Desde o lançamento do iOS 4.2.1, já é sabido que a Apple liberou a função Buscar Meu iPhone de graça para quem possui aparelhos lançados em 2010 (iPhone 4, iPod touch 4g e iPad).

Mas nem todo mundo sabe como configurar seu aparelho ou que pode associá-lo a sua conta da App Store já existente para usar o serviço. Veja aqui como fazer.

A função, que antes era disponível apenas para quem assinava o serviço MobileMe (pacote completo de serviços com sincronização automática de contatos, notas, emails e calendários, além de fotos e espaço em disco, por R$229 anuais), permite saber onde o aparelho se encontra geograficamente, além de possibilitar a exibição mensagens de alerta e até mesmo apagar todo o conteúdo, remotamente. Isso é ideal em caso de perda e até mesmo de roubo, como já aconteceu no Brasil e nos Estados Unidos.

A Apple, provavelmente por questões comerciais, limitou a inscrição no serviço apenas para os novos aparelhos, mas quem possui dispositivos antigos pode se inscrever no iPad ou iPhone 4 de algum amigo e depois usar a conta normalmente no seu iPhone 3GS ou iPod touch 2g, por exemplo.

Para habilitar o Buscar Meu iPhone (ou iPad ou iPod) no seu aparelho vá em Ajustes, no menu Mail, Contatos, Calendários e adicione uma nova conta.

Escolha a opção MobileMe.

No espaço para o ID Apple você pode usar o mesmo que aquele da conta da App Store, usado para baixar aplicativos. Não importa de que país, qualquer um funciona. Se você não tiver nenhuma conta, pode criar uma gratuita direto no aparelho.

Depois de confirmar os termos de compromisso habituais, ele pergunta se você permite que o aparelho use a localização do seu dispositivo. Ela é feita através do GPS ou da triangulação das antenas de celular/Wi-Fi. O serviço utiliza obrigatoriamente a internet para enviar as informações para o site central, ou seja, se você perder em um lugar onde não tem internet ou se o aparelho ficar desligado, não há como localizá-lo.

Depois disso, seu aparelho está registrado e já pode ser visualizado em um mapa no site me.com ou em outro iPhone ou iPad com o uso do aplicativo dedicado.

Neste ponto, além de saber exatamente (ou aproximadamente, em regiões de fraca cobertura de GPS ou triangulação de antenas) onde seu aparelho está, você ainda pode enviar avisos para ele, bloqueá-lo com um código ou até mesmo apagar de longe todo o seu conteúdo, caso perca as esperanças de reavê-lo. Mas isso deve ser feito em último caso, pois depois disso não será mais possível localizá-lo.

O serviço é gratuito apenas para quem tem o iOS 4.2.1 ou posterior instalado em seu aparelho. Quem precisar ativar o serviço em um iOS anterior, deverá obrigatoriamente contratar o Mobile Me (link), tendo acesso a outros benefícios também.

É comum muitos usuários que têm seu iPhone roubado nos procurarem para saber se o serviço pode ser ativado após o roubo. Infelizmente não, é preciso ativá-lo antes. Saiba mais detalhes sobre seu funcionamento relendo nosso artigo feito em 2009.