Notícias

Por protesto, aplicativo Classics fica gratuito por tempo limitado

Uma das coisas que mais chamou a atenção (inclusive a nossa, na transmissão por áudio da keynote feita pelo Blog) foi a extrema semelhança do novo organizador iBooks (incluído no iPad) com o veterano aplicativo Classics. E pelo jeito não fomos os únicos a achar isso.

Para aproveitar a deixa e simular um protesto, os desenvolvedores resolveram deixar o clássico leitor de livros (link iTunes – compatível com iPhone e iPod touch) de graça por algum tempo para chamar a atenção sobre o fato. E ainda provocam:

Estamos orgulhosos de termos influenciado o futuro da interface da leitura digital.

Claro que tudo isso é uma jogada de marketing. O Classics não inventou nada, tanto é que outros aplicativos usam a mesma ideia de prateleiras para apoiar títulos. A primeira que se tem conhecimento é a Delicious Library, cujo responsável Wil Shipley protestou em seu twitter sobre o que considerou de cópia descarada:

Não, a Apple não licenciou o iBooks de mim. Eles apenas me copiaram.

Porém, o que Shipley não comenta é que alguns de seus ex-empregados hoje trabalham na Apple, com a chance de alguns deles terem contribuído na criação original. Como não é uma interface patenteada, eles teriam o direito de reutilizar o que ajudaram a criar.

Muitos outros sites e aplicativos usam a mesma ideia de estante de madeira. Um deles é o simulador Commodore 64, disponível desde o ano passado na App Store.

Alguns sites também já usam há anos a mesma interface. Um exemplo é o issuu.com e o Shelfari, ambos dedicados à distribuição de livros e revistas.

Seja como for, o importante agora é que o Classics, que é um ótimo leitor de livros, está de graça e já pode ser baixado. O único problema é que os livros estão todos em inglês… :/

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados