Enquanto o Brasil ainda espera pela chegada do iPhone 5, a vizinha Venezuela já tem a oportunidade de receber, a partir de hoje, o novo celular da Apple pela sua operadora mais popular, a Movistar.

Mas a forma que isto está acontecendo lá é meio estranha e totalmente fora dos padrões geralmente seguidos pela Apple.

Para começar, hoje é uma quarta-feira, dia atípico para lançar iPhones (a Apple prefere sempre uma sexta para o lançamento, em todas as partes do mundo). Além disso, apenas a Movistar está disponibilizando o aparelho, nenhuma outra operadora ou estabelecimento irá vendê-lo, por enquanto.

Como os estoques enviados para o país são muito pequenos (apenas 2.000 unidades), a operadora resolveu criar um jeito louco de vendê-los: fará um sorteio entre os clientes interessados e só aqueles que ganharem terão a possibilidade de comprar os aparelhos, por preços proibitivos: R$2.787 pela versão de 16GB (pelo modelo pré-pago, pois no pós sai pelo valor módico de R$1.820), e R$3.215 a versão de 32GB.

Em uma página de internet, o candidato a cliente colocará seus dados e rodará uma espécie de máquina de cassino, em que é preciso formar três imagens iguais para ganhar. Se isto acontecer, o cliente recebe um código exclusivo, que o permitirá comprar o aparelho.

Eu me pergunto: dá para ficar feliz em ser o sorteado para preços como estes?

Enfim, é uma situação que provavelmente nenhum brasileiro invejaria. Eu prefiro esperar um pouco mais do que ter que passar por uma situação assim.

fonte Movistar