Curiosidades

Desenvolvedor conta como foi usar o Apple Watch

 Watch

No início do mês, a Apple enviou por email um convite a diversos desenvolvedores (inclusive brasileiros), disponibilizando um laboratório especial na Califórnia para testarem seus aplicativos no Apple Watch. E um desenvolvedor conta suas impressões sobre o novo relógio.

A Apple permitiu pela primeira vez a entrada em seus laboratórios porque é difícil desenvolver um aplicativo para um produto que não foi lançado ainda. Assim, os devs teriam a chance de testarem suas criações no produto real antes de ir para a App Store. Muitos desenvolvedores brasileiros também receberam o convite, mas por ter sido em cima da hora, acabou sendo um empecilho econômico para muitos, com altos custos de passagem aérea e estadia.

Agora, graças ao relato de um dos desenvolvedores que foi ao laboratório, é possível saber suas impressões sobre o Apple Watch, que chega ao mercado no dia 24 de abril.

Segurança máxima

Para entrar no laboratório, a Apple fez questão de adotar diversas medidas de segurança, para que o relógio não fosse fotografado ou filmado. Afinal, o objetivo era especificamente o de testar os aplicativos e não o de alimentar vazamentos antes do tempo. As portas eram fechadas por código e só podia entrar quem tivesse o crachá autorizando. Para sair ou ir ao banheiro, uma revista era feita para se certificar que não se estava levando o relógio. Também não era permitido parear o dispositivo com o próprio iPhone.

Na sala, 5 enormes mesas tinham espaço para 10 desenvolvedores cada, onde poderiam testar seus aplicativos e realizar mudanças no código, para melhorá-lo durante os testes. Uma equipe de engenheiros da Apple estava disponível para ajudar no desenvolvimento e sugerir melhorias.

Tamanho

O curioso é que os relógios disponíveis eram a princípio o de tamanho maior, de 42mm. Era possível solicitar um de tamanho menor, mas o desenvolvedor afirma que, segundo suas impressões, o maior é bem melhor de visualizar o que está na tela. Ele afirma também que achou muito leve o modelo da coleção Sport e, mesmo sendo feito com materiais mais simples, ele não passa a impressão de baixa qualidade.

Software

O que mais impressionou o desenvolvedor foi a fluidez do software do relógio, o Watch OS. Ele chamou o seu uso de excepcional, se diferenciando muito com os smartwatches da concorrência, principalmente nas animações. O Handoff funciona perfeitamente, permitindo que se continue no iPhone uma tarefa que se iniciou no relógio (como escrever um email, por exemplo).

Bateria

Por fim, o desenvolvedor afirma que ficou o dia inteiro testando o relógio, enviando mensagens e testando seu aplicativo, e a bateria chegou ao final do dia ainda sobrando um pouco. Ou seja, para ele, a autonomia do relógio é mesmo de um dia inteiro, como diz a Apple.

Revista iThing

A nova edição da Revista iThing que estamos lançando neste final de semana é voltada ao Apple Watch. Se você quiser conhecer mais a fundo os detalhes e particularidades deste relógio inteligente, assim como nossas impressões sobre o futuro dele, baixe já o seu exemplar. 😉

via MacRumors

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados