Aplicativos

A evolução na interface gráfica de um aplicativo para iPhone

Uma das áreas fundamentais na criação de aplicativos e que infelizmente não é valorizada pela maioria dos desenvolvedores é a parte da interface gráfica. É o grande ponto forte do iPhone (e iPod touch), graças a sua ampla tela e sua função multi-touch.

Muitos profissionais de design não se dão conta é que é uma área rica para se investir, onde não é necessário saber nada de programação ou códigos binários. Basta criatividade, bom gosto e claro, muito estudo.

A Tap Tap Tap, uma das mais conhecidas empresas que trabalham na App Store, criou um vídeo mostrando a evolução do design de seu aplicativo Convert, uma simples calculadora de valores que se diferencia das outras pela sua interface gráfica. Um ótimo exemplo que demonstra como transformar uma idéia simples em um aplicativo que dá vontade de ter.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.
  • iDavi

    Exato iLex….

    é disso q faz nosso glorioso iPhone ser unico….

    tbm concordo q alem da Tap Tap Tap , devai ter mais Apps que usufruisem da intrface da maquina….

  • Thiago

    Aliar uma boa idéia, programação, design e praticidade não é tarefa fácil!

  • Bruno Serrão

    Trabalho como web developer, e sei que o design é o ítem mais importante de um site para o cliente. Ele não tem noção que por trás tem orientação a objeto, design pattern,

  • TiagoSouza

    Simplesmente fenomenal…comprei o aplicativo assim que o vídeo terminou..muitíssimo bem implementado, é impressionante..já deveria vir junto com todo iPhone. =P

    Se ao menos tivesse um aplicativo “to do” com o mesmo cuidado na interface…ou um aplicativo de notas..só resta esperar.. =}

  • Krikaoli

    “Bom dia amiguinho já estou aqui!…”

    É vero. Podia enumerar os aplicativos que tenho que são carentes nesse aspecto. E com todo respeito e admiração pelos desenvolvedores brasileiros, mas acho que no geral, são eles que menos dão valor pra isso ou tem interfaces gráficas bem… Vocês sabem…

    Ps: Tenho 13 giga em aplicativos e meu comentário é uma crítica construtiva. Não quero levantar pôlemica, mas é fato: nossos nacionais estão comendo poeira.

    Ps2: não me importo se o do argentino é pior, ele que se exploda com Maradona. Estou comparando com os dos “G8”

    • Frederico

      Mas sabe o que acontece? No Brasil, as equipes de desenvolvimento são pequenas, o pessoal fica mais focado na parte prática do projeto. Isso fora os desenvolvedores individuais, os “exércitos de um homem só”.

      Pensando bem, essa seara do desenvolvimento para iPhone, para nós brasileiros, ainda é nova. Somos bebês nesse setor.

      Você nota que as empresas que se estruturaram mais estão conseguindo mostrar mais resultado falando em termos de interface.

      Olha o joguinho de botão brazuca? Não é bem feito?

      Mas você está certo Krikaoli, mas ainda temos muito que caminhar.

      E brasileiro é criativo por natureza. Quando o desenvolvimento para iPhone amadurecer de vez entre nós, veremos muitos Apps brazucas com interfaces de encher os olhos.

      Eu to começando a aprender a programar para iPhone. É dificil heim. To acostumado com VB.Net, não tem nada a ver, outro mundo.

      Vou demorar no mínimo 3 e 4 meses para fazer alguma coisa que preste, e olha lá.

      Quem sabe daqui um tempo não tem um App meu sendo apresentado aqui no blog?

  • respider

    concidentemente comprei ontem esse aplicativo…
    e hj vejo aqui no blogdoiphone
    é excelente!

  • Jason S.

    Concordo em massa com parte dos comentários, principalmente com o Krika.

    Eu como profissional do ramo assino embaixo. Com a capacidade que o iPhone tem, a beleza que ele move, e com os conceitos que podem ser reproduzidos nele, ele ainda está sendo muito mal usado.

    Curti muito o aplicativo, comprando…

  • Marcus

    Muito bom!

  • Realmente muito bom

  • Savignon

    Curti foi a música. Alguém sabe o nome??