Opinião

Apple faz um comercial ruim para o iPhone 6s

A Apple continua a sua campanha para promover o novo iPhone 6s, destacando suas características principais em comerciais curtos, como aqueles publicados neste final de semana. Mas tem um que não ficou bom, nem parecendo um comercial da Apple.

Os comerciais da Maçã sempre se destacaram por trazer emoção e certa poesia. Ela mostrava as características dos novos produtos não de forma seca, mas de uma maneira que todos se identificavam, destacando o uso no dia a dia e como aquilo poderia mudar o cotidiano das pessoas. Quem não lembra da excelente campanha do iPhone 4, ou do comercial do iPad que usava o texto do filme Sociedade dos Poetas Mortos.

Bem, esta fase parece ter chegado ao fim, pelo menos nos atuais comerciais. Neste último, postado poucas horas após os outros três, ela só enfatiza que as fotos podem se mexer, ponto.

Nós já falamos aqui e na Revista iThing nossa opinião sobre o Live Photos. É uma função “bonitinha”, sem muita utilidade prática, mas que pode impressionar algumas pessoas. Porém, o lance das Live Photos é ser uma foto normal, estática, que se mexe quando é tocada com força. Tipo isso:

Apple Live Photos

A câmera do iPhone 6s tira a foto normal, no tempo certo, mas registra 1 segundo e meio antes e depois, para eternizar o momento em movimento.

No comercial, o foco era apenas mostrar que as fotos tem movimento, esquecendo que elas precisam também ser bonitas quando estáticas (afinal, quem gosta de fotos feias?). Eis a foto que eles tiraram:

Foto Horrível

É uma foto horrível.
A mensagem que o comercial parece passar é: “Fiquemos com um álbum com fotos feias, pois o importante é que elas se mexem quando são tocadas“.

Claro que esta é apenas nossa opinião e você pode não concordar com ela. Mas nós sentimos falta da época que a Apple vendia mais emoção do que funções em seus produtos novos.

Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados