Notícias

[opinião] Piada do dia: iPhone é mais vulnerável que o Android

Código - Falha de segurança no iPad 2

Parece piada de primeiro de abril atrasada, mas para alguns portais brasileiros, não é. A notícia é velha (26 de março), mas como um grande portal brasileiro publicou hoje, diversos outros sem filtro só repetiram a informação.

Segundo uma pesquisa de uma empresa de segurança, o iOS teria mais vulnerabilidades que Android, BlackBerry e Windows Phone, juntos, dando a entender que ele é mais inseguro. Mas basta uma leitura mais profunda no texto para ver que a informação é mais do que tendenciosa.

Independentemente deste ser um blog sobre iPhone, não dá para ficar quieto com uma notícia altamente tendenciosa, talvez em prol de interesses obscuros. O texto mostra algumas incongruências claras que só sites não sérios, em busca apenas de pageviews, são capazes de publicar. É uma questão de inteligência e não de paixão.

Sério. A empresa SourceFire resolveu chamar a atenção fazendo uma “pesquisa” que apontou que o iPhone apresentou 210 vulnerabilidades, enquanto que o Android, por exemplo, apresentou apenas 24. Poxa, parece algo bem importante, não? É algo que devemos nos preocupar, certo?

Continuando a leitura do texto original, encontramos uma informação importantíssima para a boa compreensão da informação: o número é acumulado desde 2007; ou seja, ao contrário do que dá a entender a manchete sensacionalista dos sites brasileiros, o iPhone não possui 210 vulnerabilidades HOJE, mas já teve ao longo de 5 anos. E todas já foram arrumadas, ao contrário do que acontece com o Android, que ainda permite instalar programas com vírus. Não estou inventando, basta procurar no Google as notícias sobre isso.

E a grande parte das vulnerabilidades do iPhone foram encontradas pelos hackers do jailbreak, com a intenção apenas de penetrar no sistema para liberá-lo das amarras. O artigo omite isso deliberadamente.

Quem lê as manchetes dos sites brasileiros (“iPhone é mais vulnerável que Android, Windows Phone e BlackBerry juntos“) é tão tendenciosa que dá a entender, aos leitores menos atentos, que o iPhone é o menos seguro que outros smartphones, o que é mentira.

Desde quando isso é jornalismo? O que alguns sites e portais brasileiros fizeram hoje foi patético e só prestaram um desserviço para os usuários de gadgets tecnológicos. Uma corrida por pageviews que só confunde os leitores, transmitindo uma inverdade deliberada, para atrair mais visitas. Ou então é apenas incompetência de editorias que há tempos deixaram de contratar jornalistas verdadeiros para apenas aproveitar o serviço free lance de jovens que copiam notícias (sem filtro) de sites internacionais.

A ética da rede seria eu ficar quieto e não falar mal de outros sites. Mas antes de ser editor deste blog, sou um usuário e assim como muitos de vocês, fiquei indignado com uma besteira tão grande, publicada sem fundamento nenhum e que acaba confundindo pessoas que não são tão ligadas em notícias de tecnologias. Por isso este desabafo, que acredito que servirá a muitos de vocês como resposta a quem usou esta falsa informação para tirar vantagem sobre quem tem iPhone.

Para estes sites que publicam qualquer besteira sem filtrar se a informação tem sentido: tenho pena de vocês.

Tags

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

Back to top button
Close