Notícias

Ainda no iPad, revista Newsweek não venderá mais versão impressa em 2013

A Newsweek é uma tradicional revista americana com quase 80 anos de existência. E ela está a um passo de se render ao novo mundo moderno da editoração, ao declarar que só terá, a partir de 2013, versões digitais da publicação.

O mundo está mudando e os custos de impressão em papel estão ficando cada dia mais altos. Ao mesmo tempo, tablets e celulares ocupam cada vez mais espaço em nossas vidas cotidianas, substituindo (com lucro) velhos formatos. Por isso, os editores da revista anunciaram hoje que a Newsweek não terá mais a versão impressa a partir de 2013, com a última edição sendo a de 31 de dezembro de 2012.

As edições, a partir do ano que vem, só estarão disponívels no iPad e em outros formatos, como Kindle e Nook.

Faz parte do progresso.

via AppleInsider

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Algus Helm

    Um passo corajoso… espero que outras editoras sigam o exemplo.

    • Thiago

      Um passo corajoso. Espero que as outras NÃO sigam esse exemplo.

      • Diego

        Para revistas, cuja vida útil é curta (não é muito comum alguem ficar relendo uma revista publicada a 2 anos, a não ser que esteja fazendo uma pesquisa, onde o modelo digital daria conta), eu torço para que as editoras sigam sim esse exemplo.

        Agora para livros… É muito ruim ler livros em dispositivos digitais. Principalmente com luz externa. A tecnologia vai ter que deixar a leitura de livros mais confortável em um dispositivo digital antes de eu migrar do bom e velho papel.

        • Felipe Teodoro

          concordo com o diego, para ler revistas um dispositivo digital é muito melhor, especialmente na interação(como aquele comercial da bradesco seguro na revista quatro rodas, que até ganhou o premio de melhor comercial, que até o blog mostrou aqui),mais para ler livros(textos grandes) fica miuto ruim,o olho doi muito.
          ps: iLex posta o link da matéria do comercial da bradesco que ganhou o prémio de melhor comercial!!!! 😉

          • Alex

            É que vocês não usaram dispositivos com e-ink (kindle por exemplo)…

            é uma delícia!!!

            e sem contar que não preciso ficar carregando um livro que é normalmente bem mais grosso e pesado…
            além de poder comprar um livro a qualquer hora e “qualquer lugar” (desde que tenha conexão com internet é claro)

            Mas acho que livros vão continuar existindo por gerações, tem algumas grandes vantagens…

            Tem mercado para os dois.

            • Diego

              Ah, com certeza, E-ink eh uma magavilha. Mas os dispositivos que usam e-ink são e-readers, não tablets. Um tablet como leitor de livros eh bem ruimzinho. Estou esperando o dia em que ler textos longos em um tablet vai ser tão confortável quanto um kindle mais antigo. (os kindles mais novos viraram tablets =/)

        • Pedro

          Diogo, gosto é gosto e cada um tem o seu! Igual ao c… 🙂
          Eu só leio revista física e adoro livros digitais.
          Portanto, o mais lógico é manter as duas versões, cada um na sua. A decisão desta revista é realmente corajosa, contudo acredito que eles voltaram atras nesta decisão, e aposto mais, que será antes mesmo de começar.

      • Victor

        Boa!

      • Maciel Gonçalves

        Também espero que não.

    • Paulo B.

      Na verdade não é só um passo corajoso. A própria Newsweek comentou que este fato é devido a inviabilidade econômica de se produzir e distribuir um revista. Eles vão fazer cortes nos empregados também, ou seja, o maior motivo foi a redução de custos!

  • Felipe

    Nao tem como fugir disso, nós estamos no período de transição mas a próxima geração provavelmente não deverá comprar mais livros, apoio muito essa evolução!

  • Felipe Teodoro

    Enquanto isso no Brasil, nada né!!! 🙁

  • Paulo Roberto-DF

    As escolas vão ter que se adaptar a esta nova era, e parar de pedir recortes de jornais e revistas para trabalhos do ensino fundamental.

  • Beaguinho

    No Brasil não dá pra fazer isso pq o custo do iPad é alto. E daí quem não tem iPad e esses outros não lê mais revista.

    • Luís. M

      Concordo. 😐

    • Felipe

      AINDA nao da!

    • André Luis

      Tem a versão web também para quem não tem tablet.

  • Luciano Hilton

    Acho que não tem porquê abandonar de vez as publicações em papel e de forma tão brusca. Mesmo nos Estados Unidos, ainda há bastante espaço para elas. Entretanto, creio que o novo passo será bem sucedido e seguido por outras editoras, criando uma nova tendência no mercado.

  • Teta de Frango

    Depois do fim do Fórum, que opção foi dada aos visitantes e veteranos para solução de dúvidas sem criar OFF TOPICS? Queria muito resolver uma questão sobre o BKP de arquivos .RAR e .ZIP no iCloud.

    • Felipe Teodoro

      voltou teta de frango depois desse tempo todo sem te ver aqui no blog!!!! aonde vc estava???? :-p

      • André Pelegrini

        Um maluco aí até achou que você estava morto. KKKkkkkkkk

    • Teta de Frango

      Não consegui responder o que vcs perguntaram…

    • João Roberto

      E aí Teta!!! Beleza ?? Kkkkk
      Sumidáço em véio kkkkk

  • Gabriel

    Os donos de banca de jornal que se preparem, ao invés de venderem revistas teram que vender tablets… Só que não!

    • Felipe Teodoro

      ou um cartão com um codigo que presenteia a revista kkkk

      • Luciano Hilton

        Sempre imaginei que o futuro das vendas de jornais, livros e revistas seria dessa forma, Felipe.

  • Antonio Marques

    eu mesmo só comprava a versao pra iPad por ser mais barata!
    passo corajoso mas já estava na hora de uma grande revista fazer isso para outras seguirem o exemplo

  • TiãoGavião

    As arvores e natureza agradecem!! 🙂

    • Felipe Teodoro

      2

    • Copeta

      A camada de ozônio fica na mesma 🙂
      Menos árvores cortadas: mais ar puro, mais iPads: menos ar puro

    • Cacciola

      Pelo menos no Brasil, todo tipo de papel para editoração, como revistas, jornais, sulfite, e derivados já são provenientes de arvores de reflorestamento. Pra quem gosta de criticar o nosso país, dessa vez não vai conseguir. Mas a industria moveleira ainda é campeã neste aspecto, por mais que esteja em “moda” uso de material de demolição.

  • Rodz

    Sem contar que, se todas as editoras fizerem isso, quantas gráficas terão prejuízo, quantas pessoas desempregadas… Pois o trabalho que muita gente faz numa gráfica, uma equipe bem menor de desenvolvimento faz o mesmo produto (claro que em formato digital) e por menor custo. Só teria empregos para desenvolvedores =O

    • Globalização é isso 🙂

      • Rodz

        Pois é… a primeira grande leva de desempregos no mundo foi na Revolução Industrial, agora é a Digital =/

        • Tarilonte

          Darwin não perdoa ninguém.

  • Gfar

    A ganância das editoras também complica um pouco venda de revistas no formato digital. Até onde eu sei, o papel representa o maior custo em toda a cadeia de produção de uma revista impressa. Se é isso mesmo, como é que a Veja, apenas para citar um exemplo, em formato digital no iTunes tem o mesmo preço da versão impressa?

  • Francisco Junior

    Numa ouvir falar em ‘nook’!

    • Felipe Teodoro

      what???

  • Daniel

    Acho ótimo!

  • JanjaBoy

    Queria saber se aqui em pindorama, quando uma revista ficar só na versão digital, se ela terá o mesmo preço que hoje que é maior que da versão impressa?
    Uma 4Rodas por exemplo:
    Impressa – R$12.00
    Digital – US$ 6.99 + taxas.
    Eu diria que sem os custos de fabricação da revista impressa, a revista digital, que já esta praticamente pronta e, com esse preço que nao tem justificativas, é puro roubo. Coisa de “elitizar” porque devem achar que quem tem iPad é mané.

    • André Pelegrini

      E nem qualidade têm. As edições da editora globo são um verdadeiro LIXO de se ver no iPad 3.

      Cobram o olho da cara para jogar um produto que parece ter sido feito no power point e convertido para o Newsstand.

      O preço é absurdo e há comentários de compradores relatando os inconvenientes bugs que datam de mais de 6 meses, hoje, no mundo da tecnologia, é uma ETERNIDADE para se resolver um simples bug.

      Só digo uma coisa, editora brasileira de revista tem mais é que ter prejuízo mesmo, para ver se aprende. Se recusam a escutar os clientes…

  • Giulliano Adami

    Faz parte do processo, realmente.

  • Orildo Filho

    Leitura digital é legal, mas cansa.
    E tem outra: Ler à beira da piscina, na praia, no “trono” (rs) ou em lugares sujeitos a intempéries ou mesmo , amassando, dobrando, jogando um livro ou revista de papel:
    – NÃO TEM PREÇO !!!
    rs

  • Douglas

    Para mim, nunca será substituída a revista ou jornal impresso pela versão digital.
    Amo ler livros, mas não será a mesma coisa sem pegar o livro nas mãos e poder folhear.
    Tecnologia quebra um galho nessa parte de livros e revistas digitais enquanto você quer ver uma notícia ou comunicar-se onde estiver, mas não sem ela realmente em mãos.

    • Rodz

      “Mas nossos avos, pais e outras pessoas que nao se incluiram no mundo digital ?”
      Daqui a alguns anos isso não será mais problema… haha… =)

      • Rodz

        Desculpe, era no comentário abaixo que deveria estar minha resposta hehe…

    • Rodz

      “Para mim, nunca será substituída a revista ou jornal impresso pela versão digital.
      Amo ler livros, mas não será a mesma coisa sem pegar o livro nas mãos e poder folhear.”

      Sem contar que uma estante cheia de livros é muito mais bonita!! =D

  • Alfredo Roeber

    Ainda acho cedo para uma publicacao, jornal ou revista, passar a ser exclusivamente digital. Eu tenho um iPad e pra mim praticamente tanto faz. Mas nossos avos, pais e outras pessoas que nao se incluiram no mundo digital ? É egoismo fazer isso. Nem nos EUA a realidade ainda é essa, pois lá tambem tablets não alcançam todos. Se acham o custo de impressao alto, então ao menos mantenham a opção da revista convencional, mesmo que um pouco mais cara que a digital. Alias, essa é outra critica que faço: mesmo as revistas que vendem nos 2 formatos deveriam fazer a digital mais barata, pois não gastaram em papel e impressão. Mas a realidade não é essa.

  • be

    acredito que futuramente todas vão fazer o mesmo

  • Caio Otávio

    Enquanto isso, no Brasil (e vários outros países), vários perguntam “Para que serve aquele app Banca?”.

  • Niggaz for life

    Gostaria de recomendar a revista Trip que além de ter uma diagramação até legal no IPad, é gratuita., inclusive a edição do mês!!!

  • Cleo

    Li algumas revistas brasileiras no formato digital e achei que precisa melhorar um pouco pois são confusas e de difícil navegação, apesar de todas as constantes informações de como navegar pela revista (cansativo), a melhor é casa claudia. Já as poucas revista estrangeiras que olhei são bem mas intuitivas e divertidas. Acho que vai demorar um pouco para que isso aconteça aqui no nosso país.

  • iRon

    Estive num congresso em Natal e lá havia uma livraria com vendedores ávidos para venderem seus livros. Quando saquei meu iPad com os livros digitalizados que eles queriam me vender, ficaram atônitos e desconcertados. Pareciam até tristes dando a impressão de que estavam se sentindo ameaçados.
    Felizmente ou não, minha escolha é por livros digitais e não comprei nada naquela livraria.
    Quem não mudar vai virar museu.