Notícias

[Denúncia] Assistência técnica da Apple em São Paulo substitui carregador na garantia por outro falso

Carregador falso

Não bastasse a vergonhosa situação do Programa de Troca de Carregadores da Apple no Brasil, que não funciona na maior parte do país por pura falta de informação, ainda nos deparamos com casos de mal atendimento e até atos de suposta falta de honestidade por parte de algumas autorizadas oficiais da Apple.

Uma leitora nos conta que foi trocar seu carregador original ainda na garantia, mas acabou recebendo um falsificado em troca.

É como se fosse o contrário do programa dos carregadores. A usuária G. (que não quer que divulguemos seu nome) constatou que o carregador do seu iPhone tinha parado de funcionar com menos de 6 meses da compra. Ela então procurou no site da Apple uma assistência autorizada oficial para realizar a troca dentro da garantia. Foi então que ela se dirigiu à assistência técnica situada em um shopping, na capital São Paulo.

Ao explicar a situação, o atendente disse que o carregador deveria ser enviado para os Estados Unidos para análise, pois o aparelho tinha sido comprado lá e que por isso iria demorar um pouco para ter uma resposta. Por falta de opção, ela aceitou e entregou o carregador para análise.

Sua surpresa veio apenas uma semana depois, quando ela recebeu um email notificando que o novo carregador já poderia ser retirado na loja. Chegando lá, o carregador disponível estava longe de ser o original da Apple: de forma cúbica e com pinos redondos, como na foto que ilustra o início desta matéria.

A Apple não faz carregadores assim. O único cúbico que ela faz é o compacto com a tomada achatada, como aqueles vendidos nos Estados Unidos:

Carregador Apple
Tomada norte-americana

Com a nossa tomada redonda, os únicos feitos pela Apple são o Europeu e o brasileiro, como já descrevemos em um artigo especial aqui no Blog.


Modelos originais da Apple compatíveis com a tomada brasileira

Portanto, não tem como o carregador oferecido pela autorizada ser original. Coincidentemente, ele parece-se muito com falsificações chinesas encontradas facilmente no centro da capital.

A leitora G. nos relata:

Na hora percebi que não era original e questionei ao atendente. O mesmo me falou que fora o que a Apple enviara e, a respeito dos conectores, me disse que, como era do Brasil, enviaram redondos! Não quis me indispor e fui embora, pois a conversa não levaria a nada. Apenas mais stress!

Entrei em contato com a Apple dos EUA via chat e, como esperado, fui informada de que o carregador era realmente falso!! Não havia o número de série e nem o “Designed in California” como eu já havia notado! Infelizmente, a Apple  não podia fazer nada e lamentou muito o ocorrido.

O que foi feito com o carregador original que a Apple provavelmente enviou para a assistência? Ninguém sabe…

É uma VERGONHA uma assistência técnica autorizada oficial fazer este tipo de coisa, ainda mais em uma metrópole como São Paulo, em uma das principais Apple Resellers do país. É igualmente VERGONHOSO a Apple não fazer nada para dar assistência à cliente enganada, se limitando a um “lamentamos muito“.

Já ouvimos outros casos de abusos em outras capitais, como uma loja de operadora em Fortaleza que vendia o iPhone 5 sem os fones de ouvido EarPods na caixa.

A leitora G. finaliza:

É uma pena que nós brasileiros sejamos vítimas de enganações. Por essas e outras, precisamos ter nossa Apple Store para deixarmos de ser vítimas dessas lojas que fazem o que bem querem conosco! Ou pelo menos, poderiam criar uma lista de lojas resellers denunciadas! Pelo menos pensaríamos muito antes de solicitar os serviços destas…

Um absurdo sem tamanho. Até quando a Apple Brasil deixará este tipo de coisa acontecer com seus clientes? Quando teremos um atendimento parecido com o que a Apple oferece em outros países?

Conteúdo original © Blog do iPhone

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados