Notícias

Apple começa a disponibilizar cartões-presente recarregáveis nos Estados Unidos

Quem já foi para os Estados Unidos sabe como é fácil encontrar em qualquer supermercado, farmácia ou loja de departamentos os cartões-presente (gift cards) da iTunes Store, que dão direito a créditos nas lojas virtuais da Apple para a compra de aplicativos, músicas, filmes e livros.

Até então eles vinham com preços fixos de $10, $15, $25, $50, $100 e $200, mas a empresa começou a disponibilizar uma nova maneira de cartão, em que é o cliente que decide quanto de crédito quer por nele.

Os valores podem ser entre US$15 e US$500, escolhidos no caixa na hora de pagar.

Apesar dos recentes boatos, os clientes brasileiros ainda não contam com cartão-presente na loja nacional. A Apple ainda não conseguiu vencer as barreiras burocráticas para implementar os preços em Reais, o que permitiria a venda de cartões-presente no país. Nossa legislação proíbe a venda no comércio de produtos com preços em moeda estrangeira.

Apesar disso, o novo iTunes 11 que saiu esta semana mostra um novo visual para a seção Resgatar código na loja brasileira, com uma ilustração com os cartões e a clara frase “Insira seu código do cartão-presente“, o que parece evidenciar que os objetivos para implementação do benefício no país ainda continuam de pé.

Quando será que teremos cartões para vender no comercio brasileiro?

via 9to5Mac

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Breno Giesen

    o jogo que eu jogo neopets demorou anos para colocar o cartão no brasil pelo mesmo problema
    mas o preço é fixo, o dobro do valor cobrado em dolar.

  • Jonas

    Ten que chegar no Bradil logo!

    • Jonas

      *Brasil

      • Pedro

        *Tem

        • Jonas

          Valeu…kkk

  • Joao

    Quando teremos? Uma pergunta que só o tempo responderá.

  • Bruno Pereira

    Tomara que chegue, meu pai não me dá o cartão dele e eu fico dependendo do Free My Apps :/

    • Fábio

      Que vida sofrida =[

      • André Terra

        Que comentário sarcástico! HAHAHA

    • Clarinha

      IDEM!

    • Yohanna

      to com dó de você kkkkk. Relaxa quando vc ficar maior o seu pai te da

    • Felipe Teodoro

      vc pode comprar ginf cards no mercado livre e pagando no boleto bancario.
      ps: nao funciona na app store brasileira, pq nao temos ginf cards, portanto só funciona na app store americana. fica a dica 😉

      • Marcus Alcazas

        Não é ginf cards e sim gift cards. Fica a dica.

        • Felipe Teodoro

          ops… valeu cara.

  • Clarinha

    Talvez, quem sabe, a Maçãzinha esteja se preparando pra uma possível surpresa com o lançamento da loja física no Rio :D. Sei lá, não custa sonhar um tiquinho, né? :p

  • Francis

    Em termos de burocracia, o Brasil é uma tristeza triste.!!

  • Julia

    Eu quero é o iPhone 5 no Brasil antes de 2015

  • Carvalho

    Barreira burocrática? Concordo que nosso país é bem burocrático. Agora porque a Apple não pode se adequar à nossa legislação ao invés de nós cedermos à eles?
    A meu ver, se a empresa quer fazer negócios por aqui tem de se adequar às nossas leis. A gente tem mania de criticar, mas lei é lei tem de se cumprir, ou então que o congresso aprove leis diferentes via poder legislativo, mas a função do executivo é fazer cumprir as que foram promulgadas e garantir um mínimo de respeito à nossa soberania. Também acho que deveríamos ter uma carga bem mais leve de impostos, mas pra isso a gente tem de parar de eleger Netinhos e Tiriricas pra legislar em nosso nome.
    O que eu acho que a Apple quer é uma maneira de diminuir a carga de impostos dela pra poder lucrar mais, como aconteceu com os benefícios à fábrica de Jundiaí, assim ela monta aparelhos aqui a um preço atraente pra ela poder vender com os mesmos preços como se fossem importados, e quem vai dizer que ela tá errada?
    A Apple é uma empresa capitalista e não instituição de caridade, lógico que ela vai tentar de todas as formas conseguir vantagens tributárias com a votação de nova legislação no congresso que traga alguma vantagem pra todo mundo, a fábrica da foxcom traz empregos e gera mais renda pro governo, ou não traz?
    Agora o que não acho certo é botar a culpa toda no Brasil pra dizer que ela não traz determinado produto aqui por causa da nossa legislação, se não tiver vantagem ela não vem, simples assim.

    • Saint-Clair Stockler

      Realmente.

    • Carvalho, o fato de você desconhecer o que acontece nos bastidores não lhe dá o direito de se achar com a razão.
      A Apple poderia sim se adequar à nossa legislação, mas os preços em reais ficariam tão altos com as taxas que nem eu, nem você iríamos comprar mais nada na loja brasileira.

      A coisa não é assim tão simples.

      • Juliano

        iLex, já comprei muitas vezes apps em dolar com meu cartão internacional e em todas foi cobrado os tais impostos, ou seja em Dolar ou em Real eles vão estar lá do mesmo jeito.
        É hora de parar com esse protecionismo cego, achando que oque vem de fora é melhor, e passar a dar mais valor ao que é nosso.

        • Juliano, eu sou um dos que mais quer que nossos preços se transformem em reais. O dia que eu chegar no meu supermercado e ver um cartão da iTunes Store para vender, será realmente um dia muito feliz, posso lhe garantir. Milhares de leitores não conseguem comprar nenhum app porque a loja não aceita cartões de débito, porque o preço é em dólar. Preços em reais seria bom para todos nós.

          Mas eu não sou cego à realidade, como você sugere. O imposto que pagamos hoje com os preços em dólar é de 6,38%, relativo ao IOF de compras feitas no exterior.
          Para a Apple se estabelecer no Brasil com preços em real, os valores aumentariam mais de 60%, só de taxas e impostos. A gente pagaria R$4 por um app de $0,99.

          “Protecionismo cego”, na verdade, é proteger o que é do país e ignorar que isso seria prejudicial para o consumidor. Pelo que você escreveu, o que mais parece ter este protecionismo é você mesmo.

          Se informe melhor sobre a política de impostos no Brasil. Você será um melhor cidadão assim.

    • Marcio Veiga

      Concordo com voce, Carvalho. O fato de todos nós aqui, leitores do Blog do Iphone, sermos fãs da Apple e seus produtos nãp quer dizer que devamos concordar com tudo que ela faz nos bastidores. Se a Apple que vender a consumidores brasileiros tem que se adequar às leis daqui e não as de lá.

      Concordo que a lei do estatuto so menor eatava exagerada e destoava da maioria dos outros paises e isso fez com que a categoria Games demorasse a existir na AppStore BR. Mas acho que os iTunes Gift Cards tenham que ser comprados em REAIS que é a nossa moda aqui. Se a Apple tiver que pagar mais imposto por isso e não poderá repassar ao preço do Gift Card esse é o preço de comercializarnno Brasiil.

      A jogada que ela (Apple) emcontrou para vender apps, músicas e filmes em USD no Brasil, atravéde cartoes de credito internacionais tambem é válida e legitima.

      • “Reclamar na internet” é o esporte nacional do brasileiro. O futebol ficou em segundo lugar há tempos.

        Se você virasse presidente da Apple hoje e decidisse implementar os preços em reais imediatamente, eu iria querer ver como você suportaria as consequências.
        Queria ver o que você diria aos brasileiros ao ter que vender os aplicativos a R$4,00. Como você explicaria aos clientes : “Não pessoal, isso foi só porque quisemos ser corretos com a legislação brasileira, comprem porque somos legais”.

        Aposto uma balinha, Márcio, que você será um dos primeiros a reclamar dos preços absurdos dos aplicativos no Brasil.

    • Mateus M.

      Como o iLex já bem disse, você de fato desconhece o que acontece nos “bastidores” da política brasileira. Você generalizou e foi preconceituoso quando falou do Tiririca, sendo que ele foi eleito um dos 15 melhores parlamentares de 1012. Não defendo nenhum político, mas o Tiririca mostra em termos de dedicação que está melhor do que muitos por aí que dizem ter “curso superior” e se todos tivessem o mesmo empenho para melhorar, o congresso não estaria como está.

  • Luiz Ferreira

    Bem legal, adorei

  • RodrigoSamuel

    Que foi que [mal] escreveu este artigo, hein?

    “(…) mas a empresa começou a disponibilizar uma nova maneira de cartão, em que é o cliente que (…)”

    ‘Maneira’ não é sinônimo de ‘formato’.

    “(…) o que parece evidenciar que os objetivos para implementação do benefício no país ainda continuam de pé.”

    ‘objetivos continuam de pé’? Que eu saiba o comumente usado é “os planos continuam de pé”.

    • Maurício

      minha nossa, é muita falta do que fazer…..vai procurar o Blog do Pasquale!!!

    • Obrigado pelas correções, Rodrigo. A gente aprende todos os dias, inclusive com gente estúpida e sem educação como você, que usa a internet para expressar uma coragem que normalmente não tem com as pessoas frente a frente.
      Afinal, é bem mais fácil ser grosso com as pessoas escondido atrás de um computador.

    • Luciano

      O correto é: Quem foi que…
      Rodrigo vá ler outro blog se for para fazer esses comentários idiotas. Metido a culto mas comete um outro erro na correção.

    • Ravi Carrillo

      Que eu saiba é o Blog do iPhone. Infelizmente as pessoas aqui nesse blog procuram informações sobre produtos relacionados a Apple. Puisque eu naum vir aqui para zoiar um portugueis totalmenti corretu amigu, eu vim ver os revisãum que esse rapais ai coloca e que eu axu beim bacana.

      abraxxx tudibaum amiguin. hihihi

      • Felipe Teodoro

        hashaushaush

  • Thales

    Acho que o termo correto seria cartão CARREGÁVEL, e não RECARREGÁVEL, pois você só irá carregá-lo uma vez…

    • Maurício

      resta saber se de fato será possível recarregá-los, vc compra o cartão, escolhe quanto quer, gasta tudo, depois vc volta no estabelecimento e recarrega o mesmo cartão.
      meio difícil pensar assim pq afinal de contas dá pra comprar o cartão em lugares simples como mercados, padarias e farmácias, dificilmemte existiria algum dispositivo que recarregasse 😀

  • Luiz Tini

    Mas será que , comprando o vale presente lá fora , consigo usar aqui no BR?

    Estou para viajar e seria um belo presente para minha mãe.

    Ela é viciada no ipad e iphone.

    Se alguém souber e puder ajudar na resposta , obrigado!

    • Matheus

      se a sua mãe ou você tiver uma conta na app store americana você pode usar o cartão em qualquer lugar que tenha rede Wi Fi ou conexão 3G

      • Luiz Tini

        Obrigado pela atenção….mas po , só temos conta na store BR.

        Ai estraga tudo…..vlw mesmo assim!

  • Felipe Teodoro

    eu nao entendi como isso funciona??? estou meio confuso.

    • Overlord

      Tu vais num supermercado ou loja e, no caixa, pede para colocares créditos no cartãozinho… tu podes escolher qualquer valor entre 15 a 500 dólares.
      Estes créditos ficam ligados ao número do cartão: se tu perderes, qualquer um pode usar.

      Detalhe: o cartão só é carregado 1 única vez.

      OBS: vários usuários ao redor do mundo disseram que este cartão só é novidade nos EUA.
      Na Itália, segundo um usuário:
      In Italy this type of iTunes cards is available for almost 6 months in the Florence Apple Store

      Não sei se é verdade mas, se for, é interessante algo assim sair antes na Europa que nos EUA.

      • Felipe Teodoro

        muito obrigado, eu achava que era assim mesmo, mais mesmo assim, obrigado.

  • Copeta

    Queria testar se é possível resgata-los apenas passando o código na câmera dos mais novos macbooks e imacs.

  • Guilherme

    Que vida sofrida, so Apps Grátis deve ser tenso ;s

  • Leandro

    Já tá rolando o iPhone 5 unlocked nas lojas e no site….
    Acabei de comprar 3 iPhone 5 na loja do The Gardens Mall em Palm Beach na Flórida. MUITO tranquilo. Perguntei pelo iPhone full price, e o vendedor (com o nome de Mac…hahaha…) perguntou nessas exatas palavras: “Do you mean UNLOCKED?” Na minha nota fiscal veio “iPhone 5 64Gb, unlocked”. Portanto, vocês já podem pedir pelo unlocked que eles já vendem. Boa sorte a todos!

  • Rinaldo

    esses cartão é bem legal

  • Fabio

    Kct, só as patadas aqui rsrsrs…

    On topic, essas paradinhas da apple são mto tops pros gringos, pro BraZil tudo é praticamente impossível rs.

    Sorte deles, azar nosso! Rsrs

    Abs

  • Christian

    Chupa Apple, nunca nos vencerá! Nossa barreira burocrática é indestrutível..

  • Sandra

    Galera eu já comprei um card itunes stores pelo mercado livre pra comprar alguns apps na store americana.

  • Kevin

    legal

  • Júlia

    Eu ganhei um Gift Card da App Store do meu namorado que foi pros Estados Unidos, e é uma mão na roda! Vou chorar a hora que acabar! hahahaha