Opinião

[opinião] Em vez de realmente inovar, Samsung continua se inspirando em criações da Apple

Copycatbook

Mobile World CongressA Samsung apresentou esta semana, na MWC (Mobile World Congress) em Barcelona, sua mais recente novidade, voltada para o tratamento de tickets, bilhetes e ingressos no celular, de forma totalmente digital: é o Samsung Wallet, que é uma cópia descarada do Passbook da Apple. Com isso, a coreana deixa claro para todo mundo que ainda é a Apple quem está no comando do mercado.

Este não será um texto de fanboy ou de alguém que ama cegamente a Apple. Não, longe disso. Este artigo é uma crítica (já dita aqui várias vezes) ao comportamento da concorrência que continua deixando nas mãos da Apple o rumo que a tecnologia deverá seguir.

Vamos falar francamente: o Passbook ainda não mostrou a que veio. Ele é legal, bonitinho e até prático (eu mesmo já testei ele com a TAM e gostei), mas ainda não foi adotado por um número considerável de empresas para que possamos dizer que ele faz parte do nosso dia-a-dia, como Scott Forstall nos deu a entender que faria quando apresentou a função pela primeira vez, em junho de 2012. O Passbook na verdade uniformizou um tipo de cupom eletrônico que várias empresas já faziam, cada uma do seu jeito, e incluiu algumas vantagens tecnológicas para facilitar o manuseio.

Na época, a Apple foi até criticada por muitos por não ter adotado o padrão NFC (comunicação por proximidade) tão amplamente adotado pelos dispositivos Android, e muitos jornalistas afirmaram que o Passbook era apenas uma solução paliativa que mascarava a falta desta tecnologia. Ou seja, uma forma de esconder uma falha. Mas a Samsung acaba de desmentí-los.

Para a imprensa que afirmava que o NFC era melhor, a Samsung está agora dizendo que eles estavam errados.

Com o Samsung Wallet (o nome roubaram do Google), a tendência das empresas desistirem de vez do NFC aumentou consideravelmente. Mas por que a coreana não investiu na tecnologia, que é/era tão promissora? Por que optar por imitar uma função ainda limitada, no lugar de investir em pesquisa e desenvolvimento de algo realmente novo?

A resposta é simples: a Samsung nunca inovou e nem quer isso. É muito mais fácil adaptar as ideias da Apple e vender a mesma experiência para quem não pode comprar os produtos da Maçã.

Quando o Blog do iPhone foi para Nova York cobrir o lançamento do iPhone 5, em setembro passado, uma coisa que me chamou a atenção em várias lojas da cidade era a maquininha do Google Wallet, que permitia o pagamento da conta apenas encostando o celular nela. Confesso que senti uma discreta “invejinha” de não ser capaz de fazer isso com o iPhone que eu tinha acabado de comprar.

Google Wallet

Mas eu pensei naquele dia: “Quem sabe o próximo iPhone não venha com um chip NFC e aí a história irá mudar?“. Mas a concorrência parece não fazer esforço para isso.

Muitos analistas reclamam da Apple por “estar atrasando a implementação em massa do NFC” por se negar a adotar a tecnologia. Mas isso significa que é ela ainda quem manda no mercado? Parece que sim, e a Samsung acabou de confirmar isto hoje, jogando fora a oportunidade de investir em uma real inovação, copiando uma ideia simples e boba.

Repito: não quero que a Apple processe a Samsung por cópia e nem pretendo argumentar que o Passbook seja uma grande ideia. Só fico triste, como consumidor e amante de tecnologia, que a concorrência seja tão medíocre a ponto de desistir de inovações realmente interessantes por pura ganância de mercado. A Samsung, copiando uma ideia não tão genial da Apple, matou hoje minha esperança de um dia vermos a tecnologia NFC no iPhone.

Valeu, Samsung, por atrasar em mais 5 anos o avanço do mercado mobile.

Conteúdo original © Blog do iPhone

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados