Conforme previamente anunciado pela Apple, o iPad 2 começa a ser vendido oficialmente hoje na China, o que fez muita gente dormir na fila esta madrugada.

Aliás, “fila” é maneira de dizer, porque o que se viu foram verdadeiras multidões nas frentes das Apple Stores, desde ontem, à espera do início das vendas. O mercado cinza (venda de aparelhos importados) sempre foi muito grande, com atravessadores que iam nos EUA e Europa comprar iPads e revendê-los por um preço muito maior.

Mas a exemplo de outros países (como pudemos comprovar pessoalmente em Nova York e Paris), a Apple procurou organizar bem a multidão. Cada integrante da fila recebeu um número que permitia ir ao banheiro ou descansar as pernas; mas se ele se ausentasse mais de uma hora, perdia o lugar.

O modelo branco está tendo bem mais saída que o preto. Os asiáticos sempre foram fascinados por gadgets da cor alva.

Mas apesar de agora ser vendido oficialmente no país, o mercado paralelo continua. Reparem este chinês, sentado em uma pilha de iPads, vendendo aparelhos no lado de fora da loja para quem não quer enfrentar longas filas de espera.

Na última apresentação de seus resultados fiscais, a Apple destacou o sucesso que vem tendo na China, revelando que pretende aplicar a mesma estratégia em outros países emergentes. Nesta frase, me vem à cabeça três nomes: Rússia, Índia e… Brasil.

AppleInsider