App Store

Preços da App Store aumentarão na Austrália, Suécia e Indonésia

O Brasil está em uma situação econômica difícil, tudo é caro e só aumenta, mas é interessante ver também que há outros lugares do mundo em que os preços sobem. Nas próximas horas, habitantes da Austrália, Suécia e Indonésia verão os preços de seus aplicativos aumentarem, por causa da variação cambial nestes países.

Em alguns países, os preços da App Store são cobrados na moeda local (não é o caso do Brasil, em que a cobrança é em dólar). Com o aumento mundial do valor do dólar, este valor acaba ficando defasado, forçando a Apple a reajustar os preços para que os desenvolvedores (e ela mesma) não sejam prejudicados.

Na Austrália, o preço base (tier 1) passa de AUD 1,29 para AUD 1,49, um aumento de 15%. Em compensação, a Apple passou a disponibilizar uma faixa alternativa de preços para o país, em que os desenvolvedores poderão cobrar menos, se quiserem (a exemplo do que já acontece na China e no México). O Alternative tier A permitirá apps com preço de AUD 0,99 (cerca de US$ 0,70), o que pode atrair mais compras no mercado local.

Se o Brasil adotasse preços em reais na App Store, é possível que este tipo de reajuste fosse constante em nosso país, principalmente em época de variações bruscas da moeda americana. A adoção do Real nos preços também poderia significar pagamento de impostos brasileiros, inclusive aquele que o governo de São Paulo quer adotar no estado, aumentando ainda mais o que a gente paga.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados