Opinião

[opinião] O iPad poderá ser um verdadeiro iPod touch killer

Passado quase uma semana do anúncio do nosso “querido” iPad, nada melhor do que fazer uma análise do novo aparelho, agora com a cabeça bem mais fria.

O que se viu por aí e também aqui mesmo no Blog, foi que as opiniões sobre o tão esperado tablet se dividiram: uns adoraram a novidade e muitos acharam decepcionante. Isso porque as expectativas estavam altas demais. Tínhamos certeza de que seria apresentado uma máquina totalmente nova, na qual nunca tínhamos visto antes. Algo alienígena. Mas o que se viu foi um produto bem terrestre, palpável, quase óbvio, porque não apresentou nada que já não exista no iPhone/iPod touch.

Meu juizo final? O iPad pode não fazer café e torradas como esperávamos, mas ainda assim é um ótimo gadget. Ele não é revolucionário, mas evolucionário.

Ele é uma evolução de um produto que conhecemos bem: o iPod touch.

Não foi difícil chegar a esta conclusão. As várias brincadeiras que fizeram, chamando o iPad de “iPodão” já deram a dica. E faz todo o sentido. O iTouch sempre foi considerado grande demais para um iPod, e a prova é que continuaram existindo outros modelos menores, como o Shuffle e o nano. Quem compra o touch não quer só ouvir música; quer aproveitar também os aplicativos da App Store e a praticidade de ter uma internet portátil (porém limitada ao Wi-Fi), tudo isso com a ótima interface multi-touch. Claro que escutar músicas e ver vídeos também é muito bom, mas isso já existe em outros iPods menores.

Ou seja, quem compra um iPod touch geralmente quer ter acesso ao que existe no iPhone, mas sem precisar se amarrar a uma operadora de telefonia. Mas se, para esse público, aparecesse um outro dispositivo que fizesse a mesma coisa, mas de uma forma maior e melhor?

É aí que entra o iPad.
A praticidade de ter um tablet onde você pode aproveitar todos os aplicativos da App Store, ver filmes em uma tela bem maior que também facilite a leitura de textos, livros e internet é muito bem-vinda. O iPad não traz revolução e sim praticidade.

Eu sou um heavy-user de um netbook, pois viajo muito e me sirvo dele para acessar a internet e fazer minhas criações. Gosto muito dele, mas já observei que em certos momentos eu acho a parte do teclado excessiva. Iria adorar se ele tivesse a metade do peso (ele já é bem leve) e uma forma melhor de interagir sem precisar das teclas físicas, que aliás, são completamente diferente das nossas, pois comprei na França. Nem mesmo o teclado eu posso configurar como desejo.

Eu sou o público do iPad? Totalmente!

O erro de muitos talvez seja querer compará-lo com o iPhone ou com um notebook. ERRO!
O iPad não tem a intenção de substituir nenhum dos dois e sim ser um meio termo. Ele pretende tapar aquele buraco que existia e que me fez comprar um netbook de outra marca que não seja Apple (não sou um fanboy, mas tenho bom gosto :P).

Para ver vídeos e ler livros, o iPhone/iPod pode ser considerado pequeno demais (apesar de ser prático em alguns monentos) e um laptop grande demais para isso.

Quem já pegou um trêm na Europa já deve ter visto que lá é muito comum ver pessoas abrindo seus laptops (muitas vezes enormes) para ver filmes ou ler algum texto durante a viagem. Até mesmo em metrôs de grandes cidades, onde engravatados preparam suas planilhas de trabalho em notebooks mal-acomodados no colo. Talvez seja por isso que uma pesquisa recente apontou que 66% dos franceses que já ouviram falar no iPad, têm a intenção de comprá-lo.

Talvez você não necessite do iPad, mas isso não quer dizer que ele não seja um ótimo produto. Ele tem seu público específico e uma ótima fatia de mercado a cobrir. Repetindo: ele não veio substituir seu iPhone e nem seu notebook. Mas se você hoje tem um iPod touch, talvez irá pensar no iPad como uma opção na hora de atualizar seu aparelho.

Um conselho: pare de falar mal do iPad, pois no futuro você poderá queimar a sua língua. 😉

Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados

  • “Um conselho: pare de falar mal do iPad, pois no futuro você poderá queimar a sua língua. ”

    Melhor frase sobre a iPad ever.

    • o iPad, vai ser igual ao iPhone, entre termos claro, estou falando de sua evolução, quem hoje deixaria de comprar um iPhone 3GS por um Classic? ninguém a não ser que fosse muito burro, a passar do tempo as coisas vão evoluindo..

  • Vitor Sá

    É um ponto interessante. Atualmente tenho um iPhone, não o trocaria pois é um celular. Mas antes tinha um iPod Touch, e sinceramente, o trocaria facilmente pelo iPad! Eu o utilizava mais para vídeos e internet, o iPad é muito superior nesses quisitos. Se eu quisesse ir pra rua, levaria um iPod Nano! A grande diferença é o preço, muito diferente!! E eu lembro de outra coisa, quando tinha um iPod Touch eu sonhava em ter um iPhone!! Não sei se isso vai mudar…

  • Kevin

    Falou tudo =D

    Não tenho mais nada a acrescentar, meu comentário acaba aqui xD

  • Junior

    Apoiado literalmente!!!
    iPad tem tudo p/arrebentar no mercado,principalmente no de games.
    Abraços

  • Taís

    Para mim o iPad esta aprovado, principalmente para ler. Acho ótima a idéia de poder comprar um livro na hora que eu desejar. E to apostando que os preços vão baixar muito.

    • Taís

      Quando falo em baixar os preços estou me referindo ao preço dos livros, jornais, revistas. Será mais acessível.

  • reportagem muito bem feita, parabéns iLex!!

  • Caio

    É isso que eu vinha tentando explicar aos marmanjos daqui iLex… Adeus netbooks.

    • Ednilson

      Pois é! Eu também acho que o IPad seja um iPod Touch Killer. Acho que seja mais um Netbook Killer.

      Tenho um Touch e carrego ele pra todo lado comigo no bolso. Não poderia fazer isso com um iPad. A não ser que andasse o tempo todo com um terno que tivesse um bolso razoável, como aquele do cara do merchandising no Grammy. Mas definitivamente não é o meu caso (e creio que de muita gente) e não seria nada fácil acomodar um iPad nos bolsos de minhas calças jeans… 😉

      Já os fabricantes de Netbooks, esses sim têm que ficar bastante preocupados com o iPad! Aliás, pelas notícias que têm sido veiculadas, parece que esta preocupação já ronda a cabeça de muito CEO da concorrência…

  • Leo

    O que eu gostaria de saber é se, portando um iPhone com conexão ilimitada para dados, posso conectar o iPad à internet por bluetooth, como conecto meu laptop, sem precisar de mais uma conta por mês…!
    Isso já seria ótimo. Se precisasse optar, usaria internet só no iPad, mas ele nem sempre estará comigo.
    Agora, o iPhone já é uma extensão do meu braço!

  • André Mortari

    Concordo que ele tem tudo para ser um otimo gadget, mas ainda sim acho que algumas coisas básicas poderiam ter sido incluídas e fariam dele ainda melhor.

    Uma câmera frontal, por exemplo. Ainda não consegui entender porque a Apple não adicionou isso. Ele seria um produto perfeito para vídeo chamadas!

    Outra coisa que senti falta foi de uma, pelo menos uma USB.

    Enfim, não será dessa vez que vou comprar logo de cara, farei como fiz no iPhone, achei genial o produto, mas esperarei a segunda versão para comprar.

  • JulianoR

    excelente post iLex…
    eu sou um exemplo disso, pretendia esse ano pegar um ipod touch e em 2011 pegar um Macbook Pro… infelizmente não to com grana para pegar os dois agora, hehe.

    com o lançamento do iPad, já me decidi: vou pegar o iPad esse ano! Pois com ele eu terei a experiência multi-touch(além da appstore) do iPod touch, e o Mac-to-go do Macbook Pro(já tenho um iMac, logo o MBP seria para levar na facul e navegar na internet e fazer apresentações mesmo) em um único produto, que custará a metade do preço do macbook pro 13″… nada mal, não?

    no meu caso, pelo menos, o iPad matou o iPod touch, hehe.

  • JulianoR

    e alias, vc tocou no ponto que eu mais venho tentando fazer as pessoas entenderem: o iPad não deve ser comparado com um notebook. ele é um concorrente do conceito dos netbooks, isso sim.

  • “Um conselho: pare de falar mal do iPad, pois no futuro você poderá queimar a sua língua. ”

    Melhor frase sobre a iPad ever. [2]
    dálhe iLex

  • Leonardo

    Na minha opinião eu não acho que o iPad subistituira o iPod Touch, pois quem compra o iPod Touch, na maior parte das vezes, gosta de sua mobilidade, e o iPad não possui toda essa mobilidade, é claro que você pode leva-lo onde quizer, porém se você não tiver um fone com microfone, você tera que tira-lo toda hora da bolsa para mudar de musica, é vamos concordar que o iPad não é nada discreto. Ele é sim um otimo aparelho porém acho que ele não subistituira o iPod.

    Ahhh uma coisa, na matéria vocês disseram para não comparar o iPad com o iPhone, mas quem começou com isso foi o proprio Steve Jobs, dizendo que faltava algo entre o iPhone e o Mac, e disse que o que estava faltando era o iPad, ou seja para ele ficar entre o iPhone e o Mac ele tem que ser melhor que o iPhone neh.

    • Andre

      Concordo contigo, O ipad não tem a mobilidade do ipod, com o ipad tu não pode ir dar uma corrida no parque ouvindo a sua música por exemplo. Portanto, acho que não vai “matar” o ipod touch como o título do post sugere, pode no entando diminuir as vendas do ipod, pois tem muita gente que usa o ipod como computador.

    • Kevin

      Exatamente o contrário, steve jobs disse que faltava alguma coisa ENTRE o iPhone e o notebook, e não alguma coisa que supere os dois, e sim que pegue o “melhor” de cada um, ai que entra o iPad ;D

      • Leonardo

        Kevin, para o iPad estar entre o iPhone e o Mac, ele tem q ser melhor que o iPhone, faça o seguinte raciocinio então se eu falar que falta uma coisa entre um pc d 160 gb d hd e outro d 500 gb d hd, e falar q entre eles dois fica um d 80 gb pq pega o melhor dos dois?

      • Leonardo

        Se ele estivesse falando sobre o tamanho deles ai sim o iPad ficaria entre o iPhone e o Mac.

      • Kevin

        Isso, em questões numericas, mas o entre esta no sentido de alguma coisa mediana entre os dois, um meio termo sacou?

        O meio termo entre um blog, e um chat, seria o twitter entende? (exemplo podre lol)

  • Ale

    Talvez o iPad possa matar o iPod Touch mas vejamos o outro lado da coisa! A maioria mora em uma cidade violenta cheio de assaltos e tal! Um iPod touch é mais pratico para levar no bolso e usar em algum lugar relativamente seguro! Já um iPad vc precisar de algo maio par levar! É um aparelho para se usar mais em um local fixo!! Diferente do iPhone q é um cel !!
    É apenas uma opinião diferente e no meu caso compraria sim um iPad para usar em casa ou na casa da noiva!! Abs a todos!

  • Pedro

    Particularmente também achei um excelente gadget. Concordo em alguns pontos com você, mas…
    O Grande slogan do ipod touch quando lançada a nova versão com hardware equivalente ao do 3GS foi.. um excelente “computador portatil”.. e realmente é.. utilizei o mesmo durante todo o ano passado o qual sofri com diversos problemas no meu notebook e ele agilizou minha vida 100% no trabalho/faculdade.. tinha todos meus e-mais a mão, escutava música, assistia a videos em metro, onibus, patio da facul quando tava atoa em um objeto que cabia no meu bolso.. podia ir sem mochila que tinha tudo em mãos… Já o iPad não tem a mesma conveniência.. não é algo que você leva sem uma mochila… (não no Brasil)..

    Também tem o problema que essa “evolução” vai custa em sua configuração mínima o dobro do preço do itouch la fora e aqui até 3 vez o preço….

    Mas apesar disso tudo, só pela sua apresentação na keynote eu compraria um.!

  • AlyCWB

    A Apple é esperta demais. Pra que dar coisas a mais e criar algo totalmente revolucionário se com o iPad como foi mostrado ele já se torna o melhor no seu segmento?

    A concorrência que corra para alcançar.

    E parabéns pela cobertura do evento via áudio. Ficou show. E iLex, quem eram aqueles outros que participaram que não se apresentaram? Outra coisa, tua voz parece a do Serginho do BBB10 hehehe. Tô zuando, não vai levar por trás.

    Abraço

  • Sem dúvidas post muito bem trabalhado e ótima visão do produto.

    Pontos fortes, e óbvios, que ninguém quer enxergar foi bem abordado. iPad não é pra se comparar a iPhone ou Macbook… iPad é um produto a parte, com outros alvos, finalidades e usabilidade diferente. Difícil entender isso?

    Vejo blogs internacionalmente conhecidos falando mal do iPad, e o pior, caras que tiveram eles ‘hands-on’, não fizeram nem uma forcinha pra pensar e analisar de forma neutra… FAIL!

    Este post deveria ser lido por todos aqueles que julgaram tão mal o iPad. Analisem melhor e PENSEM MAIS pra entender o real motivo daquilo que vocês vão julgar ou taxar de inútil.

    Sem mais… Parabéns iLex.

    • Leonardo

      “Pontos fortes, e óbvios, que ninguém quer enxergar foi bem abordado. iPad não é pra se comparar a iPhone ou Macbook”

      Gostaria de te lembrar que quem começou com esssa comparação foi o proprio Steve Jobs, dizendo que faltava algo entre o iPhone e o Mac, e disse que o que estava faltando era o iPad, ou seja para ele ficar entre o iPhone e o Mac ele tem que ser no minimo melhor que o iPhone neh.

      • JulianoR

        Olha só… oq ele disse foi que o havia espaço para um produto entre o smartphone e o notebook(ou iPhone e Macbook), e esse aparelho teria de ser melhor “at some key things”(em algumas tarefas fundamentais), como navegar na internet, ver o e-mail, ver vídeos, ler ebooks, etc…(enfim a lista tinha uns 8 ou 9 itens).
        e foi isso oq ele entregou, a experiência de navegação, e-mail, video, etc… todas são mais ricas que o iPhone em recursos, e mais “gostosas” que o Macbook.

  • Juda Benhur

    Eu mesmo fui uma das pessoas que falaram mau do iPad. Ainda acho ele um iPod gigante, mas devo confessar, que após assistir ao vídeo dele, produzido pela Apple com o depoimento dos envolvidos no projeto, fiquei muito balançado.
    Não se trata de queimar a língua, até porque estou reconhecendo que pode ter o seu valor.
    Acredito também que possa atender ao “meio-termo” do mercado entre os netbooks.
    Mas de qualquer forma, ainda não me convenci, apenas fiquei muito interessado.
    Fico ainda com a opção notebook (MacBook Pro) iPhone.
    A propósito, comprar meu Macbook Pro, foi o melhor investimento já feito.

    PS: -Adianto aqui, acredito seriamente que a Apple lance o iPhone 4G com um processador A4 ou muito similar. Isso seria sim, uma boa evolução do “nosso” querido.

    Abraços.

  • Depois de ler uma matéria no Gizmodo mudei um pouco a minha opinião a respeito do Gadget.
    Fora a interface dos aplicativos, por enquanto não é nada diferente do iPod Touch. Mas como disse em um fórum: Não tem como exigir 100% de um aparelho que acabou de ser anunciado.
    Assim como o iPhone a cada dia tem uma nova utilidade a mesma coisa pode acontecer com o iPad.
    Tenho certeza que os desenvolvedores de APPs irão surpreender após o lançamento do iPad, não só em aplicativos para a APP Store, mas quem sabe aqueles em sources no Cidya.
    Dependendo dos preços aqui no Brasil pensarei em comprar um sim. Facilitaria muito em meu trabalho e seria muito agradável ver fotografias e filmes nele.

    Obs.: iLex você é sim um fanboy. =P

  • estevao

    Acho que não nos tocamos do que pode aparecer ainda na AppStore voltado para o iPad, como assinaturas de revistas com conteúdo adaptado igual ao aplicativo da apresentação do NY Times, imagino o que poderá vir ainda com a imaginação dos desenvolvedores, possibilidades de comprar revistas por fascílucos através do In App Purchase, jornais imitando o impresso que mudam a notícia enquanto você está lendo, me lembra até o jornal do Harry Potter onde o Syrius Black aparece gritando na foto, acho que se as editoras comprarem a ideia e caprichar nos aplicativos, teremos algo fantástico, tudo além do que já foi dito pelo iLex, com o qual concorde plenamente.

  • Ricardo

    O que vem a corroborar com a sua opinião é o pouco falado novo iWork. Que aparentemente vai tornar a criação de documentos simples uma tranquilidade e com apresentção profisional!

  • Fabiano

    Esse foi o depoimento que mais me agradou desde o lancamento do iPad. Realmente acho que o nicho para o iPad seria o do Ipodtoutch.
    Nao me encontro atualmente nesse nicho pois preciso de mais recursos para poder criar meus blogs, arquivos, trabalho etc… mas acho que muita gente se enquadra nesse perfil.

  • Ceceu Veron

    @iLex

    Gostei muito do seu texto Lex ,sem a cegueira caracteristica de muitos visitantes aqui do blog 😛

    Mas sinceramente, o iPad nunca será um iPod Touch killer … Talvez em paises de primeiro mundo ele não naufrage, porem em paises em desenvolvimento creio que ele não será mto atrativo …

    Eu tenho um iPod Touch … E sinceramente , para mim, o iPad não me interessa nem um pouco … E olha que ate poderia me interessar, visto que sou estudante de medicina e seria mto bom um gadget que me permitisse ler varios livros e acessar a internet quando estou fazendo corridas de leito no hospital.

    PORÉM, o iPod ja me supre com folga essas necessidades … Tanto que futuramente , se for lançado um Touch com camera, irei atualizar o meu de primeira geração para esse , evitando assim o iPad .

    Motivos nao faltam. Preço, portabilidade, segurança, uso, entre outros. Preço pois um iPod de 8gb ja me atende mto bem (creio q 16 será o interessante quando vier com camera) , ja que video é o que mais pesa em termos de espaço, e o maximo q carrego são videos de youtube … Portabilidade, ja que é mto mais pratico um gadget que vc pode colocar num bolso ( aquele exemplo no Grammy foi MTO forçado ) , fora que uso ele como player de musica, o que o iPad não pode suprir caso vc esteja se deslocando a pe e em outras situações ( ex : praticando algum exercicio ) … Segurança , visto que o iPad com certeza daria mto mais na cara ao ser usado em publico, sendo que o Touch pode ser usado mais discretamente. Uso, no meu caso, pois não preciso de uma tela grande para melhorar minha interação, pois me dou mto bem lendo livros na tela do Ipod ( e olha q uso oculos 😛 )

    O iPad peca mto, para mim, pela falta de usar o SO “de verdade” , falta de entrada USB e uso liberado de seu SSD ( liberdade para colocar e tirar o que quisessemos do iPad, sem necessidade de se prender ao iTunes ) … Isso seria essencial para ele realmente funcionasse como um meio termo entre notebooks e Iphone … E isso são detalhes que dificilmente serão consertados ( duvido q a Apple permite futuramente num firmware usar o adaptador para USB para acesso livre à memoria do aparelho ) Voce fala que o iPad te interessa, mas duvido que o iPad atualmente supra todas as funcionalidades que vc utiliza no netbook …

    Se isso acontesse , ai sim o iPad ate que poderia ser funcional… Mas senão , continua sendo um iPodão … 😛

    • JulianoR

      a questão aqui é bem simples: vc não faz parte do público que compraria um netbook, por isso o iPad não te atrai.

      agora, acredito que o iPad possa fazer sentido em paises como o Brasil sim, ele chegará aqui pelo preço de um Netbook da positivo(e certamente mais barato que os netbooks premium da sony, por exemplo).

      • Ceceu Veron

        Voce leu todo meu post ? Acredito que não …

        Porque eu estou sim interessado em um netbook ( meu notebook ta um caco hehe 😛 ) Mas olha só o detalhe : usaria um netbook pq precisaria ir para a faculdade e pegar as trocentas coisas que os professores apresentam (para depois estudar), fora apresentar meus proprios trabalhos no datashow da faculdade … E todo universitario necessita dessa facilidade , ponto que o iPad não consegue suprir ( ou seja, perde grande fatia de publico ) Se ele tivesse as funcionalidades que citei anteriormente , ai sim poderia ate pensar em trocar meu iPod por um iPad …

        Pra resumir: quem tem iPod Touch aposto que se tivesse que optar por comprar um Ipad ou um MacBook, aposto que escolheriam a segunda opção (mesmo tendo que desembolsar um pouco a mais ;))

  • Ale Salvatori, também acho que foi mais expectativa criada em cima de algo a ser apresentado.
    Como já escrevi em post anteriores, a finalidade principal é de vender livros e assinatura de jornais pela store. No Brasil, a Apple deveria procurar os Jornais e Revistas de grande circulação nacional para fazer o mesmo ou ao contrário, eles procurarem a Apple para colocar suas publicações na Store. Vale também para Editoras de livros. Acho que no Brasil e médio e longo prazo a idéia pode emplacar.
    Eu gostaria, por exemplo, no café da manhã poder dar uma olhada no Jornal, ler as manchetes do dia sem ter que ligar um netbook, esperar carregar o sistema operacional, abrir a internet, etc, etc, etc… 😀 O que você acha?

  • Breno Barros

    Discordo em vários pontos da sua análise, iLex.
    Ainda acho que cada gadget terá seu público sempre. Claro que algumas pessoas que sonharam com o iTouch maior para poder assistir a seus vídeos preferirá o iPad para esta finalidade. Mas lembre-se que o iPod Classic (aquele outro já considerado “grandão” em seu tempo) também tem a opção de rodar vídeos, e o tempo em que tive o meu (furtado….), o simples fato de assistir a um vídeo (um show curto, por exemplo) nele durante viagens médias já quebrava um galhão.

    Ainda acho que o iPad vai preencher diversas lacunas que ambos iPhone e iPod Touch não conseguiam resolver antes, devido ao tamanho. Só depende dos desenvolvedores (sim, isto é um apelo!) e da Apple Store (sim, isto é OUTRO apelo!!!) para que essa “funcionalidade” seja atingida. Penso no iPad sendo utilizado por designers, arquitetos ou engenheiros durante a explanação de suas obras; ou por economistas ou administradores durante a explanação de suas planilhas aos seus clientes, ou mesmo o meu caso, de pesquisadores usando-o como recurso áudio-visual para suprir limitações impostas em apresentações de congressos científicos, por exemplo. E os exemplos são sem fim.

    Claro que enquanto veículo de entreteniento, sua funcionalidade vai além do “iPodão”. Mas seria queimar ainda mais a língua não considerar sua funcionalidade como um todo, e mantê-lo no âmbito “gadget para entretenimento”.

    Bom, assim como a tua, esta é apenas a minha opinião. Mas acho que o iPad está mais para Palm TX do que para iPod touch, dado o seu potencial de empreendedorismo (é assim mesmo que escreve?).

    Abração a todos!

  • Thiago

    Concordo plenamente com vc ao afirmar que o iPad é uma evolução, mas talves por conta do grandes rumores que nos iludiram eu esperarava que o iPad fosse uma revolução,principalmente no mercados de net/notebooks, e não uma nova categoria de gadget. Acredito que o iPad ainda tem grandes chances de se tornar um incrível aparelho caso a Apple libere suas cartas na manga como o multitasking.

    A minha pergunta é : se vc fosse um executivo que precisa-se de acesso a internet, e principalmente a possibilidade de criação e visualização de arquivos, vc compraria um iPad ou um net?

  • Jose

    iLex, o iPad é realmente um “gadget” fantástico, pela produtividade (hardware potente, conectividade [wifi e 3g], teclado prático, aplicativso) que permite e pela tela (jogos, email, navegação), mas tem uma desvantagem fundamental devido a tudo isso: NÃO CABE NO BOLSO.
    Apesar de ser, sem dúvida, portátil, está em uma outra categoria, e por isso não acredito que as pessoas deixarão de comprar um Touch pra comprar um iPad pra levar pra faculdade/escola, pro trabalho ou pra um passeio no parque/shopping. Talvez até comprem os dois, mas acho difícil escolher entre um e outro.

  • Paulo Nunes

    Acho que somente o uso e a consolidação dos apps portando todos os tipos de tarefas no iPad vai dizer se ele realmente será suficiente para atender às nossas necessidades, se vai valer a pena pagar caro e carregar conosco um produto maior. Caso dê pra fazer tudo que precisamos, apesar das restrições do sistema fechado, será a melhor experiência que teremos com um computador, tenho certeza que a Apple tem toda a capacidade de nos entregar algo que realmente simplifique a nossa interação digital sem aleijar suas funções. Outro dia desses, vi um tablet rodando Windows e imaginei como deve ser cansativo tocar em todos aqueles menus, atalhos, botões, caixas de texto… Talvez por tentar fazer dos tablets “computadores sem teclado e mouse” é que o formato até agora não havia emplacado, já que a interface dos sistemas operacionais atuais só é eficiente com mouse e teclado, a tela como única forma de entrada de dados não é suficiente.

    É chato não poder gerenciar os arquivos como se quer, ou ter a personalização do sistema limitada, mas se a compensação por isso for um sistema bonito, elegante e bem organizado, ficaremos até mal-acostumados com o iPad e usar um computador convencional passará a ser cansativo… Vide a diferença entre antes, que para ouvirmos música, tínhamos que abrir cada pasta e clicar duplo nos arquivos, ou adicioná-los um a um no Winamp, e agora, com o iTunes, que gerencia e organiza automaticamente os arquivos e suas informações. Quase não abro a pasta de músicas, mais!

    A única ressalva que coloco no texto do iLex é que, se os notebooks ficam mal-acomodados no colo dos passageiros do trem, o iPad ficaria pior… Segurá-lo nas mãos por muito tempo cansaria, e no colo, além de pouca estabilidade, não é ergonômico.

  • ….mas ainda não cabe no bolso 😉

  • Algus Helm

    O iPad é um produto de nicho específico e bem prático… quem sabe um dia eu troque meu EeePC por um desses…

  • Ahmadsh

    Parabens iLex

    otimo post nao daria pra falar melhor que isso.

    bem simples e direto.
    abraços

  • Bruno

    ale, discordo, pois acho q quem quer um Touch, quer, alem dos aplicativos, tambem quer ouvir musica sem ter q carregar uma mochila pra isso. TALVEZ realmente haja um publico para o iPad, mas nao creio que seja tao expressivo, ainda mais no Brasil, onde nao se pode andar nem com um celular de 200 reais…

  • João

    Parabéns pelo texto, mas não concordo que seja um ipod touch killer devido ao tamanho diferenciado de cada um, e tem público alvo totalmente diferente, quem pratica esportes vai comprar um iPad ou ipod touch? Tudo bem que um ipod nano faz o mesmo trabalho, mas é melhor ter varios dispositos unidos a um só… O iPad está nascendo no mercado e quem sabe as futuras versões agradam mais o público, alias o iphone classic que o diga.

  • André

    Concordo plenamente com esse post, o iPad realmente encontrou um nicho fantastico que vai trazer muita praticidade ao seus usuários! O maior erro das pessoas que o estão criticando é misturar as tecnologias, pois como escrito acima, ele não eh nem um iphone nem um laptop, ou seja, nao deve ser comparado! Portanto acredito que o iPad vai sim ser um aparelho revolucionário na sua devida categoria e obviamente que a Apple vai aprimorá-lo todos os anos!

  • Silver

    quem nao entendeu o proposito do iPad eh pq nao assistiu a keynote. eu realmente tinha me desapontado um pouco e nao tinha entendido o proposito dele, mas dps que eu vi a keynote td mudou. ela explica perfeitamente: eh algo entre o iPhone e um MacBook, ou seja, faz as coisas que o iPhone nao faz por limitaçao de tela, mas tb nao faz tarefas tao… “profissionais” de um notebook como por exemplo editar videos de forma profissional. (usando outros apps que nao sejam os da App Store) o iPad pega o melhor dos 2 dispositivos, sendo um meio-termo entre eles, e unindo em 1 so.

    exemplo:

    vc as vezes nao quer ver um filme no iPhone pq a tela eh mto pequena, e nao quer jogar um Need for speed pelo mesmo motivo, mas vc tb nao precisa de algo tao “complexo” qto um notebook. eh ai que entra o iPad.
    tudo o que o iPhone nao faz por limitaçoes de tela (esses casos que eu citei acima) o iPad faz. e tudo o que seja de mais complexo que um notebook faz, a iPad NÃO faz. e tudo o basico que os 2 (notebook e iPhone) fazem, o iPad faz melhor, como por exemplo ouvir musicas, ver videos, usar calendario, agenda, iWork, internet, tudo isso ele faz melhor do que um notebook e um celular, sendo ao msm tempo um objeto entre eles.

    logo, tem um publico alvo especifico. um publico que nao quer usar (pq acha desconfortavel ou simplesmente pq nao quer) o iPhone pra ver videos, jogar e ouvir musicas pela tela pequena e baixo volume do alto falante e tb nao quer um notebook pq ele eh um pouco complexo mas pelo menos pode fazer E editar arquivos do iWork, ler livros, navegar na internet, coisas que talvez nao sejam tao interativas e confortaveis de se fazer num notebook. (o iWork da iPad eh um bilhao de vezes melhor, mais interativo, mais facil de usar do que o do Mac)

    e pq nao um netbook?
    pq vc acha que o iPad eh muito, mas muito melhor, mais rapido e mais facil de usar que um netbook?
    claro, alem de ser pq todos os netbooks rodam windows (ou linux) eh tb pq ele eh mais rapido e eh multi-touch, alem de ser Apple!

  • @Leonardo:
    Uma coisa é se comparar as funcionalidades e usabilidades entre o iPad e o iPhone, outra bem diferente é comparar ‘quem é o melhor dos dois’.

    Não se pode comprar qual o melhor dos dois e muito menos qual o melhor dos três… É como eu disse, são três patamares diferentes, alvos diferentes, e necessidades diferentes.

    É isso que a maioria tá tendo dificuldade de entender. Comparação do tipo, ‘iPhone tem câmera, iPad não tem’ é viável, agora falar que por causa disso um é pior ou melhor que o outro é ‘fail’ ao meu ver.

    Acho que o melhor a se fazer é cada um por a mão na consciência e pensar “Um iPad vai ser funcional pra mim? Vai servir?”, se sim, ótimo, enjoy it, se não, pelo menos não vá sair dizendo que iPhone é melhor que iPad sux, isso que eu acho non-sense.

  • Concordo totalmente.

    E por outras palavras e observações:
    http://armpauloferreira.blogspot.com/2010/01/apple-ipad-o-que-pensar-deste-novo.html

  • Parabéns iLex, este post está excelente.
    Como já falei em um outro comentário de um outro post, o ipad não é para ser usado como um iphone ou um ipod, é para um uso além disso, imaginemos, que no lugar de um notbook voce usasse o ipad para ir a faculdade, anotar todas as suas matéria, e depois lê-las tranquilamente no seu sofá, sua cama, ou até mesmo no banheiro,pois além de mais leve é mais fácil de manusear.
    Agora se voce quer utilizar para correr, compre um ipod, ou algum outro tocador de mp3.
    A intenção da apple é como várias pessoas acima disseram, ser um gadget ponte entre o iphone/ipod e um macbook/notbook e não ser melhor ou pior que eles.
    Por fim, como disse o iLex, cuidado para não queimarem as linguas, quando o mesmo for um sucesso de venda

  • Ana Paula

    Oi, iLex! Comprei no ano passado um iPod Touch e depois da apresentação do iPad tive a mesma impressão que você: um produto pode canibalizar o outro. Eu mesma pensei que se soubesse que a tablet tão falada teria as caracteristicas que foram apresentadas, pensaria duas vezes antes de comprar o iPod. Mas há dois problemas fundamentais: 1) mobilidade: o iPod vai comigo na bolsa (que é pequena), sem chamar atenção; 2) o preço: por quanto será que o iPad vai chegar no Brasil?…

  • João

    Pera ai, comparar o iPad com um netbook não dá neh, são aparelhos totalmente diferentes. O netbook tem sistema operacional de um computador desktop e abre uma gama muito maior de funções, já o iPad está preso ao iTunes, e um netbook com iTunes controla um iPad. O netbook está acima da escala hierarquica, e o iPad se encontra entre um netbook e um iPhone.

    Resumindo O iPad é um aparelho mais leve, menor, mais fácil de carregar em viagens, porém não substitui as funções de um netbook com sistema operacional comum.

  • grm177

    Digam o que quiserem, ainda que todo produto tenha seu próprio foco, obviedade, mas é como a Ferrari lançar um trator e dizer que o produto tem seu mercado. O ponto não é se o produto oferece algo que o iPhone não oferece, mas como a Apple perdeu a oportunidade de lançar algo realmente interessante.

    Para ler livros o Kindle é melhor, a tela brilhosa não é o melhor meio para leitura, tecnologia e-ink é o que há. Para ver filmes não há tela wide, sem falar nas bordas ultrapassadas. Não serve para um bom chat com videoconferência, pois não se prestaram a colocar uma câmera idiota que deve custar U$ 2. O design que é interessante para o iPhone parece preguiça em elaborar algo melhor no iPad.

    E o produto por ser rígido (se fosse já com as telas flexíveis) é pouco portável, fácil de deixar cair, vai ser lindo quando tomar um tombo.

    Mas claro que mesmo assim algum mercado terá, até lixo vale algo hoje em dia, pessoas compram coisas muitas vezes por consumismo e não por utilidade, quem sabe um ou outro que tenham uma necessidade muito específica. Mas o que digo é que a Apple perdeu uma bela oportunidade de enterrar a concorrência, de aproximar os usuários para o Mac (deveria usar OS X ou um híbrido ao menos).

    Eu só queria ver se esse produto tivesse sido lançado pela MS…

  • Não vejo a hora de tocar no brnquedo..
    Evolucionario o define muito bem, belo post iLex!

  • iulo

    MInha esposa tem um notebook que só usa para e-mail, navegação e assistir filmes e seriados. Um netbook serviria pra ela, logo um iPad também.. exceto por uma coisa: como fazer pra assistir no iPad as séries que ela baixar de um site qualquer? Aliás, o iPad vai permitir fazer download direto de arquivos dos sites??

    Eu sinto falta de uma USB e outras coisas mais, mas principal questão pra mim é essa, pois pelo que entendi você fica preso ao iTunes?

    Eu realmente iria considerar trocar o note da mulher pelo iPad, mas sem poder assistir a séries baixadas diretamente no aparelho, nem dá.

  • Alex iPilot

    Concordo com o GRM177, com o Ceceu e outros… Se fosse lançado pela MS rodaria Windows, teria câmera e USB… E seria avacalhado por muito gente no pomar, hehehe…

    Obviamente não condeno quem veja utilidade no iPodão. Se fosse menor me serviria, mas NUNCA, JAMAIS, (exagerando, claro) ele substituíra um netbook onde se pode fazer vídeo chamadas com o Skype, manusear arquivos em drives externos, descarregar fotos, imprimir docs, etc…

    Será que tão pouca gente lembra que ele requer um micro para sincronizar com o iTunes??? Então são necessários os 2, o netbook e o iPad! Ele não “existe” sozinho…

    Eu não tenho netbook porque meu note HP ainda me atende bem e não tenho mais desktop faz tempo por conta da rotina de viagens, porém vários amigos meus na mesma situação tem netbooks. Eles trocarão seus netbooks pelo iPad? Não podem!

    Por isso digo e repito: quem diz que o iPodão “matará” os netbooks ou que os seus fabricantes devam se preocupar, possui outro computador além do netbook e não consegue imaginar que existam pessoas que só possuem o netbook e são felizes assim, com tudo o que ele oferece.

    Neste sentido é que digo que quem clama a morte dos micrinhos “não são usuários” de netbook, ou seja, não os tem como computador único e sim como alternativa. Estes até podem jogar o netbook pela janela e venerar o iPodão mas não sao TODO MUNDO.

    Já escrevi (especulei) ontem que o iPhone 4 vai substituir o iPod Touch. Também penso, esperançosamente, que o OS4 trará funcionalidades ao iPodão, hoje ocultas. Incluindo uma interação com o i4.

    • Na boa: achar que um tablet rodando Windows é a mesma coisa que o iPad, me desculpem, mas ai não dá nem pra discutir…

      • kete

        realmente, uma tablet rodando windows tem multitasking, flash (que ainda nao foi substituido por html5), usb, camera e funciona como um pc, com todas as suas funcionalidades, podendo ate sincronizar um ipad pelo itunes

  • Alex iPilot

    lulo, esse é o ponto chave! O dono do iPad fica preso ao iTunes! Ainda necessitando de um micro qualquer para sincronizar… Baixar arquivos de qualquer lugar? Nem pensar! Exatamente como o iPhone.

    Foi um tiro no pé dado pela Apple. Autoconfiança, ganância? Talvez. Hitler já tinha a Europa e ainda insistiu querendo a Russia…

    • kete

      falando em hitler, vc viu o video dele reclamando da ipad?
      euri

  • DarkSide

    Isso seria a mesma coisa que falar que o iPod touch é um iPod nano killer… o que não é verdade, cada produto tem seu foco de mercado

    • Discordo. O publico do touch não é o mesmo do nano…

      • kete

        é sim, eu mesma sai de um nano pra um touch, e o nano ainda cobre minhas necessidades

  • OmarBH
    • OmarBH

      Atenção! Não estou falando que será melhor ou pior que o iPad. Só estou dizendo que a briga, principalmente na área de publicidade, vai ficar acirrada. Tô na fila do pra ter o iPad, mas não se pode negar que o(a) Google joga pesado e tem bala na agulha, além de dólares no banco.

  • kete

    eu particularmente nao trocaria meu ipod pelo ipad, simplesmente porque nao quero sair por ai com uma mochila p carregar esse treco, que alias, nao tem os apps stocks e weather, que eu uso, por incrivel que pareça…
    preciso de algo para levar no bolso, que nao seja atrelado a uma operadora, e o ipad nao pode ser levado, pelo menos no meu, bolso

  • Rafael

    Como nao cabe no bolso, acho dificil que Substitua o Touch, mas acho que uma parcela dos consumidores do Touch ele pega sim

  • Alex iPilot

    Hehehe, verdade, Kete, o hipotético tablet “MS Windows Google Tabajara” ofereceria isso tudo que o iPad não oferece…

    Aliás, daria uma boa peça de propaganda, um fã boy da Apple perdido, desesperado, sem conseguir um mísero netbook Positivo para sincronizar e usar seu iPad e aí…. eis que surge alguém, não uma pessoa qualquer mas uma alma caridosa e sem rancor, com um tablet “MS Windows Google Tabajara” e o pobre coitado pode ficar feliz, sincronizando seu iPad, hehehe… 🙂

    Antes que me atirem as maçãs, eu reafirmo que ainda não perdi a esperança e aguardo ansioso pelo OS4 😉

  • Paty

    Não acho que seja um iTouch killer, nem perto. Eu comprei o iTouch justamente pela portabilidade. Se for para ter um iPad na bolsa, compro um netbook.

  • Eduardo Nogueira

    Caro iLex,

    Achei criativo seu ponto de vista e a forma como posicou sua opinião do produto no mercado. Concordo com seu ponto, mas indo mais a fundo em seu pensamento, acredito que o iPad PODERÀ ser revolucionário baseado nos aplicativos que nós desenvolvedores faremos a ele. As funcionalidades dele apresentadas são de conhecimento dos usuários de iPhone e iPod Touch, por isso achamos falta de inovações.
    Bem… o iPad, me possibilitou a criação de um aplicativo integrado a web para resolver problemas de meus clientes que até hoje são resolvidos por telefone, palm, e netbook juntos!! Ou seja, tenho a oportunidade de unificar estes dispositivos de forma produtiva, intuitiva e tecnologicamente a frente dos concorrentes (sem dizer com elegância!).
    Isso sim é revolucionar o trabalho das pessoas com uma ferramenta e dispositivo que inicialmente foi projetado para entretenimento.
    Vamos ser criativos! Nós brasileiros sabemos ser, quando queremos. Ficar sentado esperando o próximo dispositivo bater a porta é cômodo demais para mim, vamos criar necessidades, gerar faciliadades aos clientes, inovar conceitos, fazer barulho… assim o próprio mercado verá a lacuna de algo novo… que hoje ainda não existe… e quem sabe qual será a ‘próxima fronteira‘ 🙂

    “Agite a cabeça antes de pensar”

    Essa, é minha opinião.

    Paz a todos.
    []s

  • Vareja

    Parabens pelo excelente texto.
    Análise racional e sem paixões. Colcou muito bem o iPad em seu devido lugar e mostrou que não nada revolucionário, pois sua única diferença para o Ipod Touch é a tela.

  • Rafael Taro

    Ta ai alguem que teve uma opinião proxima da minha 😀

  • Lucas

    Com certeza alguém vai pensar em trocar o iPod touch por um iPad…
    sair por ae com uma bugiganga de 10 polegadas como um iPod, realmente muuuuuuuuuuuito prático!
    Cabe em qualquer bolso e também não chama a atenção…

  • Caio

    Vocês ainda não entenderam?
    O Jobs nunca anularia um produto com o outro. Ele é inteligente e ele sabe o que faz.
    A própria apresentação do iPad mostrou o motivo da existência dele. Não é acabar com o iPod Touch ou com o iPhone. Ele não é tão móvel. O iPad também não é um notebook e nunca vai ser. Esse não é o foco dele.
    O que a Apple fez é como um centro de entretenimento para se usar em casa, que até pode ser levado para fora dela. Você quer ler os seus livros? Tem o iPad. Você quer jogar alguns jogos da App Store? Tem o iPad. Você quer navegar na net sem usar o Pc ou o notebook? Tem o iPad. Isso é um novo estilo de produto. Ele não vai substituir nada, porque nada é igual a ele, ainda.
    Como Steve disse, “você tem um Macbook e um iPod Touch ou um iPhone, mas nada entre eles”. O iPad é melhor que o iTouch e o iPhone em determinados aspectos e pior em outros, principalmente mobilidade. E o iPad é melhor que um notebook em algumas coisas e muito pior em outras, você não vai usar um iPad para o seu trabalho, você vai querer um notebook.
    Acredito que o quem vai realmente comprar um iPad é quem já tem um smartphone e um notebook. E só saberemos do que ele realmente é capaz, daqui alguns meses, quando nós começarmos a entender a nova categoria de produtos que surgiu com os tablets.
    @caioaugusto

  • Fisioamore

    TECLADO FRANCES:
    Qual configuração vc usa para o teclado ficar com
    a
    acentuação correta???

    Parabéns pela matéria!!!!

  • Marcello

    Parabens iLex
    Otimo post não daria pra falar melhor que isso.
    Vou comprar um assim que começar a venda se eu não gostar vou enviar para você sortear no blog, só não pode entrar no sorteio esse monte de resmungão.

  • Alex

    Não sei não, quando você diz que as pessoas criaram expectativas muito altas e tal, não foi do além que elas pensaram isso, foi o proprio tio Jobs que falou coisas como “aparelho mágico”, “algo totalmente diferente do que você já viu”, etc. Concordo plenamente com voce que o iPad é um ótimo aparelho, sem dúvida, mas o porque de muitas pessoas ficarem falando mal, é porque o que a propria Apple disse, deixou a entender que eles iriam lançar um aparelho inovador, com novas funçoes ou nova forma de uso, alguma coisa que ninguem tinha feito parecido, e não foi isso que aconteceu, alias, foi totalmente ao contrario, eles somente lançaram um iPod Touch maior, com facilidade pra navegação na internet e voltado pra multimidia, que convenhamos, não tem nada de inovador até o momento. Pode ser que futuramente criem um iPad 2.0 e que venha com algo inovador que nem foi dito por eles anteriormente, mas eu só achei que você confundiu as bolas, comparando a utilidade do iPad com a tão prometida inovação que eles mesmo disseram que iria vir com o lançamento do tablet.

    • andré

      concordo, Alex. Jobs nunca tinha falado especificamente das especificidades técnicas do aparelho, mas vendeu como a revolução na história da humanidade, vendeu. Ora, se conheço o iPod Touch, consigo imaginar como ele seria com uma tela maior (porque até agora, é isso que ele é. Se algumas pessoas vão preferir usá-lo por conta disso, muito bem, mas não deixa de ser um iPod touch grande).

  • Alex iPilot

    No meu entendimento, o iPodão não é o iPod Touch Killer, mas sim o próximo iPhone!

    Se o i4 não vai mais ser vendido amarrado a uma operadora celular o que justificaria manter o iPod Touch? O preço? Isso a Apple contorna fácil, agora que ela tem a certeza do sucesso do produto e da App Store. Além de ganhar no (ainda) maior volume de vendas do iPhone e na eliminação do custo de projeto/fabricação/manutenção/marketing de um produto.

  • Enzo

    Simples, o ipod touch é um gadget que esta ebtrando em uma nova versao, e cabe no bolso de todos e muito pratico pois todos ja o conhecem, mas o iPad é um ipod touch tamanho gigante que voce nao vai poder lwvar pra todoa os lugares, nao vai querer levar o ipad a um shopping porqu podem te roybar e onde o vai fuardar? Ja o ipod touch eh bem mais portatil e com doi cliqies voce jah pode saber todas as seçoes de filme sem se levantar da cadeira ou chamar atençao, principalmete com a nova versao chegando eu nao bou largar o meu e ja estou me prepara do para comprar o novo, se eu fosse gastar tanto assim num iPD iria preferir um notebook bom que pudesse kogar jogos online e programas especiais! Porque a maioria na aple tem que se pagar :s

  • Cristiano

    Cara, disse tudo! Imagine o meu caso: vou vender meu ipod touch de 3 meses de idade para comprar um… um doce pra quem adivinhar 😉

  • Bruno Monin

    Prefiro continuar com meu iTouch. O iPad pode ser bom em muitas coisas contra o iTouch, mas em questão de praticidade em ouvir música, ele perde totalmente o sentido, pelo menos pra mim, que uso meu iTouch mais pra música só. Onde iria levar meu iPad pra ouvir música indo pro trabalho, no bolso?

  • Nossa… é EXATAMENTE o que eu penso.

  • Leonardo

    Eu não acho que seja um Ipod Killer… Eu tenho um Touch 32GB. assito filmes e séries no trabalho e na faculdade, tenho quase todas as minhas músicas que tem no PC(mesmo as que eu não escuto muito) e navego na internet (memso que seja por Wi-Fi). Acho ele perfeito. Gosto da sua portabilidade.

    IPad? Sim, achei legal mas não vou substituir pelo meu Ipod. Ele não é portatil como ele. Hoje eu saio com carteira e ipod e vou pra academia… já com ipad.. Achei sim um produto ótimo, como concorrente dos netbooks.

    Acho que a Apple deveria incorporar a tecnologia 3G nos futuros Ipods assim como fez com os Pads (mesmo com preços diferentes) é a única coisa que fala em um touch na minha opinião.