Opinião

[opinião] Analistas decepcionados com a Apple precisam trabalhar melhor

Analistas

Quando o assunto é a Apple, coisas se repetem com uma exatidão tão grande que ficam até engraçadas. No texto a respeito dos resultados fiscais da Apple, eu fechei a matéria dizendo “Agora vamos ver como os analistas conseguirão transformar estes números em más notícias a partir de amanhã“. Mas eu subestimei o poder dos analistas (e dos sites que acreditam neles). Não foi preciso esperar até o dia seguinte para que as matérias assim começassem a aparecer.

Existem uns ciclos engraçados para a Apple. Na Revista iThing deste mês nós tratamos de um deles: o dos rumores. Especialmente quando o assunto é o iPhone, o ano é dividido entre os 9 meses de rumores sobre o novo iPhone antes do seu anúncio, seguidos de 3 meses de notícias sobre o iPhone real depois que ele é anunciado¹. Quando o interesse pela realidade começa a se esvair, voltam as notícias de rumores, reiniciando o ciclo.

Já quando o assunto é a grana da Apple, existe um outro ciclo, que é o ciclo das expectativas com base em avaliações de analistas. A cada 3 meses a Apple faz uma conferência telefônica e anuncia os resultados financeiros do último trimestre fiscal. Nos dias anteriores ao anúncio, analistas divulgam as suas estimativas para o que vai acontecer, e a imprensa usa estas estimativas como base para determinar se a Apple vai bem ou não. Não é muito diferente de, digamos, um bolão da Copa. Ontem, antes do anúncio, a Forbes até divulgou uma tabela enorme centralizando as previsões de inúmeros analistas. A coisa é profissional!

O anúncio dos resultados fiscais funciona assim: Tim Cook e o Diretor de Finanças (antes Peter Oppenheimer, agora Luca Maestri) falam sobre a renda e o lucro da Apple (geralmente mostrando um crescimento significativo em relação ao ano anterior), informam os números das unidades vendidas de cada categoria de produtos da Apple, e terminam a ligação respondendo às (ou se esquivando de) perguntas de analistas sobre planos e o futuro da Apple. Foi em uma dessas perguntas que Tim Cook se irritou com um investidor (que havia pedido que a Apple só fizesse coisas que tivessem lucro garantido) e recomendou a ele que vendesse suas ações da Apple.

Logo que termina o anúncio financeiro, começa a proliferação de notícias que trazem títulos como “Apple frustra investidores em anúncio de resultados fiscais“, “Receita da Apple fica abaixo do estimado“, “Apple fatura menos do que analistas previram“, etc.

E toda vez eu penso a mesma coisa: se a cada três meses os resultados da Apple ficam abaixo das estimativas, será que o problema aí é quem está estimando? Porque é fácil chutar um número e depois dizer que “eles ficaram abaixo”. Especialmente em uma época e em um meio em que nenhuma informação é checada, e nada precisa de muita base pra virar notícia.

Ontem a Folha publicou uma matéria que dizia “Receita da Apple fica abaixo do estimado“, que eu usei de exemplo lá em cima. Resolvi ler o texto para entender de onde havia vindo aquela informação, e lá diz que Wall Street esperava que a Apple vendesse U$38 bilhões, mas ela só havia vendido U$37,4 bilhões. Aí eu pergunto. Wall Street quem? Essa expectativa existia com base em que cálculos? Não dizia. A matéria também informava que a margem bruta cresceu além do esperado (sem citar qual era o esperado), mas é claro que isso não virou o título da notícia.

Os resultados de ontem estão muito longe de serem ruins. Ruins, por exemplo, foram os resultados que a Microsoft também anunciou ontem. Ela comprou a Nokia por U$7 bilhões, a compra gerou retorno de U$2 bilhões, e deu um prejuízo de U$700 milhões. Para piorar as coisas, a ela já havia anunciado na semana passada que iria demitir 18.000 funcionários, sendo que 12.500 deles são funcionários da Nokia que foram absorvidos pela Microsoft após a compra da empresa finlandesa. Isso sim é decepcionante. Um crescimento de 6% em relação ao mesmo período do ano anterior não é.

Analistas sempre foram um problema. Usar relatórios de fornecedores pra prever produtos, e prever vendas e lucros dos produtos que de fato existem se baseando em dados voláteis é de uma desonestidade atroz. Pior ainda é fazer o leitor de besta a fim de tentar conseguir uns cliques a mais para o site.

Para não generalizar, é claro existem muitos analistas corretos, que sabem da responsabilidade que carregam, e fazem seus trabalhos direito. Mas estes não costumam aparecer muito. Eles preferem trabalhar. Já os outros adoram dar entrevistas com suas previsões inventadas por aí, talvez pela vaidade de verem seus nomes nas notícias.

Tags
Mostrar mais

Marcus Mendes

Publicitário formado pela ESPM-SP. Além do seu trabalho como motion designer, contribui com o Blog desde 2012 e é também um dos editores da Revista iThing. Não sabe dizer o que faz no tempo livre por não saber o que isso significa.

Artigos Relacionados

  • Camila

    E dai!?

  • Alex Sandro Fagundes

    Ótimo texto.

  • RACLA

    O melhor que se pode fazer é ignorar e evitar clicar nos links para não dar Pageviews. É o que eu faço. A mídia está apelando cada vez mais para títulos que fisgam o leitor. Após ler, ele fica decepcionado com a qualidade. Contratam estagiários cada vez mais desqualificados para escrever as notícias e só pensam no lucro. Infelizmente a tendência é sempre piorar.

    • Daniel Alencar

      Disse tudo. E nao e só isso. Ta tudo indo pro msm lado, ninguém quer fazer nada de qualidade hj em dia, ou com transparência…

  • chicojose93

    Teu texto tava bom até o ” São esses caras que fazem por merecer o termo anal em analista.”

    • Adahilton Maciel

      temos um arnaldo jabor escrevendo pro blog agora

      • Marcus Mendes

        Nuss! Nem brinca! Último parágrafo removido. A intenção não foi ofender ninguém. Exagerei na dose, e peço desculpas a quem achou ruim com razão. Agora vale conversarmos sobre os outros pontos abordados no texto. =)

        • Alexandre Diniz

          Gostei da humildade. Aquele trecho era realmente desnecessário. 😉

          • Marcus Mendes

            Valeu. Seria incongruente me omitir em um post em que falo dos erros dos outros. Espero que ajude a reconquistar a confiança dos que não gostaram do trecho. 😉

            • Arthur

              Parabéns pela humildade e o reconhecimento do próprio erro! Um dos motivos que sempre acesso o BlogdoiPhone é exatamente isso, diferente de outros por ai… Cof… Cof.. MM.. Cof..Cof…

            • Daniel Alencar

              Eita… É de pessoas como você que o mundo precisa 😀

        • chicojose93

          Eu não fiquei ofendido. Só achei que a ultima parte nao manteve o bom nivel de todo o resto do texto.
          Mas que bom que vc teve humildade e refez. Parabéns 😉

  • paulogrego

    Um erro: “lá diz que Wall Street esperava que a Apple vendesse U$38 milhões, mas ela só havia vendido U$37,4 bilhões”.

    E uma opinião: totalmente desnecessário o comentário final!

    • Leandro Nascimento

      Não considerei desnecessário não… confesso que também expressa a minha opinião!

      • paulogrego

        Desnecessário pelo baixo calão, destoou do costume do site e ficou um trocadilho bem pobre.

        • Marcus Mendes

          Comentário removido. Peço desculpas a quem se ofendeu, pois não era a minha intenção. Valeu pelo feedback, e fica o convite para passarmos a comentar sobre os outros pontos que estão no texto. 😉

  • Cleberson Pertile

    Que tapa na cara. Parabéns!

  • John John

    Na minha humilde opinião, notei certa raiva no último parágrafo do texto, que perdeu totalmente o sentido fazendo uma piadinha totalmente desnecessária no “analistas”. Tudo bem que é a opinião do autor, mas lembre-se que há muitas crianças e pré-adolescentes que idolatram a Apple e leem este tipo de matéria.

  • Evandro Arruda

    A questão a ser é compreendida é que as empresas divulgam os números e cada Analista faz seu trabalho ao analisar a situação de seu ponto de vista, ou seja, pode ser que esperava-se mais por um determinado fator que aconteceu com a empresa ou com o mercado, ou esperava-se menos pelo mesmo motivo, mas cada um irá observar e analisar o ponto que lhe convém.

    No caso, você fez sua análise da situação da Microsoft, puxando os números que lhe convém para mostrar que eles não estão bem das pernas, mas se analisarmos a intenção deles ao comprar a Nokia, e o planejamento para a fusão, a análise pode se reverter. O que quero dizer é que é difícil ser imparcial neste assunto, tendemos a defender “nosso lado”. Mesmo que a situação não seja a mais favorável, pode ter certeza que a manchete será.

  • Fábio Cavenatti

    O mercado vive de expectativas, São elas e os rumores a respeito de um novo produto, uma nova solução , um novo mercado, etc que faz o movimento das ações. Isso não acontece somente com a Apple, mas com grande maioria das companhias abertas.

  • Sem entender o “anal” no fim do texto. Este blog costumava ser menos deselegante!

  • Maxwel

    O termo “anal”… rí dessa parte. Kkkkkkkk…

  • Pedro

    Excelente texto ! Parabéns mais uma vez !! Mostrou-nos com clareza e exatidão sobre um assunto que tantas pessoas julgam sem ao menos terem bases.

  • Fernando

    A culpa claramente não é dos analistas e sim da mídia que da as manchetes que quer.

  • fujiy

    Pros acionistas o que vale é a valorização, não adianta a Apple ser rica e não crescer, ou crescer abaixo do esperado.
    A Microsoft cresceu 14%, acho que não é só a “midia” que é parcial e distorcida…

  • Carlos Junior

    Apple é a Lady Gaga das empresas em em relação a mídia, sempre “esperam mais” baseados em expectativas criadas na cabeça de n se sabe quem. E mesmo que o resultado seja excelente vão dizer que ficou abaixo das expectativas e que o fim está próximo. Tanto sobre a cantora quanto sobre a maçã, existe uma força que sempre deseja o fracasso, fracasso esse que lançamento após lançamento se distancia da realidade.

    • pedro

      no mundo do Pop eu diria que a Apple é a Katy Perry. faz muito sucesso e quebra recordes porem sempre tentam encontrar defeitos e rebaixam

  • Thiago Concórdio

    Alguém sabe porque fazem essas previsões um dia antes da divulgação oficial? Se fosse vários dias antes, acho que seria para nortear os acionistas. Fora isso, não seria melhor esperar a divulgação oficial e simplesmente comparar os dados atuais com os dados oficiais anteriores, em vez de comparar os dados atuais com as estimativas. Danem-se as estimativas, ninguém mandou criar uma expectativa…

    • Henrique A.

      Acredito que na véspera da divulgação oficial muita gente compra/vende ações com base nas especulações. Dá pra ganhar (ou perder) muito na véspera!

  • João Marin

    Marcus, leio o blog praticamente todos os dias e gosto muito das matérias que trazem, sou um usuário muito antigo de Apple (provavelmente mais que vocês próprios). Mas sinceramente, o texto não faz sentido. Ter resultados abaixo da expectativa do mercado, não é demérito, mas é isso que guia o mercado de capitais e precifica as ações. As ações de todas as empresas são precificadas em relação à perspectivas futuras e analistas sell-side realmente entendem a fundo as empresas que eles soltam relatórios. Isso é assim em qualquer empresa de capital aberto, seja no Brasil, nos EUA ou em qualquer lugar do mundo. A função dos analistas sell-side é soltar recomendações de investimento para os clientes do banco ao qual ele trabalha. Se os resultados também superassem as expectativas em uma empresa saudável, é motivo de subida de ações. Os números não são chutados! Se você ler o release financeiro deles inteiro, verá que a própria Apple solta um guidance com previsão de receita para o próximo trimestre (Outlook
    for the next quarter: Between $37 and $40 billion in revenue) e isso também guia os analistas. Então, acho que para escrever sobre isso, deveriam ter uma visão menos enviesada e apaixonada pela Apple. Abs

    • Marcus Mendes

      Fala, João! Valeu pelo comentário. O que eu questiono não é a previsão em si, porque ela é importante. Como você mesmo disse, a própria Apple faz essas previsões, e geralmente ela cumpre o que prevê no trimestre anterior. O lance aqui é o foco dado uma vez que os resultados são divulgados. Vou listar 3 exemplos lá de fora de repercussão dos resultados de ontem:

      http://business.financialpost.com/2014/07/22/apple-inc-earnings-q3/
      http://www.bloomberg.com/news/2012-07-24/apple-falls-short-of-analysts-expectations-amid-iphone-slump.html
      http://www.nasdaq.com/article/apple-q3-profit-tops-estimates-revenue-falls-short-20140722-01237

      As notícias dizendo que os resultados foram frustrantes são publicadas em 100% das vezes que resultados são anunciados. Independente do lucro, das vendas ou dos números que a própria Apple tenha usado no trimestre anterior como guia, as notícias são sempre iguais. Como pode uma empresa decepcionar a cada trimestre, e mesmo assim continuar crescendo? É a empresa que está errando a cada três meses, ou são as previsões que estão erradas a cada três meses?

      Fiz uma experiência agora e busquei no Google por “Apple decepciona acionistas”. Tive 4.050.000 resultados. Em seguida, busquei por “Apple surpreende acionistas”. Tive 0 resultados. Estou pegando no pé sem motivo?

  • Alexandre Diniz

    Para dummies: o fato do Resultado ficar abaixo do Projetado não significa que o Resultado foi ruim. Simples assim. Mas, caso a projeção de US$38 bi fosse feita pela própria Apple, ficar aprox. 1,5% abaixo da projeção poderia sim indicar um problema.
    Grandes corporações (e pequenas empresas que sabem onde querem chegar) analisam o mercado, custos de produção, receita, e etc. para determinar o quanto a empresa (ou até mesmo uma linha de produto específica, por exemplo) pode crescer em um período. Ficar abaixo (ou acima) da projeção geralmente indica que houve um comportamento anormal no mercado ou que a empresa não entende plenamente o comportamento de uma ou mais variáveis levadas em conta nas projeções.

  • Romeu

    Muito bom texto, não cheguei a ler a parte dos “analistas”, pois já havia sido removida, fiquei sabendo pelos comentários… que, não minha opinião, estão corretos. Mas gostaria de destacar a sua humildade Marcus em reconhecer o equívoco, erro (o nome não importa), mas corrigi-lo prontamente e se desculparl Atitude louvável e que deve ser reconhecida tb. Boa sorte!

  • Pedro Cunha

    Caro Marcus

    Leio o Blog do Iphone há alguns anos e já não é a primeira
    vez, e infelizmente acho que não vai ser a última, que há essa confusão entre
    investimento e qualidade do produto. Uma empresa pode sim, vender excelentes
    produtos, ter um lucro recorde gigantesco e ser um investimento ruim.
    Justamente porque o preço da ação (expectativa) subiu mais que as vendas. Houve
    mais demanda no mercado financeiro (subindo demais o preço da ação) do que
    propriamente no varejo.

    Já que você queria ver o cálculo, vou tentar te explicar de uma forma bem simplista: Pegue o
    número de ações da empresa e multiplique pelo valor da cotação em bolsa no
    momento: Esse será o valor de mercado da empresa. Agora abra o último balanço trimestral
    e observe o valor patrimonial da empresa (que é o valor real da empresa). Você observará que este último valor é muito, mas muito menor. Esse GAP é expectativa do investidor em crescimento: ele acredita que a empresa chegará a esse valor em determinado espaço de tempo (existem
    análises de curto/médio/longo prazo, mas isso não vem ao caso). Quando o
    analista diz que as vendas foram abaixo da expectativa, mais uma vez, ele quer
    dizer que a demanda pelo ativo financeiro no último trimestre foi superior a
    taxa de crescimento da empresa, deixando mais distante o GAP entre o valor de
    mercado e o valor patrimonial.

    Um analista avalia oportunidade de investimentos. O
    público-alvo é o investidor, e não o consumidor. O output da informação dele é
    única e exclusivamente dedicada ao ativo financeiro: preço da ação. O que ele
    diz é: “Não compre ações da Apple agora pois há outras opções melhores”. O
    problema é que a maioria interpreta como se a empresa fosse ruim, tivesse um
    produto ruim e etc. Nada disso!

    Você não vai ver um analista de investimentos dizendo que o
    IOS 8 é falho, ou que o Gorilla Glass não tem qualidade. Então, acredito que o
    Blog também deveria deixar esses assuntos de lado, ou então contratar um analista
    para escrever sobre.

    Abs
    Pedro

    • Henrique A.

      Bom comentário! Aprendi mais um pouco sobre o tema…

    • Ezequiel

      Ótimo comentário Pedro! Marcus, abaixo meu ponto de vista!

      Não sou também expert em mercados de ações de grande porte, fiz apenas aplicações modestas, mas o que analistas fazem é passar uma perspectiva de retorno sobre o valor investido! O que eles falam não que a Apple não seja rentável. Isso ela é, e muito, mas ela é rentável para a visão de dono da empresa, mas não para investidor!

      Cada ação da Apple está em torno de U$ 95 – U$ 100. Se pensar apenas em dividendo, o valor a ser pago anunciado foi de U$ 0,47, ou seja uma taxa de retorno de 0,5% (em 3 meses) para o investidor que pensa apenas em retorno de dividentos o valor absoluto é baixo, em relação ao valor investido! Embora, grande parte de investidores não pensam apenas em dividendo, mas também na valorização a longo prazo!

      E esse é o ponto. Para investir, o primeiro pensamento é na taxa de retorno sobre o valor, pois, por que eu vou deixar um alto valor imobilizado se o retorno vai ser menor que de outas opções?

      Traduzindo para o Brasil, se eu tenho um investimento em poupança, a qual rende em torno de 0,5% ao mês (não vamos falar nem em inflação, apenas rendimento bruto), por que vou comprar um imóvel de R$ 500.000,00 e tirar um aluguel de R$2.000,00 se o mesmo investimento renderia R$2.500,00 na poupança? Nessa situação, quem for investir em um imóvel desses vai fazer uma analise de mercado pensando na valorização do imóvel com um todo ao longo do tempo, mas baseado na situação atual. Pode acontecer que a analise de mercado me indique uma valorização de X% em alguns anos, mas em outra região, a analise me diga que no mesmo tempo , a valorização será de 2X.

      E é isso que o mercado e os analistas fazem!

      Não sei se ficou claro meu ponto de vista, apenas quero acrescentar mais conteúdo e minha para a discussão! A Apple tem resultados excelentes analisando balancetes, mas pode não ser a melhor opção a se investir no momento!

      Abraço

      • Pedro Cunha

        Ezequiel, obrigado.

        É mais ou menos por aí mas permita-me corrigir um erro de entendimento no seu texto. Você disse que a Apple seria “rentável para a visão de dono da empresa, mas não para investidor”. Na verdade, o investidor, no mercado de capitais é um dos donos da empresa.

        Para ilustrar melhor o porquê do descolamento do valor de mercado e valor patrimonial da empresa seguem alguns fatos:

        1) Quando se compra uma ação, estamos comprando um negócio, ou seja, parte de uma cadeia produtiva que gera um retorno sobre o capital. Uma empresa lucrativa tende a crescer, aumentando seu valor patrimonial e por conseguinte seu valor de mercado (uma empresa maior lucra mais). Quando compramos um produto, como um Iphone, por exemplo, ele não é uma cadeia produtiva, portanto seu valor patrimonial deprecia com o tempo (embora seu uso gere produtividade nas atividades diárias).

        2) Lei da oferta e procura. Imagine se só tivéssemos 1 milhão de Iphones no mundo todo, ou seja, pouca oferta. O valor de um Iphone tenderia a se valorizar pela forte demanda. É o que acontece com a ação visto que é um ativo com oferta fixa. Dessa forma, a grande procura acaba jogando o preço pra cima, contudo o retorno sobre o capital não se altera com a flutuação do preço da ação, então cada vez paga-se mais e o retorno vai ficando cada vez mais baixo. Isso é comum justamente em empresas excepcionais, pois a certeza do lucro atrai investidores demais. O risco é proporcional ao retorno, sendo assim em uma empresa que há 100% de certeza no lucro (embora a estimativa não seja precisa), é obvio que o retorno sobre o capital vai ser baixo também.

        Ou seja, é mais do que natural que a Apple, pelo sucesso da marca e pela certeza do retorno, apresente pouco rendimento pro acionista (dono) já que para se tornar um, paga-se muito caro!

        Faltou humildade e conhecimento ao autor do texto, que inclusive foi mal educado com uma classe por ser ignorante no assunto. No final ele tentou não generalizar mas na verdade falou uma grande bobagem. Constrangedor!

        Repito: considero esse Blog o melhor do Brasil no assunto Apple (produtos) e tecnologia. Não vejo nenhum problema em defenderem e vestirem a camisa da empresa em relação aos seus produtos. Agora, em relação a investimentos? Por favor, ouçam os especialistas. Rs

        • Ezequiel

          Pedro, concordo com a sua correção, mas acho que a palavra “Dono” é muito relativa!

          Conceitualmente, concordo que cada acionista é dono de uma parte da empresa! Mas o meu uso é considerando que o investidor não é “dono vitalício” do negócio. Em teoria, um dia ele pretende vender sua participação! E se a empresa começar a ter seus papeis desvalorizando, ele vai vender esse papel, afinal, ele não quer ter prejuízo!

          De resto, como citado, no mercado de investimentos vale sempre a taxa de retorno do investimento, como você bem disse! Se o retorno é certo, mas baixo, muitos investidores optam por arriscar em outras empresas!

          Mas enfim, pelo menos ficou o lado positivo do contraponto nos comentários! Que bom termos esse espaço para aprendermos com os outros leitores!

    • Fabio

      Pedro espetacular seu comentario. O blog deveria apenas falar dos produtos da Apple. Fazer um texto deste com um tom de revolta x paixao pela Apple dá um belo descredito ao autor que percebe-se nao entende nada do assunto “investimentos” . Ao ler “wall street quem” gargalhei aqui. Ele so esta desdenhando os analistas da maior e mais conceituada regiao financeira do mundo!

  • Helder Maximo

    Não concordo com quem foi julgado no texto. Se o previsto foi de 38 bilhões e o executado foi de 37,4 bilhões, eu acho que os analistas estão é de parabéns. Uma margem de acerto de 98,4% é excelente.
    Vamos culpar as pessoas certas, a mídia sensacionalista…

  • João Marin

    Mas o foco é a imprensa entendeu? Não os analistas! E o a desaceleração do crescimento que pode ser colocada em pauta. O que é uma coisa comum em empresas que vão amadurecendo. O crescimento diminui.

    Posso te citar como exemplo de melhora de lucro, porém queda das ações por resultados abaixo do esperado a CSN no primeiro trimestre: http://exame.abril.com.br/mercados/noticias/csn-cai-forte-na-bolsa-apos-resultado-abaixo-do-esperado

    Ou a Natura: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/04/1444725-despesas-fazem-natura-ter-resultado-abaixo-do-esperado-no-1-trimestre.shtml

    Pode ver que nenhuma delas deu prejuízo, mas ainda assim as ações caem.

    É só meu ponto, que o sensacionalismo vem mais da parte da imprensa e outros dissipadores de notícia que de analistas. Essa perspectiva, alterações de preço com perspectivas futuras no mercado financeiro, é algo absolutamente normal.

    Abs

    • Henrique A.

      Eu entendi e achei seu comentário muito importante para complementar o artigo do blog. Não entendo muito do mercado financeiro, mas acho que o Marcus está tentando entender porquê os analistas fazem projeções superiores à realidade todas as vezes!! Na minha visão leiga, também acho estranho… Ora! Se a Apple está “decepcionando” o mercado financeiro repetidas vezes, por que diabos os analistas continuam errando as projeções sempre de modo frustrante? É normal isso? Por que as análises nunca erram pra baixo, mas só pra cima?

      • João Marin

        Henrique, muitas vezes as análises erram para baixo sim! É quando o resultado é divulgado e ações sobem. Isso ocorre com milhares de empresas todos os trimestres. As explicações do Pedro são totalmente em mão com o que também tenho dito aqui. Muito bem colocado pelo Pedro a minha visão.

  • Wbrown

    Visivelmente o texto foi elaborado por alguém que não entende do assunto. Cometeu o mesmo erro que a matéria da Folha (citada no texto) cometeu.
    Pelo visto o autor não sabe para que (e para quem) os analistas trabalham nem tampouco como se chega nestas “previsões”.
    Gostaria que o autor mencionasse qual foi o faturamento da Microsoft…. para depois falar em Nokia, demissões e perdas; aposto que esta parte do texto teria outra conotação.
    Poderia ter feito a lição de casa melhor para informar melhor quem sempre entra no site.

  • rodrigo

    O lance é que se vc coloca no teu site uma matéria falando mau da Apple da muito mais ibope que uma matéria falando bem ou mau de outra qualquer.
    EDIT: Se não me engano isso já foi até abordado aqui no blog.

  • Felipe Teodoro

    teoria da conspiração (ON)
    talvez é até bom isso pq assim as ações da apple abaixam e ela compra de volta as ações dela por um preço reduzido.
    teoria da conspiração (off)

  • Bruno Marçal

    Tenho birra desses analistas, pqp, se fossem bons assim em prever tudo teriam empregos melhores…

    • João Marin

      Hahahahah, um bom analista sell-side mesmo no Brasil faz muito dinheiro Bruno! Pense em algo próximo de 1 milhão/ano. Isso é um emprego ruim?

  • Henrique A.

    Ótimo texto. [2]

    • Marcelo

      Ops [3]

  • Alexandre Silva Oliveira

    Esse negócio de rumor é fogo, porque em dezembro comprei meu 5s e em janeiro tinha amiga minha afirmando que nos EUA já tinha o iPhone 6 kkkkkkkkkkkk eu fui dizer que não ela disse q o amigo dela já tinha até comprado kkkkkkk aí vê que era melhor nem contrariar kkkkkkkkkkkk

  • Fabio Amaral

    Texto muito bem redigido, enfim sobre os “Ciclos” achei muito assertivo pois é bem assim que funciona e tenho certeza que os novos iPhones com telas maiores serão um fenômeno de vendas com proporções gigantescas pois é isto que a maioria dos consumidores de outras que antes migraram dos iPhones reclamavam acho que tem que ter no mínimo e versões de tamanho de Tela uma de 5.5, uma de 5 e outra no padrão atual do 5S e 5c… Sobre os especuladores e concorrentes frustrados só resta agora como sempre copiar o que virá a seguir.

  • d3bunk3r

    É por isso que analistas de mercado ganham muito mais do que blogueiros. Porque 37,4 não é 38. Será que um blogueiro não consegue ver a diferença? E ainda tem que ficar no: “poxa, mas…”
    Trabalhar no mercado financeiro é uma área altamente meritocrática, não é como um decorador de informação, que não faz nenhuma pesquisa e fica dourando a pílula pra ver de ela desde sem nenhum ranço.
    Quer dizer então que se os analistas não passarem a mão na cabecinha da Apple, é porque eles são burros?
    Hahahahahaha. Pura distorção da realidade!

  • Henrique

    Analistas de mercado são assim, com TODAS as empresas, no Brasil e no Mundo. SEMPRE há analises e previsões sobre qualquer empresa, inclusive previsões sobre questões do governo tais como previsões de Inflação e PIB.

    Como eles fazem essas previsões? Não faço ideia, mas se milhares de economistas dão importancia a elas é pq existe algum embasamento teórico. O que sei é, existe sim essas previsões e se os resultados são abaixo, mesmo que minimamente, o que vem após isso é decepção e queda das ações na bolsa por consequencia.

    Repetindo, isso acontece com TODAS as empresas e não é exclusividade da Apple como diz esse blog que faz questão de defender a Apple como se fosse sócio dessa…

    Abraços e continuarei acompanhando o blog através do RSS.

  • Excelente texto, tanto na informação quanto no português.

    *Não vi o original com o tal “anal”.

  • Caio Cartaxo

    Sinceramente? Já desisti de ler todos os sites de tecnologia. Atualmente de tecnologia só leio o BDI, e apenas. Outros sites são de Assuntos gerais ou de Carros. Não consigo mais ler tanta merda nessa internet.

  • Antonio Frederico

    Sinceramente eu não dou muita bola pra esse tipo de notícia, até porque não sou potencial investidor em ações de qualquer empresa que seja.

    Para os fãs de tecnologia, pouco importa isso. O que importa é se o próximo iPhone suprirá nossas expectativas. Aguardemos.

  • Henrique A.

    Li os demais comentários e entendi melhor. Obrigado!

  • Anderson

    Parabéns pelo ponto de vista!

  • Daniel Alencar

    Nem falo nada. Como o blog sempre disse, falar mal da Apple da view :/ ai mundo viu!

  • Marcelo

    [3]

  • Bruno Marçal

    PQP, vou tentar ser um… não precisa acertar nada… hauahuahuahauh eles sempre erram….