Notícias

Novo filme sobre Steve Jobs está sendo muito elogiado pela crítica

Quem diria que um ator que não se parece em nada fisicamente com Steve Jobs, poderia ser considerado o que melhor interpretou o personagem até hoje. É assim que alguns estão definindo Michael Fassbender, que atua no filme “Steve Jobs|“, que estreia em outubro nos Estados Unidos.

Ele foi mostrado em pré-estreia neste final de semana, durante o Telluride Film Festival e por isso muitos artigos sobre ele foram publicados, a maioria, repleta de elogios. Até mesmo Steve Wozniak, que tinha criticado a versão anterior feita pelo ator Ashton Kutcher, gostou muito do filme, dizendo que ele é extremamente preciso no relato dos fatos. É sempre bom lembrar que Woz foi convidado para ser consultor do roteiro desde início dos trabalhos.

Eu senti como se realmente estivesse vendo o Steve e os outros [incluindo Seth Rogen que faz o personagem do Woz], e não simplesmente atores interpretando personagens. Eu dou todo o crédito para Danny Boyle e Aaron Sorkin por fazer tão bem este filme.

A revista Variety chega a comparar o filme com o clássico 2001: Uma Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick, devido à sua estrutura em três atos. E o interessante foi o cuidado técnico em filmar as três épocas retratadas com três tipos diferentes de equipamentos: a primeira parte do filme (1984) foi gravada em filme granulado de 16mm; a segunda parte, que retrata 1988, foi realizada em filme de 35mm brilhante; e a última parte, ambientada em 1998, foi gravada toda em alta definição digital. Esta diferença ajuda o espectador a entrar na história de forma sutil e natural.

Alguns chegam até mesmo a cogitar Fassbender para o Oscar. Quem sabe?

O filme estreia nos Estados Unidos no dia 9 de outubro e deve chegar ao Brasil e outros países apenas em janeiro. Em Portugal, porém, ele chega antes, no dia 12 de novembro.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Erick Willians

    Eita! Ansioso por este filme!

  • André Leão Rocha

    *Ashton KuTCHer
    *eSpectador

  • Alex iPilot

    Eu desconfio que Fassbender levará o Oscar…

    • Netto Santana

      Muito difícil, só pelo trailer, a atuação de eddie em ‘a garota dinamarquesa’ Ta simplesmente maravilhosa, tem também dicaprio que Ta em um filmao com o atual diretor vencedor do Oscar.

      • João Vianini

        DiCaprio só ganha Oscar em universo paralelo. Quem disse que a vida é justa?

  • Felipe Scavacini Romanatto

    Assistirei na estreia em Las Vegas. Esperar até janeiro no Brasil é demais. Vai pipocar pirataria até lá.

    • Pablo Rangel

      Como voce é bom amigo

  • Sérgio Neto
  • Marcio

    Quem diria?? Eu

  • Caio Henrique

    Michael Fassbender é um ator monstro , torço muito por ele. Com certeza ele estará entre os indicados ao Oscar , uma pena que estará concorrendo com o Eddie Redmayne que segundo a variety fez a atuação da vida dele.

  • Opinião Opinion

    Depois de montar uma campanha no início deste ano para polir a lenda de Steve Jobs, os Apple insiders provavelmente serão forçados a arrancar o que sobrou de seus cabelos quando esse novo filme biográfico for lançado em outubro.

    Esse filme retrata a lenda de Steve Jobs no modo completo idiota. Funcionários completamente humilhados, um co-fundador completamente alienado como Steve Wozniak, e a negação da paternidade de sua filha, Lisa.

    Estrelado por Michael Fassbender como Jobs e Seth Rogen como Wozniak, cada cena do trailer nos mostra um arrogante e presunçoso Jobs.

    O retrato do guru da Apple não deveria ser surpreendente para as pessoas, dado que o roteiro foi escrito por Aaron Sorkin e é baseado na biografia do escritor Walter Isaacson.

    Pra quem se lembra, foi Sorkin que alegremente escreveu a história de fundo do co-fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, que foi o roteiro de A Rede Social. Esse filme mostrou como Zuckerberg se tornou um estúpido misógino que decidiu criar o Facebook apenas porque foi rejeitado por uma mulher, e então depois começou a esfaquear seus amigos pelas costas enquanto ele escalava seu caminho até o topo de uma pilha gigante de dinheiro. Que no final, ele acaba sentado, triste e sozinho.

    Do ponto de vista da Apple esse filme não representa nada. Mas, a única coisa que esse filme poderia trazer de ruim para Apple, seria uma leve publicidade negativa, mas apenas se esse filme biográfico for um grande sucesso, é claro. A única maneira desse filme trazer algum mal estar genuíno para a Apple, é se ele for um sucesso de público e crítica e ainda obtenha algumas indicações ao Oscar, como a rede social fez.

  • Guilherme Leite

    Deve ser muito bacana, eu mesmo não perco a oportunidade de assistí-lo quando entrar em cartaz aqui na república das bananas. Dizem que o Steve era arrogante e presunçoso, mas isso não tira sua genialidade e contribuição significativa tecnológica a tudo aquilo que utilizamos até hoje. Merece destaque, só espero que a Samsung não copie e faça um filme sobre a história de seu fundador: o filme travaria antes de sua metade e haveria lags entre a fala dos atores e movimentação labial…

    • Jonas

      Com todo respeito, esse negócio de Androide trava é cuspir pro alto. Sou usuário de iPhones a anos e afirmo:
      IPhone tb trava e tb da lags , sabendo usar ou não.

  • Maxwell Varela

    “Alguns chegam até mesmo a cogitar Fassbender para o Oscar. Quem sabe?”

    Hahahahahahahahahahahahaha… HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA.

    Pera aí. É sério isso?