Notícias

Para alguns desenvolvedores, a Apple mentiu na sua resposta à FCC

Google Voice

A Apple mentiu deliberadamente para a Federal Communications Commission“, foi a declaração de Kevin Duerr, desenvolvedor de um dos aplicativos barrados no caso Google Voice na App Store. Na semana passada, a empresa da maçã publicou suas respostas sobre a rejeição de alguns aplicativos na sua loja virtual.

De fato, as respostas não convenceram nem mesmo os nossos leitores, que comentaram sobre os argumentos evasivos da Apple. E é exatamente o que Duerr afirma agora, que a empresa mentiu em vários pontos.

Um dos argumentos, por exemplo, fala da proteção à privacidade do usuário, pois o Google Voice transferiria todos os contatos presentes no aparelho para seu servidor. Kevin afirma que isso é mentira, porque o aplicativo não transfere nada, apenas interage com a agenda do iPhone. Ele destaca também que o próprio iTunes faz nativamente a sincronização de contatos do telefone com o Google e o Yahoo. Por que o iTunes pode e o iPhone não? Se este ponto é assim tão importante, onde está a proteção de privacidade do programa que gerencia o celular?

Outro ponto é o argumento de “duplicação de funcionalidade”. O Google Voice teria sido barrado porque duplica a função de telefone e SMS. Mas então, porque o AIM também não foi rejeitado, se ele possibilita o envio também de SMS gratuitos (somente nos EUA e Canadá)?

Por último, Kevin também afirma ser falso o argumento de que “a Apple ainda está estudando o GV”. Então o que explica ela ter retirado aplicativos similares que já estavam presentes há alguns meses na loja? Por que barrar aplicativos que já tinham sido aprovados?

Resta saber o que a FCC vai fazer com as respostas da Apple, se vai aceitá-las ou então pedir explicações mais convincentes. Por que as atuais ainda não convenceram…

via

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados