Notícias

Snowden elogia Apple e diz que foi uma das pioneiras em segurança de dados

Tim Cook sempre fez questão de enfatizar o quanto a Apple se importa com a privacidade das informações pessoais de seus usuários. Já insistiu muito na tecla de que, ao contrário de algumas outras empresas (como Google e Facebook), seu modelo de negócios não precisa dos dados de seus clientes para ganhar dinheiro. Mas, nem todo mundo acredita muito neste discurso e desconfia que seja apenas mais uma maneira de fazer marketing em cima de uma mentira.

Agora, entra em cena uma opinião de quem não precisa mentir para se promover; muito pelo contrário, foi o homem que expôs ao mundo os piores segredos do governo dos Estados Unidos: Edward Snowden.

Em uma recente entrevista para o jornal New York Times, Snowden comentou como a situação melhorou muito desde que ele começou a revelar as formas de que o serviço secreto dos EUA espiona o mundo inteiro. Falhas em protocolos de internet e em dispositivos foram corrigidas, impedindo que governos se aproveitassem delas para espionar seus cidadãos. Muitos governos também estão mais atentos e se protegendo mais contra a espionagem que, muitas vezes, é usada não só politicamente, mas com benefício comercial.

Neste sentido, Snowden faz um grande elogio à Apple, dizendo que ela foi uma das pioneiras a se preocupar com a privacidade de seus usuários, sendo a primeira a implementar uma criptografia de dados avançada no iOS. Hoje, se o telefone do usuário é roubado, as informações permanecem privadas sem que o ladrão tenha acesso a elas. Mensagens pelo FaceTime ou iMessage também não sofrem o risco de serem interceptadas, por causa da mesma criptografia.

Com o iOS 8.3, a segurança aumentou ainda mais, com o impedimento de aplicativos externos acessarem os dados dos aplicativos pelo cabo USB. Isto limita um pouco a vida do usuário legítimo, mas é um grande ganho de segurança. A declaração de Snowden reforça ainda mais o que já tínhamos comentado aqui em um artigo de opinião.

Adotar este tipo de segurança não é algo tão fácil para a Apple, pois ela entra assim em conflito com interesses do governo americano. Com a desculpa que eles querem “proteger seus cidadãos”, a Apple já foi acusada de contribuir com os criminosos ao impedir que os dados dos usuários sejam acessados pelos agentes da lei, e inclusive já recebeu duras críticas pela criptografia do iMessage.

É claro que falhas de segurança podem acontecer e ninguém aqui está dizendo que o iOS é perfeito e livre de brechas. Mas é de conhecimento geral de que algumas empresas vivem justamente do acesso aos dados dos usuários, usados para direcionar melhor sua publicidade.

Recentemente Cook fez um discurso para um evento de segurança em Washington, em que foi duro com empresas do ramo:

Eu estou falando direto de Silicon Valley, onde algumas das mais proeminentes e bem sucedidas empresas construíram seus negócios colocando seus clientes em complacência sobre suas informações pessoais. Eles estão engolindo tudo o que eles podem aprender sobre você e tentando monetizar isso. Achamos que isso é errado. E não é o tipo de empresa que a Apple quer ser.

O testemunho de Snowden é importante, pois é feito por um especialista no assunto e que se preocupa com um mundo com mais privacidade. É praticamente um aval de que o que Tim Cook afirma, é verdade.

via AppleInsider

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados