Notícias

Negada solicitação da Apple para registro da marca “multi-touch”

Quando a Apple lançou o primeiro iPhone, em 2007, ela também patenteou diversas novas tecnologias presentes no aparelho, como por exemplo a capacidade de tocar na tela em dois pontos diferentes, com interação independente. Ela chamou isso de Multi-touch (multitoque, ou toques múltiplos) e introduziu no mercado uma tendência que se tornaria padrão nos aparelhos móveis. Antes do iPhone, a interação acontecia em um único ponto da tela, geralmente com a ajuda de uma canetinha stylus.

A patente sobre a tecnologia ela garantiu ainda no início de 2009, o que preserva a propriedade intelectual de sua invenção. Porém, sua tentativa de registrar também o nome “multi-touch” não funcionou, pois esta semana o escritório americano de patentes (USPTO) vetou formalmente o pedido.

Segundo o veredito, o termo multitoque é muito amplo e meramente descritivo, além de já ter sido usado antes da introdução do iPhone no mercado.

A defesa da Apple afirma que foi o iPhone quem popularizou o termo, e depois de seu lançamento, os concorrentes rapidamente se aproveitaram dele para descrever também seus aparelhos. Para ela, os termos “touchscreen” e “tela capacitiva” seriam mais apropriados para eles usarem, visto que não possuem a mesma tecnologia do iPhone.

O mutlitoque em si não é invenção da Apple, mas ela desenvolveu uma tecnologia própria para tornar isso possível em seus dispositivos. Se outros quiserem também usar telas multi-touch, terão que desenvolver as próprias soluções, que não utilizem a fórmula já patenteada da Maçã. Por isso, a Apple já possui alguns processos contra algumas empresas (como Motorola e HTC) a respeito disso.

via AppleInsider

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados