iPadNotícias

Filas recordes marcam lançamento do iPad 2 fora dos Estados Unidos

Em relação ao ano passado, pode-se dizer que o iPad 2 movimentou muito mais gente no dia de seu lançamento que o modelo de primeira geração. As filas ontem nos países que começaram a vender o novo tablet da Apple surpreenderam e, a exemplo do que aconteceu nos EUA no dia 11, mostrou o quanto as pessoas estão animadas com ele.


Londres, Inglaterra — Foto do leitor Francfloyd, via Twitter

De fato, quem demorou e foi comprar seu iPad só às 17h (horário oficial de início das vendas) arriscou ficar sem, tamanha era a quantidade de pessoas que esperavam para entrar. Em Paris, o primeiro da fila da loja do Carrousel du Louvre chegou às 5h da manhã, o que lhe rendeu 12h de espera.


Paris, França — Foto: © Blog do iPhone

Aliás, o museu mais visitado da cidade mais visitada do mundo teve que dividir seus visitantes entre interessados pela Mona Lisa e pelo iPad. O número de franceses (e obviamente estrangeiros com intenção de revendê-lo pelo dobro do preço em países do leste europeu e Ásia) foi bastante grande, resultado talvez do fato das vendas começarem no final da tarde, o que não obrigou ninguém a levantar cedo para ir para a fila. Provavelmente esta lógica foi prevista pela Apple ao determinar este horário.

Em Genebra, na Suíça, não foi diferente, como constatou nossa leitora Hanna Martinez:


Genebra, Suíça — Foto de Hanna Martinez

O Blog do iPhone entrevistou algumas pessoas na fila em Paris para entender o que levava elas a esperarem horas de pé para comprar o iPad 2. Segundo a maioria dos entrevistados, o medo de não encontrá-lo nas lojas nas próximas semanas é grande, principalmente depois da notícia de fábricas atingidas pelo desastre do Japão (leia aqui nosso artigo a respeito). O interesse pela revenda também motivou russos e chineses a suportarem horas de fila.


Londres, Inglaterra — Foto de Tim Roberts/National News, via The Guardian

Em Paris, aliás, após 4h do início das vendas os estoques das duas lojas da cidade já não tinham mais nenhum modelo Wi-Fi. Apesar de alguns acharem que isto é uma tática de marketing da Apple (tática burra, se fosse verdade), a enorme quantidade de pessoas que se viu diante das lojas faz realmente pensar o quão difícil é ter estoque suficiente para suprir tamanha demanda. Não há nem espaço físico nas Apple Stores para guardar tantas unidades assim, por isso a necessidade de ir repondo conforme eles vão sendo vendidos.

Ao mesmo tempo, nas lojas online da Apple a espera já aumentou para 3-4 semanas em pedidos feitos hoje.

No Brasil, ainda não é possível fazer nenhuma previsão de quando começará a ser vendido oficialmente. Para brasileiros que estão ansiosos para colocar as mãos em um, a solução é buscar vendedores alternativos.

Conteúdo original © Blog do iPhone

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados