo acessar pela internet e nem pelo tapatalk.

    • Está em manutenção.
      Demorando mais do que o previsto, mas por enquanto está tudo certo. 😉

  • Gabriel Guimarães

    imagino como estaria a apple (e o mundo) se ele ainda estivesse vivo…

  • Assisti ao filme mais recente do Steve Jobs e gostei muito. Eu confesso que comecei a assisti-lo cheio de preconceitos por ser um ator fisicamente muito distinto do Jobs. Outro motivo que quase me impediu de ver o filme foram algumas opiniões que o descreviam como tedioso, cruel, injusto. Nada disso, o ator foi brilhante, e aos poucos você sente-se convencido que ele é realmente o Steve Jobs. O Diretor e roteirista estão de parabéns, pois o filme retrata o Jobs sob um foco diferente e de uma forma muito autêntica, que eu jamais havia visto até então, eles conseguem transformar três “simples” situações da vida de Steve em momentos extraodinários e emocionantes. O desempenho de Fassbender é tão que torna a atuação de seus precedessores um tanto amadora. Enfim, vale a pena dar uma chance a esta sensacional obra da sétima arte.

  • Faço aniversário hj também hahaha não 61 anos mais só 22,acho que deveria ganhar um iPhone 6s por fazer aniversário no mesmo dia que o pai do iPhone.afinal o meu i5 tá bem velhinho né hahahahaha.Otimo artigo ??????

  • Roney Cezário

    Ótima máteria, ele faz muita falta.
    Deus sabe o que faz.
    Abraço

  • Marcelo

    RIP Mestre