Curiosidades

[história do leitor] Como o iPhone salvou minha viagem para o Chile

No mês de junho estive por quatro dias a turismo em Santiago, no Chile. Como qualquer usuário de iPhone, já fui todo preparado. Semanas antes já tinha adicionado no Mapas os favoritos de todos os lugares que eu queria visitar, bastaria fazer um “Me leve até aqui” para descobrir facilmente o caminho correto.

Além disso, instalei outros aplicativos de turista para testar por lá, inclusive um que iria me dizer onde está o banheiro mais próximo.

iPhone no Chile

Tudo pronto e funcionando, se não fosse um golpe de misericórdia da Vivo que me deixou sem sinal algum, tanto de internet quanto de celular. Meus planos estavam indo todos por água (ou gelo) abaixo.

Logo que chegamos já visitamos um dos shoppings mais conhecidos, o Parque Arauco. Tinha que avisar meus pais que cheguei bem e que o avião não se espatifou no caminho (sabe como é o receio de voar hoje em dia), mas meu iPhone não pegava nenhuma rede. Já estava 100% decepcionado.

No almoço, sentado na mesa comendo um pote de torta de chocolate, tentei mais uma vez e vi que tinha uma rede sem fio aberta! Abri direto o Nimbuzz (App Store, gratuito) a procura de alguem da família no MSN ou gTalk. Conectei mas não tinha ninguém.

Sem esperança, fiquei olhando minhas páginas de aplicativos e me deparei com o Skype (App Store, gratuito) que baixei uma vez e nunca usei. Era a última tentativa de contato antes de desligar o iPhone por completo e partir para um orelhão (urgh).

Como nunca tinha usado, não tinha nenhum crédito para fazer ligações. Mas isso não foi problema porque ali mesmo já cliquei para adquirir alguns. Revezando entre colocar os meus dados e colheradas de torta de chocolate consegui, facilmente, obter 10 dólares de crédito.

Disquei o número e chamou! A conexão caiu umas 2 ou 3 vezes, mas consegui avisar a família.

Me impressionei com aquilo. Eu, sentado num restaurante no Chile, consegui comprar créditos e ligar para a minha casa através do VoIP (Voz por IP, ligações pela internet). Nem mesmo a minha operadora conseguiu inutilizar o meu iPhone!

Depois ainda usei o Currency (App Store, também gratuito) durante toda viagem para converter Pesos em Reais. Era estranho ver uma camisa por 29.000,00…

A foto foi tirada no Vale Nevado, a 3.500 metros de altura.

Além disso, vocês lembram do meu outro artigo, “Meu iPhone sabe nadar“? É o mesmo aparelho. Ele ainda vive e anseia por novas aventuras… 🙂

Tags

Artigos Relacionados

Back to top button
Close