Apple

Jornal The New York Times faz um perfil pouco gentil de Tim Cook

Tim Cook

Neste domingo, o jornal americano The New York Times divulgou uma longa matéria em que examina o perfil e desempenho de Tim Cook à frente da Apple, repercutindo fatos que vão desde assuntos pessoais da vida do reservado CEO, passando pelo seu perfil de liderança e cobrindo a reação de desenvolvedores à WWDC.

Intitulada “Tim Cook, Making Apple His Own” (algo como “Tim Cook, fazendo da Apple a sua Apple“), a matéria assinada por Matt Richtel e Brian Chen enumera os esforços que Cook tem feito para promover causas filantrópicas e sociais, cita a expectativa do mercado em relação a novos produtos, mas a partir de um determinado momento, passa a utilizar argumentos bastante duvidosos para justificar alguns pontos-de-vista listados durante o texto.

A coisa começa a ficar um pouco estranha quando o artigo desvia da sua narrativa para fazer uma analogia que compara Tim Cook a Ringo Starr, que é famoso justamente por ser “o Beatle menos famoso“, ou então quando tenta passar a ideia de que os desenvolvedores ficaram confusos e frustrados (???) pelo fato da Apple não ter anunciado um novo produto na WWDC, algo que além de não ser esperado, era bastante óbvio.

Mas mesmo com algumas conclusões um tanto tendenciosas, o artigo é interessante e vale a leitura. O texto traz depoimentos de Jony Ive (não fica claro se ele falou ao NYT ou se eles buscaram o depoimento de alguma outra fonte), e de funcionários e ex-funcionários da Apple, o que é sempre legal de ler. E para todos os efeitos, a matéria ajuda a entender como é que pessoas menos acostumadas a acompanhar a empresa recebem notícias a seu respeito.

Talvez depois desta leitura fique um pouco mais claro como é que aquele seu amigo que não costuma se ligar muito em tecnologia aparece um dia dizendo com toda a certeza do mundo que “A Apple não é mais a mesma sem Steve Jobs“.

Para ler o artigo (em inglês), clique aqui.

Tags
Mostrar mais

Marcus Mendes

Publicitário formado pela ESPM-SP. Além do seu trabalho como motion designer, contribui com o Blog desde 2012 e é também um dos editores da Revista iThing. Não sabe dizer o que faz no tempo livre por não saber o que isso significa.

Artigos Relacionados