Apple

Jornal The New York Times faz um perfil pouco gentil de Tim Cook

Tim Cook

Neste domingo, o jornal americano The New York Times divulgou uma longa matéria em que examina o perfil e desempenho de Tim Cook à frente da Apple, repercutindo fatos que vão desde assuntos pessoais da vida do reservado CEO, passando pelo seu perfil de liderança e cobrindo a reação de desenvolvedores à WWDC.

Intitulada “Tim Cook, Making Apple His Own” (algo como “Tim Cook, fazendo da Apple a sua Apple“), a matéria assinada por Matt Richtel e Brian Chen enumera os esforços que Cook tem feito para promover causas filantrópicas e sociais, cita a expectativa do mercado em relação a novos produtos, mas a partir de um determinado momento, passa a utilizar argumentos bastante duvidosos para justificar alguns pontos-de-vista listados durante o texto.

A coisa começa a ficar um pouco estranha quando o artigo desvia da sua narrativa para fazer uma analogia que compara Tim Cook a Ringo Starr, que é famoso justamente por ser “o Beatle menos famoso“, ou então quando tenta passar a ideia de que os desenvolvedores ficaram confusos e frustrados (???) pelo fato da Apple não ter anunciado um novo produto na WWDC, algo que além de não ser esperado, era bastante óbvio.

Mas mesmo com algumas conclusões um tanto tendenciosas, o artigo é interessante e vale a leitura. O texto traz depoimentos de Jony Ive (não fica claro se ele falou ao NYT ou se eles buscaram o depoimento de alguma outra fonte), e de funcionários e ex-funcionários da Apple, o que é sempre legal de ler. E para todos os efeitos, a matéria ajuda a entender como é que pessoas menos acostumadas a acompanhar a empresa recebem notícias a seu respeito.

Talvez depois desta leitura fique um pouco mais claro como é que aquele seu amigo que não costuma se ligar muito em tecnologia aparece um dia dizendo com toda a certeza do mundo que “A Apple não é mais a mesma sem Steve Jobs“.

Para ler o artigo (em inglês), clique aqui.

Tags
Mostrar mais

Marcus Mendes

Publicitário formado pela ESPM-SP. Além do seu trabalho como motion designer, contribui com o Blog desde 2012 e é também um dos editores da Revista iThing. Não sabe dizer o que faz no tempo livre por não saber o que isso significa.

Artigos Relacionados

  • Danilo

    A WWDC me deixou ansioso, isso sim!

  • Welson

    É difícil não existir jornalismo tendencioso… Por mais que se pregue a imparcialidade da imprensa vejo que sempre há alguma motivação por trás da notícia, normalmente de causas não tão nobres…

  • JanjaBoy

    Basta ver a quantidade de publicações dedicadas as fofocas e, constatar que fofoca vende muito.

  • Antonio Frederico

    Substituir Steve Jobs, que tarefa ingrata!!!

    • Mas esse não é o objetivo do Tim Cook.
      O objetivo dele é apenas ser CEO da Apple.

      As pessoas não conseguem entender que o Steve Jobs era “também” o CEO da Apple, mas acima disso ele era o “Steve da Apple”. Esse era seu cargo, e este é insubstituível.

    • Brunonazevedo

      Ele não vai substituir o Jobs. Tim Cook é tão bom quanto Jobs, mas, ser igual, nunca. Mas, atualmente, posso dizer com toda certeza que ele tá sendo até melhor. Tim Cook é praticamente um Jobs, não devemos ser tão ingratos! Ele tá fazendo um trabalho muito bom, e se nos Softwares vieram tão inovadores, o que os novos Hardwares trarão? Li em vários sites, principalmente no 9to5Mac, que, desde de que ele se tornou CEO, teria que esperar 2/3 anos para poder comandar a Apple em 100%. Ou seja, 2014 é o ano em que ele toma controle total da Apple. Ou seja, desde de 2011 á 2013, ele não podia mexer em muitas coisas porque era apenas uma “instabilização” dele e de suas regras na Apple, mas em 2014 ele tomaria controle total da Apple. Então, isso explica a declaração do Tim Cook, onde afirma que em 2014 as coisas na Apple iriam ser diferentes! Resumindo, Tim Cook é tão bom quanto o Jobs, e vai levar a Apple aos pódios, e recuperar tudo o que “roubaram” dela!

      • Pedro Henrique

        Sou um pouco leigo para dizer isso, mas penso que o Jobs era uma das super mentes por traz da Apple mas para um lado mais criativos e inovador e o Cook seria a super mente também, porém, no setor administrativo tentando adicionar certas coisas que o Jobs não colocou nos produtos (o que dizem ser copiar). Então tenho a ideia que o Steve veio para criar e inovar e posteriormente o Tim Cook viria a Administrar o que foi feito.

  • Marcelo

    Quer queira, quer não, a Apple não é mais a mesma (mesmo!) sem Steve Jobs.

    • Murilo Silva

      Sempre tem um [email protected]%$# que fala isso! Então se muda pro Galaxy S5. Aposto que tem um Chinês por lá que deve pensar igual ao Steve Jobs.

    • Rafael

      Mas isso não significa que ela seja pior ou melhor, apenas diferente!

      • Pedro José

        Bio de Orkut feelings

      • Marcelo

        Isso aí Rafael. Vc entendeu o que eu quis dizer. Esta diferente sim, mas acredito eu que sem a “alma” e “aura” da Apple de antigamente.

    • Cadu Nunes

      É óbvio que não é, e é uma completa estupidez querer acreditar que ela será a mesma. Uma empresa precisa gerar receita e a Apple vai fazendo isso muito bem desde que o Tim Cook assumiu, inclusive batendo as marcas da Apple na época em que Steve Jobs estava liderando, ou seja, a Apple está muito melhor hoje.

      • Marcelo

        Cadu, a Apple, por princípio e filosofia, fazia produtos para que as pessoas se sentissem diferentes. Think Different, got me? Hoje, ela transformou-se ou ainda está em fase de virar, isso o q vc falou. Uma geradora de receitas… E contrapondo sua opinião, quem foi que te ensinou que uma empresa geradora de receitas é melhor que uma empresa geradora de sonhos? Vender mais hoje não significa que ela é uma empresa melhor que antes. Consumismo e capitalismo não são tudo hoje em dia.

    • Anderson Campos

      Na boa, queria entender quais são os argumentos quando falam que a Apple não é mais a mesma. Ainda não tive nenhum arrependimento com seus produtos. Continuo com o meu 4S e esperando o 6. Tenho o iPad 2 e acabei de comprar o Mini Retina. Só não tenho iMac porque não há conta corrente que dê suporte a tudo isso. Mas queria muito um. Fico muito satisfeito com as atualizações do iOS e acho que a Apple se abriu mais em algumas coisas que na época do Jobs não podia. Queria pelo menos um motivo para entender melhor essa frase.

      • Marcelo

        Anderson, tenho alguns para exemplificar. Onde está a surpresa nos lançamentos? Se o seu iOS 7 esta rodando liso, amigo, sinto muito mas vc esta mentindo. A linha de Macs, há uns 2 anos já, sofrem somente atualizações de HW. O SW até atualizam, e tirando a inovação da integração com o iOS agora no Yosemite, não vi muita coisa nova não. Mas isso não quer dizer que vou largar a Apple. Vou continuar aqui, firme e forte. Abs pra vc.

        • Anderson Campos

          Cara, sinceramente, acho que o iOS 7 ta rodando liso sim. Minha única decepção foi o abandono do skeumorfismo. Algo que eu gostava muito nos S.O da Apple. Mas isso não me leva a pensar que a Apple não é mais a mesma.

  • MOZART LOPES

    Em tempos de competitividade “feroz” entre empresas , sobre SO e aparelhos é necessário sempre a inovação de produtos, todavia sem abrir mão de valores já percebidos na marca como solidez, segurança e agilidade.

  • Flávio Reis

    Comparar pessoas é algo terrível, ninguém gosta de ser comparado, ninguém gosta que desvalorize seu trabalho por que seu antecessor foi “tal pessoa”. A Apple era uma com Jobs, agora é outra com o Cook. Ele está fazendo o seu trabalho, e um ótimo por sinal, eu estou cansado de escutar comparações, de escutar que a Apple irá falir, entender que as coisas mudam, melhoram e se adaptam é vital. O mercado é diferente, não era como a 10 anos que tudo era novidade, e tudo que lançava realmente era novo, o mercado está saturado de tecnologia, é difícil encontrar algo que seja inédito, o que a Apple tem que fazer é melhorar a experiência do usuário e isso ela está fazendo cada vez melhor.

  • Elionardo Souza

    O Cook ta fazendo um ótimo trabalho, isso sim.

  • Quer conhecer melhor o Tim Cook? Leia a edicão 6 da iThing. Ótima edição e matéria na medida.

  • iEikeBatista

    CEO’s tomam decisões que mudam o rumo de uma empresa, o Cook está tomando decisões boas, e não decisões ótimas como fazia o Jobs, que não só mudou o rumo da Apple, como mudou o mundo praticamente, com a inovação do Smartphone e a ousadia das decisões dele. Jobs fez um ótimo Job enquanto vivo e CEO da Apple Inc.

  • OverlordBR

    Se o Steve Jobs estivesse vivo… esta matéria não sairia! 😉

    • Francis

      Ahahahahahah! Boa essa!!

  • Rafael

    Vejo muitas comparações entre Tim e Steve, e a verdade é que Tim está fazendo um trabalho incrível.

    Steve alem de CEO era também o “Steve da apple” e nunca haverá uma comparação justa, mas Tim também esta se tornando o “Tim da Apple”.

    O que as pessoas tem que ver é que a Apple nunca foi feita de só 1 funcionário, e que dentro das equipes, tem várias pessoas que pensam exatamente e tem ideias iguais as de Steve, fazendo assim com que a apple não perca a sua Essência.

    A pouco tempo nós passamos pelo período de transação da Apple, onde ainda tinha muito de ideias do Steve em tudo e que não poderiam ser modificadas ou melhoradas sem causar espanto e reações negativas como resposta e mesmo assim tivemos anúncios incríveis, mas agora começaremos a ver a apple sob o comando real do Tim.

    Desde a WWDC do ano passado podemos ver que os funcionários parecem mais animados nas apresentações e eu mal posso esperar para ver o que a apple trará nos próximos meses.

  • Bruno

    Cook é visto mais como um apparatchik corporativo (é um termo coloquial russo que designa um funcionário em tempo integral do Partido Comunista da União Soviética) sem inspiração que é completamente desconectado do universo do usuário médio de Apple

  • Marcos Forte

    O NYT outro dia também fez uma reportagem cobrindo o Brasil de elogios, com gráficos coloridos e tudo mais… Deixa pra lá…

  • Beto Sobral

    Estão confundindo o cargo de presidente da Apple com o de substituto de Steve Jobs, esqueceram que Jobs saiu da Apple e John Sculley assumiu o posto de presidente ( tudo bem Jobs ainda esta na empresa, mas isso é outra historia ), é claro que outros aparecerão talvez ate mais inovador que o Jobs, Cook que manter a Apple na liderança ( ou mante-la no mercado ), vale lembrar que na administração de Sculley a Apple tentou lançar vários produtos no mercado( como câmera digital, video game, entre outros) mas não obteve sucesso .
    Na minha opinião Cook esta fazendo o certo, ele esta procurando novas tecnologia e comprando essa empresas, pois em cada empresa que ele compra, podem encontrar um jovem de talento .

    • Cadu Nunes

      O começo do teu comentário é o melhor “Estão confundindo o cargo de presidente da Apple com o de substituto de Steve Jobs”

  • Patrick Dill

    Quer dizer que se eu acho que a Apple não é a mesma que antigamente eu deva mudar de produto? Realmente não a acho a Apple a mesma de antes, mas continuo achando a melhor empresa de tecnologia da atualidade, porém a Apple não tem mais aquela “ideologia” de antes, mas claro, Tim Cook tem feito um ótimo trabalho, principalmente em software, coisa que nem mesmo Jobs lidava tão bem.

    • Marcelo

      Patrick, esse é o feeling!

  • João Grillo

    Difícil ocupar a vaga de alguém lendário. Tim C. terá que mostrar muita evolução da Apple após a Era Steve Jobs.

  • Léo Silva

    Kkkkkk boa. Não sei do que estão reclamando. A Apple está cada vez melhor, e eu cada vez mais fã. Chega logo Setembro, outubro, novembro e etc…

  • Léo Silva

    Logo depois que Tim Cook substituiu Steve Jobs como diretor-presidente da Apple, em agosto de 2011, ele disse a um confidente que acordava toda manhã lembrando a si mesmo de fazer a coisa certa — e não pensar no que Steve teria feito.

  • Luiz Rodrigo Martins Barbosa

    Confusos e frustrados na WWDC? Não foi o que eu ouvi. Para quem acompanha o (excelente) podcast “Release Notes” sobre desenvolvimento no mundo Apple, cujos apresentadores são experientes em WWDC e rodam todos os eventos paralelos da comunidade, ouviu que os desenvolvedores estavam absurdamente “felizes e ansiosos” com as novidades apresentadas no evento. Muitos lugares disseram: o iOS 8 é para os desenvolvedores o que o iOS 7 foi para o usuário final, um salto enorme. Talvez o cara que não é desenvolvedor e foi pra lá pensando em cobrir o anúncio de um novo produto pode ter se frustrado, mas azar o dele, é um conferência de desenvolvedores.

    O saldo da WWDC é: o iOS não mudou tanto, mas vai possibilitar coisas nunca antes imaginadas para os aplicativos de terceiros, e é isso que os devs querem.

  • Andre

    Esse blog é muito tendencioso tmb … pelo menos é o que eu percebo…

  • Rafael Cavalcante

    Eu acho que o Tim está no caminho correto. Se o Steve tivesse vivo, quem garante que ele mesmo não lançasse dois iPhones? Ou o iOS 7 do jeito que foi? Se ele mesmo que tantas pessoas o julgam “perfeito” hoje em dia (só porque morreu), já se contradisse várias vezes, quem sabe não teríamos (quase) o mesmo que temos hoje? O que acontece é que quando nós não “entendemos” a postura que Apple toma atualmente, é muito mais fácil dizer o impossível (Se Jobs estive vivo isso nunca aconteceria blablabla…) do que encarar a realidade.

  • Marcelo

    Murilo, eu até ignoraria seu comentário, mas devido a sua grosseria gratuita, vou replicar. Eu não disse que a Apple esta pior, nem melhor. Tb não disse que por quê o CEO mudou, eu vou deixar de usar todos os iDevices que tenho. Portanto, a sua conclusão sobre o que escrevi esta IMBECILMENTE errada.

  • Não tenho o que reclamar da WWDC pra mim o Yosemite já superou todas as minhas expectativas e o iOS 8 então… Pra Tim está tudo perfeito mais ainda espero produtos novos esse ano tirando futuros iPhones e iPads. 🙂