Notícias

Concorrência encontra dificuldades em criar um chip de 64 bits como o do iPhone

Em setembro de 2013, em meio a tantos vazamentos de rumores do iPhone 5s, a Apple conseguiu surpreender o mundo em uma coisa: lançou o primeiro processador 64 bits para um dispositivo móvel. Apesar de ser um passo enorme de tecnologia, a concorrência respondeu com desdém, dizendo que era lance de marketing e que logo lançaria também tecnologia equivalente.

Mas passados 14 meses, ainda não há nenhum outro celular ou tablet que tenha conseguido nem ao menos se igualar ao iPhone em termos de processador. O que aconteceu?

Mais de um ano depois e apareceram muito poucas opções de 64 bits do mercado. A Qualcomm até anunciou a criação de um processador Snapdragon 810, que serviu de alívio e deleite para usuários que têm birra com a Apple, mas este processador ainda não deu as caras no mundo real. Segundo um portal de notícias coreano, a fabricante estaria enfrentando grandes problemas em transformar a teoria em produto real. Entre as complicações que o atual chip enfrenta estão o aquecimento excessivo e mau controle da memória RAM. Para completar, um erro no driver que gerencia a GPU complica ainda mais as coisas.

Com a dificuldade, os concorrentes para tentar se igualar precisam lançar dispositivos com mais núcleos de processamento, que precisam de baterias maiores. E aí resta apenas isso para explorar na publicidade: “temos mais cores, temos uma maior bateria“. Mas nem sempre isso significa um melhor desempenho.

É interessante notar o quão difícil é incorporar a tecnologia 64 bits em dispositivos móveis e a Apple conseguiu, de forma natural. O atual A8 (e A8X do iPad) possui um desempenho extraordinário em termos de performance e economia de energia, resultado de anos de estudo e pesquisa. Para empresas que só copiam o que o mercado lança, está sendo difícil alcançar a Apple neste quesito.

Isto me lembrou um comercial antológico da Apple, feito em 1998 (sim, muitos de vocês nem sabiam que a empresa existia nesta época), em que ela conta vantagem da performance do então novo processador G3 em cima da sensação da época, o Pentium II. Bons tempos aqueles…

Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados

  • Jayme Prado

    O motivo: investimento em pesquisa e tecnologia. Coisa que pouca gente considera e afeta o valor final do aparelho.

    • Yuri Zanatta

      Eu nem diria exatamente o valor do investimento, mas a qualidade da pesquisa em si, visto que a Apple não gasta tanto com pesquisas, mas sempre faz os melhores produtos.

      • Cadu Nunes

        Acredito que a cultura da Apple de tentar pensar a solução como um todo e não apenas em benchmarks faz os produtos serem mais eficientes.

        Mas isto não se restringe as fabricantes de processadores, mas na indústria de TI em geral e há muitos anos.

        Lembro que quando a Motorola lançou o Mini StarTak quem tinha se gabava por ter o menor celular do mercado e hoje o povo fica comparando pra ver quem tem o maior celular.

        Mas a questão é, a tua solução funciona ou não. Se funciona ok, se não funciona se manda.

  • Junior Alves

    Apple é Apple…o resto é resto…

    • cesarse

      E vice-versa.

  • Gustavo Villela

    Até o “Gangnam Style” superou os 32 bits e o Android ainda não hehe

    • Jefferson Soares

      Não tem nada a ver a comparação, mas valeu a piada…kkkkkkkkkk

      • ArthurCampos

        Por quê nada a ver?

        • Jefferson Soares

          Uma coisa é o contador de views do YouTube e outra coisa é o processador do iPhone, não acha? 😉

          • PoderosoCastig4

            Um trocadilho é engraçado JUSTAMENTE quando ele usa um elemento comum pra comparar duas grandezas diferentes. Longe de mim cultivar briguinha pointless, mas quando o assunto é “ultrapassar os 32bits”, o Gangnam Style conseguiu e o Android não. Fato.

          • Thiago Racca

            Ahh fala sério jefferson piada é piada e muito boa gustavo kkkk

            • Jefferson Soares

              Como eu disse, valeu a piada.

            • Serginho Arnoud

              Puts, só eu que não entendi? ahahahah

    • Michel Peron

      Kkk cuide bem do meu like

      • Jefferson Soares

        Nossa velho…

      • Lucas A.
    • Anderson Campos

      Putz, vai ganhar meu like só porque esta foi muito ruim. rsrs

  • Jefferson Soares

    A única coisa boa que eles conseguiram fazer melhor do que a Apple foram baterias que duram mais, o resto é tudo inferior nos Bugdroids.

    • Saulo Benigno

      É facil fazer uma bateria durar mais, muito, apenas aumentar o tamanho de capacidade dela.. não tem muita “tecnologia” envolvida nisso.

      • Jefferson Soares

        A Sony conseguiu fazer uma bateria durável e não tão grande. A Apple opta por deixar os aparelhos cada vez mais finos e isso acaba comprometendo a duração.
        Se colocarmos na balança, os iPhones ainda são muito superiores, mesmo tendo baterias medíocres.
        É por este motivo que ainda prefiro a Apple.

        • Eros

          Não tem nada a ver isso, tanto é que os novos iPhones tem a bateria do mesmo tamanho dos antigos, mesmo eles sendo demasiado maiores.

  • Jadsondos Santos Jaleco

    Rapaz, Nâo trocarei Meu 5s, por qualquer outro android, mesmo que ele seja com 20 nucleos,

    Os processadores da Apple ,Realmente é absurdo a diferença e performance. Viva a apple

  • Jefferson Soares

    Uma coisa é o contador de views do YouTube e outra coisa é o processador do iPhone, não acha?

  • Gustavo Sarmento

    Muito espertinha a Apple tirando sarro na época… Mas depois teve de ir pedir penico pra Intel, quando a porcaria da arquitetura PPC estagnou…

    • Cadu Nunes

      Mas convenhamos a Intel não achou nada ruim a Apple bater a porta dela, você não acha?

      • Gustavo Sarmento

        Duvido que faça sequer cócegas no volume de produção da Intel… Mas, “agrega no currículo”.

        • Cadu Nunes

          Já baixei os demonstrativos financeiros da Intel e infelizmente ela não separa o faturamento por cliente, mas lembro que o faturamento dela teve um aumento de quase 10% depois que começou a produzir chips para equipar os computadores da Apple.

          Como ela não detalha seus demonstrativos por clientes, obviamente que não da pra dizer que este aumento deve-se apenas as vendas feitas para a Apple, mas uma parcela com certeza é da Apple.

          Baseado no market share dos fabricantes de PC, chuto que o faturamento da Apple na linha de processadores para a Apple deve representar algo em torno de 3% ou 4%.

          Então, se considerarmos que o faturamento foi de US$ 52,7 bilhões no término do ano fiscal de 2013 a Apple, segundo minha conta de padeiro, deve representar algo em torno de US$ 2 bilhões em faturamento pra Intel.

          Agora espera a Intel divulgar que deixou de faturar US$ 2 bi pra ver se os investidores não terão muitas cócegas.

          • Gustavo Sarmento

            Pequeno Padawan: correlação não é causa.
            Não sabemos se a Intel possui capacidade ociosa de produção (PROTIP: provavelmente não).
            Então, se não estivesse vendendo para a Apple, estaria vendendo para outro…

            • Cadu Nunes

              Pessoas inteligentes como você deveriam estar ganhando bilhões de dólares fazendo consultoria para as empresas mais valiosas do mundo não ensinando pequenos Padawans como eu que correlação não é causa.

              Um dia quero chegar no seu nível de capacidade intelectual, mas to muito longe ainda.

            • Gustavo Sarmento

              Não faço questão de bilhões: sou comunista. 😉

    • Em 1992 ou 1993 no máximo, eu andava com uma camiseta INTEL OUTSIDE ao contrário do logo popular Intel Inside que tinha em tudo que é lugar 😀

      E nem era só por causa do Macintosh, era por causa do Amiga, do MSX, dos videogames, tudo que tinha de bom não usava INTEL, só a porcaria dos PCs e da IBM.

      😛

      Essa estratégia da Apple de se aliar a INTEL foi inacreditável, a coisa mais polêmica, a maior pedida de penico e foi crucial para a ascensão novamente !! As pessoas que fazem o negócio virar religião e paixão, como eu usando camiseta anti-intel. A Apple não está nem aí, esta com quem melhor atende, seja quem for, a tela menor era sagrada e única forma apropriada de usar um smartphone, quando foi o momento de mudar (seja pq era o melhor momento ou atrasada), fez a mudança e aderiu as telas gigantes.

      Intel, telas gigantes, microsoft com ações da empresa, sistema operacional mudando para UNIX, mudanças estratégicas e técnicas, coisas sagradas para os usuários que a empresa quebra e muda quando achar o momento.

      • Gustavo Sarmento

        Teu avatar te entrega…

        E nem me fale do Amiga: meu nível de dedicação à plataforma foi tamanho que cheguei a ser o responsável pelas traduções para pt-br do AmigaOS 3.1 (como um add-on), 3.5 e 3.9 (inclusas na distribuições oficiais). Também fui o criador do grupo/lista AmigaBR (que existe até hoje, embora eu não participe mais)… Só larguei a plataforma quando meu A4000T morreu na minha mão, lá pelos idos de 2001/2002. Até então, era meu único computador em casa, para tudo (internet inclusive).

        • Que beleza rapaiz !!

          Devemos ter batido papo nos anos 90 várias vezes. Frequentava a “lista de discussão” AmigaBR, curtia muito os Amigas, comecei em um A500, tive o A3000 e o A1200. Lá por 1996 que fui aos poucos abandonando. Tu foi mais longe do que eu.

          Muito bom aquele tempo. Eu usava muito a BBS GURU MEDITATION. Baixa muita coisa pela Internet para Amiga, de demos a jogos, tinha uns FTPs muito bons. Acessar Internet do Amiga era muito bom.

          Bons tempos ! 😀

          A revista do Amiga, também aquela Amiga do PC… a comunidade Amiga no Brasil foi forte. Que me desculpe esse BLOG, mas o AMIGA dava um laço no Macintosh ! kkkk

          Legal que traduzisse o negócio. Lembro que depois veios várias iniciativas de rodar Amiga no PC, aqueles CDs de boot que inicializava o Workbenck no PC, algumas coisas bem bizarras. Lembra ? Experimentei um pouco e também aqueles emuladores para PC. Ainda tenho meu A1200, um A500 e o A3000. Faz séculos que não ligo.

          • Gustavo Sarmento

            Cara, certamente trocamos algumas idéias na época, então… Também comecei no tempo das BBS (e, sim, já no Amiga).
            Sem sombra de dúvida que, na época, o Amiga dava voltas no Mac (PC então… era como chutar cachorro morto). Maldita Commodore que não soube tirar proveito do que tinha nas mãos…
            Imagino que estejas te referindo ao Amithlon, que era otimizado para rodar o Workbench nos AthlonXP… Cheguei a dar uma conferida.
            Hoje em dia, o que me resta do Amiga é jogar alguns clássicos da época, via FS-UAE, no meu Mac Mini…

            • Se tu tem um iPad, te recomendo fortemente comprar o BATTLE SQUADRON para iOS adaptado para touch e gestos. É espetacular, melhor que jogar nos emuladores 😉

            • Gustavo Sarmento

              Indo pra Appstore AGORA!

            • Depois comenta o que achou aí, fiz mais um comentário da minha identidade, mas o Blog aqui deixou pendente de postar talvez tenha sido o excesso de comentários que colocamos 😀 Depois ele aparece 🙂

        • O Gustavo… putz… Li esse nome Sarmento agora… acho que muito nos falávamos na época… Teu sobrenome… é tu mesmo. Mundo pequeno ! 😀

          • Gustavo Sarmento

            Não sei teu nome, e o nick não me é familiar… Mas vi que és de Porto Alegre. Não chegaste a participar de algum dos Amichurras (encontro de usuários que eu organizava aqui em São Leopoldo… vinha gente até de outros estados!)? Mês passado ainda reeditei o evento, e reencontrei gente que não via há mais de 10 anos… muito legal!

            • Gustavo, falasse de Amichurras, de São Leopoldo e lembrei aqui dessas iniciativas. Nunca participei dos eventos, só muito depois mudei para Porto mas nos anos 90 morava em Pelotas. Nesse Disqus aqui é tanta polêmica nas conversas, é uma brigalhada nos comentários principalmente naquela várzea de Gizmodo que eu nunca coloquei meu nome/foto ou qualquer informação mais particular aqui, heheheh. Aqui fico com essa referência pseudônimo saudosista, não conflita com meu pessoal e profissional 😀

            • Gustavo Sarmento

              Compreendo. O populacho é foda, mesmo.
              Felizmente (ou não), meu pessoal/profissional permite esse tipo de liberdade, então aproveito pra ver o circo pegar fogo (e, vez que outra, jogar um álcool 92º, hehehe!).
              Mas legal encontrar alguém das antigas por aqui! Se quiser, pode me add lá no Face. Até mais!

            • Rob Simões 

              Eu resolvi isso não comentando em várzeas como o Gizmodo, que está cada vez pior.

  • David Xaua

    Mas não é a Samsung que produz os processadores da apple??

    • Não confunda.
      A Samsung (fábrica) só PRODUZ peças criadas pela Apple. Estamos falando de mão de obra, com as criações e propriedade intelectual feita pela Apple, que explica direitinho como fazer e o resultado disso são peças exclusivamente para os produtos da maçã. Nisso, aliás, a Samsung é muito boa, tanto que é difícil alguém que consiga produzir na qualidade e velocidade que ela apresenta.

      É diferente dos PRODUTOS da Samsung, nos quais ela precisa “criar” e vender para o público consumidor. E que, geralmente, vemos que são fortemente “inspiradas” na concorrência…

    • Jefferson Soares

      Desde o iPhone 5s que não mais.

    • O processador é completamente um projeto da Apple, ela só não monta. A mão de obra do peão de fábrica não é dela.

      Algumas coisas não são da Apple. acho que a interface Wifi 802.11ac não deve ser dela, o Bluetooth, o display, a camera, tudo isso não é nem o projeto dela. Realmente é comprado de outros (até onde eu saiba/acho). A própria memória interna, certamente não é projeto da Apple, deve ser uma Sandisk, Corsair, Kingstone da vida….

      Mas a arquitetura da “placa mãe”, o processador, os co-processadores o principal é dela.

      É por aí…

      • Anderson Camões

        O bluetooh é péssimo. Todo bugado no ios 8, não funciona em sons de diversas marcas como Ford, Audi e BMW, sobretudo em modelos até 2012.
        Problema mundial, que a Apple prometeu consertar no 8.1 e não fez.
        O que eu mais me gabava da Apple era pir seus sistemas operacionais redondos, agora…

        • Uso num Hyundai e funciona bem, no relógio Pebble é perfeito e numa TV LG também sempre rolou bem. Mas o foco do comentário era no fabricante do bluetooh, desconfio que não seja a Apple, o negócio é olhar uma hora o endereço MAC do bluetooth do meu telefone e ver a que fabricante esta relacionado.

          • Yan Ferreira

            Não compreendi muito bem ainda. a Samsung, por produzir os processadores para Apple, acaba por ter acesso aos dados técnicos de como é feito. Correto? Com essas informações ela conseguiria fazer seu próprio. Errado?

            • craunch

              Isso seria roubo meu caro, a Apple não deixaria barato, assim como não deixou quanto ao “retângulo com cantos arredondados” e tantas outras patentes de sua posse.

            • Diego Azevedo

              Yan, a brincadeira funciona mais ou menos assim:

              A ARM cria um projeto básico de processador e licencia para quem quiser produzir. Tanto a Apple quanto a Qualcomm possuem um acordo de modificação desse projeto, e possuem times de pesquisa e desenvolvimento atuando nessa área. Esse projetos são de propriedade intelectual da empresa, e não é possível copiar sem praticamente “fazer igual”. Se a Samsung copiar um projeto desses, teria uma montanha de processos na sua frente de imediato. Mais fácil usar os processadores da Qualcomm.

  • Felipe

    O texto foi meio puxa-saco né? Alguém me explica o que esse chip maravilhoso tem de benefício pra MIM, mero consumidor, que eu finalmente entendo o porque do “surpreendeu” (nao vi diferencas com esse chip, tenho um 5s)

    • JanjaBoy

      Se você usar o iPhone apenas como telefone, nada muda é verdade.

    • Luís

      Em suma, o seu celular é mais rápido do que qlqr outro.
      Trabalha mais, com menos esforço, kkkk!

    • É sutil, talvez por isso que um teste de desempenho mostre o Iphone 6 mais rápido que um concorrente que na prática tem o tripo de capacidade de processamento e memória.

      Para o usuário, o whatsapp, o facebook vai rodar igual. Já pra quem usa mais um imove da vida, perce melhor.

    • Diego Vieira

      Na verdade é só safadeza… A única vantagem pra mim seria usar menos energia pra trabalhar mais, e com isso poder usar mais bateria pra que o iPhone durasse mais que 6h. Ao invés disso a Apple fez um iPhone mais fino O_o
      Lógica pra que? hahaha

    • timotéo lambert garcia

      Resumindo em duas palavras: Quase Nada!

      Mas falando um pouco sobre a arquitetura de 64 bits, ela “pode” processar até o dobro de informações que um 32bits, contudo não é apenas de processador que vive um aparelho, e não é porque ele é 64bits que ele vai dobrar a sua capacidade de processamento(como alguns leigos pensam). Um processador de 64bits permite usar mais RAM, no entanto como a Apple não aumentou a quantidade para além dos limites do 32bits(4GB), então neste caso o 64bits não colabora em nada neste ponto.
      Um ponto que deve ter feito a Apple adotar essa arquitetura pode ser uma velha historia de usarem chips ARM em seus Macs. Os 64bits abrem caminho para lançar algum tipo de dispositivo híbrido e adotar o OS X em um dispositivo móvel, ou seja, ele posiciona a Apple para a convergência futura de desktop e móvel(Como a Microsoft esta fazendo). Esta é apenas uma das peças que precisam se encaixar para que um híbrido se torne realidade, mas esta longe ainda de ver os benefícios do 64 bits em smartphones.

  • Pedro Catão

    O note 4 da samsung é 64 bit? Tem 3 bg de memória?

  • Phillip César

    Acho que estava na hora da Apple modificar também esse processador dos computadores.

    AMD com suas APUS conseguem ter uma qualidade gráfica muito superior e o desempenho de CPU não fica tão atrás.

    Ou então a Apple produzir o seu próprio chip, como o G3 foi há algum tempo.

    Falow

  • Luiz Fernando Ferreira

    Apple é lacradora né gente

    • steang

      Ainda bem!!! 😉

  • Thiago Racca

    Engraçado que o que matou o G4 foi justamente o aquecimento… mas acho que o problema foi a motorola envolvida se os PowerPC fossem uma joint Venture Apple/IBM apenas acho que a historia teria sido outra…

    de qualquer forma gosto muito da intel mais entre 98 e 2005 a empresa deu uma parada no tempo sendo superada em termos de performance inclusive pela AMD justamente no 64 bits… sorte que ela matou o IA64 e adotou o EM64T copia do AMD64… e tudo meio ficou bem pra empresa…

    • craunch

      Não foi bem copia né, a Intel e a AMD possuem acordos, em que a primeira licencia o x86 e a segunda o x64. A Intel matou a AMD de outros modos, alguns não muito legais, mas aí são outros 40…

  • Fausto Paiva

    Uma coisa que não foi mencionada na notícia é o reconhecimento biométrico. Até hoje não surgiu nenhum outro celular que implementasse da mesma forma que a Apple fez.

    • André Liserra

      Creio eu, que ainda não pois deve estar patenteado… Por isso a Samsung fez um leitor já antigo usado em Notebooks, meu HP tinha o mesmo leitor… Mas daqui uns 4 ou 5 anos pelo menos a maioria já terá o leitor…

    • Diego Azevedo

      Eu tenho um 5s, que teve a primeira geração de touchID, então não sei as melhorias que vieram depois… Mas minha namorada tem um Moto G4 (acho – Não acompanho muito os celulares Android) que tem um sensor muito bom. não sei se é tão seguro quanto o da Apple, mas basta encostar o dedo que desbloqueia o celular.

  • Não há ganho significativo em se ter um telefone com processador 64 bits, se é que há algum. Lançar o A8 como 64bits é, sim, marketagem, e os concorrentes correm atrás exatamente como sempre fizeram em relação ao iPhone.

    Já para os Androids de plantão seria ótimo: logo logo teremos algum Samesung com 4GB de RAM, e todos sabemos que 64 bits é indispensável para isso.

  • Wbrown

    Lendo o texto e os comentários lembrei de uma briga que via a pouco tempo em que dois SENHORES BARBADOS brigaram até quase chegarem as “vias de fato”; cada um dizendo que o seu caminhão era melhor que o do outro…
    Intrigante e decepcionante ao mesmo tempo

  • Geraldo Dal Berto Jr.

    64bits só muda para RAM acima de 4Gb. Fora isso, só marketing. Não nego que os chips da Apple sejam bons, mas são bons pq são bem projetados e não porque são de 64bits.

    • Acho que não. No caso da RAM, muda pq endereça mais memória. De resto, todo barramento com o dobro da capacidade dá vazão para o dobro de informação, aumentando o desempenho, independete de 4GB ou 16Gb de RAM. Só acho, não sou especialista em arquiteturas de hardware, só ligo o que sei daqui e dali e tento fazer uma lógica 😀

      • Geraldo Dal Berto Jr.

        Depende do nro de canais. O A7/A8 são single channel e o A6X era quad channel. Na verdade, por ser single, o troughput chega a ser inferior no A7 e A8. Só o A8X passa o A6X em througput, por usar barramento 64 dual channel (17.1 GB/seg no A6X vs 12.8 GB/seg no A7/A8). No A8X é 25.6 GB/seg.

  • Luís

    Excelente post!

    Principalmente para aqueles que acham que a Apple está se perdendo no tempo!

  • Luís

    http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2014/12/apple-cria-tecnologia-que-faz-iphone-aterrissar-como-gato-ao-cair-no-chao.html

    É disso que estamos falando! De investimento e mais investimento em pesquisa e desenvolvimento!

  • Elton Fabricio

    Jony Ive deve estar por trás do chip 64 bits. A intenção dele era fazer um processador que consumisse menos energia só para fabricar um iPhone mais fino. Hahahahah!

  • Fabio

    Não se iguala anos de pesquisa e desenvolvimento de uma hora para outra.
    A concorrência está muito atrás nestes quesitos.
    A Apple não faz cata cata de tecnologias de diferentes fabricantes para montar um Frankeinstein

  • Daniel Alencar

    hehe Apple…. Esse é o ponto fortíssimo da Apple, eles pesquisam muito e testam as tecnologias e ideias antes de lançarem para não sair errado!

  • Lucio717

    E das baterias, a Apple manja também?

  • Lucio717

    numero de nucleos = / = desempenho na prática se o chip não for bem estruturado

  • Minato Namikaze

    bom, na verdade o note 4 já equipa um processador 64 bits de arquitetura própria da samsung, mas como tem uma versão snapdragon do note 4, por causa das bandas de 4g, a versão com processador da samsung, que se chama exynos, está amarrada, pra trabalhar em 32 bits, e assim não deixar a outra variante pra trás. tem uma galera gigantesca no xda que está trabalhando forte pra tirar as correntes desse processador, e especula-se que ele virá com mais banda de memória e totalmente liberado no s6. ano que vem será uma briga muito forte em hardware , porque esse processador é octa-core, fabricado em 20 nanômetros. é esperar pra ver

  • Daniel H. G. Mescoloto

    64 bits é coisa de marketing porque eles não tem hardware para isso xD
    um exemplo:
    64 bits é utilizado acima de 4gb de ram, mas abaixo, pode usar um de 32bits tranquilamente

    • 64bits só para usar mais de 4gb RAM ? Imagina que um processador com o dobro de vazão de dados serve só para isso ? Hehe

      Ele realmente comporta endereços maires e serve para ter 8gb, 16gb,…. O que quiser.

      Mas não é só por isso que uma plataforma opta por 64 bits. Tudo muda. Mesmo ainda usando 1 ou 2 gbytes se RAM, tu duplica a vazão de dados em um único ciclo do processador.

      É moda na Internet se resumir ao detalhe que 64 bits serve “apenas” pra usar mais RAM.

  • Te achei no Face, eu não era sempre ativo nos grupos do Amiga, se tu lembrar vai ser pelo apelido que está no meu nome do Face.

    Eu também fecho o pau, principalmente no radicalismo dos comentário no outro blog que citei no comentário anterior, heheheh.

  • Daniel

    “sim, muitos de vocês nem sabiam que a empresa existia nesta época” Arrogância do autor do texto.

    • Cara, você tem um visível complexo de inferioridade. Vá se tratar, pois isso pode ser sério.

    • Você conseguiu ler uma frase que dizia “a Apple não era muito popular na década de 90” e transformá-la em “eu, todo poderoso, conhecia a Apple nesta época, enquanto vocês, meros mortais, nem a conheciam”.

      Você é doente.

  • Zildo Marinho

    Tá certo que aqui é um Blog direcionado ao iPhone, mas achei essa matéria muito exagerada.
    Os novos processadores são muito rápidos sim, mas não são essa coisa extraordinária toda. Muito menos em gerenciamento de bateria.
    Ademais, ainda não vi essa tão superior vantagem nos 64 bits. Pode ser mais rápido em quase todos os aspectos? Ok, mas não tão rápido ao ponto de se puxar tanto o saco assim. Pelo menos não ainda.

    Minha opinião enquanto usuário do iPhone 5C e do iPad Air.

  • Fabinhoo VillanoVa

    Acho que quem escreveu a matéria tem preferência pela Apple.