Charges

[humor] Tirinha de Dilbert faz graça com a história do protótipo do iPhone 4

As histórias de Dilbert, criadas por Scott Adams, já viraram um clássico por satirizarem o mundo empresarial e seus funcionários. Como não podia deixar de ser, a gafe industrial do ano (esquecer um protótipo secreto em um bar) também foi eternizada nos quadrinhos. Confira. 🙂

Segundo o próprio autor, em seu blog:

Pare para pensar no fato de que não precisei acrescentar nada à história do jeito que foi contada pela mídia. Tudo de que ela precisava mesmo era o Wally. Não acho que qualquer um de nós saberá um dia o que aconteceu de verdade. Baseei a tira na especulação que a mídia fez a respeito dos eventos. Lembrem-se de que meu ramo é a paródia, não a verdade.

fonte

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Diego

    Huahuahua…
    Muito bom.

  • Vanzela

    Kkkkkkkkkk… Esse povo tem muita criatividade!
    Muito engraçado!

  • Brunão

    kkkk… muito bom!

  • Meio sem graça, a piada foi muito óbvia nos diálogos, tinha que ser mais indireto, mais ácido. De qualquer forma, valeu a nota!

    • O próprio autor comentou que não precisou acrescentar nada à história, pois ela já está pronta para tirinhas de humor. 😛

      • Abel

        @iLex: Colocar o Wally no lugar do Gray Powell foi mais que excelente… o Scott Adams tem razão no seu post: tudo de que a história precisava era do Wally. 🙂

        Mas o detalhe é que o autor não chamou o aparelho de “protótipo do iPhone 4G”, mas simplesmente de “protótipo de telefone 4G”. Afora isso, a tradução ficou ótima; parabéns!

        @Felipe Vinha: entendo sua posição, mas veja o que o próprio autor da tira disse no seu blog:

        “Pare para pensar no fato de que não precisei acrescentar nada à história do jeito que foi contada pela mídia. Tudo de que ela precisava mesmo era o Wally. Não acho que qualquer um de nós saberá um dia o que aconteceu de verdade. Baseei a tira na especulação que a mídia fez a respeito dos eventos. Lembrem-se de que meu ramo é a paródia, não a verdade.”

        • Abel, arrumei as tirinhas para ficarem mais fiéis à história original e aproveitei para usar seu comentário para enriquecer o artigo. 😉

          Obrigado!

      • Abel

        @iLex: Lisonjeia-me ter contribuído! 🙂

  • João Diego

    Boa!

  • andre

    hauahauahauahauah mto bom

  • Marcelo

    hsuahsuahsuhasuhauuahsauh’
    eu rí demais.

  • t4h_kun

    ´so uma coisa a dizer.

    EU RI. XDDDDDDDDD

  • Priscilla

    hehehe, ninguém quer perder a oportunidade…

  • #Mateus

    UHASUHSAHUSAHUUHSAHUSAHU
    Parabéns Dilbert 🙂