AppleNotícias

Apple proíbe sites que publicam situações de estoques de iPads e iPhones, por um bom motivo

Apple-tracker.com

Para quem pensava em comprar um iPad ou um iPhone nos Estados Unidos, podia contar até ontem com uma ferramenta muito legal: um site que indicava exatamente onde tinha o aparelho desejado em estoque, facilitando muito a procura. Mas a Apple começou a proibir este tipo de site. Por que?

Apesar de ser algo muito prático, este tipo de ferramenta causa um grande problema para a Apple, além de desrespeitarem os Termos de Uso da empresa. E temos uma explicação bem plausível para os motivos que levaram a Maçã a proibir isso.

Entenda o caso

O site mais popular do tipo, o Apple-tracker, fazia o levantamento quase em tempo real de todas as Apple Stores nos Estados Unidos para analisar seus estoques. Com isso, quem queria comprar um iPad Air, por exemplo, sabia exatamente onde encontrá-lo. Como o site fazia isso? Ele tinha um script que buscava automaticamente no site da Apple Store todas as disponibilidades, listando assim o resultado.

Bom para o consumidor e bom para a Apple, certo?

Mas os advogados da empresa enviaram uma requisição pedindo a retirada da ferramenta, pois ela desrespeita os Termos de Uso do site da Apple que proíbem a utilização de scripts e robôs que acessam de forma automática (e direta) links não públicos.

É bobagem da Apple, certo? Errado.

“Túnel de compra”

Claro que a primeira reação de muitos é reclamar, dizendo que a Apple está sendo autoritária e mesquinha. Mas o buraco é bem mais embaixo do que aparenta. Tem a ver com o departamento de marketing de vendas da loja.

O que temos que ter na cabeça, antes de tudo, é que a venda online é algo muito (repito, MUITO) mais complexo do que a maioria dos usuários pensam, indo além de simplesmente disponibilizar o produto no site e pronto. As empresas que possuem lojas na internet contam com diversas ferramentas de estudo do cliente, desde a primeira visita até a compra final. O estudo deste “caminho” (também chamado de túnel de compra ou conversion funnel) começa no acesso do cliente até a conclusão da venda e é primordial para as empresas analisarem as etapas da compra e melhorarem no que for preciso. Por exemplo, se for comum o cliente chegar na loja virtual, colocar produtos no carrinho, mas no final não finalizar a compra, isso pode significar que a propaganda que levou o usuário até o site está eficiente, mas algo dentro da loja o deixa confuso ou insatisfeito. Com isso, as equipes de marketing analisam soluções para resolver este problema e diminuir as desistências, aumentando a conclusão das vendas.

Razões da Apple

O script do site que buscava os estoques acabava simulando um cliente virtual (falso) para cada loja física, que seguia todo o túnel de compra até antes da conclusão da venda, para ver se havia ou não disponibilidade de aparelhos. Isso provavelmente gerou um aumento desproporcional e repentino de desistências de compras nos relatórios do marketing, anulando completamente qualquer possibilidade de avaliação real do movimento orgânico da loja.

Imagine para a equipe da Apple perceber que aumentou em 10.000% (número hipotético) a quantidade de clientes que entraram no site e desistiram da compra. Fica impossível saber se é algum problema com a loja ou se é simplesmente um script acessando-a de forma irregular.

Portanto, esta explicação é a provável causa da ação dos advogados da Apple contra sites que acessam a apple.com de forma não autorizada. Este funil de conversão é algo importantíssimo para grandes empresas que lidam com vendas online, e qualquer agente externo pode colocar a perder o trabalho de muita gente. Isso, justificaria o esforço da Apple em impedir que ferramentas de busca por estoques se popularizem.

E agora, como fazer para saber onde há aparelhos a venda? Os usuários terão que ir manualmente no site store.apple.com e procurar por eles mesmos. O ideal seria a própria Apple disponibilizar uma ferramenta para isso, independente do processo de compra no site. Quem sabe?

Conteúdo original © Blog do iPhone

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Rodrigo

    Script com cara de pegadinha do Malandro! Fazia tudo, mas na hora de confirmar a compra, gritava: Pegadinha!!

    • Wellington Ferraz

      Hahahaha, TIPO ISSO

      Glu Glu Iê Iê

  • Ingrid Armstrong

    Faz muito sentido. Ótima matéria!

    • Daniel

      Faz sentido nenhum. Os programas de funil de conversão conseguem identificar que é um script e não um usuário real que esta comprando. Isso que vc escreveu na matéria é desculpa esfarrapada.

      • luiz benincasa junior

        Concordo, desculpa que não colou.
        Geralmente essas “requisições” são feitas do mesmo IP, assim a apple consegue anular a requisição…

        Outro ponto não falado, é o perfil de quem compra, sempre seguindo o mesmo caminho, com o mesmo navegador, clicando no mesmo segundo nas opções….

        Conversa fiada.

  • renan

    Como no fim do texto diz, porque não disponibilizar uma ferramenta oficial que faz a mesma coisa que esse site faz? Não é o melhor pro cliente? Ah, esqueci que a satisfação do cliente já não é de preocupação da Maçã a um belo tempo….

    • Filipe

      Qual a unica marca que te da um aparelho NOVO quando o seu apresenta defeito, no período de garantia? Se isso nao eh preocupação com o cliente eu nao sei mais oq eh…

      • Alexandre

        Esse seu exemplo aí nada mais é do que OBRIGAÇÃO da empresa, não é nenhum “tratamento-especial tapete-vermelho-que-só-a-apple-faz”

        • José Neves

          Infelizmente não é o que diz a legislação brasileira sobre a assunto, por exemplo.

          Se você compra um aparelho defeituoso, o fornecedor pode pegar o produto que você acabou de comprar , enviar a uma assistência técnica e te dar um prazo máximo de trinta dias para devolvê-lo sem o vício. E só então, se não sanado o vício, é que você poderia pedir: (1) a substituição do produto, (2) a restituição da quantia paga ou (3) o abatimento proporcional do preço.

          É o que diz a Lei nº 8.078/90, também chamado de Código de Defesa do Consumidor (CDC). Consulte o art. 18 da citada lei com seus parágrafos e incisos e verá que esta é a regra.

          • José Neves

            Apenas completando, trocar imediatamente o produto defeituoso NÃO É OBRIGAÇÃO do fornecedor!

            • Wagner Silva

              É em sete dias! Na verdade acho que aumentaram para 15. E vc pode pedir um novo sim caso essa analise da assistência demore mais de 30 dias ou mesmo se vc não gostar do retorno da empresa. Basta ir ao procom.

    • Kevin

      Tenho que descordar de sua afirmação, no último ano a Apple abriu mais concessões também conhecidos como CS code (Customer Satisfaction code) que nos anos anteriores. Todos os funcionários recebem treinamento continuo, tanto para aprimorar o atendimento, quanto para conhecimento de produto.

      A alguns anos reclamava do suporte Apple Care aqui do Brasil, hoje eu recomendo!

    • Maíra

      🙁 infelizmente… Nem aí para nós fiéis clientes… Cada vez mais histórias e dificuldades… Usei esse site em NY. Fui varias vezes nas lojas e voltei pro Brasil sem… Ele foi entregue no meu hotel depois que cheguei aqui…

      • Alex

        Maira,

        Você recebu no hotel depois de voltar para o Brasil? Como você resolveu isto? Cancelou a compra? ou enviaram para seu endereço no Brasil?

  • Rafael Lapa

    Interessante neste ponto de vista, não tinha pensado dessa maneira! Agora a própria Apple poderia implementar alguma ferramenta para facilitar a vida de todos.

    Ou a melhor das ferramentas seria vender a um preço justo no Brasil, né? 😉

  • Junior

    Mudando de assunto:

    Show de bola essas notificações!! 😀
    Parabéns a todos que trabalharam nesse projetoooo!

  • Caio

    há muito que eu não via um artigo tão bem explicado. Aqui ou qualquer outro iSite.
    Pela paciência, argumentação e inteligência, meus parabéns.

  • Eduardo

    Alguém saberia me dizer se está muito difícil encontrar o 5S em Orlando? Alguém que tenha viajado para lá a poucos dias ou tem algum conhecido lá? Estou embarcando dia 17 e gostaria de saber se tenho chances de trazer um, ou já posso me acostumar com a ideia de trazer um 5C. Rsrsrsrs.

    • Pedro Hugo

      Estive la a mais ou menos uma semana. Em todas as loja o iPhone 5S estava esgotado! Tinha sempre em estoque o iPhone 5C (todas as cores e capacidades) e o iPhone 4S.

      Eu sugiro pedir pela loja online e mandar entregar no hotel ou local que você ficar alojado.

      • Natalia

        Estou aqui em Washington há quase 1 semana e sempre chega carregamento logo cedo na loja. Só que nem sempre são os mesmos modelos, e/ou os que funcionarão no Brasil. Os vendedores me recomendaram chegar cedo e ficar na fila pois um pouco antes da loja abrir, eles distribuem o estoque para as pessoas da fila.

        Mas hoje já me deu muita raiva, pq tem um grupo de chineses que parece que tá aqui todo o dia. Já é a segunda vez que encontro eles na fila. Chegam acho q 7 ou 8 da manhã, com cadeira, café, cobertor, e fica a família inteira na fila. Aí eles pegam todos os aparelhos disponíveis para a loja naquele dia.

        Me deu muita raiva. Porque fiquei 1 hora na fila, e cada 1 pegou uns 3 aparelhos e eu fiquei nenhum, mesmo que quisesse um com contrato. Ta na cara que é para revender, pois não estavam nem aí para a operadora que tinha disponível, só queriam os aparelhos. E que pessoa compra 6 iphones em 1 semana?
        (Isso contando só essas 2 vezes que vi a mesma família lá.)

        A Apple tinha que evitar isso.

  • Aragão

    Há fundamento na ação da Maçã? Há. É uma puta falta de sacanagem ela não disponibilizar uma ferramenta que indique para o consumidor onde ele pode comprar um produto disponível em estoque na loja? É.

    • Jorge Mancuso

      Qual a “LOJA” que você conhece faz isso?

    • Leandro

      É uma puta “falta” de sacanagem? Eu ri… kkkk

    • Murilo

      Você vai xingar no Twitter também ???
      Hehegehehegr…
      Não aguentei…

  • Junior Haag

    O funil de conversão não é importantíssimo apenas para grandes empresas, mas sim pra todas as empresas que comercializam seus produtos através da web. Mas com certeza, a Apple está certa em fazer isso, métrica perdida ou distorcida por agente externo, não serve pra nada, apenas pra identificar que há um problema, quando a mesma foge do padrão.

  • Lucas Repullo

    Sem contar que em diversas dessas jornadas entre Apple Stores para saber onde tem o produto ou não, o cliente acaba sempre comprando mais alguma coisinha.

  • Haroldo

    A minha dúvida é se há chance de a Apple ganhar essa em um país que valoriza tanto a liberdade individual. Isso não seria uma maneira de impedir que as pessoas tenham acesso à informação?

  • Alan

    Isso. Se a Apple mostrasse numa só página todas as lojas, modelos, cores e operadoras disponíveis, não teria como saber quais modelos tem mais gente interessada e aonde. Por isso na ferramenta da própria Apple, você precisa selecionar o modelo, cor, capacidade, operadora e zip code pra poder checar a disponibilidade. Mas a ferramenta existe, ao contrário do que alguns estão falando aqui. Só não é tão simples como era o Apple Tracker.

  • eLand

    Também to achando muito massa essas notificações. Gostei de entender melhor como funciona o mecanismo de lojas on-line mas … “esta explicação é a provável causa da ação dos advogados …” Ou seja, nem sabemos se é por esta causa mesmo, é apenas suposição “bdística” .

  • Phillip

    A equipe de marketing deve ter ficado louca ! hahhahha

  • Cristiano Caiado De Acioli

    Por outro lado, eu viajei aos Estados Unidos e considerando o desespero e dificuldade para conseguir um iPhone 5S essa ferramenta foi muito útil! Testemunhei um colega de fila, que madrugou ao meu lado pra comprar o iPhone e quando divulgaram as quantidades de aparelhos a contagem terminou justamente antes dele. O que ele fez, usou esse site, viu que tinha um 64Gb preto em Tampa, e conseguiu comprar o sonhado Apple. O tempo que a gente perde checando a disponibilidade de aparelho por aparelho, cor, modelo, é incoveniente e um tanto injusta, além de consumir um precioso tempo. Acho que tem os dois lados da moeda. E deixo uma pergunta, quando a gente fica fazendo o check up de disponibilidade não dá na mesma?

    • Daniel

      Seu depoimento me lembrou de como, por um bom tempo, muitas lojas eletrônicas tentaram barrar os sites de busca automática de menor preço…

  • Victor

    Como faço pra ver a disponibilidade do aparelho pelo site?

    • Jorge Mancuso

      Você não leu o artigo…. se leu não entendeu…

      • Victor

        Só tava pedindo uma ajuda brother….o artigo não explica minha pergunta não!

    • Carlos Barreto

      Você tem que entrar na Apple Norte-americana e simular uma comprar com um endereço, aquele que for o mais conveniente para você. Então, o site dirá se há ou não disponibilidade daquele determinado produto para aquela determinada localidade. Se entendi, acho que é isso.

  • Douglas

    Nada a ver isso! Qual a diferença se a consulta for feita pelo script ou se uma pessoa acessa o site da Apple, checa a disponibilidade mas nao confirma a compra?

    • Jorge Mancuso

      Outro que não leu o artigo ou não entendeu nada, ou os dois.

      • Douglas

        Outro que não entende nada de scipts ou é burro ou os dois!!! Prefiro ficar com a última opção.

    • Cristiano Caiado De Acioli

      Também não entendi bem isso. kkk

  • Marlan Külberg

    Excelente matéria, iLex. Parabéns!

  • Carlos Barreto

    A Apple poderia criar uma ferramenta interna para os usuários, de maneira que não houvessem estes scripts confusos para a empresa?

  • Marcos Santanera

    Muito bem explicado, e realmente pode ser isso mesmo, ou não.

  • Marcelo

    Uma dúvida: pela compra online é possível saber em que loja física tem o produto? Tipo, compra no site e retira na loja, é isso?

  • Danilo Sato

    “… Ele tinha um script que buscava automaticamente no site da Apple Store todas as disponibilidades, listando assim o resultado.”

    Trabalho com automação de softwares (e páginas), e não é muito difícil de desenvolver um script desse.
    Provavelmente os caras não sabiam dessas métricas, e acabou prejudicando a Apple.

    Acho que não tem muitas soluções pra detectar esse tipo de coisa, pois esse site não deve executar o tal script tooooda hora, a não ser implementar algum tipo de Captcha (um que a automação não consegue driblar) antes da compra, mas isso deixaria o usuário frustrado, esses Captchas são chatos kkkkk

  • Eduardo

    Tenho uma loja virtual a 18 anos, e posso afirmar que isso que aconteceu na apple pode ser a verdade, é um saco os scripts que fazem isso, assim como consulta os estoques da apple podem fazer muitas outras coisas…. Alem do que uma decisao errada em um processo de compra pode gerar uma perca grande… Tudo é levado em conta, até o navegador que voce usa… E mais uma vez, parabens pelo artigo! Nao perco um!

  • Eduardo

    E se realmente a apple achar que é viavel ter essa informacao ja estao bolando algo para fazer, afinal acredito que veja uma informacao bem util…

  • Thyago

    Acho uma pena isso ter acontecido, era uma ferramenta util e tanto! Só consegui comprar meu 5s graças a ela!

  • Daneil

    Bom dia pessoal,

    Fui com essa ferramenta nas lojas da Apple em NY que mostravam Iphone 5S disponível e não adiantou em nada.

    Chegava lá e todos os funcionários falavam que não tinha o aparelho!

  • Felipe Gasparino

    Se ela nao tem o recurso oficial, não deveria bloquear os sites….

  • Grillo

    [E por falar em difícil] Dificil mesmo é sair do Brasil para comprar produtos no exterior porque aqui é um roubo, uma faca no bolso do consumidor, devido aos impostos. Difícil mesmo é ficar esperando o “iDevice” chegar no Brasil, isso meses após o lançamento do produto e o lançamento nos países em que a Apple acha mais importante. Ótima matéria iLex. Um abraço.

  • Paulo

    Se utilizam de métricas para saber o que acontece no site deles, acho que agora não precisa de métrica nenhuma pra saber o que o consumidor quer/precisa.

  • Elton

    Um bom motivo para Apple, não para os consumidores enlouquecidos pelo produto. Acho esse blog muito tendencioso. Olhem também pelo lado do cliente.