App Store

Preços da App Store aumentarão na Austrália, Suécia e Indonésia

O Brasil está em uma situação econômica difícil, tudo é caro e só aumenta, mas é interessante ver também que há outros lugares do mundo em que os preços sobem. Nas próximas horas, habitantes da Austrália, Suécia e Indonésia verão os preços de seus aplicativos aumentarem, por causa da variação cambial nestes países.

Em alguns países, os preços da App Store são cobrados na moeda local (não é o caso do Brasil, em que a cobrança é em dólar). Com o aumento mundial do valor do dólar, este valor acaba ficando defasado, forçando a Apple a reajustar os preços para que os desenvolvedores (e ela mesma) não sejam prejudicados.

Na Austrália, o preço base (tier 1) passa de AUD 1,29 para AUD 1,49, um aumento de 15%. Em compensação, a Apple passou a disponibilizar uma faixa alternativa de preços para o país, em que os desenvolvedores poderão cobrar menos, se quiserem (a exemplo do que já acontece na China e no México). O Alternative tier A permitirá apps com preço de AUD 0,99 (cerca de US$ 0,70), o que pode atrair mais compras no mercado local.

Se o Brasil adotasse preços em reais na App Store, é possível que este tipo de reajuste fosse constante em nosso país, principalmente em época de variações bruscas da moeda americana. A adoção do Real nos preços também poderia significar pagamento de impostos brasileiros, inclusive aquele que o governo de São Paulo quer adotar no estado, aumentando ainda mais o que a gente paga.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Alexandre

    Já aumentaram os preços dos produtos no Brasil… e MUITO

    • Alfonolbr

      Por sinal… Um MacBook Pro de 15″ com tela Retina custa agora o mesmo que um carro popular! Sem exagero algum… Este produto foi reajustado para 23.500 reais!!!!!!!! ABSURDOOOOOOOOOOOOO
      Mas relaxa galera… Nós, brasileiros somos milionários e não ligamos em pagar preços tão altos nos produtos da Apple… Afinal, o que vale é ostentar na balada! Certo? Affffffffffff

  • Ashley

    “Se o Brasil adotasse preços em reais na App Store, é possível que este tipo de reajuste fosse constante em nosso país, principalmente em época de variações bruscas da moeda americana. A adoção do Real nos preços também poderia significar pagamento de impostos brasileiros, inclusive aquele que o governo de São Paulo quer adotar no estado, aumentando ainda mais o que a gente paga.”

    E por que Microsoft & Google cobram seus aplicativos em reais e os preços não variam? Inclusive, se a Apple cobrasse em reais, teríamos a opção de comprar com gift cards brasileiros. É muito chato chegar em uma loja e encontrar gift cards da Microsoft, Google, Facebook, Minecraft etc e nenhum da Apple.

    • Renato

      Pelo visto a Apple precisa ter o lucro igual em todos os países, independente da crise que o mesmo esteja passando, ela não aceita diminuir seu lucro e ficar mais acessível, salvo a assinatura do Apple Music.

    • Felipe

      Cara, por mais que eu tivesse um Lumia, eu nao sei como funcionam os preços na Windows Store, mas na Google Play eles mudam todo dia, com a cotação do dólar atual.

      • Rodrigo Gomes da Silva

        Na google play é em dolar convertido.. não lembro exatamente onde, acho q na parte de escolher o cartão de pagamento, mas acho q ela mostra o preço “real” em dolar ou euro

        • P3dRo

          Tem anos que não é mais o dólar convertido.

          A Play Store cobra em reais (nada de mostrar em reais e cobrar em dólares)

      • P3dRo

        Em todas as minhas compras no Play Store, nenhuma teve variação conforme a cotação atual.

        Apenas um exemplo, a HQ do The Walking Dead (edição nova) é vendida por 6,38 reais desde quando começaram a cobrar em reais (esse valor, sim, foi a conversão do dólar para o real com a cotação da época).

      • Rodrigo Bueno

        Não reparei se acontece todos os dias, mas pelo menos uma vez por semana os valores de vários aplicativos da Play Store se ajustam à cotação do dólar. Mas existem outros que têm valor fixo (ex. Facetune a R$ 9,99). Acho que a Play Store só deve recalcular daqueles que não estipularam valores em reais.

  • Fabio Prates

    Gente de Deus… que reajustes foram aqueles na loja brasileira? Se o cara vendia um rim, agora nem vendendo os dois. Surreal… teve item com até 150% de reajuste. Será que somos tão trouxas assim? Isso deveria ser passível de intervenção judicial… “ops, não temos justiça nesse país…esqueci!”.

    • vsalmeida

      Simples: não compre. Se precisar muito, compre de alguém que traz de fora por um preço que você possa pagar ou compre usado, em bom estado. Dessa forma você mesmo estará sendo fiscal dos preços e fazendo sua parte na lei da oferta e da demanda. Isso não é uma questão judicial, mas sim de crise econômica no país.

      • Fabio Prates

        Se trata-se de consequência da crise econômica, porque tantas outras marcas mantem preços competitivos? Não seria o caso de todas elas aumentarem? Mesmo aquelas que não tem incentivos fiscais, lei do bem, seja o que for… Só a apple tem sido abusiva.

        • vsalmeida

          As outras marcas ainda não aumentaram os preços porque possuem estoques antigos e podem manter o preço por um tempo. Aguarde até o próximo ano e verá como vai subir absurdamente o preço de eletrônicos no Brasil. Com o dólar nesse patamar é impossível manter preços competitivos. A conta simplesmente não fecha. No caso dos produtos da Apple é ainda pior porque a maioria deles não são fabricados aqui. São cotados como produtos importados por isso estes valores absurdos. Também não concordo com essa política e minha maneira de protestar é simplesmente não comprando. Ou procurando alternativas. O que quero deixar claro é que não é uma questão de justiça. O vendedor tem o produto e vende pelo preço que ele acha que vale. Cabe ao comprador concordar ou não para que a venda se concretize. Não cabe ao governo ou à justiça interferir nisso. Os problemas do Brasil não serão resolvidos com mais interferência do Estado, mas sim com a conscientização da população.

    • Yuri

      comprei o iPad Air 2 no Brasil, no dia do lançamento, paguei 3.099 no de 64GB e 4G. Esses dias fui olhar pra um amigo, esse mesmo modelo tinha subido pra 4.199. Quase caí da cadeira.

      • Pedro

        Meu Air 2 16GB WiFi custou R$ 2.079, comprado em janeiro. Hoje, 9 meses depois, o mesmo aparelho com as mesmas especificações custa R$ 3.399.

      • Rodrigo Bueno

        Eu comprei o primeiro iPad Air, 64GB WiFi, por R$ 2.099,00. Hoje o mesmo modelo, só que com 32GB, tá R$ 2.999,00.

      • Bruna

        agora é a hora de revender o seu produto pq valorizou, o que não acontece com nenhum outro hahahaha.
        acho que se vender meu 5S 32gb que não vende mais em loja e tá novinho pq apresentou defeito e peguei um novo há 5 meses, compro no USA um 6S de 64 gb. rsrsrs

        • Yuri

          Por enquanto não vai ser o caso, porque o iPad Pro não me atraiu (principalmente pelo tamanho). E diferente do iPhone, ainda mantiveram a perfeita estabilidade no iPad mesmo com a última atualização.

  • Ajustes

    NUNCA MAIS comprarei produtos Apple no Brasil! É impraticável, façam o mesmo, comprem apenas fora do país, ou encomendem a algum amigo que viajará.

    • Marcelo Shimatai de Medio

      eu sou um que não vou comprar nada aqui no Brasil , lei da oferta e procura , sem cliente eles tem que baixar os preços .

      • Rodrigo Gomes da Silva

        Não é assim que funciona pra apple.. se não vende aqui, ela traz uma qnt menor e vende o estoque em outro pais… isso de baixar o preço só adiantaria se tivesse uma queda geral mundial de vendas, e antes de baixar ainda iriam somente diminuir a produção

    • Marcio Nardo

      Somente importado agora. Comprei meu macbook Pro de 15 polegadas retina a 2 anos. Comprei direto no distribuidor, pois sou uma revenda. Na época paguei R$ 6500,00 dele, e estava se não me engano R$ 8.999,00 na Apple. Hoje o mesmo está R$ 18.999,00? Absurdo. E não venham falar que é apenas o dólar. Infelizmente agora quando tiver que trocar o Macbook, ou será um importado, que está caro também ( US$ 1.999,00 ) ou terei que abandonar a plataforma Apple que utilizo desde 2007.

    • Antonio

      Sempre fiz isso… Macbook Air da Alemanha, iphone 4S e ipad 3 dos EUA… e só trocarei esses dois últimos quando viajar de novo.

  • Luiz Fernando

    Nem adianta falar pro povo não comprar produtos da Apple no BR, eles vão continuar comprando, é uma tristeza

  • Carlos Muniz

    A Apple aumentou demais os preços daqui, ficaram impraticáveis. O dólar subiu? Sim. Os impostos no Brasil são muitos? Sim. Mas isso já é um exagero absurdo da Apple. Por que nenhum Android top de linha custa tão caro? Não vou comprar um Android, mas deste jeito, a Apple pede que não compremos. Imaginem quanto custará o iPhone 6s…

    • ditom

      A verdade é que iOS é superior mas cobra um grande tributo por isso. Tive iPhone por 4 anos, ótimo. Mas ele quebrou. E estou com um Android desde então porque não tinha como bancar um iPhone novo.
      Não é tão bom quanto mas me atende…
      Ainda tenho em casa iPad e iPhone, mas se estragarem…

      • Andre Chuma

        Totalmente sem noção essa historia de IOS superior e bla bla bla, e a famosa historia do vai que cola, a Apple sabe que tem gente pagando esses valores absurdos pelos seus produtos, por isso nao diminui sua margem de lucro, engraçado que outras marcas com qualidade igual ou superior a Apple vendem seus produtos e nem custam tao caro assim…

        • ditom

          Minha experiência é diferente da sua, André. Para mim, Apple é melhor, só que está caro por demais…

  • Leonardo Wille

    A grande discussão é: será que chegaremos ao absurdo de um iPhone por 4 mil reais? Não acreditava nisso há uns meses atrás mas com o dólar disparando e conhecendo a Apple. Não duvido. Mas o golpe no psicológico seria imenso.

    • Arley Martins

      Kra eu ja acredito que o iphone de 16GB tamanho 4.7 pol. vá chegar a R$3.999,00. Eu espero que eu esteja muito errado e delirando em pensar neste valor.

      • Luiz Fernando

        Chuto 4.5k

        • Arley Martins

          4.5k em um celular de 16GB e 4.7 pol. acho que o povo não vai comprar igual nos outros anos. Fica absurdo o valor em relação a concorrência.

          • Vinicius Errero

            5k no minimo

          • Madruga

            Eu ainda acho que há limites para loucura… pelo menos tenho esperança..

    • Bruna

      Siiiim colega!! Passei na apple do shopping pra olhar o macbook dourado que tava na vitrine, e a vendedora já disse que pode esperar mais de 4k.
      Chuto 4099 pro 16b =/

  • Arley Martins

    Tenho um amigo na minha cidade que trabalha em um revendedor apple em um shopping que vai em sua maioria os ricos, ele disse que as vendas estão fraquíssimas por causa dos últimos aumentos que a apple fez nos produtos. To aqui pensando que se aumentar mais ainda, a apple não vai vender nada no brasil mesmo parcelando em 200000x

    • Cassio Delmanto

      É aquele negocio, quem tem grana pra comprar um Mac tão caro, muito provavelmente tem possibilidade de trazer de fora. E aí, só fazer as contas. Antes era caro, muito caro, mas na necessidade do produto até valia pegar aqui, dependendo do caso, claro. Agora, é preciso muita ousadia pra pegar. No MacBook mais barato, foram quase R$ 4 mil de diferença, valor com que a pessoa pega um iPhone novo, por exemplo.

  • Tinho Gonçalves

    To em duvida se pago 3600 ou espero lançar aqui…

  • Gente, socorro com essa economia.. Será que viraremos a Grécia 2?

    • Leonardo Botelho

      Antes fosse a Grécia que usa o Euro!! ?

  • Marcio Nardo

    Não vai ter um post sobre os aumentos abusivos da Apple hoje ?

    • Pablo Rangel

      Improvavel! Ainda mais usando esse adjetivo

      • Marcio Nardo

        Notícia de mão única

  • Marcelo Shimatai de Medio

    Pessoal acho que a Apple do Brasil tem a liberdade de cobrar os preços que ela quiser de seus produtos , cabe a nós consumidores escolhermos se achamos caro ou não e decidir , na minha opinião os preços são sim abusivos e temos que deixar de comprar para a demanda cair e assim o preço cair.

    • Luiz Victor

      Os preços não iram cair, se no Brasil a demanda diminuir, eles diminuem a quantidade que vem pra cá e vendem em outro país. A Apple está simplesmente chutando o pau da barraca, infelizmente.

      • Madruga

        a cada ano (ou trimestre) a Apple bate seu record de lucros, que já estão na casa dos bilhões.
        Eu dúvido que ela esteja preocupada com os preços no Brasil, ou melhor ainda, se a demanda aqui diminuir a um patamar irrisório ela simplesmente fecha as lojas e pronto e essa atitude em nada afetará seus resultados.

    • Cassio Delmanto

      O problema, Marcelo, é que quem tem grana para pagar esses preços, tanto pode se dar ao luxo de não comprar, como pode se dar ao luxo de trazer do exterior. Ou seja, quem pode deixar de comprar é quem poderia comprar em primeiro lugar. Agora, o que revolta é que esses preços esmagam a possibilidade de compra daqueles que não tem R$ 8.5 mil pra optar ‘não comprar um MacBook’. Aí, a pessoa deixa de comprar porque não tem dinheiro, e não porque quer fazer revoltinha e tal. Ou seja, esses preços tiram o poder de compra de muita gente que gostaria de entrar no mundo Apple. E num valor que é obviamente inflado. Não são produtos somente caros, mas abusivos.

  • Marco Rodrigues

    Roubo e desrespeito os preços cobrados (e agora reajustados!) pela Apple. Fica bem claro que, ao contrário dos puristas deste blog, que a Apple não tem parâmetros ou planilha de custos para justificar a abusvidade de seus preços. Aliás, tem um parâmetro sim: a margem criminosa de lucro.Será que os funcionários de Jundiaí tiveram esse reajuste em seus salários?

  • Filipe

    Alguém sabe qual é a cotação do iDolar? Chuto uns 10 reais…

  • Fabricio

    O ruim de um aumento nessa proporção, é que sobe também no mercado paralelo, pois o cara que trazia de fora, vai aumentar tb. Imagina um macbook air de entrada está R$ 8.499,00 antes era R$ 5.899,00.
    Então o carinha que vendia no mercado livre a R$ 4500,00 com certeza irá reajustar tb o dele para pelo menos R$ 6.500,00. Resumindo perdemos muito com isso.
    Hoje entrei no site da compubras no paraguai, é triste ver por ex um macbook pro retina por U$$ 1.250,00, enquanto no Brasil o mesmo é R$ 12.499,00

  • Cassio Delmanto

    E o ingênuo aqui (ou seria imbecil?) na esperança de que a Apple Store abaixasse o preço da antiga Apple TV quando chegasse a nova, e bastou piscar o olho e aumentaram o preço para R$ 599,00… vou dizer, é uma bela de uma facada nas costas… obrigado, Apple… e com isso, sem dúvida a nova Apple TV vai chegar por uns R$ 1.5 mil… se bobear até mais…

    • Madruga

      Cara, ha anos eu deixo de comprar a Apple TV pensando que a nova versão estaria por vir. Comprar a velha a essa altura é loucura, pois alem de ser cara, corre-se o risco de morrer com esse produto na mão em pouco tempo.

      • Cassio Delmanto

        Madruga, não acho que seja loucura. Veja, se você tivesse comprado desde a primeira vez, já estaria usando o produto há anos. Sem duvida eu gostaria de comprar a nova, mas além de matematicamente não chegar aqui por menos de R$ 1.300,00 (e daí ao infinito), ou quase o preço de um SmartTV inteira, para o meu uso, Netflix e YouTube e eventuais eventos Apple, vale a pena. Digo, valia por R$ 399,00 ou em alguma promoção… pelos novos R$ 599,00, é loucura mesmo!!

  • Molinaro

    A Apple está merecendo voltar a ser decadente para tomar vergonha na cara!

  • Lucas Mendes Morais Reis

    Nem precisa organizar algum tipo de boicote. Com os preços anunciados hj no Brasil, o esperado é “sem filas no lançamento do iPhone 6s” e dá-le samsung com suas propagandas ofensivas!

    Imagina a situ, roubaram o MacBook! Prefiro o carro q tem seguro! Dependendo da versão preço de carro zero!